Quantcast
PplWare Mobile

Tags: pandemia

Rolls-Royce diz que COVID-19 estimulou a venda dos seus automóveis

A pandemia prejudicou muitos setores e pôs fim a incontáveis negócios pelo mundo todo. Contudo, aparentemente, nem tudo foi mau. Afinal, a Rolls-Royce alega que a COVID-19 estimulou a venda dos seus automóveis.

Aparentemente, os consumidores entenderam que a vida é demasiado curta.

Rolls-Royce


COVID-19: Intel vai colocar os funcionários não vacinados em licença sem vencimento

Enquanto a nova variante Ómicron da COVID-19 se alastra um pouco por todo o mundo, os países tentam lidar com essa realidade da melhor forma, optando por apertar as várias medidas de combate contra a pandemia que se arrasta há já dois anos. Uma das melhores formas de lutar contra o vírus é a vacinação, mas ainda existem algumas pessoas reticentes à mesma.

Neste sentido, a gigante Intel notificou os funcionários para se vacinarem caso ainda não o tenham feito ou apresentarem uma isenção de vacinação. Caso contrário, poderão ser colocados num regime de licença sem vencimento.


Cientista responsável pela vacina de Oxford diz que a próxima pandemia poderá ser pior

O mundo está há dois anos em pandemia e muito tem sido feito para que ela vitime o menor número de pessoas possível. Agora que a maioria dos países já está, minimamente, munida e informada de formas de a combater, a cientista responsável pelo desenvolvimento da vacina Oxford-AstraZeneca prepara-se para alertar que a próxima poderá ser pior.

Numa conferência a acontecer esta noite, Sarah Gilbert avisará que a próxima poderá ser mais contagiosa e mais letal do que esta, promovida pela COVID-19.

Sarah Gilbert, cientista responsável pelo desenvolvimento da vacina contra a COVID-19 Oxford-AstraZeneca


TikTok é acusado de divulgar notícias falsas sobre a COVID-19

O TikTok é atualmente uma das mais populares aplicações sociais do mundo. No entanto, à semelhança de outras do género, nem sempre consegue moderar e gerir em tempo útil todos os conteúdos, desadequados e falsos, partilhados pelos utilizadores.

Desta forma, a plataforma está agora a ser acusada de permitir a divulgação e recomendação de notícias falsas sobre a pandemia da COVID-19.


Airbnb cancelou mais de 50.000 reservas por suspeitas de festas ilegais

A pandemia não está a desacelerar e é possível que as medidas estreitem ainda mais nos próximos tempos. No caso, a Airbnb, pelo histórico que conhece, já cancelou 50.000 reservas, como parte de uma tentativa de prevenir a realização de festas ilegais nas casas que tem disponíveis.

Esta ação surge no sentido de garantir que, pela sua parte, as regras impostas são cumpridas.

Airbnb