Quantcast
PplWare Mobile

Tags: nasa

Mancha solar duplica de tamanho em 24 horas: “calma, não há razões para pânico”

O nosso Sol é uma fonte de vida, mas tem também o potencial de infligir à Terra danos provocados pela sua radiação. Nesse sentido, as preocupações com uma mancha solar apontada ao nosso planeta têm crescido nos últimos dias. Estas manchas podem disparar contra nós poderosas erupções solares, e os danos são já bem conhecidos. Contudo, os especialistas disseram que está longe de ser invulgar.

As declarações dos especialistas parecem ter acalmado as preocupações, pois ainda recentemente estas erupções destruíram satélites e tiveram vários efeitos no nosso Planeta Azul.

Imagem da mancha solar que duplicou no nosso Sol


A culpa é do software! NASA adia missão para explorar asteroide Psyche

Se acompanha o Pplware certamente que já ouviu falar no asteroide Psyche. A NASA (National Aeronautics and Space Administration) tinha intenções de explorar este asteroide, este ano, mas houve um contratempo.

Devido a um atraso da entrega do software  de voo e do equipamento da nave, a missão para explorar o asteroide Psyche vai ter de acontecer noutra altura.

A culpa é do software! NASA adia missão para explorar asteroide Psyche


Sondas Voyager da NASA estão a morrer, depois de quase 45 anos a viajar pelo Universo

A NASA lançou as sondas Voyager em 1977 e com elas começou um ambicioso programa de descobrimento espacial com o objetivo de conhecer Júpiter e Saturno, assim como as suas respetivas luas. Mais tarde, esta missão foi ampliada com a inclusão das primeiras explorações de Úrano e Neptuno conseguindo mesmo ir mais além no espaço e orbitar Plutão. Em 1990, com os seus objetivos no sistema solar atingidos, iniciou-se um novo programa chamado Missão Interestelar Voyager.

Com quase 45 anos a ir onde nenhum outro elemento humano conseguiu ir, estas sondas estão a perder vapor após a maior aventura de sempre. Estamos perto do fim de uma era.

Ilustração sondas Voyager da NASA


Rover da NASA descobriu lixo em Marte

Conforme temos vindo a ser avisados, a Terra está inegavelmente poluída e os milhares de milhões de pessoas do mundo produzem uma quantidade inimaginável de lixo. Aparentemente, não nos ficamos apenas pelo no nosso planeta e também já foram encontrados vestígios em Marte.

Aparentemente, o Perseverance da NASA já deixou a sua marca.

Rover Perseverance da NASA


Astrónomos descobriram 2 superterras em órbita de uma estrela próxima

Haveremos de encontrar um planeta que possa albergar vida, se não a tiver já. Bom, esta é uma esperança, apesar de não haver nada que nos diga que isso é possível. Contudo, os astrónomos continuam na sua senda de descobertas. Desta vez foram encontrados dois novos mundos, duas superterras de provável abundância mineral rochosa. Estes planetas foram encontrados em órbita de uma estrela próxima do nosso próprio bairro cósmico.

Os dois exoplanetas recentemente descobertos são maiores que a Terra, mas menores que um gigante do gelo. Eles orbitam orbitando uma estrela anã vermelha fresca.

Ilustração de duas superterras descobertas pelo TESS