Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Activision Blizzard

Activision pede aos acionistas que votem contra relatório anual sobre assédio

Recentemente, a criadora Activision Blizzard foi notícia por ter sido comprada pela gigante Microsoft, num negócio que envolveu o pagamento de 60 mil milhões de dólares. No entanto, mais recentemente, as notícias informavam que a empresa teria ameaçado os seus funcionários, o que gerou bastante polémica.

Agora, as informações indicam que a Activision está a pedir aos seus acionistas que votem contra a elaboração de um relatório anual sobre assédio.


Activision Blizzard terá ameaçado os funcionários, segundo autoridades dos EUA

Volta e meia surgem polémicas no mundo tecnológico, e hoje damos conta de mais um desses casos. Isto porque a criadora de jogos Activision Blizzard está agora a ser acusada de ameaçar os seus funcionários e quem o diz é uma agência do governo norte-americano.

A empresa, que agora pertence à Microsoft, já veio comentar o sucedido e afirma que as acusações são falsas.


Activision Blizzard e Epic Games também param de vender jogos na Rússia

Todos os dias dezenas de marcas juntam-se a centenas de outras que viraram já costas à Rússia devido à guerra com a Ucrânia. No que respeita ao mundo tecnológico, praticamente todas as empresas importantes e poderosas tomaram a decisão de deixar de exercer alguma atividade significativa no país invasor.

À lista juntam-se agora também as gigantes do segmento dos videojogos Activision Blizzard e Epic Games que vão então deixar de vender os seus jogos na Rússia.


CEO da Activision Blizzard receberá 15 milhões de dólares se a Microsoft o demitir sem razão

Em janeiro, a Microsoft anunciou a aquisição da criadora Activision Blizzard por 60.000 milhões de euros. A compra foi muito bem recebida, especialmente pelos jogadores da consola Xbox da empresa de Redmond, no entanto houve várias reservas por parte de quem tem PlayStation da Sony, por exemplo.

No acordo existem vários dados curiosos e, recentemente, soubemos que caso a Microsoft demita o CEO da Activision, Bobby Kotick, sem motivo aparente, terá que pagar ao executivo a impressionante quantia de 15 milhões de dólares.


Governo dos EUA vai investigar a compra da Activision Blizzard pela Microsoft

Em meados do mês passado a Microsoft anunciou que havia comprado a criadora de jogos Activision Blizzard. Sem dúvida que este foi uma das novidades mais marcantes deste novo ano no mundo dos videojogos, e com ela surgiram também algumas preocupações, especialmente por parte da rival Sony.

No entanto, de acordo com as mais recentes informações, o governo norte-americano, através da FTC, vai investigar esta aquisição da empresa da Xbox.