Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Perseverance

O que aprendeu o rover Perseverance com a recolha de duas pedras de Marte?

O rover Perseverance superou-se esta semana, ao recolher não uma, mas duas amostras de rocha marciana para análise. Agora, os cientistas da NASA revelaram que estas amostras podem dizer-nos muito sobre a história de Marte e a presença de água no planeta.

O robô da NASA inicialmente teve problemas com a perfuração. Contudo, depois conseguiu por duas vezes furar rocha num local onde se julga ter havido água há muitos milhões de anos.

Imagem do solo e das rochas de marte e do rover Perseverance da NASA


Desapareceu misteriosamente a amostra de rocha de Marte que o rover da NASA perfurou

A NASA quer perceber o que se passou em Marte e uma das formas de recolher informação é estudar as rochas que estão depositadas em locais onde supostamente há milhões de anos havia água. A agência espacial anda a programar esta missão já há nove anos e já gastou mais de 2 mil milhões de dólares a preparar o momento para procurar, perfurar e armazenar amostras de rochas marcianas. O rover Perseverance finalmente iniciou os trabalhos na sexta-feira passada. O rover escolheu o alvo, apontou a broca e fez um furo para recolher o material.

Misteriosamente, o conteúdo do furo desapareceu. A amostra não está onde deveria estar e não há rasto dela.

Imagem furo na rocha de mmarte feito pelo Perseverance da NASA


Perseverance capta o som do 4.º voo do helicóptero Ingenuity em Marte

A NASA continua a surpreender-nos com pequenos factos que são grandes feitos à escala do universo. A agência espacial norte-americana revelou o som captado pelo rover Perseverance quando o helicóptero Ingenuity levantou voo na rarefeita atmosfera de Marte. A NASA divulgou, nesta sexta-feira, novas imagens gravadas pelo robô enquanto o pequeno drone fazia o seu quarto voo.

Os responsáveis pela missão referem que esta gravação será uma mina de ouro para compreensão da atmosfera marciana.

Imagem do helicóptero da NASA, o Ingenuity, no solo de Marte


Novas pistas poderão explicar como foi possível Marte ter rios e oceanos

A NASA já começou a retirar informações preciosas para conhecer Marte como nunca o havia conhecido. A sonda Perseverance pousou perto de um antigo delta de rio, mas que atualmente está seco. No entanto, são evidentes os sinais que existiu no planeta vermelho muita água, que formaram rios e oceanos. A dúvida que desafia os cientistas é saber para onde foi a água, o que lhe aconteceu. Das muitas teorias lançadas sobre o tema, até hoje nenhuma parece ter conseguido o consenso. No entanto, o Perseverance traz novas pistas.

Investigadores da Universidade de Chicago desenvolveram um modelo de Marte que revela o mistério por detrás do clima antigo do planeta vermelho.

Imagem de Marte antigo com rios e oceanos


Marte: NASA conseguiu pela primeira vez produzir oxigénio noutro mundo

O rover Perseverance, que custou cerca de 3 mil milhões de dólares, é um conjunto de tecnologias avançadas que visam conhecer Marte e testar conceitos para um dia o planeta receber humanos. Encontrar água é um dos objetivos e o outro, como vamos ver, é provar que se pode produzir oxigénio a partir da atmosfera do planeta. A NASA já conseguiu produzir este gás, através de um módulo especial que o rover transporta.

O marco que o instrumento MOXIE alcançou, convertendo dióxido de carbono em oxigénio, aponta o caminho para a futura exploração humana do Planeta Vermelho.

Imagem do MOXIE, um instrumento da NASA em Marte que transforma dióxido de carbono em oxigénio