Quantcast
PplWare Mobile

Tags: computadores

Escolas: 200 mil computadores pagos pelo PRR ainda estão por entregar

Com a pandemia por COVID-19, o Governo Português disponibilizou verbas para que os alunos pudessem ter um computador e acesso à internet. Tal como informamos, em janeiro as escolas começaram a distribuir esses computadores.

Sabe-se agora que um terço dos computadores pagos pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) acumulam-se nas escolas.

Escolas: Há 200 mil computadores pagos pelo PRR que estão por entregar


Afinal, quantos Macs a Apple vendeu no último trimestre? Analistas não fazem ideia

A Apple não tem por hábito revelar o número exato de dispositivos que vende, em nenhum dos segmentos. As informações que vão chegando baseiam-se em informação partilhada por analistas de mercado. Ontem, as principais empresas de análise de mercado apresentaram os relatórios trimestrais relativos às vendas de computadores, dando à Apple valores de vendas dos seus computadores muito dispares entre si, o que não aconteceu com as outras marcas.

Significa isto que os analistas não fazem ideia de quanto a Apple vende?

Afinal, quantos Macs a Apple vendeu no último trimestre? Analistas não fazem ideia


8 razões pelas quais deve apostar num computador fixo em vez de um portátil

Se está prestes a comprar um computador novo, poderá estar indeciso entre um portátil ou um fixo. Um computador fixo fornece uma maior potência a um preço mais baixo, mas um computador portátil oferece um desempenho semelhante num porte muito mais pequeno. Se valoriza a portabilidade acima de tudo, um computador portátil é a única escolha lógica. Contudo, fora deste cenário, é fácil argumentar que os fixos são um produto significativamente melhor em geral.

Aqui estão 8 razões pelas quais um computador fixo é melhor do que um portátil.


Mercado dos PCs sofre a sua maior queda em 9 anos e só deve recuperar em 2024

Quando atualmente falamos da COVID-19, parece que estamos a falar de alguma coisa que já aconteceu há vários anos, pois felizmente a situação está muito mais controlada. No entanto foi apenas há cerca de três anos que a pandemia nos bateu à porta e mudou radicalmente as nossas vidas. E um dos setores que ‘ganhou com isso’ foi mesmo o tecnológico, nomeadamente o mercado dos computadores pois as pessoas precisavam deles para trabalhar, estudar e passar o tempo nas suas casas.

Contudo, e com a normalidade a voltar ao que era, as mais recentes pesquisas indicam que o mercado dos PCs vai sofrer a sua maior queda em 9 anos. Para além disso, estima-se que só conseguirá recuperar a partir do ano de 2024.


Rússia atravessa uma escassez de teclados com as letras russas

Enquanto a guerra na Ucrânia continua dia após dia, mantêm-se também as várias sanções e consequências aplicadas à Rússia. Estas têm afetado diversos setores do mercado do país de Vladimir Putin, sendo que o tecnológico tem sido um dos mais atingidos.

De acordo com as mais recentes informações, a Rússia atravessa agora uma escassez de teclados onde constem teclas com as letras russas. Como tal, a solução passa por importar teclados estrangeiros e gravar nesses as letras do país.