PplWare Mobile

Adeus Windows ou macOS! O elementary OS tem o que precisa (9)


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

8 Respostas

  1. cat says:

    Punchlines do tipo “adeus isto porque vem melhor” só não são ridículas quando são mesmo verdade. E neste caso, são verdade ? E que tal os jogos, software de tratamento de imagem e de vídeo ? Posso mesmo dizer adeus ao windows ou ao mac e trocar pelo elementary ?

    Depois queixem-se que as pessoas se apercebam disto e critiquem este tipo de jornalismo, ou pseudo-jornalismo. E porquê deitar por terra um bom artigo sobre o elementary OS (porque até o é), graças a um título que está mais que gasto que sei lá o quê ? Linux substituir Windows ? Já estava gasto há 15 anos atrás, lol ! Não se preocupem, quando uma distro de Linux conseguir mesmo pôr de lado o windows ou o mac OS, as pessoas vão sabe-lo mas certamente, em primeira mão, não será por aqui.

    • Victor says:

      Pá, todos sabemos que o Gimp não substitui o Photoshop, nem o Pitivi substitui o Adobe Premiere/Vegas quando se pede que seja realizado um trabalho com algum profissionalismo e no menor tempo possível (a fluidez entre produtos Adobe então é…de outro mundo).

      Agora, para uma pessoa que usa o PC para emails de trabalho, facebook, quiçá um serviço de stream ou mesmo Youtube…não vejo porque não substitua. Ou para os pais que não fazem nada de complexo que não seja também ver as notícias e receitas e curas milagrosas para fungos nos pés…ou até em escolas onde os computadores são antiquíssimos mas com o Windows Vista/7 lá dentro…

      Eu já tive o elementaryOS e gostei ao inicio mas ao fim de um tempo vem a frase cliché: “Não é um MacOS”. Não importa o quanto se modifique, não importa ter um carro parecido a um Porsche para ter motor Peugeot.
      Agora uso o SolusOS, mais noob-friendly para tipos como eu mas mesmo assim, lá tenho que usar o Windows mais vezes que o habitual porque tem outras funcionalidades – nomeadamente a nível de software – que uso mais, mas aqui já são outros “quinhentos” como dizia o outro…

      • Andrey says:

        Olá Victor!

        Tudo bom?

        Sobre o GIMP, substituir o PhotoSHop, existe um profissional brasileiro, que faz mágica com o GIMP, que alguns não conseguem fazer no PhotoShop… acredito que seja questão de saber usar e onde estão as ferramentas que precisam… mas é questão de gosto… cada um, usa o que mais gostar…

        • Dandan says:

          Quem sabe mexer com edição de imagens, até com o Paint fazem “mágicas”. Quando ouço pessoas dizer que o GIMP não é tão profissional que o Photoshop sempre as pergunto o que o Photoshop tem que o GIMP não tem? Nunca respondem. O máximo que eu já vi é dizerem que as coisas estão em lugares diferentes e por isso tem preguiça de aprender novamente.

  2. Lopategui says:

    Partilho o mesmo, nobre colega.

    Artigo muito bem escrito como todos da série. Mas esse título é de fazer o cu cair da bunda.

  3. RJCA says:

    Pena a minha máquina de testes funcionar apenas com sistemas operativos de 32 Bits porque gostava de experimentar esse “Elementary OS”. Paciência, continuará a “bombar” com o Linux Mint xFce 18.3… 😀

  4. Dandan says:

    Essa distro peca em vários aspectos, um deles é trazer quase nada pré-instalado e ainda assim se dizer como “user-friendly”, “and alternative for Mac and Windows users”… Aham.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia