Quantcast
PplWare Mobile

Tags: nasa

NASA deu $178 milhões à SpaceX para lançar a Missão Europa

Que os cientistas acreditam que existe vida extraterrestre não é novidade, afinal, o Universo é maior do que é possível imaginar. Mais do que isso, acreditam nessa vida sob o exterior gelado de uma das luas de Júpiter. Assim sendo, a NASA deu 178 milhões de dólares à SpaceX para o lançamento da Missão Europa.

A NASA escolheu a agência de Elon Musk para a primeira missão dedicada à Europa, dentro de pouco mais de três anos.

Missão Europa da NASA


NASA consegue com sucesso ativar computador de backup do Hubble. O telescópio está de volta

A NASA lançou o Hubble em 1990. O telescópio foi equipado com tecnologia dos anos 70 e, à medida que o tempo passa, essa mesma tecnologia parece estar a dar de si. Assim, no passado dia 13 de junho, o computador principal do equipamento avariou. Depois de várias tentativas, a agência espacial não conseguiu de imediato ativar o computador de backup.

No dia 10 deste mês, a NASA referiu que tinha um plano para voltar a tentar ativar o computador de recurso. Contudo, se falhasse, poderia ser o fim do mais importante telescópio espacial. O plano resultou, o Hubble está de volta.

Imagem Hubble a mostrar o Universo


A NASA tem um plano para reparar o computador de 47 anos do Hubble

Há cerca de uma semana ficamos a saber que ocorreu um problema grave num dos mais emblemáticos telescópios da NASA, o Hubble. Este equipamento entrou em modo de segurança devido a uma falha no computador interno. Apesar da sua idade, este ainda é um telescópio muito especial para a humanidade, pois deu-nos algumas das descobertas astronómicas mais importantes da história.

Agora a NASA tem um plano para o recuperar, mas para já tudo é teoria, será que vai funcionar na prática?

Imagem Hubble da NADA tem um problema no computador


China quer levar o primeiro ser humano a Marte até 2033 e deixar EUA para trás

Marte é um objetivo para as potências mundiais. Na verdade, sendo aquele planeta deserto, inóspito e sem evidências claras de poder ser um segundo lar para os seres humanos, porquê tanto interesse? Esta questão ecoa muitas vezes em muitas dissertações, mas a verdade é que se os EUA, mais concretamente a SpaceX, quer levar o primeiro ser humano ao planeta vermelho em 2026, a China apontou a data para 2033.

A NASA tem uma abordagem igualmente ambiciosa, diz que antes de 2030 não será viável, mas a China acredita que será o primeiro país a conseguir esta missão tripulada ao planeta.

Ilustração de base da China em Marte


Dados revelam que Vénus possui atividade tectónica semelhante à da Terra

Vénus é considerado um planeta do tipo terrestre ou telúrico, chamado com frequência de planeta gémeo da Terra. É também um planeta que desperta a curiosidade sobre o que lhe aconteceu, para ser tão diferente do seu irmão. Nesse sentido, a NASA vai lançar duas missões a Vénus pela primeira vez em 30 anos. Contudo, a agência espacial norte-americana recolheu informações indicando que o vizinho da Terra regista evidências de movimentos tectónicos na superfície.

Segundo os dados agora revelados, os movimentos são executados em blocos da crosta que colidem como se fossem pedaços de gelo.

Imagem da NASA a ilustrar Vénus