PplWare Mobile

TOP 10 – Distribuições GNU/Linux mais populares em 2015


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Steven says:

    centOS é a melhor.

    • Robson Kramer says:

      Nem de longe o CentOS é a melhor. O título poderia ser atribuído ao GNU/Debian Linux, devido sua abrangência, sendo eficiente e altamente estável e robusto, tanto para desktops, quanto para qualquer modalidade específica de Servidor, além de ter o segundo maior repositório de pacotes do Mundo Open Source ( o primeiro é do Linux Mint ).
      Outras Distros linha de frente são Slackware, Gentoo, ArchLinux, OpenSUSE, Springdale Linux, Scientific Linux (que já se provou ser mais rápido do que o CentOS), e Gentoo.
      O CentOS tem fama, mas nada de excepcional, em comparação com os mencionados nesta lista, basta recorrer à opinião dos usuários avançados e mais experientes do mundo UNIX/Linux, e você tirará suas próprias conclusões.

  2. João Costa says:

    Gosto de andar sempre a brincar e experimentar vários distros em máquina virtual.
    Mas o Mint é aquele que, já desde a sua 10ª edição se não me engano, é a minha de eleição.

  3. Emanuel Vitorino says:

    Para mim o que gosto mais no Linux Mint é que como Programador estou a achar a interface do Cinnamon super rápida e não noto error nenhum no tema GTK do Mint, sem contar com a possibilidade de ter pacotes mais recentes que no ubuntu 14.04 no qual ele é baseado!

  4. Luís says:

    Linux Mint all the way. mais leve que windows e menos espaço ocupado.

  5. Diogo says:

    Eu uso o elementary OS desde a versão Luna. É um sistema operativo excepcional! A versão atual, Freya, que é a que uso atualmente, é simplesmente simples e rápida.

    • Emanuel Vitorino says:

      O que não gosto no Elementary OS é que o sistema basta uma dependência e lá se foi o pantheon todo… Mas de resto em interface e rapidez é espetacular!

  6. CC says:

    Uso o mint em casa e o ubuntu no trabalho, mas o majaro parece ser uma distro porreira tb.

  7. Androider says:

    Onde anda o Zorin OS? um excelente distribuição Linux..

  8. João C. says:

    Atualmente estou a usar o Deepin 2014.3 e estou a gostar bastante!

  9. Luis says:

    Aqui CentOS… 🙂

  10. Jorge Rodrigues says:

    O Mint por já vir prontinho a usar, e ser a meu ver simples de actualizar e manter. e as versões LTS .. hmmmm… descanso 🙂

  11. Joaquim Azevedo says:

    Linux Mint ! Mas atenção ao Manjaro que está bastante bom !

    • reis says:

      O Manjaro no meu caso, tenho tido problemas de consumo de memoria e aquece bastante. Mas o meu Asu já tem uns 9 anos. Tive que optar por Arch, com o kernel-lts se porta muito bem . Mas aconselho vivamente a quem quiser utilizar um derivado Arch a experimentar o Antergos.

  12. Filipe says:

    Boas,

    Tenho um portatil antigo com windows Xp e queria experimentar uma distro Linux (pela primeira vez) devido a lentidao do XP.

    O portatil é um Acer Aspire 2012WLMI com estas carateristicas:
    15.4 WXGA screen (1280 x 800)
    1.5 Ghz Pentium-M CPU (1Mb L2 Cache)
    1 GB PC2700 (333 Mhz DDR) Ram (2 x 512mb sticks of Kingston ValueRam)*
    60 GB 4200rpm HDD (Hitachi Travelstar 80GN)
    64 MB ATI Mobility Radeon 9700 GPU
    Intel 2200BG Pro Wireless
    DVD-Dual Drive
    Andei a ler muita coisa antes e fiquei interessado onde dizia que poderia experimentar a partir do dvd ou usb sem instalar no pc.
    Saquei o Lubuntu e o Zorin OS 10 Lite (esta ultima é mto mais bonito que os outros que vi…).

    Os problemas começaram agora e onde preciso da vossa ajuda:
    Nao consigo fazer boot a partir de USB (nao aparece nas opçoes no menu de Boot, apenas disco, cd/dvd, floppy drive, internet (qq coisa do genero nao me lembro ao certo))
    Boot pelo dvd entao:
    primeiro erro ao reiniciar com o dvd: non PAE error. Consegui ultrapassar esse erro
    segundo erro que nao consigo transpor: /casper/vmlinuz: file not found o ficheiro esta la, li na net que bastaria mudar a extensao vmlinuz –> vmlinuz.efi… mas sendo um dvd nao consigo alterar o ficheiro e nao consigo fazer mais nada tt com o Zorin como o Lubuntu… ajuda faz favor
    Acham as distros boas ou recomendam outras? Sou novo no mundo Linux..

  13. Alexandre Seugirdor Ohtten says:

    Todas são ótimas, não existe uma melhor ou pior e sim qual você mais se identifica para utilizar, eu utilizo o Debian, já trabalhei com todas as outras distros mas a que me identifiquei foi essa.

    • Marco says:

      isto meus caros
      +1

    • okapi says:

      +1
      Eu por mais que usa-se outras, voltava sempre ao SuSE e ainda hoje continua a ser a minha distro preferida.

    • Robson Kramer says:

      Não há dúvidas de que você se identificou com o Debian, entre outros motivos, por um em especial:
      é uma Distribuição Singular, não há Projeto algum no Mundo do Software Livre que tenha produzido uma jóia rara tão completa e abrangente quanto o Debian.
      Simplesmente um relógio suiço, como diz um amigo meu: Debian é Ultra Estável, Robusto e Capaz, roda até em batata.

  14. Andre viana says:

    Já usei várias em desktop, Ubuntu, bigLinux, elementary os, mas agora no desktop estou em Windows

    Em servidor sem dúvida o Ubuntu server

    André Viana

  15. Tiago Miguel P C Pereira says:

    Já tentei algumas das mencionadas, mas pela funcionalidade e simplicidade, e também pela quase total ausência de bugs… Linux Mint.

  16. Joaquim says:

    Gosto do manjaro que tira todo o trabalho de instalar do arch, mas usa repositórios similares aos arch linux, e ainda com acesso a aur.
    Coisa que não gosto do arch, é que “não dá” (dá mas é mais complicado) para ter varias versões de kernel, como no debian, ubuntu ou ate manjaro.
    Distros preferidas, eu fico pelo Xubuntu, Debian,Manjaro. Xfce gosto bue, e ubuntu com ppa para software mais recente, e o Debian ficava no testing, para pacotes atualizados. O Manjaro já vem com ferramentas para detecção de hardware muito bom, e a facilidade de ter múltiplas versões de kernel.

    Linux Mint bom para iniciantes, ou aqueles que querem ter “tudo” pronto após instalar, codecs e etc.

  17. irlm says:

    OpenSUSE, Manjaro, Fedora.

  18. Blz says:

    Adoro o Elementary mas nas 2 máquinas que usei, estavam bastante instaveis, e ainda por cima numa não funcionava o trackpad e na outra a a Grafica não debitava fps aceitáveis. Uso ubuntu mas estou um pouco cansado do seu peso. Prefiro portanto o lubuntu. O puppy é fabuloso para restaurar máquinas e o centos para servidor é o melhor (para mim). Neste artigo, fiquei curioso com o Manjaro. Alguém tem experiência nele? Vale apena? O uso será básico de office, browser e gestão de ficheiros.

  19. lmx says:

    hehehe,
    Mint lmde para o desktop
    Debian 7.9(wheezy) para server
    eventualemente algum centos para server também
    openwrt para routers caseiros e sistems embebidos

  20. pedro says:

    para mim atualmente linux mint com xfce all the way, embora goste muito do manjaro bem como o arch, o qual gosto muito embora a instalação seja a pain in the ass

  21. Paulo says:

    -Discurso mais informal é bem vindo após anos e anos de ouvir o vómito politicamente correcto.(Já tiveram a oportunidade de visualizar os primeiros debates tanto republicanos como democráticos?… são robôs que dizem todos exactamente o mesmo que já foi dito milhares de vezes antes, é nauseante).

    -Relativamente a INTERNET, para quem viu o discurso em directo sem cortes e sem frases soltas, o que ele pretende não é BANIR A INTERNET, é uma reestruturação no sentido de impedir o recrutamento pelo estado islâmico, que é uma das maiores pragas deste século.

    Nunca gostei do Trump, mas em comparação com resto que é o mesmo status-quo do costume, tenham juízo pá. O Sr. que estava a dizer que ele representa aquele sonho americano hollywodesco, INFORME-SE. Até o slogan do Trump é “the American Dream is dead – but if I win, I will bring it back bigger and better and stronger than ever before”. Com 20 BILIÕES em dívida. Com o desemprego real a rondar 15-20%. Infraestruturas envelhecidas, Foreign Policy que é um desastre, com empresas nacionais como a Ford que querem construir fábricas bilionárias no México e vende-los de volta aos cidadãos dos EUA. Qual sonho americano? Mais do que nunca é preciso alguém que seja um “do’er” e não um “say’er”.

    Aos comentários, onde o único argumento é um ataque ad-hominem, só digo isto, não é um espanto termos o sistema que temos cá, vocês merecem.

  22. MS says:

    Xubuntu forever, mas ubuntu e debian são brutais

  23. sfsadf says:

    quando aprenderem a deixar a máquina suspender e hibernar como no windows, eu mudo pró linux!

  24. Bob says:

    Ubuntu Mate é a minha eleição nas distros deb based. E o Manjaro em arch based.

  25. Opdam says:

    Falta nessa lista aí o Antergos. Prefiro Antergos ao Manjaro porque no fundo, depois de instalar, fica-se com um Arch puro, apenas com um repositório extra. Além disso vem com o Cnchi, um instalador fácil de usar e ao mesmo tempo com opções avançadas (encriptação, RAID, pré-configuração do DE e outros pacotes).

    As minhas escolhas andam sempre à volta da família Debian e da família Arch.
    Escolho sempre o fiável Debian Stable para tudo o que não requer uma GUI.
    Para desktops e laptops, um qualquer Ubuntu quando preciso de algo pronto a servir, ou um Arch quando me apetece cozinhar ou simplesmente quero ter acesso a pacotes mais recentes.

    Quanto a DEs, em PCs mais antigos ou menos potentes claramente XFCE sai vencedor. Balanço perfeito entre leveza, funcionalidade e elegância. Xubuntu é sempre a minha escolha número 1 para esse tipo de máquinas. Para algo mais moderno e poderoso, sinceramente ainda não me consegui decidir entre GNOME, KDE, Unity e Cinnamon. Todos eles têm virtudes mas também defeitos, sobretudo na forma como tentam reinventar a roda.

  26. Nuno Catarino says:

    Por aqui varios OpenSUSE server e desktop.
    Webserver, mariadb, PHP, samba server, plex, owncloud, transmissão daemon, Kodi, jdownloader, no-ip, backup server, entre outos.

  27. g. says:

    o Apricity OS também é bastante interessante

  28. Risca says:

    Usava o mint, mas mesmo assim achava pesada na minha máquina (Samsung nc110),actualmente estou com o lubuntu e estou a adorar.

  29. Jose says:

    desde que seja linux, por mim está bom

  30. Manuel Silva says:

    Usei Ubuntu para servidores inicialmente e o CentOS até à versão 5.4… Depois muito mudou e a maioria dos serviços passou para a internet.

    Em destop também usei Ubuntu… Mas nunca consegui gostar do Unity…

    Ao nível dos sistemas para Desktop usei outro “nix” chamado OpenSolaris que era excelente em virtualização…

  31. Jonathas says:

    Tenho usado o Manjaro com muita satisfação, sistema rápido e totalmente estável.

  32. Rui says:

    Para quem vem de windows falta aqui o ChalletOs, gosto do Manjaro concordo que o Mint é muito bom, CentOs para estabilidade, falta-me experimentar o Opensuse.

  33. J@fostes says:

    para ja Ubuntu para me iniciar no Linux…depois queria ver o ArchLinux , Kali pois a area de segurança atrai me bastante.

  34. Alexsandro says:

    Estou a utilizar o manjaro (fluxbox) e estou a gostar muito, num ssd isso voa, para não falar do pacman que é muito bom.

  35. tiburscyo says:

    Para mim a melhor opção é linux mint 173. + cinnamon 2.8
    Essa nova versão do linux mint está fantástica, muito rápida e não trava. Falta apenas melhorar o visual, pois ele ainda parece antigo e ultrapassado.

    Outra distribuição que me chamou a atenção é o manjaro. Também está excelente e falta apenas algumas melhorias visuais. Acredito que em pouco tempo vou acabar mudando para o manjaro, por ser uma distribuição rolling release e ter updates mais rápido que o mint.

  36. Pardinus' says:

    Estou a utilizar o Ubuntu Studio, mais pela simplicidade e funcionalidade.

  37. João says:

    Aqui VÁRIOS OpenSuse

  38. PHomem says:

    E para servidores?

  39. Kripper says:

    Um pouco offtopic… O Deepin OS para mim é o que tem o melhor ambiente gráfico sendo baseado em Ubuntu tona a coisa aidna mais interessante. Vem ainda com uma ferramenta chamada crossover já pré-intalada que é brutal (pelo menos comparando com o Wine). Alguém já experimentou? O que acham? Acham que tem risco o facto de ser uma distro chinesa? Eu acho que nem tudo o que é chines é mau, mas gostava de ter mais feedbacks de quem já tenha usado.

  40. Cláudio Barbeiro says:

    Deviam fazer a distinção entre top de distribuições para uso pessoal e para servidores. Até porque existe uma discrepância depois nos resultados apresentadas e pode confundir os leitores.

    No meu caso, para uso pessoal Arch sem duvida. Para servidores já existem mais alternativas de acordo com o objectivo pretendido, mas no geral CentOS / RedHat estão excelentes.

  41. Cosmin says:

    Elementary meu caro…
    Bonito, fluido, personalizável…ideal para iniciantes e avançados

  42. outeiro says:

    Não sei qual é a melhor, sei a que uso: ubuntu Mate.

    Como avaliam o ubuntu, só com unity, ou todos os ubuntus com outras interfaces gráficas: ubuntu gnome, ubuntu Mate, lubuntu, xubuntu, etc.etc.etc.?

    E aquelas distros que são ubuntu pintadas de fresco, com pequenas alterações, mas lá vão buscar tudo ao ubuntu: centro de software, repositórios, etc.?

    É preciso ser sério nas avaliações.

    Isto é tudo treta: a melhor é aquela de que gosto mais e melhor se adapta ás minhas necessidades.

  43. jAugusto says:

    Em casa basta para mim coisas leves: suse studio xfce e mx15 xfce da mepiscommunity. Iso de 700 mb trazem tudo o que é preciso e tem mais ferramentas proprias que distros com o dobro do tamanho, rock solid:suse e debian sempre actualizados e sem bugs de constantes rollings…após uns retoques pessoais ficam porreiros.

  44. Rafael says:

    “O Debian (base do Ubuntu e outras distribuições conhecidas) foi sem duvida um dos sistemas que marcou o ano de 2013”.
    Oi…!!!! 2013 ?!?!

  45. pedro silva says:

    Arch Linux, Debian (e Ubuntu)

  46. clau says:

    linux mint carago!

  47. Guilherme says:

    Eu acho que o “Top” depende das necessidades das pessoas. Também se deve ao facto do propósito da Distribuição

  48. Hugo says:

    Para mim o melhor é o openSUSE 42.1 Leap. Tem uma integração com o KDE como nenhum outro! 🙂

  49. Nuno says:

    Já utilizei algumas, ubuntu, mint e fedora, atualmente utilizo ubuntu em dual boot devido ao office mas tenho grande curiosidade em experimentar o manjaro. Concordo muito com o mint no pódio.

  50. David says:

    Discordo de toda a lista. As melhores distribuições não são as que mais usamos. São aquelas que cumprem as regras da fundação do nosso amigo chamado de “radical”.

  51. Linux Descomplicado says:

    Parabéns pelo artigo… como sugestão ao tema, deixo o link de uma ferramenta online de escolha de qual distro Linux usar: http://www.linuxdescomplicado.com.br/qual-distro-escolher/

    Projeto brasileiro, criado pelo Linux Descomplicado!

  52. slblxs says:

    Para quem quer descobrir o mundo Arch e na instalaçao, next, next, next . Sem duvida Antergos, utiliza os repositorios oficiais de Arch e junta alguns pacotes do proprio repositorio.
    https://antergos.com/try-it/

    Ou entao um pouco mais trabalhoso ou nao, mas ficam com um sistema basico com ambiente de trabalho e os principais programas, tem Architect Linux.

    Forum http://architectlinux.boardhost.com/index.php
    Download http://sourceforge.net/projects/architect-linux/files/?source=navbar
    E um video com passo a passo https://www.youtube.com/watch?v=sWR4qWsudwg

    Por isso nao existe desculpa, para nao instalarem esta excelente distribuiçao linux.

  53. Feymann says:

    O que significa uma distro ser baseada numa outra?

    • joao says:

      Simplificando a coisa ao publicares uma “aplicação” em open Soure estás a permitir que outros usem o teu código para fazer a sua própria App…
      Muitas distros suportam-se na parte técnica de um sistema operativo, e alteram/metem por cima outro código… No limite, e de novo Simplificando ao máximo, podes pegar num Ubuntu, mudar os ícones e dizer que é outra distribuição…

      • Feymann says:

        Então o Ubuntu não passa de um Debian com outra «pintura»?
        E se o Debian morrer, o desenvolvimento do Ubuntu fica parado? Isto porque teriam de fazer sempre versões novas do Ubuntu sempre baseadas numa versão Debian parada.

  54. kadu says:

    Ubuntu ou Fedora para mim (eu uso Ubuntu desde a versão 6.06 porque fiquei mais familiarizado com os pacotes .deb) e a minha preferência vai para um destes 2 porque, na minha opinião têm uma “identidade” própria ou seja: Ubuntu e Fedora (unity e Gnome3) tem uma UI característica e própria assim como o windows ou o osx. Todas as restantes distribuições parecem insistir num “look” mais aproximado do windows como por exemplo o linux mint e zorin ou aproximado ao osx como o elementary os… E não vale a pena irem cá com histórias tipo “ah e tal que ubuntu é para iniciantes” e cenas assim. Windows tem alguma versão diferente para leigos e outra para entendidos?! OSX tem também alguma versão diferente para leigos e entendidos?? Não, pois a malta simplesmente aprendeu ou “reaprendeu” a usar um SO diferente do que o do paradigma em que vivia… Ah e também porque a comunidade ubuntu é uma das maiores e melhores do munto linux.

    • joao says:

      Quando se diz “para iniciantes” é mais porque é fácil encontrares ajuda por essa nem fora, ou programas compilados para a arquitetura usada… Ou seja safas-te sem precisares tanto de usar o terminal…

  55. Tico says:

    Tenho gostado imenso do peppermint, embora tivesse preferido ficar com o lxle mas no meu pc no final da instalação dá um erro e não o consigo instalar (já tentei as versões de 32 e 64), já usei durante muito tempo o ubuntu, mas não gosto nada da barra lateral.

    • Sérgio Freire says:

      Sobre o LXLE 14.04.3: Foi reportado no forum desse OS que os instalador tem um bug quando é escolhido qualquer idioma que não seja o inglês. Depois de instalar em um velho notebook eu usei a ferramenta de alterar a linguagem e coloquei tudo em português. Fica a dica pra quem tem o mesmo problema.

  56. Helder says:

    Ola,

    São todas muito boas, mas faltou a DeepinLinux: http://www.deepin.org/

    • Tesla says:

      Se não fosse chinês…
      Podiam fazer uma óptima distribuição portuguesa independente e patrocionada pelo estado se as principais universidades portuguesas se juntassem.
      A Caixa Mágica já está mais morta que viva!

  57. Tesla says:

    Adoro o Manjaro e o openSUSE *.*

  58. Rui Castro says:

    No Debian diz marcou o ano de 2013, será que queriam dizer 2015?

  59. sakura says:

    o importante é usar linux e windows.

    a MS tem “””quedaa para o openm s. “””

    windows + linux e uma dubla “”vencedora””
    em .net.

  60. Arrhenius says:

    Um GNU/Linux pode ser uma distro independente, bonita e funcional.
    Um perfeito exemplo é o Solus OS!!

  61. Carlos says:

    As que mais me atendem são Debian e Mageia.

    • macxi says:

      +1 Mageia
      desde 2010, sempre
      para mim a comunidade de colaboradores e desenvolvedores é aberta/participativa/transparente e mantém Mageia sempre estável, com aplicativos atualizados e com a melhor tradução para o idioma português
      A Mageia foi um fork da distro Mandriva criado em 2010. O profissionalismos dos desenvolvedores da Mageia fizeram com que a Empresa Mandriva adotasse a Mageia (feita por seus ex-funcionários) como base de seu servidor comercial até antes de falir.
      Atualmente a empresa Siveo optou por trabalhar com a Mageia no desenvolvimento do Pulse (antigo softwre da Mandriva).

  62. O Movimento Livre says:

    Manjaro, pois tem suporte da sua própria comunidade (não estou a falar do AUR) e é uma rolling release, não tendo muitos problemas quando há update/upgrade.

    Linux Mint não é mau, mas pelo que experimentei, “entrava” um pouco em placas integradas Intel (velhinhas, com 6 anos).

  63. Nuno santos says:

    So nao mudo porque depois nao consigo usar os programas de instalaçao de firmware em 3 equipamentos que tenho

  64. José says:

    É tudo muito bonito, até que começa a entravar. Já instalei, o 17.3 Mate, e o cnnmanon, o Ubuntu, o xfce, o manjaro. Passado algum tempo, começam os problemas com os software , comtroladores, que é uma dor de cabeça. Omeu computador, é recente, com um bom procesador 3.20, placa grafica nvidia geforce 650 TI, motherboard Asus, H81-PLUS, enfim uma pequena bombinha, que com os Windows, é um FLASH. Realmente gosto muito mais, sobretudo, do LinuxMinte 17.3 Mate 64 Bits, o problema, mesmo são as cpmpatilidades , uma chatice, deveriam ter cuidado, em não só fazer os SO mandarem-nos cá para fora, e depois saõ chatices atras de chatices, bem podemos sempre, optar por “bifore”. Se eu estiver enganado, e haver alguma possibilidade de ultrapassar estas chetices, não hesitarim um segundo, em voltar a reinstalar, o LinuxMint 17.3 Mate.64 bits.

  65. Joao says:

    Mint com boot e skin do windows 7 !!!! People love it!!!!

  66. José says:

    Estes SO Linux, Ubuntu, etc, são sem duvida tão ou melhores que os Windows, no entanto não se percebe, porque não haverão de as Empresas de software hardware, fazerem os controladores para estes SO, é que nós instalamos, o SO, mas depois começam as chatices com as incompatibilidades de software/hardware. Assim, não dá.

  67. SF says:

    Correcção: O OpenSUSE é um projecto comunitário patrocinado pela SUSE (www.suse.com) , sendo este a base para o enterprise class Linux – SUSE Linux Enterprise.

  68. Jhones says:

    Uso o Ubuntu Gnome 14.04. Pra falar a verdade eu nunca testei nenhuma outra distro. Sempre instalo ubuntu, pacote restricted e dependendo de pra quem vai ser a máquina, escolho apenas a interface gráfica. Minha irmã gosta do cinnamon, eu simplesmente o instalo. Eu já instalo o Ubuntu Gnome de cara, e minha cunhada usa unity.

  69. João Carlos says:

    Ubuntu GNOME foi a minha escolhida..

  70. Lucas Assunção says:

    As distros que mais utilizei, foi o Ubuntu e Mint, e com certeza a Mint foi a que mais se destacou, pela sua usabilidade e por vir com praticamente tudo já instalado.
    O Ubuntu e mais bonito mas tem que configurar ele todo, para rodar as coias mais básicas como MP3, MP4 etc.
    Para quem e mais leigo e precisa de um sistema para instalar e já sair rodando “Linux Mint”. 100%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.