PplWare Mobile

Carregar a bateria de um carro elétrico é mais barato do que a maioria das pessoas pensa


Imagem: Pplware

Fonte: Globally Charged

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. José Rodrigues says:

    Por mais vantagens que isto sejam em termos de preços nos governos não se pode confiar. Hoje barato, amanhã caro. Tudo se precisa de tempo para ver o que irá dar.

    • AP says:

      A vantagem dos elétricos é que mesmo que tudo corra mal, não há nada como uns painéis solares. Tente fazer isso com qualquer combustível.

      • GM says:

        De génio. E quantos colectores são necessários para teres a capacidade de carga necessária? Sem licenciamento enquanto micro-produtor (apenas com comunicação prévia à DGEG/SERUP), só podes ter uma capacidade instalada de 1500Wp. E esses 1500Wp, são-no no máximo de produção, ou seja, com orientação e inclinação óptimos e ao meio dia. Ah, esqueci-me de referir. É válido durante o dia, pois à noite, não há sol. Como tal, para conseguires carregar o popó em casa, tens de, aos colectores, juntar uma bateria. Ora, o conjunto completo, 6 colectores + inversor + bateria de 14kW por ex., fica em + de 10.000€. Não me parece viável, pelo menos para já.

  2. José Rodrigues says:

    Por mais vantagens que isto sejam em termos de preços nos governos não se pode confiar. Hoje barato, amanhã caro. Tudo se precisa de tempo para ver o que irá dar.

  3. Rui João says:

    Eu tenho um um golf gte que comprei novo em 2016, e recorrendo ao tarifário bi horário da Galp com desconto nas horas noturnas, aumentou-me o consumo de energia em cerca de 7 a 8 euros por mês desde lá.

    Esses 7 a 8 euros rendem-me para cerca de 50km por dia.

    • jeton says:

      mas 7 a 8 euros no meu diesel não fazem mais que 50km / dia

      • Renato Azevedo says:

        Não, 7€/8€ mês de diesel não fazem 1.500km. Para fazer 1.500km com um carro necessita de, pelo menos 100€/mês.

      • Rui João says:

        Num híbrido como o meu, com 40 a 50km dia e 8 euros num e- fazes 1300 a 1500km por mês. Num diesel com 8 euros fazes 90 ou 100km a fazer médias razoáveis.

        Mas ainda falam aí nos carros a gpl. Gostava de saber que carro a gpl faz 1300 a 1500km com 8 euros.

        Pelo menos podem gabar-se de ter bilha de gás.

  4. Rodrigo Da Silva says:

    A maioria das pessoas sao ignorantes portanto esta noticia nao me surpreende!

  5. J. Sa says:

    Não é tão barato como querem fazer crer!

  6. Sxac says:

    … ” um carro elétrico é mais caro do que a maioria das pessoas pensa…” 😉

  7. A says:

    Pelo que tiro deste artigo em Portugal fica mais ao menos ao mesmo preço que um carro a GPL. Acredito que os carros eléctricos sejam o futuro mas neste momento ainda há alternativas melhores…

    • Angelo says:

      A “alternativa melhor” é a que agride menos o meio ambiente.

      • blablabla says:

        Pagam-lhe alguma coisa para “agredir menos” o ambiente?

        • AP says:

          Sim, respira-se menos veneno e há menos miúdos a crescerem com alergias a tudo. Saúde meu caro, esqueça os “verdes”, pense na sua família.

          • Nicolau says:

            De que vale pensar no futuro se não tens dinheiro para comprar um elétrico no presente? Por pensarem na família e nas suas necessidades é que não esturram dinheiro num carro elétrico. Têm de ficar muito mais baratos para serem uma alternativa viável à maioria das pessoas e não só aos ricos!

          • Louro says:

            @Nicolau,
            Como tudo os preços irão baixar ainda mais, é o habitual.

            Mas tens modelos elétricos a custar mais ou menos o equivalente a um a combustão.

            Tens é de fazer as contas todas e não olhar só para “este custa 30 aquele custa 20”.

            Os custos de manutenção e para andarem tem um peso muito grande

  8. NUNO AMARO says:

    O meu Leaf gasta em média 15kw/100km, como tenho bi-horário em casa, o kw à noite das 22h às 8h custa-me 0.079€. Ou seja, 0.079×15= 1,19€/100km.
    Na tarifa normal o custo do kw anda por volta dos 0,17€ o que já daria cerca de 2,55€/100km.

    • Goncalo Pereira says:

      como tens esse custo nocturo? devia rondar os 10cent/kw

    • jeton says:

      isso sim, a esses valores já me agrada mais, pois começar a pensar num electrico para mim tem que ser um que tenha alguma atonomia pois faço uns 130km/dia e aos fins de semana uns 650km.
      Dos quais 325km seguidos logo a autonomia terá que ser superior.

    • J. Sa says:

      E quanto custou o carro. Não fazem contas também a isso. Um carro eléctrico em média custa quase o dobro de um carro a diesel.

      • Paulo L says:

        Se queres entrar por aí, e quanto custa a manutenção, óleos, pastilhas, etc, etc, etc…
        Fala-se do consumo e não em tudo o resto, se quiseres entrar por aí, tens de contar com os desgaste de ambos em 200 ou 250 mil km.
        Tens também de pensar que a electricidade é considerado um bem essencial e como tal vai continuar a ter aumentos regulados, ao contrario do petróleo que está pendente de taxas e manias de governos estrangeiros.
        A história tem nos mostrado aumentos sucessivos no petróleo ao longo dos últimos anos, uma tendência que tende em agravar-se, significa que a relação custo/consumo vai cada vez ser superior no gasóleo/ gasolina vs eléctricos.
        Está conversa daqui a um ano podemos estar a falar de 1.80 eur por litro no diesel e 2 eur na gasolina

        • Pedro says:

          Então porque não falas do aluguer da bateria também como um custo então nos eletricos? É óbvio que tudo entra para as contas, mas um eletrico ainda não é sinónimo de poupança para a grande maioria das pessoas. Tem que ser alguém que gaste muito dinheiro em combustíveis mensalmente para compensar.

    • Nicolau says:

      O Leaf custa perto de 30 mil euros. São mais 10 mil em comparação a um carro dessa categoria a gasolina. Não é para todos os bolsos, e o que se quer são carros eléctricos na mão do cidadão comum para que haja impacto no ambiente. Só se vê a China a investir em carros eléctricos que custam menos de 20 mil.

  9. Hugo Nabais says:

    Essa medição de custo por 16 km (10 milhas) pode ser percetível e útil lá para a terra do trumpa, mas cá para Portugal serve de muito pouco. As pessoas sabem comparar com custo por 100km!!
    Mas pronto vamos fazer p exercício. Tomo nota de todos os meus abastecimentos de gasóleo e estou com uma média de 6.08€ por cada 100km nos meus últimos 12.000 km.
    Portanto dá uma média, por cada 16km de 0.96€ contra os 0.89€ de média cá em Portugal dos elétricos.
    Então ao contrário do que a notícia diz carregar um elétrico afinal é mais caro do que pensava!!

    • Paulo L says:

      Ok, falta dizer que carro conduzes, em primeiro porque estás a comparar com um Tesla em que é o equivalente a um veículo de alta cilindrada, em segundo porque estou muito interessado em saber que carro consegue fazer menos de 4 litros aos 100, ou então onde vais abastecer !!!

      • Dono da Internet says:

        Qualquer motor diesel moderno (1.5 com ~100cv) de gama baixa faz médias de 4 a 5 litros aos 100 se não for conduzido por um tuga nervoso armado em Fitipaldi (como infelizmente é comum nas estradas portugueses). Por isso não me parece que esse seja o argumento correcto.

        O problema em Portugal é mesmo o preço da energia eléctrica. Mas isso, infelizmente, só deverá ter tendência a agravar-se.

      • Hugo Nabais says:

        Menos de 4 litros? É preciso saber fazer contas!
        A média do gasóleo que abasteço está na casa dos 1.25€.
        6.08€ por 100km / 1.25€ por litro = média de 4.9L por 100km!
        Novo Golf carrinha com motor 1.6 TDi da VW custou cerca de 25.000€

        • Samuel says:

          Gasóleo de marca branca é que tem esse preço. O preço por Kwh é o da EDP o da minha operadora eléctrica (Endesa) é de 0.14/0.15 cêntimos ou seja foram por logo a operadora mais cara.

        • Paulo L says:

          Injectas gasóleo com água e consegues essa média ?
          Deves ser dos poucos, mas esse gasóleo vem com acréscimo na manutenção. Faz lá mais uns 30.000 Km em cima desses 12 e vem a aqui outra vez explicar os teus cálculos, acrescentando também o constante aumento do combustível.

          Já agora, tens visto notícias?Ao que parece os carros a gasóleo vão ter a vida complicada tanto em limitações como acréscimo de taxas.
          E olha que não tenho eléctricos, tenho 2 carros a gasóleo … mas nenhum faz nem perto dessa média.

          • Hugo Nabais says:

            É água que meto para fazer esta média e ando sempre a acelerar e sempre a 200km/h e faço esta média!
            Acho piada aqueles que por fazerem “maus consumos” todos os outros também têm que o fazer.
            P.S: se quiseres procura neste artigo, noutra resposta por aqui expliquei o meu tipo de percursos/condução.

          • Paulo L says:

            Hugo, caso nao saibas, sim quando metes marca branca, estas na realidade a meter muita agua.
            como te dice, faz la 30.000 Km e deixa o teu carro entrar na reserva e vais entender o que agora te dice 😉

          • JV says:

            Espera lá, Hugo. Agora é que mataste tudo. Andas “sempre a acelerar e sempre a 200km/h” e fazes uma média de 4,9L/100? LOL. Mas que grande balela! Tenho um carro da mesma cilindrada e do mesmo grupo (mesmo motor, carro mais leve), basta-me ir para os 130 com cruise control (AE) e faço 5L+/100. Tenho média em cidade de 4,3L/100 com uma condução cuidada e já fico bem feliz. Essas tuas contas poderiam fazer-me sentido mas meteste os 200km/h e estragaste porque sei exactamente que consumos faz esse Golf

          • Paulo L says:

            JV, ele estava a ser irónico.
            Ele é o típico condutor português que não passa do 120km e não apanha engarrafamentos, não faz para arranca, conduz uma carrinha sempre sem carga e velocidade sempre constante. E tudo isto com combustível low cost e sem aditivos para performance, imagina se usasse um combustível de primeira, a média estaria nos 2,6 litros aos 100 … qual eléctricos quais carapuça, basta um golf e umas lições de condução com o Hugo. O ambiente está salvo e a solução é portuguesa.

          • JV says:

            A verdade é que muita gente conduz terrivelmente mal e umas boas aulas de condução especializadas fariam poupar centenas de € em combustível por ano.

            Se ele estava a ser irónico começo a subscrever em parte o que ele disse já que os meus consumos são inferiores aos dele. A 110 na AE, faço 3,9 a 4,1, em cidade faço 4,3 (o inverno estraga as médias). Tudo depende da forma como conduzimos. Se isso salva o ambiente? Nada disso, ajuda a poupar a carteira, nada mais.

      • Hugo Nabais says:

        Comparar com a eficiência do Tesla e não com o preço do tesla ou a equivalente cilindrada.
        Os motores Tesla são dos mais eficientes!

        • Paulo L says:

          Um Tesla é um topo de gama, a eficiência está relacionada com o consumo versus km de velocidade.
          Já ouve gajos a fazer 900 Km com um tesla mas não passaram dos 110km/h, por isso não se contam estas métricas como médias ou exemplos.
          Comparar um Tesla com um golf carrinha é uma piada, para isso terias de comparar a eficiência do novo golf que vai custar 29k (pelo menos na Alemanha) e que a nível de preço, potência e eficiência estará mais equilibrado.

          • Hugo Nabais says:

            Então achas que o novo golf vai ser mais eficiente que um Tesla em termos de consumo eléctrico.
            Isso é que e uma piada, pois acredita que o consumo vai ser muito equivalente.

        • Paulo L says:

          E já agora, perdi tempo e fui ver a especificações do teu motor, devo dizer que ou és um gajo cheio de sorte, ou conduzes como o meu avô que não passa dos 80km/h em autoestrada.
          Tem uns consumo bem a baixo do consumo combinado esperado para o teu carro, para mais com gasóleo de linha branca (sem aditivos para performance).
          De toda a gente com quem falo, tu és o único que consegue médias melhor do que as especificações, por quase 1 litro por 100km
          Parabéns!!!

          • Hugo Nabais says:

            Hehe ó senhor inspector nem sabe consultar a informação dos consumos.
            VW Golf 1.6 TDI 115cv Variant
            Cosumo médio 4.1L/100km

            O meu registo aponta para 4.9L/100km nos meus 12.000km percorridos com o carro.
            Logo, estou a gastar bem acima!

            E sim no meu dia a dia faço muita estrada a 80-90km/h, e quando ando em AE, (não é muito comum no meu dia a dia) ando a 120-130km/h não ando a muito mais que isso.
            Se conduzo como o senhor teu avô é algo que pouco ou nada interessa nem a ele nem a mim.
            É tão engraçado como quem consumo muito fica ofendido quando alguém conduz de forma eficiente.
            Eu por exemplo estou-me a borrifar para se os outros gastam 4, 5, 6, 7 ou mesmo 8L aos 100.
            Cada um conduz da maneira que quer.
            Agora dizer que é impossível ou mentira é que é muito engraçado.

          • Hugo Nabais says:

            Aproveito para colocar a informação completa ofical da marca:
            4.6l/100km – urban
            3.8l/100km- extra-urban
            4.1l/100km – combined

            Realmente com 4.9L/100km eu estou mesmo 1 litro abaixo do consumo oficial da marca…

          • Hugo Nabais says:

            Já agora tinha aqui uma foto de um passeio de 50km que fiz neste sábado com a família.
            Pode-se ver que andei por estradas a 80-90km/h pois a velocidade média nesses 50km foi de 75Km/h como se vê no computador de bordo.
            https://i.postimg.cc/W4Zmnw6Y/Untitled.png

            Mesmo não fazendo os 3.8L anunciados pela marca eu aceito os Parabéns 😉

          • Paulo L says:

            Caríssimo, não sou inspector, mas gosto de factos para poder discutir ao invés de dizer apenas asneiras. Por isso fui ver, no site da marca, portanto ou estamos a ver modelos diferentes ou eu estou a ver nas especificações da marca e Hugo no almanaque do patinhas.
            De qualquer das formas, aceitando relutantemente as suas métricas, mesmo com as suas contas e com o consumo espetacular que consegue com gasóleo dos mais baratos do mercado, o seu carro tem um consumo mais caro do que os eléctricos, além disso, o preço dos combustíveis é bastante mais irregular e com tendência a aumentar quando comparado com energia elétrica, sendo que esta está mais regulada por ser considerado um bem essencial. Assim que as suas contas tem tendência a ter uma discrepância superior ao custo da energia eléctrica a casa mês que passa.

          • Hugo Nabais says:

            Caro PauloL,
            Bom, os dados que apresento são os que tenho aqui com os vários documentos e manuais do carro.
            Incluindo na proposta do concessionário VW, indicam os consumos que apresentei. (4,1L/100km consumo médio)
            Se tiver dúvidas terei todo o gosto em mostrar-lhe esses documentos!
            O tipo de gasóleo que uso ou os descontos que tenho pouco interessam para aqui falar, nada mais serve do que desfocar do cerne da questão.
            Nunca disse que o meu carro “gastava menos” por km do que um eléctrico em “consumíveis”, ou seja combustível face a electricidade.
            Disse que, tendo em conta o artigo, afinal o meu carro não gastava assim TANTO mais do que o que este estudo alega!
            Que fique claro, é só reler o que escrevi! Está a haver aqui muita desconversa.

            No entanto, sendo outra questão, acho que o “total cost of ownership” de um eléctrico equivalente ao meu carro diesel é bem mais caro, se considerarmos o meu caso particular:
            Encontrar um eléctrico que:
            – Tenha 610Litros de bagageira (ou perto disso)
            – Tenha um espaço a bordo razoável
            – Tenha uma autonomia razoável.

            Para isso obrigar-me-ia a pagar (por um carro eléctrico que cumprisse estes requisitos) um valor muito superior a 25.000€.
            E para abater essa diferença de valor em kms seria quase impossível, pois faço apenas cerca de 100.000km em 8 anos.

            Para não falar de que apesar das revisões anuais de um eléctrico serem bem mais baratas do que um veiculo de combustão, elas existem e depois existe também o problema das baterias que ao terem que ser substituídas implicam avultados custos.

            Depois aliado a isso há o facto de não ter garagem, para poder carregar o carro, e o posto mobi.e mais próximo fica a 10km, o que implicaria deslocações “grandes” (ida e volta) para cada carregamento. E grande perca de tempo na espera do carregamento contra o abastecimento do diesel, pois tenho várias bombas a 1km de distância e demoro “menos de 10 minutos” a abastecer.

            Face a isto tudo, e apesar de gostar da ideia de ter um eléctrico, está longe de ser interessante ou mesmo de compensar financeiramente, pelo menos para mim.

            Não digo, que quem tenha garagem e tarifários adequados e pouca necessidade de um carro grande, e/ou faça muitos kms não posso tirar proveito de um eléctrico.

        • Louro says:

          Aquele momento em que se compara um carro topo de gama com 360Cv (No minimo) com um Golf 1.6TDI com 115Cv…

          Nem sei o que haverei de dizer…

          • Hugo Nabais says:

            Exacto hehe, vê-se bem que não sabes o que dizer, então inventas parvoíces 🙂

            Retiro isto de um artigo do site “www.dinheirovivo.pt”
            para ver se percebes do que falo!!!
            Estou bem a borrifar-me para os teslas ou os 400 cavalos, estou a falar de comparar o gasto médio de um carregar um eléctrico na rede pública contra o preço de abastecer gasóleo!

            “Nos postos mais caros, da Cepsa, a eletricidade para percorrer 100 km custa tanto como o diesel. A seguir Carregamentos rápidos na Mobi.E vão ser 10 vezes mais caros Mais Vistas RESTAURAÇÃO McDonald’s mais bonito do mundo fica em Portugal POUPANÇA 14 locais vendem eletrodomésticos a metade do preço. Em todo o país AUTOMÓVEL A garagem milionária (e exclusiva) de Cristiano Ronaldo VIAGENS Tem 21 anos e é a mais jovem a visitar todos os países do mundo FUNÇÃO PÚBLICA Estes são os salários da função pública nas diferentes profissões De acordo com as simulações já avançadas pela Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), a partir do dia 1 de novembro os donos de carros elétricos que celebrem contrato com a Galp Power (a única empresa que já divulgou os seus tarifários) vão pagar entre 3,44 e 8,97 euros. “Foi tido em conta um carregamento de 30 minutos, para um consumo médio de 15 kWh, numa tarifa bi-horária (fora vazio)”, refere a UVE. Ora sabendo que 15kWh chegam, em alguns modelos elétricos (como os dois mais vendidos em Portugal, o Renault Zoe e o Nissan Leaf), para percorrer 100km, significa que nos postos mais caros da Mobi.E (os da Cepsa, a 8,97 euros) carregar o veículo para percorrer essa distância fica praticamente ao mesmo preço do diesel.”

          • Louro says:

            @Hugo Nabais

            Se queres comparar tens de comparar coisas similares, nao podes comparar o teu Golfzeco se nao daqui a nada aparecem aí estudos a dizer que o ideal é o pessoal andar de bicicleta pois consome menos que um Ferrari.

            Haja paciencia…

          • Hugo Nabais says:

            Louro,
            Mas continuas a bater na mesma tecla?! Não tens capacidade de interpretação?!
            Mostrei-te um artigo onde era referido um estudo da Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE) que mostrava que carregar em postos da rua não é muito mais barato que abastecer um diesel!
            Era sobre isso que eu falava e nunca comparei o meu carro com um Tesla! Apenas disse que afinal não ficava muito mais barato carregar em postos de carregamento do que abastecer diesel!!!!!!!!!!

            E aparentemente alegas que um carro com Golf novo com 115cv é um só “carreco” ou “golfzeco”
            Mas tens 13 anos, é isso?! Assumia que estava a falar com gente adulta…
            Se eu achasse que 115cv não chegavam, tinha comprado um carro com mais cavalos, o que não faltam são carros com mais cavalos!!
            Respondes e argumentas como alguém imaturo que não reflecte!
            Realmente perder tempo com miúdos em comentários da Internet não é lá muito produtivo.

            Não vou perdê-lo mais, vê lá se não cais da cama quando fores dar umas voltas no teu Tesla S!

            Boa semana que me vou daqui embora 😉

          • Louro says:

            @Hugo Nabais,
            Foi o que fizeste lá atrás, por diversas vezes fizeste a comparação, e tendo em consideração que os dados do artigo se referem a carregar um tesla.

            Sim não é necessariamente mais barato carregar um elétrico em Portugal, mas se tivermos em atenção que estamos a falar dos países com o custo por kwh mais caro e dos salários mais baixos…

            Se queres comparar deves de comparar ao teu, deves de usar um leaf ou assim… Que na verdade não custa muito mais de 25k.

            Quanto aos 13 anos, nem em cada perna…

            Quanto ao model s, se o teu golf novo for tão real como o model s que está na driveway e o X que está na garagem… Estamos bem 😉

    • Jose Lapao says:

      Espero que não tenhas filhos, e que vivas sozinho, pois porque a maioria das pessoas só olha para o seu umbigo, e para os euros na conta, e não se preocupa em deixar o planeta um pouco melhor do que o encontrou, devido aos varios tipos de poluição, a nossa qualidadebde vida tem vindo a decrescer, como a esperança media de vida tem aumentado, imagina como vai ser a tua qualidade de vida daqui para a frente, se tens filhos pesa como lhe vais deixar o planeta, conta-lhe que na tua altura, ou na dos teus pais HAVIA esta ou aquela espécie de animal, mas que devido a irresponsabilidade dos pais e de outros como ele, elas acabaram por desaparecer, nós estamos cá não para ser igual aos outros mas para fazermos melhor, mesmo que isso a curto/medio prazo nos custe mais monetariamente, mas ha que semear para depois colher

      • Paulo Marques says:

        E os carros eléctricos serão assim tão bom para o ambiente? Carro eléctrico usa como depósito as baterias, que não são mais que milhares de pequenas pilhas de lítio. O que fazer a todas essas baterias qdo deixarem de carregar? É multiplicar depois pie milhões de carros e vamos ter um enorme problema ambiental, não digo que os carros gasolina ou gasóleo são melhores mas não fazam querer que os eléctricos são amigos de ambiente que isso é falso. Outra fonte de energia onde não crie poluição instantânea, nem no futuro, e que seja inesgotável, então sim temos um futuro para os nossos filhos.

        • Rodrigo Da Silva says:

          sim os carros electricos sao melhores para o ambiente do que os carros a combustao. Ponto final.
          Nisso nao ha discussao

        • Louro says:

          Sim tens toda a razao… o que fazer com essas baterias todas no final da vida das mesmas…

          Mas vamos lá a contas para vermos se conseguimos perceber bem onde as coisas vao…

          Antes de ter comprado o meu Tesla S, tinha um BMW M5 (E60)…
          Estamos a falar de um carro que fazia médias de 14 litros por 100km e imaginemos uma durabilidade de 10 anos do mesmo carro e uma média de 20000km por ano (eu por acaso faco mais)… (Nao, nao tens de trocar as baterias do mesmo em 10 anos, mas vamos imaginar isso).

          Ora…
          Combustível, 2800litros por ano, 28000 litros de gasolina por ano…

          Gasolina essa, que é necessário ser refinada, que é necessário ser transportada até ao posto de abastecimento…o que inclui navios e camioes…

          Depois disso, cada mudanca de oleo sao 9.5 litros de oleo, eu por norma habitualmente mudava de oleo a cada 10mil km, ou seja duas vezes por ano… sao 190 litros de oleo ao fim de 10 anos…

          Os fluidos do radiador sao 14 litros, uma mudanca a cada 2 anos, sao 5 mudancas no tempo total… 70litros de coolant.

          adiciona isso ainda, oleo de travoes… mudado a cada 3 anos, se nao me engano 3 litros no total… 9 litros.

          Depois oleo da caixa de velocidades, que no caso mudava de ao mesmo tempo que fazia mudanca de oleo… ou seja, 20 mudancas em 10 anos, 2.5 litros aprox… 50 litros no total…

          Isto é… durante estes 10 anos… o carro emitiu C02 e afins, os navios e camioes que transportaram a gasolina para o posto também… os camioes e navios que transportaram os outros fluidos e pecas também…

          E ainda deixou no ambiente(seja lá onde foi),

          28319litros em outros fluidos…

          Isto já para nao falar no lixo das pastilhas de travao (superior a qualquer carro eletrico)…

          Sim realmente, a maior preocupacao de um eletrico seria mesmo reciclar as baterias ao fim de 10 anos ou lá quanto tempo algumas pessoas pensam que tem de as substituir.

        • Paulo L says:

          As baterias são recicladas e Portugal já produz muita energia a partir de fontes inesgotáveis e sem criar poluição instantânea. Basta olhares para a ultima pagina da tua factura de electricidade para perceberes isso.

    • Elvino Oliveira says:

      Hugo Nabais que contas são essas?
      Se o Leaf do Nuno Amaro lhe custa 1.19€ para percorrer 100 km então para percorrer 100.000 km nos proximos 7 anos vai custar-lhe 1190 €.
      Se o seu carro gastou 6.08€ a cada 100 km (media de 4.34 litros! !!!!!) vai custar-lhe 6080 euros nos proximos 100.000 km ou seja MAIS 4890 EUROS. Agora acrescente quanto vão lhe custar as revisões, mudanças de oleo, os filtros etc que o Leaf não tem… e diga-me se não teria poupado uns cobres se tivesse comprado um elétrico. .. Claro que se você tiver uma garagem como o Nuno.

      • JP says:

        Sem querer incendiar a fogueira, pq percebo que os comentadores escrevem de forma agressiva, não havendo necessidade alguma, reconheço que os veículos de combustão têm imensos componentes de que se degradam com o tempo e obrigam a manutenções, por vezes altas. (Não vou entrar no oportunismo das oficinas, em geral)
        Mas os eléctricos, apesar de não terem a panóplia de componentes mecânicos e não falando das baterias, caso haja um problema num componente eletrônico não será demasiado alto, para não pensar nessa hipóteses, nestas equações que se debatem neste momento de “transição”?

        • Paulo L says:

          JP, os comentadores não escrevem de forma agressiva!!!
          Defendem as suas opiniões de forma apaixonada, como qualquer bom tuga, Mas acredita se estivéssemos no bar estaríamos a pagar rodadas uns aos outros no meio de uma discussão acalorada, foi para refrescar essas discussões acaloradas que Deus inventou a imperial.

      • BGG says:

        Convém também referir para termos uma ideia, quanto fica uma bateria nova aquando da troca…é que uma bateria de um elétrico não é eterna…

        • Toni da Adega says:

          Nada é eterno, incluindo um motor a combustão.

        • Hugo Nabais says:

          Exemplos de custos de baterias novas:
          Nissan Leaf: 7.000 €;
          Renault Zoe: 7.500 €;

          “os estudos basearam-se em dados provenientes de utilizadores holandeses e belgas dos modelos S e X da marca Tesla, divulgados no fórum Tesla Motors Club, para poderem obter respostas quanto à capacidade da bateria de um carro elétrico.

          Da análise em causa, teve-se como amostra dados de 1040 veículos com as seguintes condições:

          Veículos cuja capacidade da bateria oscilava entre 75 kWh e 100 kWh;
          Modelos com uma quilometragem média de 54.000 km.
          Destes modelos, pôde concluir-se que a autonomia média, entre as recargas de bateria, era de 385 km, o que pressupôs que houvesse uma perda de 5% de bateria, em relação a quando eram carros novos.

          O que pareceu mais alarmante foi o facto de 250 dos 1040 clientes, que colaboraram nos estudos, afirmarem ter solicitado trocar bateria de um carro elétrico. Destas 250 ocorrências, a substituição ocorreu, na maioria dos casos, até aos 30.000 km, havendo apenas um caso que assumiu ter feito esta troca aos 77.000 km. Havendo ¼ de utilizadores a substituir as baterias enquanto o seu carro tem menos de 40.000 km, o recomendado foi que se começasse a aconselhar os clientes a integrarem-se em programas de garantia que incorporem substituições a custo zero.”

          Ups…
          Enfim vêm para aqui falar sem conhecer a realidade…

          • Elvino Oliveira says:

            Hugo Nabais deixe-me acrescentar que um Tesla por exemplo não tem “uma” bateria para eventualmente trocar mas sim um conjunto de pacotes de baterias num total de mais de 6000 unidades…. ou seja se uma ou duas avariarrm (ou um pacote com umas duzias) ainda ficam 5998 ou 5999, ou muitos pacotes, a funcionar por muitos anos. Trocar de baterias devia ser algo que não devia preocupar ninguem pois a garantia das marcas ronda os 7 ou 8 anos. O que devia preocupar e ninguem fala é na troca de pneus que duram menos uns 15000 ou 20000 km pois os eletricos são mais pesados que os outros.
            Se a garantia é de tantos anos então duram muito mais…

          • Louro says:

            @Hugo Nabais,
            Só porque voce decidiu comprar um carro a combustao, nao significa que seja o melhor para todos.

            Agora, nao me venha comparar um Golf com um Tesla por exemplo, se nao daqui a nada comecamos a comprar Golf com Ferrari e afins.

        • IonFan says:

          A bateria dura mais que o carro. Até ter que mudar de bateria, já tinha gasto milhares em manutenção num motor a diesel

      • Luis carreira says:

        Um electrico não tem revisões??? desde quando???? só não tem oleo, filro de oleo e filtro de ar do motor…. Tudo o resto é igual…

        • Louro says:

          Não é tudo igual…
          Não tens mudanças de óleo,
          Não tens filtros,
          Não tens tantas partes móveis, logo menos possibilidade de problemas.
          Travões também não gasta tanto devido a travagem regenerativa,
          Não há filtros de partículas,
          Não há caixa de velocidades para fazer manutenção,

          Logo, sim não é sequer parecido e necessitam de manutenção mínima.

          • Luis carreira says:

            Explica la isso das partes moveis que agora estou intrigado… não tens casquilhos, rotulas, ponteiras de direcção, tirantes, suspensão, apoios do motor (es)… filtros de habitáculo porque como não há combustão o AC tem de estar ligado tanto para frio como para quente… pneus… Oleo de travões, de direcçao… tanta coisa que é identica…
            E btw essa da caixa de velocidades tas a falar do quÊ? embraiagem? é que porque de resto em todos os meus carros que ja têm alguma km elevada (de 240 a 500 mil) não mexi em caixas para nada a não ser mudar valvolina ou embraiagem. E a embraiagem não foi em todos…
            A questão dos travões depende da condução.. eu tb gasto pouco. basta ter paciencia no transito e não andar a “comer” o cu dos outros…

      • Taniwaki Nobuki says:

        O Leaf não precisa de troca de óleo e filtros, mas é a vida útil da bateria? É a mesma depois de 100.000 km?

      • Hugo Nabais says:

        A média do gasóleo que abasteço está na casa dos 1.25€.
        6.08€ por 100km / 1.25€ por litro = média de 4.9L por 100km!
        Novo Golf carrinha com motor 1.6 TDi da VW custou cerca de 25.000€
        2 primeiros anos de revisões gratuitas.
        100.000km para mim dão para 8 anos.
        Quanto custa mudar de baterias num eléctrico?
        Como poderia levar a minha família num Leaf?!
        Não tendo garagem em casa como poderia perder horas a ir carregar em postos?!

        • Elvino Oliveira says:

          Hugo Nabais se o seu Golf 1.6 TDI carrinha faz uma media de 4.9 L aos 100 diga-me como faz essas medias pois o meu Golf 1.9 TDI (não carrinha) com 2 pessoas a bordo e em autoestrada a 120 km/h o melhor que fez foi 5.5 L.
          Ja agora diga-me quanto lhe custa cada revisão na marca pois a mim o minimo foi de 450 euros…
          Se não tem garagem não será facil para si hoje ter um elétrico tal como eu…
          Mas com a VW a 1 km de minha casa vou analisar bem a situação pois eles vão ter carregadores para os seus clientes. ..

          • Hugo Nabais says:

            É normal que o 1.9 TDi gaste mais. Este novo 1.6 TDi é o motor mais poupado que já tive. Em AE a 120km/h faço médias de 5.0L/100
            Mas no dia a dia faço maioritariamente estrada a 80-90km/h o que favorece muito o consumo, já cheguei a fazer uma viagem em que fiz média de 3.9L/100. Claro que tenho uma condução calma.
            O carro é novo e não vou pagar os 2 primeiros anos de revisão, pelo que não sei o preço ainda da revisão anual, mas penso que seja inferior a 450€. Vai depender do que tiver que ser trocado.
            Claro que não é toda a gente que faz este consumo mas cada um com a sua.
            Tenho muita vontade de ter um eléctrico, mas a curto prazo é inviável, têm um custo inicial grande, têm menos autonomia, têm custo da revisão anual inferior (não é nula como aqui dizem) mas a longo prazo com a substituição das baterias que é inevitável ao contrário do que aqui dizem, o custo global é bem superior a ter um diesel, ou até um GPL.
            Eventualmente se tivesse garagem, talvez fizesse bem as contas com um tarifário de carregar à noite, mas a carregar em postos não compensa na minha opinião.

    • Julinho says:

      Com o meu eléctrico faço 70km com 1€.

      É fazer as contas.

    • José freitas says:

      Fiz exatamente a mesma conta para o meu mini d, e cheguei à mesma conclusão que você!
      Mas depois ao ler os comentários e as contas reais de outras pessoas, já parece favorável para os elétricos. O artigo é que faz umas contas…para o Tesla 100d e que não se percebe

    • Miguel Silva says:

      Não acho que comparares o teu caso específico com uma média seja benéfico. Podes carregar por um preço bem mais baixo que esse de noite e fica mais barato. Ou, por outro lado, podes só conseguir carregar na rua e pagas o preço dos pontos de abastecimento que varia imenso entre um normal e um PCR e aí pode não te compensar. Cada casa é um caso.
      Ve o comentário do Nuno Amaro que paga 1,19€/100km a carregar à noite.

    • Isidoro Martins says:

      O problema é que as distâncias da notícia estão erradas pois o modelS de 100kw faz 370 milhas e não 269. Ou seja 595km…pode fazer as contas novamente…

  10. Pedro says:

    encho o deposito GPL do meu Karl com 15€ e faço 350km. O carro custou-m 10500€

  11. Alexandre says:

    Muito confusa e enganadora, os valores certamente não estão correctos.
    Quase 1€ por 16km??

  12. Dono da Internet says:

    Esperem até o Governo Português querer começar a tirar vantagens dos carros eléctricos, como sempre fazem com tudo o que faz movimentar dinheiro. Para já ainda é tudo muito bonito, apesar de, pelo artigo, eu ficar com a sensação de que afinal já não é assim tão barato (em Portugal) quanto eu esperaria e quanto o título do artigo dá a entender.

    E ainda pior vai ser quando começarmos a sentir o “peso” do consumo dos carros eléctricos na factura da electricidade de casa. Se começar a haver pouca energia eléctrica disponível é só uma questão de tempo até os preços dispararem.

    Eu gostava era de ver as marcas a desenvolverem carros que usassem verdadeiras energias alternativas (energias que não são usadas para nada ou quase nada neste momento) e não um tipo de energia que já está massificada há muitos anos.

    Suspeito que isto dos carros eléctricos vai acabar por ter mais malefícios do que benefícios, mas a maioria das pessoas parece empenhada em seguir os “lobies” que agora empurram a indústria automóvel para a electrificação… Vamos ver no que dá.

  13. Pintor says:

    Eu carrego em casa, com auxílio de painéis solares e de uma bateria. Tendo em conta que durante a vida útil do carro o posso carregar gratuitamente nos carregadores da Tesla tenho um custo de exatamente 0€ por cada 100km.
    Deduzindo isso ao preço do carro o que sobra não me permitia adquirir um carro com o mesmo conforto e performance daquele que tenho.

  14. BGG says:

    Alguém tem noção de quanto fica a reparação de sistema electrico de um carro destes em caso de avaria? Não é igual a mudar uma peça num carro a combustão…

    • Manuel Salgado says:

      Porquê é que as pessoas só se viram para o mundo automóvel e não se viram para a destruição das florestas isso sim tem um enorme impacto ambiental sim porque estamos no mundo da eletrônica mas ainda se gasta muito papel sem necessidade quantas árvores são cortadas por dia a falta de oxigênio não contar para a vida humana

      • BGG says:

        Também é um bom tema de debate, que faz parte discutir e de interesse de todos, mas aqui o tópico da notícia é outro…mas só para aguçar um pouco o apetite por este assunto, a maioria do oxigénio é produzido pelo Fitoplâncton que está no oceano e já há bons projectos, temos sempre de tentar fazer o melhor pela sociedade e pelo ambiente que nos rodeia…

    • Zeca says:

      Essa comparação não tem nexo nenhum, os componentes eléctricos não têm desgaste ao contrário de do todo um sistema mecânico e a funcionar a altas temperaturas. E em relação ao preço são muito mais baratos…

    • AP says:

      Pois não, não é igual. A primeira reparação que tiver que fazer no elétrico, já um gasolineiro teve 100 visitas ao mecÂnico. E não, não se trocam baterias em carros elétricos, isso é mito.

    • TF says:

      Então e num a combustão não é igual? Também não partes electronicas?

  15. Manuel Salgado says:

    Porquê é que as pessoas só se viram para o mundo automóvel e não se viram para a destruição das florestas isso sim tem um enorme impacto ambiental sim porque estamos no mundo da eletrônica mas ainda se gasta muito papel sem necessidade quantas árvores são cortadas por dia a falta de oxigênio não contar para a vida humana

    • Rodrigo Da Silva says:

      se queres mesmo ir por esse caminho..a carne que comemos causa mais danos ambientais do que os carros ou a destruicao das florestas, etc
      Vais parar de comer carne sabendo isso?

  16. Joca says:

    Que eu saiba os carros só gastam se pisarmos acelerador (mais ou menos). Os testes de consumo normalmente nao se passa dos 100km/h, logo o meu vw polo 1.4 tdi (dieselgate ainda estava a ser estudado hehehe) de 2001 quase 300 000 km a ultimo consumo foi 1600km para 40 litros logo 2.5l/100km. Ou seja os carros eléctricos sao bons porque sao recentes e nao fazem barulho!!!!!!!! 😉 abraços

  17. Artolas says:

    Pois sim barato é no Chile ,€6.23 por cá €23.14 é como nas petrolíferas quanto mais barato fica a produção mais caro pagamos.

  18. Pedro says:

    Como todas as tecnologias no seu início, os rácios rapidamente serão ultrapassados até em 2 a 3 anos ficarem obsoletos.
    A Nissan vai iniciar a comercialização de motor de combustão que apenas produz energia electrica (como são as locomotivas) .
    O consumo vai cair a pique e não será mais necessário parar para abastecer. Estou muito, muito curioso e acho mesmo que o futuro será por aqui.

    • GM says:

      É básicamente o conceito do antigo OPEL AMPERA / CHEVROLET VOLT. O motor térmico funciona como gerador para carregar as baterias, que por sua vez alimentam a unidade motriz eléctrica.

      • António says:

        Enquanto conceito intermédio para os carros eléctricos, achei o AMPERA/VOLT bastante interessante, mas o que me desiludiu foi o binómio capacidade (4 passageiros) e custo (cerca de €50 000, ao que recordo).
        O facto de o motor térmico funcionar sempre ao mesmo regime permite consumos muito mais baixos que os restantes carros a combustão. Não eliminavam a questão da poluição do ar, mas era mais reduzida.

  19. Eu says:

    O assunto deste artigo comeca a meio do texto, o resto e’ lixo. Isto e’ miseravel.

  20. Paulo says:

    Tudo isso ainda e novidade os problemas vem depois bem depois

  21. Bruno says:

    Só sei que estou muito satisfeito com o meu c3 Picasso hdi. Consumos de 5.4 em Lisboa. 800 km a cada duas semanas. Para já os electricos para mim não são opção. Talvez mais tarde mas têm que melhorar a rede de abastecimento, tempos de carga

  22. Eu próprio says:

    Carros elétricos são para otários. Não se esqueçam de que cada litro de combustível fica no depósito até que o gastem. Nos elétricos a carga desaparece com o carro estacionado. Então se arrefecer muito lá se vai a carga, otários! Diesel, GPL, gasolina, qualquer coisa é melhor que elétrico.

  23. Pedro Sousa says:

    Fiquei baralhado com o título da notícia quanto percebi que num carro elétrico com 23€ só faz 400km…
    A minha carrinha megane faz consumos de 4,4L/100km, ou seja, 17,6L/400km…
    Ou seja, gasta os mesmos 23€…
    E demora 2 minutos a abastecer e só custou 24000€…
    E quem abastecer em bombas low-cost, então fica ainda mais barato!
    Tinha a ideia que os carros elétricos gastavam muito menos que os de combustão e fico surpreendido ao ver que gastam tanto ou mais…
    Já para nem falar dos carros a gás…

    • António says:

      Quando li achei os custos muito exagerados (€5.40/100Km) para aquilo que é referido pelas marcas e mesmo pelos utilizadores (vidé comentários acima). O artigo refere o custo médio da electricidade por país, mas é óbvio que os possuidores de veículos eléctricos, de molde a aproveitarem as potencialidades de poupança, devem carregar o veículo em casa, à noite, com o tarifário mais barato possível.
      Eu gostava de ter um veículo eléctrico, face ao seu potencial de poupança, mas não posso, em particular por razões logísticas (não tenho garagem onde proceder ao seu carregamento).

  24. Silva says:

    Primeiro a bateria e bomba… e em segida o que poluemi ….2 usa oleos na mesma 3 ..antígelo na mesma… E quando chegar a componente centralina. e motor aí até dois…vale mais encostarem a viatura ..já não falando das caixas de velocidades….e mais uma segunda bateria de gel. para alimentar …o restante…. ..au Fim de se gastar milhões de euros nos carros a gasolina ou gasóleo que a peluicao e zero….e querem acabar com estas belas máquina…..

    • Paulo L says:

      Hmmm!!!
      Alguém pode por isto no tradutor do Google e colocar A tradução ?
      Obrigado.
      Eu tentei mas o meu tradutor não conseguiu identificar a língua de origem…

  25. Rafael Encarnação Cardoso says:

    O GPL também já custou 0,20€ por litro.
    É se 23€ dão para 416km, no meu diesel 2000cc faço 900km com 70€. Compensa assim tanto?

    • TF says:

      23 na pior das hipóteses, porque se carregarem nos carregadores rápidos da Tesla é zero, se for em tarifa bi horaria é menos de metade, logo são vários cenários, cada um escolhe o que pode e consegue, e você não tem outra hipótese senão gastar os 70 euros.

  26. Pedro Ferreira says:

    Tenho uma Fiesta comercial que gasta em média 4,5 litros/100km, permitindo-me fazer cerca de 400km por 24€ (usufruo de desconto na Cepsa, abasteço 25€ e pago em média sempre menos 1€). Custou 7000€ quando a comprei, usada claro.
    Portanto, Tesla Model S com uma bateria de 100 kWh (autonomia anunciada de cerca de 400km) custa 23€ em Portugal para os mesmos kms? Um carro que custa em média 10 vezes mais? Por favor incluam dados analiticos com qualidade e considerem todos os factores (custo de aquisição, variantes, consumos, se é novo ou usado). A unica justificação que vejo para a não inclusão desses dados, é pura publicidade aos eléctricos. Mais, se falamos de ambiente, eu desafio-vos a irem buscar os dados da poluição gerada pelos cargueiros que todos os dias chegam à doca de Leixões ou em Sines. Certamente quando compararem isso com as emissões dos automoveis que temos hoje em dia, perceberão onde anda o problema das emissões.

    PS – para os tugas inteligentes: nunca vai compensar ter carro, o segredo é não possuir nenhum (poupança no ambiente e na carteira). Para quem realmente precisa, é comprar o mais barato possível à cabeça (isto das poupanças nos consumos, é areia para os olhos).

  27. Carlos says:

    Bom tive quase 2 horas a ler todos os comentários aqui.
    A conclusão que chego, é que há muito pessoal que ainda não entendeu.

    Primeiro não tem nada a ver se um gajo conduz economicamente ou não. Pessoalmente gosto de acelerar por isso os meus consumos não tem nada a ver com os indicados da marca.

    Um gajo andar devagar a cumprir as limites de velocidade ou andar sempre abrir é a mesma coisa quando comparamos os dois (ou 3) tipos de carros.
    O eléctrico sai sempre mais barato.

    Que eu saiba a electricidade em casa ainda é muito mais barata que a gasolina ou o gasóleo. Se acham que não, então comecem a deixar de ter electricidade das companhias em casa e invistam em geradores a gasóleo lol.

    A unica vantagem que um carro “normal” tem em relação a um eléctrico é a autonomia. Seja andar depressa ou devagar quando comparar os dois.

    O aluguer de baterias é história, até a renault começou a deixar o esquema de aluguer de baterias ou ninguém comprar o carro.
    O novo Peugout e-208 que vai sair este ano (2019) a bateria faz parte do carro e a marca garante um carregamento a 100% durante 8 anos.
    Em 8 anos, digam lá quanto é se gasta em manutenção de um carro a combustão?
    Não há comparação possível.
    Obviamente compreendo que para quem vive num apartamento num 6º andar sem garagem e tem que estacionar o carro electrico na rua com falta de postos de carregamento, vai gastar mais. Quem tiver garagem pode muito bem carregar o carro sempre que está em casa com tarifa simples, demora é mais tempo.
    Assim depende do uso da viatura que cada um da.
    Feitas as contas a 10 anos, um electrico vence sempre mesmo que tenha-se que substituir as baterias, já para não falar que um carro electrico lá por ter baterias é a mesma coisa que um telemovel.

    Os preços da electricidade não podem ser aumentados em grande, já os preços dos combustiveis estam sujeitos a birras de governos, ganancia das petrolíferas e conflictos de guerra no mundo.

    Os carros electricos ainda são uma tecnologia nova, mas a tomar um grande desenvolvimento, nenhuma marca de automoveis queria investir nisso, até gozaram literalmente com o Elon Musk por continuar a insistir com a Tesla.
    Pois agora vejam lá se as marcas não começaram a virar.
    O gásoleo dentro de 5 anos vai acabar para particulares, e a gasolina vai ter taxas ainda maiores para reduzir o consumo na Europa. Temos que ver isto como uma libertação do mundo do petróleo. Se a Europa (UE) reduzir esta dependência nos combustiveis ao “forçar” os carros electricos, teremos um economia muito mais rica e estável.

    Quem tiver um carro com 10 anos de idade comprado novo, faça as contas em tudo o que gastou (seguro, manutenção, combustivel,etc) e agora compre um electrico e daqui a 10 anos, venha responder quanto foi a diferença.

    • Pedro Sousa says:

      Achas que a única vantagem é a autonomia mas eu tenho de acrescentar o facto de atestar em 2 minutos e custarem bem menos…
      E mais importante é que não tem desgaste no depósito.
      Um carro elétrico com 5 anos e 200000km tem as baterias a dar o pedido mestre…
      Faz as contas ao que isso custa reparar e depois diz-me o que compensa mais a longo prazo…

      • TF says:

        A sério? Mas está a falar de que carro? Pode dizer isso de um ou dois no meio de milhares, eu conheço pessoas que o motor a gasóleo rebentou e teve de levar novo, e sem garantia, também posso dizer que os carros a gasoleo rebentam o motor aos 25 mil kms, é isso?

      • TF says:

        Mas mesmo assim façamos as contas, uma bateria para esse carro eléctrico custa 7000 euros, e fez 200 000, se gasta 1.8 euros a cada 100 kms, então gastou 3600 euros de electricidade.
        Um a diesel gastou, assumindo uma média de 5 litros a 1.3 euros, então foram 13 000 euros.
        Um eléctrico leva uma revisão por ano a custa entre 50 a 70 euros, portanto mais 300 euros, ficamos por aqui.
        No a combustão vou assumir uma revisão a cada 15 000 de 120 euros, parece me bem por baixo, sendo 1680 euros, apos isto temos de juntar o IUC, assumi um valor de 140 euros ano, 700 euros.

        Somando tudo:
        Eléctrico – 10900 euros, contando que tem carro novo para mais 200 000 kms.

        Gasóleo – 15380 euros, contando que tem um motor com 200 000 kms, não contando que já levou ou vai ter de levar filtro de partículas entre outras manutenções mais pesadas.

      • TF says:

        Já agora, o meu eléctrico leva entre 15 a 20 segundos a carregar.

  28. TF says:

    Com o meu eléctrico faço 100 km e gasto 0 (zero), o patrão deixa carregar no trabalho!! E o vosso, deixa abastecer de gasóleo?

  29. Ficolixado says:

    Este tipo de posts serve apenas para ler e tirar as nossas próprias conclusões. Pois infelizmente não se pode ler a sessão de comentários. Há realmente pessoas bem incultas, pessimistas e ridículas.
    Se um tem um audi xpto com 300cv e gasta 5L/100km, outro tem um golf turbo tuning que anda a 200kmh na auto estrada e gasta 4L/100km. Só pra dizer que o carro dele é melhor e mais barato que um elétrico.
    A malta não entende que os carros elétricos são um futuro muito próximo. Seja caro ou barato é o futuro.

  30. HB says:

    Isto é tudo muito bonito. Façamos contas. Se usarem o Tesla a 130kms/h em autoestrada, a autonomia de 416 kms passa para metade, o que dá um valor de mais de 11€ aos 100kms.
    Num carro a gasóleo que gaste 6lt/100kms a andar a 130 kms o preço por cada 100kms é de 9€ com gasóleo premium, com gasóleo low cost fica ainda mais barato.

    • TF says:

      A 130 só faz 25 kms, refaça as contas, oh santa.

      Então e se carregar nos postos da Tesla em quanto fica? A zero não é?

    • TF says:

      Que eu saiba nos postos low cost mete por menos dinheiro uma menor quantidade, mas pronto, isso sou eu a falar.

    • IonFan says:

      Eu tenho um Tesla, faço 60% do meu percurso diário em AE e a velocidades de 130kmh (por vezes mais). A minha média global é de 17.2kWh/100km (172Wh/km) feita ao longo de 22.000kms. Carrego à noite a 10cent o kWh. Mesmo considerando perdas na carga, custa me menos de 1,75eur por cada 100km. A somar (ou subtrair) a isto, o carro não tem manutenção programada, aka revisões.
      Considere também que estou a falar de um sedan de tamanho médio com quase 400cv e tracção nas 4 rodas. Não podemos comparar com o custo de um Clio, mas sim de um classe C ou um série 3.

      • TF says:

        Nem mais, não ligue a estes comentários, isto faz-me os carteis da droga onde as pessoas defendem com unhas e dentes o seu dono. Lol

      • Pedro Sousa says:

        Se usares metade desses 400cv quantos kms fazes?
        É que o meu model s pelos vistos é bem menos económico que o teu. Se o usas como um clio, então vamos comparar com um clio e não com um classe c ou o raio que o parta…
        Já para não comentar que ao nível de acabamentos, a tesla é bem fraquinha e comparar um tesla com um mercedes é ridículo…
        Se queres comparar em motor, então comparar também no resto…

        • TF says:

          É igual aos outros, gasta mais depressa a energia disponível. Lol

        • IonFan says:

          Qual é a versão que tem? Eu tenho um Model 3 que é obviamente mais económico.
          Eu disse que faço essas médias a andar a 130km/h na autoestrada, se isso é igual a um Clio, é. A diferença é que vou seguro e não vou no ar. Uso a potencia quando preciso e não tenho que andar sempre a acelerar só por ter quase 400cv debaixo do pé. Já vi que és o típico sinaleiro das luzes que acha que é o rei da estrada.
          Quanto aos acabamentos e comparações, começo a duvidar que alguma vez se tenhas sentado num Tesla, quanto mais ter um. Também não saber quantos kms faz um Tesla a usar 200cv e aparentemente sugerires que usas estações de serviço em vez de Superchargers, não ajudam muito a confiar.
          Talvez haver aqui um Pedro Sousa a comentar “A minha carrinha megane” não seja coincidência. Se as minhas dúvidas tiverem razão de ser, devias por a mão na consciência, porque ao inventar para defenderes a tua posição, é a ti quem estás a enganar mais…

          • Pedro Sousa says:

            Andas com o supercharger às costas ou como é que fazer isso?
            Explica lá melhor para eu perceber…
            É que no interior do Alentejo dava jeito esse truque!

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, no interior do Alentejo também não há estações de serviço nem autoestradas para fazer menos de 300kms a 110km/h.
            Da próxima vez monta melhor a história…

          • Pedro Sousa says:

            Mas será que tens de deturpar tudo para teu favor?
            Como testas a autonomia numa autoestrada sem ter como segurança uma estação de serviço para poder carregar? Seja eléctrico seja a fósseis?
            Já que és tão chico esperto diz lá quantos kms fazes a 110km/h sem carregamentos a meio nem regeneração e depois falamos que quem precisa de melhorar a história não sou eu…

          • TF says:

            Pedro, não sabe porque não tem nenhum, se tivesse sabia, é por isso que a mentira tem perna curta.

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, chama-se matemática. Não sei se conhece, mas já foi inventada há bastante tempo.
            Passo a explicar: se gasto 50% da bateria para fazer 200kms, com 100% faria 400km. Outra: se tenho uma média de 25Wh/km e uma capacidade de 100kWh, vou fazer 400kms com uma carga. Simples.

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, se tivesse mesmo um Tesla saberia que não existe “nem regeneração”. A regeneração está sempre ligada, mesmo no setting mínimo.

          • Pedro Sousa says:

            Pois! Percebi tudo agora.
            O problema é que não existe linearidade nas baterias…
            Assim já percebo os consumos aqui da malta.
            Fazem 5km com 1% logo a autonomia de uma carga é 500km… Top!

          • TF says:

            Ou seja, da mesma maneira que o Pedro fez para dizer quanto gasta a sua megane, ou foi para a auto-estrada conduzir até parar, depois chamar o reboque para levar à bomba de combustível mais próxima, encher o depósito para saber quanto gastou, confiando naquilo que a bomba lhe “diz” que levou. lol

          • Pedro Sousa says:

            Caro TF, a minha megane consumiu uma média de 4,4 em 180.000km mas chegou a fazer 3,8 a 80 em nacionais…
            Falei da média.
            Mas eu falei em litros e não em percentagem do depósito. Porque se usasse a percentagem do depósito, todos sabemos que o resultado era estúpido…

          • TF says:

            Não existe se estiver avariado. Já lhe disse que tem o tesla avariado.

            Esse é o meu trabalho, sou “mecânico” de carros eléctricos que inclui teslas e outros, não existe linearidade nalguns, e nesses os primeiros 50% costumam gastar mais depressa que os últimos 50%, isto é feito de propósito para a pessoa levantar o acelerador e fazer mais kms, portanto até tem a sua razão, mas no sentido contrário.

          • TF says:

            Não se enterre mais, já andou aqui a mentir e não pesca nada do assunto, ficar a pé num carro eléctrico é muito mais dificil que num carro a combustão, todas os testes e todos os reviews confirmam que os SOC ( State of charge) são muito fiáveis e na maioria dos carros até anunciam menos que aquilo que fazem;

            https://www.facebook.com/missao0/photos/a.648310395600165/795537830877420/?type=3&permPage=1

            Portanto já perdeu o seu desconto de centimos na bomba do seu dono. lol

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, não devemos estar a falar dos mesmos Tesla. O BMS e a arquitectura das baterias da Tesla garante linearidade na percentagem durante todo o SoC. Além disso, comecei o meu comentário original a dizer que a média é ao longo de 22.000kms.
            No mesmo comentário em que dizes ter uma Megane, também dizes “Tinha a ideia que os carros elétricos gastavam muito menos que os de combustão e fico surpreendido ao ver que gastam tanto ou mais”. Quem tem um EV não fica ” surpreendido” por ver que “gastam tanto ou mais” porque simplesmente sabe que isso não é verdade, mesmo que só faça 300kms com uma carga.
            É lidar e da próxima só comentar se souberes do que estás a falar. O que não falta aqui nestes comentários é gente como tu. Nunca experimentaram um EV, mas juram a pés juntos que é pior.

          • Pedro Sousa says:

            IonFan, já te disse aqui que isso que disse foi a criticar o facto do artigo meter os pés pelas mãos. É claro que o consumo de um eléctrico não é igual a um de combustão.
            O que critico nos eléctricos são as pessoas apresentarem “consumos” e “custos” irreais com base na matemática como acima indicam por acreditar no que a tesla diz apesar de até a quantidade de combustível que as bombas dão questionarem.
            Não tenho nada contra os EVs, tenho 3 na garagem, mas tipicamente quem tem um exagera nas vantagens.
            Essa da linearidade em qq SoC é um bom exemplo que qualquer pessoa pode verificar. Basta ver os kms com a carga de 100 a 75, depois de 75 a 50 e de 50 a 25 e facilmente chegam.a.uma boa conclusão sem ter que acreditar nas “garantias” que nos dão de borla…

          • TF says:

            Se tivesse algum não estava a dizer coisas que não sabe, venham dai noticias ou posts de donos a queixarem-se disso.

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, eu falei de custos reais, feitos com o meu carro (que existe mesmo). O meu comentário original é sobre isso mesmo.
            Não são números da Tesla até porque os da Tesla são bastante optimistas, não por opção da marca, mas porque são obrigados a dar o valor segundo o WLTP. Mas isto é válido para qualquer marca e tipo de energia que consome. Honestamente, até acho mais fácil atingir os números WLTP num VE do que num ICE.
            O SoC num Tesla é linear, isso é um facto. Não vale a pena dizer que não é porque é! Tem uma explicação muito simples. Um pack Tesla é composto por milhares de células individuais, ao contrario de muitas outras marcas que usam células prismáticas muitos maiores e, por isso, em menos quantidade. Isso faz com que, mesmo que hajam células desbalanceadas, a media de SoC ao nível da célula é muito uniforme.
            Só continuo sem perceber porque é que foi comprar mais 2 EVs depois de perceber todos esses problemas e limitações…

  31. HB says:

    O pessoal esquece-se que a autonomia de 416 kms é a baixa velocidade, máximo 70kms/h. Se forem para a autoestrada esqueçam a autonomia desce para metade.

    • TF says:

      Errado, a autonomia que anunciam é a 90lmh, que é de mais de 550 kms, a 130 faz uns 400.

      • Pedro Sousa says:

        O meu model s a 110km/h na AE não vai além dos 300km…
        O meu record foram 286km por não conseguir chegar à próxima área de serviço.
        400km nunca consegui fazer com uma carga!

          • Pedro Sousa says:

            É um model s de 415km de autonomia que não faz nem 400km a 50km/h…

          • TF says:

            Mas não sabe que Model S tem?

          • TF says:

            Se não faz é porque está avariado, levo o à Tesla que eles arranjam, todos estão dentro de garantia até pelo menos 2020.

          • TF says:

            Ainda à bocado disse que a 110 kmh não passava dos 300, portanto a 50 faz 500 na boa.

          • IonFan says:

            @TF ele têm uma Megane! Está comentado mais acima. Agora começam a fazer mais sentido os comentários. A mentira tem perna curta.
            O mais triste é o desespero que isto demonstra. Já têm que inventar factos para defenderem as causas. Muito triste.

          • TF says:

            Sim, já tinha chegado a essa conclusão, deve pertencer a algum cartel. Loooooool

          • Pedro Sousa says:

            A megane é de 2010. Entretanto por causa do trabalho já vou no segundo testa e a mulher tem um leaf.
            Procura lá melhor a mentira que por aqui não arranjas nenhuma.
            Só falei da megane para criticar as contas do artigo que segundo elas a megane era tão económica como o tesla.

          • TF says:

            Qual é o Tesla e de que ano, com o modelo completo, é só olhar para o que está escrito na traseira.

          • TF says:

            Vai no segundo porque o primeiro já deu cabo da bateria?

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, deve haver uma dúzia de pessoas no mundo que já vão no segundo Tesla. Parece que encontramos um em Portugal! O mais impressionante é que a Tesla começou a vender cá em 2017, ou seja, é um Tesla por ano! Nem mentir sabe…

          • Pedro Sousa says:

            IonFan, tu continuas a deturpar tudo pra tentares ter razão. Eu tenho os 2 tesla! Não disse em lado nenhum que o primeiro tinha avariado pois não?
            Por motivos profissionais ando de eléctrico e trocamos todos os anos. E eu fiquei com o primeiro tesla para mim!
            Antes tinha um leaf que fiquei com ele para a mulher…

          • TF says:

            Bolas, então anda num carro que gasta mais ? poupe dinheiro homem, compre um a diesel, porque esses teslas estão completamente avariados, pelo menos da maneira como fala, ou então é aquilo que já tínhamos chegado à conclusão, não tem nenhum.

            Já o levou à tesla para atualizarem o firmware do bms ?

          • IonFan says:

            Pedro Sousa andam de Tesla da empresa, trocam todos os anos e ainda por cima pode ficar com os carros!? Posso mandar o meu currículo para essa empresa?

          • Pedro Sousa says:

            Podemos ficar com o carro se o pagarmos à empresa de leasing não é de borla!
            Todas as pessoas que têm carro da empresa o podem fazer.
            TF, penso que depois de ter explicado já umas 3x que critiquei o artigo por meter os pés pelas mãos nas contas que fez dando que um tesla gasta tanto como um diesel, não te posso ajudar mais… Continua lá na rua que não tenho mais nada a dizer…

          • Pedro Sousa says:

            E já agora, porque me passou antes a história da regeneração, é precisamente por não a poder evitar que faço testes na autoestrada onde vou a velocidade constante e a regeneração nunca ocorre por não ter períodos onde desacelero.
            Pensei que era óbvio mas pelos vistos não…

          • TF says:

            Sim, um leasing para trocar de carro todos os anos deve custar pra ai uns 15 a 20 mil euros mês, mas tudo bem. lol

            Ainda assim não conseguem ter um carro em condições, eles trocam tão depressa de carro que nem chegam a saber que carro é.

          • Pedro Sousa says:

            Se soubesses do que falas estavas caladinho… O leasing a 1 ano foi o mais barato que já vi até hoje em termos de investimento mensal…

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, essa até agora foi a mais “criativa” de todas. Um leasing de um ano (que duvido que exista sequer) é mais barato mensalmente? Só se for num banco do pais das maravilhas. Isso faz tanto sentido como um iogurte ter espinhas…
            Então no primeiro ano ano, que é quando os carros perdem mais valor, o leasing é mais barato!? O banco acabou de perder 20% do valor do carro, que num Model S são facilmente 20.000€, mas cobra menos mensalmente menos do que se perdesse 50% em 5 anos? Fantástico.
            Entretanto já passou um dia. Ainda não olhaste para o carro para poderes dizer qual é a versão do Model S? Não me digas que, por coincidência, está de férias no estrangeiro?

          • Paulo L says:

            Pedro, uso em renting vai para 10 anos, actualmente tenho 2, um BMW desportivo Serie 4 Cabrio com pacote M e uma citroen familiar.
            (nenhum eléctrico … como podes ter idea)
            Concordo que o renting é talvez a melhor opção para trocar de carro todos os 3 a 4 anos.
            O renting nem tanto dado ao valor residual.

            Mas tirando isso, e lendo todas as barbaridades que escreveste, partilho a opinião do IonFan, mentes mal e nem investigas, quando te apanham a mentira, tu acrescentas um pouco mais para tentar justificar.
            Até ao momento ja percebemos que tens 2 teslas, 1 Leaf todos a leasing e uma Renault (que não é leasing)
            Fazes um leasing a 1 ano (não sabemos os Km/ano) se bem que trocaste o tesla a 1 ano em leasing mas na realidade ainda o tens (portanto não o trocaste), etc … estás a ver onde estou a chegar.

            Agora vais dizer que tens os teslas para te seguirem na autoestrada em piloto automático enquanto vais a conduzir a megane e a tua mulher vai atras com o leaf para ter a certeza que os teslas não se perdem.

            Entendi tudo certo ? Desculpa é que me perdi para ai na terceira peta.

            Já agora, os leasing são interessantes dependendo dos km, e só começam a interessar a partir dos 3 anos, a maioria das empresas fazem a 4 para baixar o valor residual.
            Se tens um leasing a 1 ano, o valor residual é uma estupidez e a renda mensal igualmente estupida.

          • Pedro Sousa says:

            Paulo, infelizmente eu acrescento.mais um bocado porque vocês inventam coisas que não digo.
            Repara no teu próprio texto…
            Dizes que tenho 2 tesla e um leaf todos a leasing. Dizes que não troquei o tesla porque ainda o tenho…
            Já chegaste ao fim do contrato de leasing? Quando trocas o carro não podes ficar com o velho? Foi o que eu fiz.
            Quando despachei a megane do leasing, comprei-a! Ficou para a mulher e eu recebi um leon. Depois comprámos um leaf porque dava jeito para as voltas que eram sempre pequenas e se fosse preciso tinhamos a megane.
            Entretanto troquei o leon pelo tesla. Então a megane ficou “encostada” e a mulher passou a andar de leaf e eu de tesla. Quando o troquei, comprei o antigo porque adoro o gozo de o conduzir. Caso contrário não o trocava por outro…
            Portanto, tenho um carro de leasing só que é o patrão que paga. Ou outros são meus.
            Ah, e também fiquei com o leon mas vendi-o logo a seguir a gastar os 500€ em combustível que a empresa de leasing me deu.
            Quanto aos kms do leasing não sei quantos são mas deve ser pouco, tipo 20.000 porque normalmente os leasing por cá são de 60.000 a 3 anos e 80.000 a 4 anos por isso acredito que seja 20.000
            Portanto não inventes historias. Tenho 2 EVs para mim e para a mulher e mais uma carrinha para viagens longas.
            E tenho o carro do trabalho para trabalhar e não para me seguir…

            Quanto aos leasing posso dizer-te que todos os carros a diesel passaram para 3 anos depois de 2010 por ser mais barato, e não faço ideia das condições do leasing dos EVs mas pelo que se ouviu era mais rentável a 1 ano porque, deduzimos nós, as empresas de renting querem vendê-los mais cedo por ser ainda um negócio incerto e recente a venda de EVs usados.

            Quanto ao valor residual, honestamente não sei do que falas já que não há valor nenhum residual. São carros alugados e quando acaba o contrato ficamos sem eles e escolhemos um novo…

          • IonFan says:

            Pedro Sousa, que grande trapalhada que para ai vai…
            Desde 2010 comprou 4 automóveis pelo valor residual, incluindo um de, pelo menos, 60K€ e anda de Megane e Leon!?
            Tem um Tesla pago pelo empregador e mesmo assim insiste em ter mais 3 carros, incluindo um Tesla, em nome próprio? As suas escolhas orçamentais são, no mínimo, peculiares…
            O mais estranho é não saber o que é o valor residual, tendo em conta que admite ter ficado com 3 carros por esse valor nos últimos 6 anos!
            Por acaso até já estava a contar que se desculpasse de serem leasings de 1 ano com o facto de serem EVs. Tenho muita pena mas isso também não faz sentido. Se o banco tem dúvida em relação a valor potencial do veiculo após o renting/leasing, vai forçar prazos mais longos e não mais curtos. O que faz sentido é ser o máximo de anos possível para o veiculo depreciar o máximo nas mãos do cliente.
            Sabe o que é que eu acho? Se a história fosse verdadeira, tinha-nos mandado dar uma volta logo após a segunda vez que acrescentou capítulos à história. Continuou a fazer a fábula porque não aceita ter sido apanhado.

          • Pedro Sousa says:

            Porra! Não há valor residual em leasings de ALD. O carro volta para a empresa de leasing e se quisermos podemos comprar o carro pelo seu valor de mercado.
            Não é um leasing de particular para a compra do carro. É um leasing de longa duração.
            E antes de termos passado a usar eléctricos, tive uma megane e um leon que comprei pelo valor de mercado à data da compra.
            Quanto ao carro do empregador, é para trabalhar e não o uso a nível pessoal.
            E já agora o que é que o banco é para aqui chamado? Sabes o que é uma empresa de leasing? Estas a confundir uma leaseplan com um banco?
            E a trapalhada é minha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.