Quantcast
PplWare Mobile

Tags: App Tracking Transparency

Facebook: receita aumenta 56% no 2.º trimestre 2021 mesmo com novas regras do iOS

O Facebook anunciou nesta quarta-feira os seus resultados fiscais do segundo trimestre de 2021. A empresa registou uma receita de 29 mil milhões de dólares, o que representa um crescimento de 56% face ao período homólogo em 2020. Estes resultados mostram que a gigante das redes sociais obteve um crescimento mais rápido do que a Apple e a Microsoft durante o mesmo período.

Conforme é possível perceber, e ao que tudo indica, o Facebook não foi afetado pelas alterações de privacidade introduzidas com o iOS 14.5, pelo menos que se note nesta altura.

Facebook: receita aumenta 56% no 2.º trimestre 2021 mesmo com novas regras do iOS


Agora já pode excluir os últimos 15 minutos do histórico de pesquisa na App Google para iOS

Com o avanço da Apple no campo da privacidade, ao implementar o sistema App Tracking Transparency, a Google não quis ficar para trás, apesar de ser uma das grandes afetadas pelo sistema, e prometeu no seu evento Google I/O deste ano novidades. Assim, os utilizadores do iOS já podem excluir os últimos 15 minutos do histórico de pesquisa na App Google.

Este recurso, que chegará também ao Android em breve, vai igualmente entregar aos utilizadores algum controlo sobre as suas visitas e pesquisas na web.

Imagem Google Pesquisas para iOS


Pânico entre os anunciantes do Facebook: a eficácia dos anúncios do iPhone cai a pique

Com o iOS 14.5, a Apple lançou uma medida que passa aos utilizadores o controlo dos seus dados de visitas online. Era este cenário que o Facebook, assim como outras empresas, tinham receio. Isto é, em maio passado, 96% dos utilizadores do iOS 14.5 solicitaram às aplicações que deixassem de seguir as suas atividades. Com o sistema App Tracking Transparency (Seguimento) a gerar um grande impacto, os anunciantes entraram em pânico devido aos resultados causados.

Segundo as estimativas, estes números alteraram-se, mas o cenário continua a não ser nada animador. Atualmente, apenas 25% dos utilizadores aceitaram o seguimento e isso está a cortar severamente os dados que o Facebook consegue receber e rentabilizar.

Imagem


Apple frustrou tentativa chinesa de contornar a tecnologia App Tracking Transparency

Apesar de se sentir uma acalmaria no que toca à controversa tecnologia da Apple App Tracking Transparency, que veio travar o seguimento das empresas às ações dos utilizadores nas aplicações, não será sinónimo de aceitação e conformação. Bem pelo contrário. Esta “bonança” poderá querer dizer algo. Segundo informações, a Apple frustrou a tentativa de um grupo de empresas chinesas para conseguir contornar a nova política de privacidade da empresa de Cupertino.

Neste esquema estavam envolvidas grandes empresas, gigantes do mundo da internet e publicidade.

Imagem App Tracking Transparency versus CAID

 


App Tracking Transparency da Apple: só 4% deram o OK para serem seguidos pelas apps

Era este número que o Facebook, assim como outras empresas tinham receio. Isto é, 96% dos utilizadores do iOS 14.5 solicitaram às aplicações que deixassem de seguir as suas atividades. Portanto, este recurso da Apple que saiu recentemente está de facto a mostrar que os utilizadores gostaram do sistema App Tracking Transparency (Seguimento).

Num estudo agora apresentado pela empresa Flurry, são apresentados números muito expressivos sobre privacidade no iOS.

Imagem do Instagram a pedir permissão ao abrigo do sistema App Tracking Transparency da Apple: