PplWare Mobile

Ubuntu tem mais de 25 milhões de utilizadores em todo o mundo


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Paulo says:

    Se calhar este ano, os utilizadores de Apple Watch deverão exceder os utilizadores do Umutoboo.

  2. Mrsz says:

    Sempre que vejo o Ubuntu começa logo a dar-me vontade de vomitar. Com distros como o Linux Mint…

    • Mikes says:

      Esse comentário é o perfeito exemplo das guerras estupidas entre utilizadore Linux.
      Andam à guerra uns com os outros e depois queixam-se que não são levado a sério.

      • 100 unhas says:

        Ainda mais estupidas tendo em conta que o mint é ubuntu based, mas enfim…

      • Ro301 says:

        Desde quando alguém que usa Linux está a querer aumentar a comunidade? As pessoas que não compreendem a filosofia do Linux não interessam ao projeto.

        Para baixar grátis baixam pirata. É melhor. Quem descarrega um software open SOurce faz por motivos diferentes aos que baixam windows pirata. Porcurem pelo documentário proprietário.

    • Duarte says:

      Antes de falar informa-te….
      Dica: Vai ver em que é que o Mint é baseado

      • Thiago Holmes says:

        Mais besta ainda ao levar em conta que não só é baseado, como usa os repositórios do ubuntu. Deixe de bobeira Mrsz que as distros existem para cada um escolher a que mais lhe agrada, o próprio Linus é a favor dessa variedade que contempla vários nichos. Você usar um Arch não o faz melhor que ninguém, não é o sistema que molda o carácter da pessoa.

    • Paulo Trindade says:

      Pois. Se não fosse o Ubuntu o Mint nem sequer existia.

      • Ro301 says:

        Todo o pessoal que falo sobre linux recomenda o Mint ou o xubuntu. O mint ainda tolero, compreendo que o baixem. O xubuntu não gosto. Já o instalei numa fraca máquina e não notei diferença em relação ao ubuntu.

  3. lui54lb3rt0 says:

    Foi fundada em 2004 não em 2014!

  4. J.C.Lopes says:

    Confesso-me um ignorante em linux.
    Já ando há algum tempo para experimentar mas fico confuso com tanta versão.
    Descarreguei o Umbuntu 10.14 mas não consigo instalar através do arranque pelo DVD. não sei se será por a minha bios ser UEFI.

  5. irlm says:

    substituto do ubunto > Manjaro Linux 0.9.0 todas versões (Gnome,Xfce,Kde,Cinnamon,OpenRC)

  6. kokoloko says:

    “Ubuntu é certamente a distribuição mais popular do momento”
    Errado: é UMA das distribuições mais populares! 🙂 De facto, segundo a DistroWatch a MAIS popular do momento e, se calhar desde há muito tempo, é o Linux Mint!

  7. Raul says:

    Creio que os desenvolvedores de distribuições como linux mint, que não trouxeram nada de inovador para o mundo linux, deveriam se unir aos desenvolvedores de distribuições como Debian ou Ubuntu(based em debian, eu sei) para aprimorarem ainda mais o linux.

    • Alucard says:

      Mint não trouxe nada de novo ao Linux? Cinnamon, sabes o que é?

      Até posso concordar que existem distribuições que não tem grande razão de existir, mas o Mint não é certamente uma delas.

    • Ro301 says:

      Muitas distribuições (não o mint) não troxeram porém os seus desenvolvedores poderam por em prática a teoria e talvez se juntar a projetos maiores. É essa uma das razões que adoro o linux. O linux permite que todos aprendam através do código aberto. Muitas vezes à grupos que fazem distros só para particar, ganhar experiencia e conhecer outros desenvolvedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.