Quantcast
PplWare Mobile

Europol encerra a DarkMarket, a maior loja ilegal da Dark Web

                                    
                                

Fonte: Europol

Autor: Marisa Pinto


  1. marcelo rebelo de sousa says:

    de nada adianta ja alguem tomou o lugar da mesma agora descoberta

    • eu says:

      “vão dar novas pistas para investigar moderadores, vendedores e compradores deste e de outros crimes”
      Pode ser que dê para prender algumas pessoas.

  2. miguel says:

    A unidade de crimes cibernéticos Alemã está de parabéns, não deve ter sido nada fácil já que os servidores estão sempre escondidos pela rede tor.
    Como conseguiram?
    – Será que seguiram o dinheiro (critptomoedas)? (Sim é possível seguir o rasto, mas também é possível dificultar e muito o rasto de criptomoedas, depende da criptomoeda)
    – Alguém bufou?
    – Detecção através de timestamp nos ISPs(mesmo em tor ou vpn) quando o dono estava presente no site?A uns tempos o FBI conseguiu apanhar um engraçado que mandou um email com uma ameaça de bomba para a universidade de Harvard e usaram isto na universidade para saber quem mandou o email através do tor.
    – Usou nicks ou emails que usava fora da rede tor? Como o caso de Ross Ulbricht
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Ross_Ulbricht

    Se andas a fazer algo errado sabes que mais dia menos dia podes ter problemas, não é o tor que te vai proteger!

    • Miguel says:

      Quando encerram 1 site, abrem outros 10 e estou a ser conservador.

    • Atento says:

      Técnicamente, podem explorar-se multiplas formas para atingir os objectivos (detecção das máquinas que estão a prestar o serviço). O problema são os meios que isso envolve.
      Neste caso, com o acesso aos servidores, provavelmente, será possível obter informação relevante sobre os vendedores, principal alvo da investigação.

  3. jorgeg says:

    Europol, para quando encerrar de vez o twatter, suckbook e o coke tubes?!!!

  4. Ricardo Costa says:

    Eu, como cidadão preocupado, preferia que tivessem canalizado os esforços para desmantelar redes de tráfego de pessoas e de pedofilia. Mas isso sou eu.

    • Godlike says:

      Os próprios governos enriquecem à custa das suas próprias operações clandestinas de venda de droga e armas, é natural que tentem eliminar a concorrência.

      Além disso, as redes de tráfego humano e pedofilia são a base do poder hoje em dia. É assim que se controla os fantoches políticos.

  5. Euéquesei says:

    Europol, para quando prender o Sócrates e o Salgado, entre tantos?

  6. gr33nbits says:

    A rede TOR não é o que muita gente pensa, os militares dos States usaram antes de nós para comunicações internas entre marinha, etc… (O governo USA consegue ver o que quiser mesmo com a descentralização da informação ou os esforços que se fizeram em onion routing.)

    https://www.torproject.org/about/history/

  7. Euéquesei says:

    Conforme já por aqui disse várias vezes, o completo anonimato não está ao alcance de qualquer um.
    É necessário ter as ferramentas necessárias e saber utilizar essas mesmas ferramentas.
    E depois é tb essencial ter uma vida muito low profile, que é onde muita gente peca e depois têm azar.
    Mesmo com milhões de euros escondidos, não se pode andar a fazer vida de rico.
    Mais dia menos dia é detectado e passam a outros patamares de vigilância.
    Depois já se sabe, basta apanhar um tentáculo e ir seguindo até apanhar o polvo inteiro.
    Nunca usar o mesmo número e telefone muito tempo, encriptar os discos rígidos com programa adequado com senha forte e acima de tudo falar o menos possível e abrir bem os olhos.
    Mas , basta ter uns trocos e vai logo comprar o BMW azeiteiro para mostrar aos amigos e fazer de parolo e depois uma coisa leva à outra.
    São quase sempre apanhados por falhas infantis…..

    • Luis Rosalino says:

      Dar forma como falas quase que tornas os criminosos que não são detetados em deuses…

      • Euéquesei says:

        Oh Rosalino, Não, em inteligentes.
        Por outro lado, temos os criminosos detectados, não são presos , andam a passear na rua a rirem-se dos otários, gozam com o pagode e no final ficam-se a rir de tudo e todos.
        Esses sim, são os deuses.
        Era desses que estava a falar?

    • Pedro F. says:

      A partir do momento em que podes comprar 100€ de moeda virtual em 2010 e vender por 30.000.000€ em 2020 legalmente, acho que não será lógico sequer pensar que não se pode comprar um BMW…
      Afinal, num país onde até os pobres compram BMW, qual a vantagem de ser rico, com milhões de euros, e nem um BMW poder comprar?

      • Euéquesei says:

        Se adquiriu os milhões através das BTC, que compre o que quiser.
        Quando for confrontado com isso, só tem que provar e depois deixam-no em paz.
        Todos sabemos que as pessoas que lucram com estes negócios não é só pelos carros de alta gama que dão nas vistas.
        É a mansão, é a colecção de carros, é as gajas boas aos magotes, é a vida de luxo.
        Um BMW apenas não faz isso, é preciso mais.

      • Euéquesei says:

        Eu posso comprar um BMW que ninguém me vem averiguar.
        Agora se me puser a comprar casas caras, vida de luxo, etc e tal, é uma questão de muito pouco tempo até ficar sinalizado.

  8. SANDOKAN 1513 says:

    Muito bem feito.Dou os meus parabéns à Europol.

  9. Sardinha Enlatada says:

    Isso so nao funciona para os politicos, podem roubar a vontade fazer vida de ricos e ninguem os chateia lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.