Quantcast
PplWare Mobile

Tags: rússia

Putin pode rebentar com cabos submarinos e bloquear a internet na Europa

Putin tem um poder incalculável nas mãos e as consequências para e a Europa e para o mundo, poderão ainda estar muito longe de serem conhecidas. Há agora um novo dado que poderá provocar um “apagão devastador”.

Segundo especialista, Vladimir Putin poderá avançar para o corte de cabos submarinos por onde passam 97% dos dados da internet europeia todos os dias.

Vladimir Putin com iPhone


Meta extingue rede de propaganda russa dirigida à Europa

Na guerra, apesar de não valer tudo, vemos de quase tudo. Estando a invasão da Ucrânia longe de terminar, da Rússia surgiu uma rede de desinformação que foi, recentemente, desmantelada pela Meta.

A empresa revelou que a rede de propaganda era dirigida à Europa e queria dar a conhecer falsos relatos.

Rússia na guerra


Ericsson nega acusações e diz que não exportou nenhum hardware para a Rússia

Pouco depois de a guerra na Ucrânia ter iniciado, a 24 de fevereiro deste ano, vários países e marcas viraram as costas à Rússia e implementaram várias sanções e restrições contra o país de Putin.

Mas, recentemente, a comunicação social sueca havia dito que a Ericsson continuava a exportar os seus produtos para o país invasor. No entanto, a própria Ericsson garante agora que nenhum hardware seu foi enviado para a Rússia, acrescentando que apenas foi fornecido suporte de hardware.


Rússia volta a mudar a data de retirada da Estação Espacial Internacional

A Rússia está numa posição complicada, após mais de 6 meses de guerra contra a Ucrânia. Com os avanços dos ucranianos, Putin parece dar “sinal de fraqueza” e “desespero”, segundo as reações à mobilização parcial anunciada pelo presidente. Além disso, a ameaça do uso de armas nucleares voltou a pairar no planeta. Na órbita da Terra, a Estação Espacial Internacional (ISS) volta a estar no centro da discórdia.

Após ter usado a Estação Espacial como “arma de arremesso”, a Rússia corrigiu a sua posição em julho passado, após ter fixado a data de 2024 como término da cooperação. Passou então para 2028 a data. Agora, voltou a mexer silenciosamente no agendamento do abandono.

Imagem do módulo da Rússia na Estação Especial Internecional


Ucrânia: Russia pode usar armas nucleares para defender territórios

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia entrou numa nova fase de muita incerteza. A ameaça nuclear subentendida nas declarações de Putin atraiu a condenação imediata de uma série de líderes ocidentais, mas também teve “apoiantes”.

O antigo presidente russo Dmitry Medvedev avisou esta quinta-feira que quaisquer armas do arsenal de Moscovo, incluindo armas nucleares, podem ser usadas para defender territórios ocupados pela Rússia na Ucrânia.

Ucrânia: Russia pode usar armas nucleares para defender territórios