PplWare Mobile

Mozilla criou extensão para impedir recolha de dados do Facebook


Autor: Pedro Simões


  1. Rogério Fernandes says:

    Quantas vezes tenho que dizer:
    Acham que e so o facebook o mau da fita? Twitters, googles e assim nao ficam com dados? Poupem me

    • Tx2 says:

      Se achas que é normal o Cambridge Analytica ter total acesso ao teu perfil traçado pelo facebook envia um email para eles a dizer que autorizas e que achas bem e que os maus da fita são os outros.

      • Kekes says:

        O Rogério tem razão. Até a pouco tempo a Google se orgulhava de conseguir seguir padrões e identificar utilizadores mesmo sem estarem identificados. Eu nem quero saber o que fazem dentro de portas. O Facebook não é o único mau da fita. Não duvido que já se tenha usado dados do Google de forma indevida, assim como a Cambridge não foi a única a fazer isso no Facebook, apenas conhecemos a ponta do icebergue.

        • Spoky says:

          La esta o Kekes a responder, então pela tua lógica seria o seguinte: A vizinha foi assaltada e tinha uma porta com 3 fechaduras, e estava tudo fechado.

          “De que me serve deixar a porta fechada!? Se posso ser assaltado também!?” esta é a tua lógica, usas uma para justificar as outras.

          Há umas mais graves que outras, é claro e é obvio que todos os teus dados, pesquisas são guardados pelo Google, Facebook etc.

          Mas não podemos fingir de que nada se passa, é preciso dar a conhecer. É preciso que as pessoas saibam para tomar as devidas deligências, pedir explicações, e até para porem fim a isso!

          Pela tua lógica “ah todos fazem isso, quero la saber” e se registassem os teus dados bancarios e os teus códigos? Não era mais grave que a Google a recolher o teu IP, ISP, Hora, Data, Pesquisas?

          Meu caro, não aprendeste a pirâmide das hierarquias? Tinha de ser Kekes a dizer uma barbaridade dessas novamente. É o tipico argumento “Por uns pagam todos”, “A google também recolhe por isso, deixa la! Quero la saber”

          Kekes: Entrou no banco, um dia e viu as sua conta a 0€.
          Kekes: “Oh, o patrão anda atrasado nos pagamentos dos salários!”
          “Vou ligar para o patrão a perguntar o que se passa.”

          Patrão: Não não, Kekes já lhe foi pago este mês. Veja o seu extrato bancario
          Kekes: 404 dinheiro not found. “Ligar para o banco”
          Banco: “Sim, voce recebeu mas gastou tudo em compras numa loja online com o nome de Alibaba”

          # Geração autónoma.
          #BoraDeixarTodosRecolheremOsNossosDados
          #ÉTudoIgualTodosFazemIssoPorIsso

      • Hugo Gomes says:

        Achas que a google ta no desenvolvimento da i.a com base no quê, com que dados. Se google fizer um apanhado devauem gosta de pizza achas que esse estudo ou outro vai levar anos. Nao eles sabem ja quantos gajos gostam de pizza

        • Tx2 says:

          Mas quem esta a desenvolver a i.a. com base nos teus dados é a google não a Cambridge Analytica ou outra empresa qualquer, tu quando aceitas os termos deles autorizas o uso dos teus dados para essas coisas

      • carlos p says:

        tanta me*** por causa do facebook. epa querem privacidade ficam fechados num quarto escuro sem nada. fod****

  2. carlos p says:

    tanta me*** por causa do facebook. epa querem privacidade ficam fechados num quarto escuro sem nada. fod****

  3. Asdrubal says:

    O Facebook já sabe quem eu sou…

  4. Pedro Fernandes says:

    Kekes,( e quem quiser responder) qual é a diferença entre a simples utilização de dados e a utilização indevida de dados?

    Eu tenho muita duvida porque todos os dados gerados pela minha navegação (como histórico, conversas, etc) estão armazenados em bancos de dados com custos milionários em que eu não contribui diretamente. Os dados são deles e o Facebook garante privacidade, desde que as minhas informações privadas nao sejam tornadas públicas não vejo onde se enquadra a palavra “indevido”.

  5. JJ says:

    Ainda no outro dia vi um comentário de um especialista em politica a destacar que o que a Cambridge Analytica fez já é feito no universo politico a muitos anos, mas numa amplitude muito mais reduzida. A diferença neste caso foi o alcance que teve de milhões de pessoas.

    Depois, são as próprias pessoas que colocam e espalham informação sobre si próprias, em plataformas de terceiros. Era muito mais chocante este tipo de caso vir de um Android aka Google/Apple/Microsoft, do que do Facebook.

    O Facebook é a melhor ferramenta para recolher informação de pessoas, sem grande esforço, e informação disponibilizada directamente pelas pessoas, sem recorrer a terceiros.

    Cambridge Analytica esta é de parabéns por ter conseguido fazer isso eficazmente, numa escala tão grande.

    Alem disso, este tipo de coisa até não será muito estranha no Reino Unido, por exemplo. Lá até os anúncios da TV são direccionados para um publico alvo, onde pessoas que estão a ver o mesmo canal ao mesmo tempo em casas diferentes, podem ver anúncios diferentes.

  6. falcaobranco says:

    Já estou com o Rogerio… quem pensa que o Facebook é o mau da fita está muito bem enganado… tudo o que se faça na internet deixa-se sempre um rasto… por mais privacidade que um browser ou aplicação diga que o faça, deixa sempre escapar algo… e acredito que esta extensão não deve ser excepção…

    É que se as pessoas deixassem de fazer testes parvos no facebook, e não metessem toda e qualquer informação sobre elas, talvez o facebook não precisava disto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.