Quantcast
PplWare Mobile

UE e EUA anunciam nova parceria para diminuir a dependência europeia da energia russa

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Manso says:

    Como se este nunca tivesse sido o plano principal…

  2. Amilcar says:

    Os EUA e a UE foram os dois passear, o putin deu um pe&$o e… a Ucrânia foi ao ar…

  3. Sérgio says:

    A Europa deveria reativar as suas centrais nucleares para diminuir a sua dependência de todos, pelo menos energética.

  4. maxim says:

    Em teoria comprar ao paizinho deveria ficar mais barato, mas algo me diz que não

  5. AlexX says:

    China e Índia agradecem e aplaudem.

  6. jp says:

    Tudo a correr segundo o plano para ficarem com o monopólio total.

  7. PorcoDoPunjab says:

    Preparem as carteiras porque o gás americano é substancialmente mais caro.
    Sempre foi este o plano dos EUA, vender o gás aos europeus.
    Até que enfim que lá o irão despachar.
    Claro que os biliões que os EUA vão sacar com isto não servirão, de modo algum, para alimentar o sistema de guerra americano…
    Penso que seja tudo para investir em limonadas…

  8. António says:

    Aqui está um plano que, se tivesse sido posto em prática há mais tempo, e Europa agora já não estaria nesta situação de financiar países criminosos!

  9. Antonio Santos says:

    Dá-me a impressão que o pessoal anda beber muito no Youtube , Facebook, e afins.

  10. David Guerreiro says:

    Engraçado que quando esteve o Trump, diziam que era maluco, agora afinal tem razão… já querem todos fugir do gás russo. Só que o Bidé com o “green deal” reduziu a exploração de energias fósseis, como o gás obtido através de fracturação hidráulica. No tempo do Trump, os EUA eram auto-suficientes em energia, agora não. Acho que o Bidé vai ter que reverter e começar a autorizar o aumento da extração de gás por “fracking”, para ter gás para consumo interno e exportar.

    • Tiago Rodrigues says:

      Calma… o próximo presidente dos USA é óbvio que será o Musk…
      Já anda no terreno!
      A dúvida que ainda resta é será pelos Republicanos ou pros Democratas…

      Cumprimentos

    • Jorge Carvalho says:

      O fracking não foi reduzido nem o green deal passou. O preço deixou de ser competitivo e como tal os produtores pararam a sua exploraçao.

      Abc

    • Nuno says:

      Se não fossem auto-suficientes em termos energéticos não estavam a oferecer-se para se substituírem aos russos no fornecimento de gás para a Europa. E usar a cabecinha, não?

  11. Tiago Rodrigues says:

    Estou para ver quando estalar o “ verniz “!

  12. PorcoDoPunjab says:

    No fim de tudo, os Europeus são a gueixa dos EUA e da Rússia.
    Uma autêntica vergonha.
    Onde anda a Greta agora?

  13. Vida says:

    Eu até colocava uns painéis solares para ajudar a festa, mas não tenho dinheiro para isso… Nunca percebi este incentivo energético, alguns empresas para montar os painéis não sabem como se faz para concorrer e temos de pagar tudo e só depois é poderemos receber o fundo…. O objetivo é dizer que existe um fundo e depois dizer que os portugueses não concorreram.

  14. Food Eat says:

    A UE devia fazer um referendo antes de uma decisão destas

  15. Otioobvio says:

    Ei lá, tantos a fazer comentários pro-russos! Espero que pelo menos estejam a ser pagos! A piada é que são contra os EUA; no entanto são a favor de comprar gás a um país anti- social (não se dá com ninguém que não seja China, alguns clientes na África e Coreia do Norte) que invade e mata inocentes ao nosso lado.

    Enfim, sempre pessoal descontente… se compramos gás aos russos, apoiamos assassinos. Se compramos a outro país (EUA que é o único mais rápido) queixam-se. Se não há gás queixam-me. No fundo está que comentam gostam é de estar do contra.

    • PorcoDoPunjab says:

      Otioobvio, essa do apoiamos assassinos está boa.
      Diga ma lá nos últimos 30 anos quantas guerras houve e quem é que esteve lá sempre a facturar e a rebentar com países, como se diz agora, independentes e soberanos?
      Foi a Rússia? Não? Então foi quem?
      Eu ajudo, nome começa com Estados Unidos….
      Só no Iraque morreram centenas de milhares de civis e deixaram o país arruinado.
      Na Líbia levaram para lá a democracia, mas parece que ela pôs se em cima de um camelo e bazou dali.
      Mais umas valentes dezenas de milhares de mortos e outro país destruído.
      A Síria escapou porque os russos foram lá ajudar.

      Só para rematar, recebi 30 rublos para escrever isto.

  16. Nuno says:

    Opa, então afinal temos festa. Parece que a potência que ganhará com esta guerra não é a Rússia, não é a Ucrânia, nem tampouco as nações europeias.

  17. Vida says:

    A dependência energética sobre existiu…. Alguém me explica como funciona as taxas do carbono dos combustíveis fósseis? Com o mar que temos não podíamos ter electricidade com a água do mar? Se não estou em erro a Madeira tem uns tanques enormes que produzem electricidade com a água do mar.
    Os subsídios para energia limpa não podem ser feitos de maneira a qualquer pessoa fosse capaz de os usar?
    Tanto Portugal como a Europa vive de senhores que comandam as coisas para terem o seu proveito, não é para o nosso país ou a Europa sair com benefícios.
    Agora não joguem areia para os olhos com a guerra, isto já vem do passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.