PplWare Mobile

Volkswagen ID.3: O veículo elétrico que pode custar menos de 30 mil euros


Autor: Pedro Pinto


  1. João Lopes says:

    É um carro muito bem conseguido e vai certamente fazer mexer o mercado, vamos ver qual vai ser a resposta das restantes marcas a este veiculo incrível.

  2. eu says:

    Que pintura horrível para ser aprentado.
    Parece um carro do castelo branco ou do gocha.

    No preço estão quase lá. Já só falta devidir o valor a metade e poder carregar em menos de 10 minutos e ter onde abastecer a cada 50 kms.

    • tu says:

      lol aquilo é pelicula (normalmente usada em todos os carros protótipo) para esconder as linhas do carro, não é a pintura final

    • Miguel Silva says:

      A cor haverá de ser parte da campanha e não do carro em si. É um carro que eventualmente levará alterações a nível visual e não convém a marca comprometer se com algo fixo.
      De qualquer das formas, é pena ler o seu comentário cheio de falta de carácter.
      Já pensou em meter o seu raciocínio (da terceira frase) nos carros a diesel/gasolina? Ora vejamos: “Já só falta consumirem 1/3 do que consumem, poluir metade do que poluem e reduzir os custos de manutenção para metade e aumentar os números de kms das revisões.”

    • Zé Maluco says:

      E já agora, poder estacionar debaixo da cama, por forma não ter de mexer praticamente o rabo.

    • Tiago says:

      O carro é apresentado em Setembro…

  3. Carlos Fernandes says:

    ….o valor já inclui os Impostos portugueses??

  4. Carlos says:

    O carro pode ficar abaixo dos 30000€ mas não vai ficar e se ficar certamente que será uma versão demasiado basica e não vai ser em Portugal.
    De qualquer forma é bom saber que há uma tentativa clara em apostar nas gamas mais baixas.
    Na minha humilde opinião, da forma que a tecnoligia está a evoluir nesta área, quem comprar um carro agora ficará com um carro desatualizado em pouco tempo.

  5. jorge antonio says:

    “Este veículo elétrico terá um custo baixo” . Esta frase ainda deixa muito a desejar quando se fala em 30mil, porque um carro desta classe a gasolina custa metade. Espero por novidades (no preço claro).

     

    • Toni da Adega says:

      “Este veículo elétrico terá um custo baixo (exepto em Portugal)”, pronto agora a frase já faz mais sentido

    • Raminhos says:

      Este veículo é da classe do Golf, Mercedes classe C, BMW 3.
      Diga-me onde encontro a metade do preço (menos de 15000)
      E já agora, Custa cerca de 1€/1,50€ cada 100kms, nos outros carros desta classe, não consegue menos de 10€ por 100km.
      As revisões sao aos 30000/50000 km e custam cerca de 100€ ou menos. Nos outros carros desta classe as revisões sao a 15000 e custam em média 250€/400€
      Faça as contas, e veja.
      E isto sem contar com não lançar gases dos canos de escape, e não fazer barulho, o que dá uma condução extremamente agradável.
      No meu caso, num ano fiz 32000km, faça as contas e veja o que poupei. Já fiz as contas e num ano já poupei a diferença do preço do mesmo carro em versão combustível para versão eléctrica.
      A partir de agora é só poupar. No total em cerca de 4 a 5 anos o que poupei dá o valor do carro.
      E já agora para aqueles que estão sempre a falar mal de Portugal. Nos carros elétricos não se paga o Imposto automovel nem o imposto de circulação, pelo que o carro não sai muito mais caro do que lá fora. No caso dos carros a combustão é o IA que faz essa diferença de preços

    • Julinho says:

      Um golf a gasolina por 15 mil euros?

  6. eu says:

    Um carro da mesma gama a gasolina custa metade, que dá para quase 8 anos de combustível, ou seja, é um eletrico a custo 0 (estou a pensar em termos económicos).

    15.000 € de poupança.
    Se esse mesmo carro gastar 40 € de gasolina por semana, gastará 160 € por mês.
    15000 / 160, dá aproximadamente 94 meses, ou seja, dá quase para 8 anos de combustível.

    Ao fim de 8 anos esse tem de mudar a bateria e tem de gastar mais uns 8000 €.

    • eu says:

      E se o carro for a GPL, estaremos a falar não de 8 mas quase o dobro da autonomia com o diferencial.

    • Pedro Ribeiro says:

      Qual é o carro a gasolina de 170cv que custa metade?

    • Carlos says:

      A Nissan aluga as baterias a cerca de 120€ por mês e a isso ainda temos de juntar o custo das cargas e a maior desvalorização do carro. Fico pasmado ao ver que há quem ache que vai andar a carregar carros elétricos de graça…

      • Nuno V says:

        O aluguer de baterias por parte da Nissan era facultativo no Leaf anterior. Existia a opção de tu comprares as baterias. O mesmo se diz do Renault Zoe. O aluguer das baterias foi entretanto abandonado no novo Leaf por parte da Nissan.

      • Toni da Adega says:

        Fico pasmado ao ver que há quem ache que não se pode carregar carros elétricos de graça.
        Um dia descobrem que existe pessoal com painéis solares e cenas em casa

        • Eu says:

          E o Painel Solar é gratis?

          • Toni da Adega says:

            Pode ser conheço quem tenha instalado a borla ( Google é teu amigo).
            E painéis solares não servem só para carregar carros.

            Se preferes pagar à EDP e Galp para teres eletricidade e gasolina tudo bem, são opções.

            Vamos todos viver em tendas que casas custam dinheiro.

        • Jorge RIBEIRO says:

          para o carregamento lento os carregadores são de 32amp, ou seja 7500W. Os painéis solares têm uma produção máxima de 100W por metro quadrado ou seja em produção ideal era preciso ter 75m2 de painéis solares para carregar o carro. mas sendo realistas a produção que o painel solar consegue é mais por volta dos 80% o que faz com que fosse necessário uma instalação de mais de 90m2. Não me parece que consiga ter carregamentos gratuitos usando painéis solares tendo em conta estes valores.

        • Cortano says:

          Claro… as pessoas que vivem em prédios metem os paineis onde?!
          E… posso estar enganado, mas parece-me que não consegues carregar um carro + alimentar a casa com “meia-dúzia” de paineis na janela.

          E não, não instalas paineis grátis em lado nenhum. Tu até podes montá-los, mas os materiais não são grátis.

          Já agora, não sei ao certo, mas a partir de certa potência produzida tens de te ligar à rede nacional de energia. Não fazes o que queres e como queres. Existem regras

    • Nuno V says:

      Podes me indicar que carro do segmento C com 170cv custa 15000€? Não digas o google é teu amigo que isso não é resposta.

    • Tu2 says:

      15k€ com 170 cv? A onde?

    • Raminhos says:

      Este veículo é da classe do Golf, Mercedes classe C, BMW 3.
      Diga-me onde encontro a metade do preço (menos de 15000)
      E já agora, Custa cerca de 1€/1,50€ cada 100kms, nos outros carros desta classe, não consegue menos de 10€ por 100km.
      As revisões sao aos 30000/50000 km e custam cerca de 100€ ou menos. Nos outros carros desta classe as revisões sao a 15000 e custam em média 250€/400€
      Faça as contas, e veja.
      E isto sem contar com não lançar gases dos canos de escape, e não fazer barulho, o que dá uma condução extremamente agradável.
      No meu caso, num ano fiz 32000km, faça as contas e veja o que poupei. Já fiz as contas e num ano já poupei a diferença do preço do mesmo carro em versão combustível para versão eléctrica.
      A partir de agora é só poupar. No total em cerca de 4 a 5 anos o que poupei dá o valor do carro.
      E já agora para aqueles que estão sempre a falar mal de Portugal. Nos carros elétricos não se paga o Imposto automovel nem o imposto de circulação, pelo que o carro não sai muito mais caro do que lá fora. No caso dos carros a combustão é o IA que faz essa diferença de preços.
      Eu tenho um eletrico e sei do que falo.

    • Toni da Adega says:

      Se consegues comprar VW Golf com 170CV a 15.000 € diz-me onde para ir buscar meia duzia deles.

    • Jorge says:

      Boa, arranje ai um carro a gasolina que só gasta gasolina.

  7. EuroCar Rules says:

    A cor faz parte da politica de marketing. Nesta fase serve de camuflagem, por forma a olho nu não ser fácil definir as linhas definitivas da viatura. Como devem saber a apresentação oficial do ID está datada para o próximo mês de Setembro no Salão de Frankfurt, e será aqui que vai ser apresentado todos os detalhes e pormenores da viatura. Não haver qualquer imagem do interior também é um exemplo da politica referida acima.
    Quanto à questão do preço e por sua vez dos impostos associados: não está fechado este ponto: o que se sabe é que vai custar < 40K€ na europa, aparentemente sem contar com os benefícios que cada estado concede. Os EV´s em PT não pagam impostos de legalização, somente IVA.
    A VW voltou a confirmar o uma versão <30K€ cumprindo-se objetivo principal: Desenvolver elétricos para milhões e não para milionários.
    Portanto em suma não deve haver grandes variação neste ponto face ao publicado (as diferenças nas taxas de iva de PT para DE são 4%)
    Quanto ao carro, verificando-se os preços apresentados; mantendo-se a qualidade, Fiabilidade reconhecidas pela VW, o serviço Pós-venda será com certeza um caso de sucesso na europa.
    É bom que se mexam, porque a fabrica da Tesla na china daqui a meses está a bombar carros para o mercado.

    • Al Kab says:

      verificando-se os preços apresentados; mantendo-se a qualidade, Fiabilidade reconhecidas pela VW, o serviço Pós-venda ……. Lol

      • EuroCar Rules says:

        Onde está a piada? Também gostava de me rir. Tem algum ponto em desacordo com o que foi afirmado.? Se sim seja factual e objetivo sff, para ficarmos todos mais esclarecidos…ou não concorda com os ratings world car award, ou os reports TUV?

      • EuroCar Rules says:

        Onde está a piada? Também gostava de me rir. Tem algum ponto em desacordo com o que foi afirmado.? Se sim seja factual e objetivo sff, para ficarmos todos mais esclarecidos…ou não concorda com os ratings world car award, ou os reports TUV?

  8. mlopes says:

    o artigo é de 2011 mas só o li ontem. é um dos mais interessantes que tenho lido sobre o lítio nos últimos anos: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/j.1755-263X.2011.00166.x

  9. Nuno Fernandes says:

    que coisa mais feia jasus!

  10. Belloto says:

    Muito caro é um absurdo vamos aproveitar a nova gestão presidencial e baixar os tributos para ficar mais acessível ao consumidor .

  11. Max says:

    O planeta está dividido em dois mundos. Por um lado o mundo do sistema consumista e esbanjador de recursos, onde não há limites para sonhar e querem sempre mais sem pensar no esforço de recursos que isso representa para o planeta, do outro lado temos o mundo dos desgraçados, onde se vive no limiar da pobreza, onde não há comida quanto mais um carro eléctrico, onde não há medicamentos quanto mais um carregador de baterias para carro. Que mundo triste é hipocrita em que vivemos. É mesmo muito triste vivermos num mundo assim…

  12. Gilmar says:

    Teria que fazer como já é feito em alguns países ensentivar consumidores a comprar esses veículos
    Como já falaram aì legal abasteco onde?
    Em Portugal por ex… Varios postos de gasolina e praças tem onde recarregar o veículo de graça
    Falta apenas isso atitudes assim o cliente fica feliz é a mesma coisa que o gás em veículos é raro encontrar postos que abastece a gás infelizmente o Brasil peca muito nisso ele quer tecnologia mas não tem como recebê-la.

  13. Jorge says:

    E em Portugal fala-se em eficiência energética, greve dos condutores de combustíveis, etc. E depois quando queremos comprar painéis solares, porque somos o país da Europa com mais sol, não pudemos abater o produzido pelo consumido. Enquanto tivermos políticos deste nível.

  14. TugAzeiteiro says:

    Portanto…Bateria de:
    45 kWh = 330 km | Preço: menos de 30 mil euros;
    58 kWh = 420 km | Preço: abaixo dos 40 mil euros;
    77 kWh = 552 km | Preço: ??? +40 mil euros.
    Isto são valores para a realidade portuguesa, ou temos que acrescentar +10mil euros?!
    Tirando isso os problemas dos 100% são… 1º a falta de carregadores, 2º a maioria não está em funcionamento, 3º a capacidade de carregamento de KW altos (para não demorar +6 h a carregar…)!

  15. Max says:

    Com um ordenado mínimo de 600 euros em Portugal , e se a pessoa ainda assim puder pagar 200 e por mês de prestação vai demorar 12 a 15 anos da sua vida a pagar o carro. Em POrtugal queremos viver como os pai´sese mais desenvolvidos do mundo mas temos um ordenado mínimo dum país sub desenvolvido…É RIDÍCULO
    Somos os escravos da europa, trabalhamos um mês inteiro para receber uma miséria.

  16. Max says:

    Uma verdadeira revolução era as empresas fazerem uma pausa durante digamos pelo menos uma década do sistema competitivo entre empresas e fazerem uma fusão de tecnologias e recursos e construírem um veículo eléctrico verdadeiramente para as massas, a um preço realmente acessível a todos e assim mudar numa década o cenário automóvel de combustível fóssil para eléctrico a nível mundial. Mas isso é demasiado para a pequenez e tacanhez da mente humana. A ambição de lucro e acumular de riqueza das grande companhias automóveis não permite algo tão grandioso assim. Por isso continuam arruína do o planeta com a emissão massiva de poluição criando cada vez mais doenças e mortes.

  17. victor botas says:

    Menos de 30k, como se fosse barato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.