PplWare Mobile

Adeus Windows ou macOS! O elementary OS tem o que precisa (7)


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Paulo Mateus says:

    Estou perfeitamente convicto que a mais valia de um Sistema Operativo reside nas aplicações/software que suporta, logo, enquanto o Linux não suportar MsOffice, aplicações da Adobe, … etc, infelizmente não vingará por muito bonito e funcional que seja.
    No entanto existe uma pequena luz ao fundo do túnel com o suporte para jogos no Steam.

    Esta é a opinião de quem adora o Linux!

    • Hugo Gomes says:

      Mesmo que suporta se o Office pu aplicações da adobe, pagavas para as ter?

      • Helder says:

        Tau!

        Aí está!

      • Lobo says:

        Pagava porque como graphic designer o meu emprego depende disso

      • Bruno Martins says:

        Que eu saiba existem cracks tanto para o office como para o photoshop disponíveis para o utilizador de windows. Da mesma forma que há pessoas/empresas que têm o software todo licenciado. A questão do pagamento das aplicações não tem a ver com o sistema operativo mas sim com a mentalidade das pessoas. A ideia de que tudo que é para linux é gratuito está errada, até existem distribuições pagas e software/aplicações pagas. Eu como utilizador tanto de windows como Linux e na medida em que por exemplo tenho contas de office 365 Premium com direito a ter as aplicações de desktop não me importava de ter as mesmas a funcionar nativamente em Linux, até porque a meu ver ainda não há nenhum cliente de email para linux tão poderoso e intuitivo como o outlook.

      • senhor says:

        Que tem a ver o sistema operativo com a pirataria?
        Porque haveria de não pagar?

      • romulo says:

        Sou desenvolvedor e uso Linux, nem por isso deixo de pagar pela licença da coleção de IDEs da JetBrains que uso bastante em meu trabalho, nem todo mundo usa Linux por ser gratuito, ou por que não quer pagar por software melhor , existem pessoas que usam Linux por motivos de qualidade e produtividade mesmo.

    • Luan says:

      Talvez seja a hora das pessoas começarem a largar a mão e a preguiça de usar os mesmos aplicativos, quando outros fazem a mesma função, quando não melhor.
      Espero que a Microsoft deixe o Office cada dia mais caro e difícil se ser pirateado. Assim as pessoas se verão obrigadas a usar alternativas a força e deixar esse mimimi de não tem “Office”.
      Quando você contrata alguém pra uma função, ela pode até usar o Paint pra fazer desenhos de alto padrão. Quem tem capacidade não precisa usar somente produtos da Adobe pra criar algo grande.

      • Dandan says:

        Microsoft Office funciona em modo offline, inclusive a distro Manjaro já traz ele junto com o LibreOffice.
        Photoshop, se não me engano também tem versão offline e funciona via Wine no Linux. Mas o que o GIMP não faz em comparação com o Photoshop!

    • Paulo Martins says:

      Vocês (utilizadores Windows) têm um grande mal em pensarem em nomes e não em funcionalidades.

      Texto, folhas de calculo, pensam logo e obviamente em MS Office.

      Eu uso o LibreOffice, não é pirateado, e faço tudo o que fazes com o MSOffice e mais posso ainda guardar num tipo de ficheiro que nem o MSOffice consegue decifrar (.odt)
      Isto é apenas um exemplo. Photoshop??? Pra quê?
      Temos o Gimp que é um programa de edição e criação de desenhos até em 3D, que é profissional e gratuito.
      Animações 3D não precisamos de mais uma vez dos softwares da Adobe… temos o Blender, que já usei-o aqui -» v=siMV3xhcmXQ dos 0:12 aos 0:33

      E agora pergunto, preciso de estar nas redes da Microsoft mais as empresas que trabalham exclusivamente para o monopólio da Microsoft?
      – Nop!

      PS.
      Nem ando a ser vigiado…

      • pois..... says:

        eu consigo fazer lisboa-porto de bicicleta, mas prefiro fazer no meu BMW.
        é obvio que ha mta coisa que se consegue fazer com softwares alternativos, mas nem tudo.

        • Dandan says:

          Dá pra você citar exemplos de coisas que por exemplo, o Office da Microsoft faz que o LibreOffice não faria? Dizer da pra boca pra fora que não faz, só pra seguir a onda anti-Linux é 10! Dê-me argumentos. Gostaria de analisar, se realmente houver coisas que o Office faz e o outros não, iria mandar diretamente aos devs e pedir uma solução.

        • Paulo César says:

          Ah pois é… É verdade que hoje em dia temos acesso a programas gratuitos que fazem coisas semelhantes ou iguais que outros. Mas para quê caçar com gato se podes caçar com cão? Eu trabalho na área do design gráfico e não troco a Adobe por nada. Nada mesmo, e já tive experiência e trabalhei com outros programas (incluindo o GIMP).
          São opiniões… Agora não queiram comparar um software pago com um software gratuito e dizer-me que fazem a mesma coisa ou até melhor… Pff
          Nunca ouviram dizer que “Ninguém dá nada a ninguém”?

          • Dandan says:

            Pelo jeito você não sabe como funciona softwares opensource, acha que por ser de graça, não pode ser tão bom quanto um pago.

    • Allez says:

      A Micro soft e a Ad obe é que não fazem os seus produtos para GNU/Linux.

  2. Fernando says:

    Usei esta distro à cerca de 1/2 anos e na altura a bateria ia dos 100% aos 0% em cerca de 30 minutos. Ainda é assim?

  3. A.J. says:

    Não aconselho. Está ainda em fase inicial e crasha imensas vezes.
    Atenção que os erros e crashes estão omitidos por default mas os logs mostram imensos problemas “escondidos”.

  4. Helder says:

    A copiar, copiam bem, é muito familiar com a interface do macOS, a Microsoft devia ver isso é copiar também, já que a interface deles é a pior coisa que há!

    • Nuno says:

      A Microsoft podia era largar a bosta do Ntfs e passar para ext4 que é bem melhor e bem mais avançado. Isso é que podia.

      • Helder says:

        Ou APFS 😛

        É uma vergonha, a MS é a que tem o sistema de ficheiros mais atrasado do mercado.

      • Lobo says:

        Linux e tao bom que nem samba suporta, preciso andar com servidores para correr nfs e aceder aos discos em rede é vergonhoso

        • Helder says:

          Nota-se mesmo que sabes o que falas.

          SMB é um protocolo proprietário da Microsoft.

          SAMBA é uma implementação open source desse protocolo fechado.

          Por isso, é o Linux que suporta samba, o Windows não suporta samba.

          Só que a Microsoft lixou-se, e agora eles é que têm de suportar o samba porque a quantidade de equipamentos de rede que usam a versão Linux é enorme.

  5. Pedro Oliveira says:

    Ainda não se cansaram deste tipo de artigos?!

  6. belmiro says:

    Pedro Pinto, posso fazer uma sugestão?
    Poderiam fazer um tutorial de como correr Android (Remix OS ou Android-x86) permanente (e não Live) numa PEN USB/HDD USB/cartão SD?

    Eu já tentei desses dois (gosto mais do Remix OS) mas só me funciona o “live”; para instalar permanente numa PEN USB os tutoriais que encontrei são muito complexos e pior ainda, criou-me na EFI/menu do Windows uma opção extra (sem eu ter escolhido fazer isso…) que tive que tentar eliminar.

    Basicamente o que eu quero é poder ter instalado Android numa PEN (permanente) e correr apenas quando preciso, sem fazer alterações no SSD do pc. Até hoje as opções mudam sempre algo no SSD/Windows e/ou não funcionam em modo “permanente”.

  7. Mc says:

    Não corre VirtualDj Mamba 2 Freestyler Dmx drivers etc e como tal não tem tudo o que preciso. Agora acredito que como browser de web e editor de texto e para ouvir umas mùsicas e ver uns filmes chega. Infelizmente o Linux não tem suporte dos fabricantes de soft e hardware que devia ter… temos pena

    • senhor says:

      Exacto.
      Enquanto isso. Linux é usado como servidor e/ou usos pessoais especificos.
      Como trabalho ou lazer é um limitador ENORME das potencialidades de uso.

  8. Luan says:

    Eu acho que o Elementary deveria ao menos trazer o LibreOffice e certas aplicações como padrão instaladas. Achei essa distro bem crua em aplicações. Parece que eles tem uma preferência por aplicativos curados, que passaram pela mão e design deles. Basta checar a loja deles e verá uma série de apps com aparência semelhante ao Mac OS.
    Vocês do Pplware poderia fazer um guia de programas interessantes para serem instalados através da Loja deles. Programas necessários para o usuário final.
    É só uma dica.

  9. maria vieira a atriz says:

    Adeus Windows ou macOS! O elementary OS tem o que precisa parei na hora de ler vi logo que era PUB

  10. Lobo says:

    Linux e so pa nerds brincarem , quem trabalha so precisa de windows ou mac

    • Dandan says:

      Não sabe o que falas, como sempre falando bobagens em tudo quanto é artigo. Se não sabes usar ou não tens interesse de usar Linux, então não fique espalhando mentiras.

  11. Cristóvão says:

    Se eu tivesse um € por cada vez que o ppware diz adeus ao Windows e macOS para promover uma distro de Linux, estaria rico ontem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.