Quantcast
PplWare Mobile

Tags: rússia

Divisão russa da Google prepara-se para pedir falência

A guerra que está a destruir a Europa, com palco na Ucrânia, tem sido muito mais que uma guerra bélica. Tanto do lado da Rússia como do lado do Resto do Mundo, estão a ser aplicadas fortes sanções que tem vindo a afetar toda a economia mundial.

As empresas norte-americanas tem vindo a mostrar que estão do lado da Ucrânia e, por meio de sanções, a conta bancária da divisão russa da Google foi bloqueada. Sem condições para continuar os seus trabalhos naquele país, a empresa prepara-se para entrar com um pedido de falência.

Divisão russa da Google prepara-se para pedir falência


Rússia irá legalizar as criptomoedas como meio de pagamento “mais cedo ou mais tarde”

A guerra da Rússia contra a Ucrânia originou um vasto rol de sanções que os países de todo o mundo implementaram contra as ações do presidente Vladimir Putin. Desta forma, o país tem tentado encontrar soluções e alternativas para que a sua economia consiga de alguma forma recuperar.

Como tal, o Ministro russo da Indústria e Comércio disse agora que, mais cedo ou mais tarde, a Rússia irá legalizar as criptomoedas como meio de pagamento.


Devido às sanções, tanques russos usam chips de eletrodomésticos

A situação económica na Rússia não está nada favorável, pois a guerra que Vladimir Putin iniciou contra a Ucrânia originou uma série de pesadas sanções por parte dos vários países em todo o mundo, como forma de estes se mostrarem contra o conflito.

As sanções têm tido um impacto significativamente pesado em vários setores, entre eles o tecnológico. Desta forma, as novas informações indicam que já há tanques russos que usam chips de eletrodomésticos devido à falta dos componentes mais específicos.


Tecnológicas deviam armazenar provas de crimes de guerra russos, dizem legisladores

As notícias e as redes sociais têm sido as grandes fontes de informação e é através delas que temos tido conhecimento do que de desumano se tem passado na Ucrânia. Na opinião de legisladores americanos, as empresas tecnológicas deveriam armazenar provas dos crimes de guerra que têm vindo a ser cometidos pela Rússia.

O pedido chegou aos chefes executivos do YouTube, do TikTok, do Twitter e da Meta.

Guerra na Ucrânia


Twitter: militar ucraniano preso em Azovstal implora por ajuda a Elon Musk

Numa guerra sem fim à vista, a Ucrânia continua a tentar salvar o seu território da invasão russa. Milhares de pessoas já perderam a vida, entre militares das duas frentes e civis, onde ninguém escapa, sejam mulheres, crianças ou idosos. A situação em Azovstal é uma das preocupações das autoridades já que tem encurraladas muitas pessoas, que se estima que não sejam apenas militares.

Sendo Elon Musk uma voz ativa desta guerra e o homem para quem não há impossíveis, há um militar, comandante da 36ª Brigada dos Marines da Ucrânia, a implorar por ajuda ao magnata norte-americano através de uma conta no Twitter.

Twitter: militar ucraniano preso em Azovstal implora por ajuda a Elon Musk