Quantcast
PplWare Mobile

Concorda que os novos smartphones não tragam carregador na caixa?

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Ricardo says:

    Concordaria de fosse tipo assim:
    Telemóvel com carregar valor (Valor telemóvel + valor carregador) exemplo 550€
    Telemóvel sem carregar (Valor telemóvel – valor carregador) exemplo 530€

    Assim sempre é justo, se alguém já tem o carregador de uma versão anterior e serve bem então não iria comprar o carregador novamente…

    Mas os estúpidos metem com carregador e sem carregador ao mesmo valor….

  2. jose sa says:

    sim, se os preços tb se refletisse

    • Spoky says:

      Vai ver os preços e acessórios do iPhone, uma capazinha de silicone já custa o que custa, imagina o restante!

      Se aceitas isto, meu caro. Aceitas a censura, denegrires a qualidade do serviço, és a favor de que pagues mais.

      Continua assim, eles querem é disso. Qualquer dia vais ao McDonalds, pedes um hamburguer e Nuggets e vem só a caixa de Nuggets vazia.

      E tu perguntas: “mas esta vazia”
      «É para refletir no preço”.

      Não ficas mal servido até, comes a embalagem.
      Bom digestivo.

  3. ze ze says:

    Nao, nao concordo a retirada de um acessório que é, pelo meu entender, necessário ao funcionamento do mesmo, seria igual a vender televisoes sem cabo de alimentacao. Nem todo o consumidor utiliza wireless charging nem todos os modelos teem esta funcionalidade bem como nem todas as lojas teem stock suficiente de carregadores, e isto para nao falar na incompatibilidade de alguns carregadores (amperagem inferior ou superior á recomendada). A interpretacao que daqui tiro é de que as empresas terao ainda maior proveito desta situacao, nao por questoes ambientais mas sim monetárias pois garantidamente que o valor de um telemóvel vendido com carregador e um sem nao será igual ao valor de um carregador vendido por separado.

    • iMF says:

      Amperagem superior não influencia o carregamento, o telefone só consomem a amperagem necessária.

      Já uma amperagem mais baixa, torna o carregamento lento.

      Depois vem o resto das tecnologias do carregamento rápido, etc que só consegues tirar proveito de um carregador próprio.

      Mas contudo tens razão, teres um telefone com tecnologia para carregar em 15 min e depois na caixa não vem carregador nenhum…
      Ou és obrigado a usar um carregador de uma versão muito antiga que não debita a amperagem que o telefone suporta e acabas por danificar o carregador e quem sabe o telefone pois o carregador entra em curto ou assim.

    • iMF says:

      A questão ambiental é só um pretexto, como sempre. Só acredita quem quer.
      A intenção dessas empresa é vender, e ter lucro.

      Mas o ambiente serve para tudo, o imposto sobre nós combustíveis por causa do ambiente.
      Alguém acredita nisso? Claro que não quem tem de usar o carro para ir trabalhar vai ter de por combustível.
      O ambiente serve só de pretexto para pagares mais, de uma maneira ” encoberta”

    • rui says:

      o que interessa é dar para descartar da garantia problemas de bateria e telemóveis a explodir porque o carregador não era o recomendado

  4. jonas says:

    Eu concordava era que vendessem telemóveis para durar meia dúzia de anos ou mais, e não 2 ou 3 anos (com sorte).

  5. Spoky says:

    Não.

    Essa é a resposta, é INCONCEBÍVEL um Smartphone seja de que preço for, não trazer carregador na caixa. Seja que preço for.

    O que vejo é que os consumidores aceitam tudo o que é proposto, em vez de se oporem e criticarem a empresa, reclamarem e deixarem de comprar os seus serviços e/ou produtos. Não, os mesmos fazem precisamente o contrário, continuam a comprar.

    Por exemplo um iPhone nunca deveria de deixar de trazer carregador, estamos a pagar carissimo por um produto “premium” (ou pelo menos é isso que os fanáticos da Apple defendem) e não vem carregador? Não é aceitável. E nem phones? Enfim… Phones ainda se aceita… mas carregadores então era!

    Uma coisa que permite o smartphone funcionar ou seja que faz parte da funcionalidade do mesmo, não vir? Não pode ser.

    Não concordo, e quem concorda qualquer dia aceita comprar um smartphone sem caixa (só para economizar nas caixas).

    Ganham tanto dinheiro, e querem impor essas coisas aos consumidores… É de loucos quem aceita isto.
    Eles não querem saber dos consumidores, querem é ganhar dinheiro.

    Qualquer treta de que “poupam na produção ou na energia” vão se lixar, eu quero lá saber.
    Paguei, devo ter o que devo ter direito.

    Qualquer dia, compramos um iPhone e vêm só a caixa.

  6. Jota says:

    Não concordo! Mais, o facto de não trazer carregador, é motivo para eu não comprar esse smartphone!

    • José Carlos da Silva says:

      Será recorrente daqui para a frente. Igual com os headphones. Ambos por questões ambientais e margens de lucro.

      • Spoky says:

        Vão se lixar com questões ambientais, quando os mesmos usam plásticos nos seus equipamentos e em certas caixas. Estou a me lixar para isso.

        • Bruno Pereira says:

          “Estou a lixar-me para isso”, deduzo ambiente?! Um dia quando todos nós deixarmos de ter ar respirável, passarmos a ter um oceano com plástico em vez de peixes (infelizmente não parece estar longe), e os recursos estiverem completamente esgotados…pelo menos estamos safos que há carregadores para todos.

          Acho que como sociedade temos que deixar para trás esta mentalidade do “se vem incluído ou é grátis” quero ter, mesmo que não seja preciso e se gere uma quantidade enorme de resíduos . Como é óbvio concordo que deve refletir-se no preço e não concordo que seja mais uma forma fácil e dissimulada que as empresas aproveitem para reduzir custos e obter mais lucros.

        • adolfo says:

          não te conheço e nem quero pois vc deve ser um excremento como pessoa, a questão de não mandarem o carregador certamente eh para obter mais lucro ao vende-los depois, mas vc precisa pensar no meio ambiente seja nessa ou em qualquer outra questão.

  7. LSousa says:

    Não concordo é essencial ao seu funcionamento e mesmo tendo antigos de modelos anteriores os telemóvel cada vez aparecem com tecnologias de carregamento diferentes. Como tal não concordo, isto não é pelo ambiente mas sim pela poupança das fabricantes….

  8. Francisco Cruz says:

    Resposta de “sim” e “não” a esta pergunta não consigo responder uma vez que estou, como já disse inclinado para o sim por questões verdadeiramente ambientais e não encapotadas…

  9. Ricardo Ruivo says:

    Eu so concordo no caso de a tecnologia do fast charging estiver no telemóvel e não no carregado.

  10. neri dos santos says:

    você paga uma fortuna por um telemóvel , e depois precisa correr atras de um carregador , é o cumulo da falta de consideração com o cliente , nem todo mundo é milionario.

  11. PGomes says:

    Primeiro começaram a aumentar o preço dos smartphones, até verem que os consumidores começavam a resistir.
    Como já não podem aumentar o preço diretamente, aumentam o custo retirando elementos e cobrando à parte. ~
    Isto não passa de um esquema para roubar os consumidores, mais desatentos.
    A questão ambiental é apenas a desculpa.

    • Spoky says:

      Ora nem mais, felizmente não és iludido como muitos.

      Quem aceita isso tipo de coisas, é cobaia. Um consumidor deve ser brindado com o que tem direito e com produtos premium e assim torna-se num possível cliente Fixo.

      O que não é o caso, comigo mudo de marca se oferecerem melhor na concorrência seja em qualidade, preço e ofertas.

      Infelizmente as pessoas aceitam que retirem headphones (coisa que sempre foi uma oferta) daqui a uns meses ou 1 ano são os carregadores.

      Qualquer dia, dizem que vendem smartphones reacondicionados e usados porque é melhor para o ambiente!

      Ridiculo, e ainda mais ridiculo quem usa esse argumento do ambiente quando lançam mais de novos 3/4 modelos por ano ou mais!

  12. ernez says:

    Até posso concordar e discordar, mas do que serve isso, se os gestores tem uma opinião bem formada sobre os milhões de equipamento que vendem e no qual podem ganhar milhões de dólares, sem mexer uma palha, isso do ambiente é uma desculpa, tal como muitas outras e a maior de todas é as medições de O2, efetuadas pela estação de Mauna Loa, perto de um dos vulcões mais ativos do mundo, enfim.

  13. Tecnical says:

    Concordava se a Apple mudasse a ficha para USB-C.
    Aí sim, os carregadores novos deixavam de ser necessários.

  14. Marquinho says:

    Não concordo, não faz sentido pois é um acessório indispensável para o funcionamento de um smartphone!
    Embora ache que Xiaomi fez o programa mais ajustado ao consumidor a meu ver, mas em termos de questões ambientais vai dar ao mesmo… Ou seja pois quem tem e não necessita tem essa consciência e adquire só o smartphone, quem precisa adquire juntamente com smartphone sem custo acrescido porque lá está… É acessório indispensável para o funcionamento do smartphone!
    Agora a lógica da coisa não sei se vai ser uma mais valia porque são colocados em mercado um exemplo 10 smartphones, terão de ser colocados também junto com os 10 smartphones os 10 carregadores (visto que são opcionais não há como saber se as 10 pessoas que comprarem o smartphone vão querer ou não), ou seja ou 10 carregadores foram fabricados se vêm na caixa ou fora… E ainda vem numa caixa por si só também…
    Por outro lado ser taxado como na Apple e carissimo (diga-se) pode fazer com que o consumidor se retraia e não compre mas não é justo para o consumidor, e lá está serão fabricados a mesma porque da mesma maneira a Apple não sabe os consumidores que vão comprar ou não portanto…
    Sem dúvida é uma forma de obter mais lucros. Nem é de redução de custos porque de uma forma ou outra vão ser construidos, já para não falar que vem no preço do smartphone penso que ninguém terá dúvidas disso, no caso da Xiaomi se o consumidor quiser já está pago e dai ser free, no caso da Apple paga a dobrar porque se assim não fosse em ambos os casos os equipamentos seriam comercializados a um preço mais baixo que o costume e isso não acontece, pelo contrário cada vez estão mais caros!

  15. Hélio Musco says:

    Concordo. Mesmo que o objectivo seja reduzir custos para as empresas, alguém que tenha sempre o último smartphone todos os anos, iria ter uma coleção de carregadores, cabos e earphones que nunca iriam ser utilizados na vida.

    • adbu says:

      ter o ultimo smartphone todos os anos não me parece que seja uma escolha muito ecológica. O melhor será vender o telemóvel mais antigo, sempre poupa um pouco o ambiente e, nesse caso, terá de incluir o carregador antigo.

  16. Vitor says:

    É estilo cabo usb das impressoras….e o cabo ainda hoje é compativel, mas com os carregadores não, a poteência que tem que ter para carregar as baterias com cada vez mais capacidade, não dá para usar carregadores antigos.
    Percebo a questão ambiental, mas para isso era MUITO MELHOR trocarem o carregador velho por um novo na altura da compra.
    Mas recolher material velho não é ambiental….

    • mlopes says:

      não, não é! a reciclagem é o último elo de uma cadeia de proteção ambiental em que o não consumir está em primeiro lugar.
      só deve ser necessário reciclar o resíduo do que é imprescindível consumir e não o oposto.
      mais, não só deviam acabar com os carregadores junto do parelho como com os headphones e a ue devia ainda obrigar à normalização da tomada de carregamento tanto do smartphones como dos tabletes e laptops (coisa que anda em cima da mesa há anos mas teima em não avançar devido aos lobbies instalados) permitindo um poupança gigante em termos de produção de lixo

      • Vitor says:

        Ou seja, eu compro um telemóvel, que para funcionar necessita de um carregador…e pago-o à parte.
        A alternativa é usar um carregador, que embora me vá carregar o telemóvel NÃO é o adequado para o mesmo, mas uso em nome do ambiente danificando assim a bateria ou no mínimo não usar toda a sua potencialidade.

        Mais uma vez, não seria mais logico trocar um carregador por outro sem (grandes) custos acrescidos?!?!?!

        E os carregadores à muito que são “universais”, são usb (neste momento estão a evoluir do micro usb para usb-c)….tirando os iluminados da apple….

        (é claro que o ideal seria ter um travão no desenvolvimento, e termos produtos à venda bem testados e feitos para durar anos…mas quanto a isso já passamos o ponto sem retorno)

  17. Filipe says:

    Infelizmente a Apple decidiu criar mais uma vez um problema que o utilizador não tem. E as outras marcas foram tipo carneiros atrás, e a partir do meio deste ano, todos os novos lançamentos de smartphones terão o carregador em separado, tal como também já foi referido aqui no site.

    Qual é a desculpa? O ambiente. Esse tema já enjoa.

    Ainda se os carregadores antigos funcionassem com o mesmo desempenho no aparelho novo… Agora compro um flagship hoje, tem carregamento rápido de 10W. Compro um flagship daqui a um ano da mesma marca, sem carregador mas a mesma entrada, tem carregamento rápido de 100W. O carregador é completamente diferente. E ainda se os preços refletissem a não inclusão de acessórios na caixa… Seria apenas uma questão de hábito, pois este ponto de “só o aparelho principal na caixa” é algo a que vamos ter de nos habituar.
    Mas a lata das companhias como a Apple (e companhia) é venderem menos por mais. E o problema maior vem a seguir: continuam a vender absurdamente muito, porque as pessoas não têm um neurónio para pensar por si mesmas.

    É ridícula a ideia de comprar um aparelho com bateria sem pelo menos um cabo que possibilite o seu carregamento via USB.

    • mlopes says:

      não só deviam acabar com os carregadores junto do aparelho como com os headphones e a ue devia ainda obrigar à normalização da tomada de carregamento tanto do smartphones como dos tabletes e laptops (coisa que anda em cima da mesa há anos mas teima em não avançar devido aos lobbies instalados) permitindo um poupança gigante em termos de produção de lixo.
      ridículo é produzir lixo completamente desnecessário só para que o consumidorzinho não enha que perder dois minutos a ir à prateleira ao lado buscar um cabo e/ou um carregador, isto no caso de já não ter uma montanha deles a apodrecer em casa

      • FAR says:

        Se a questão fosse só ir à prateleira buscar o carregar acha que havia tanta indignação? Já leu os outros comentários? Leu os artigos referentes a esta medida?

        O problema aqui é que não existe um sistema universal de carregamento e mesmo se existisse o sistema iria melhorar a cada nova geração de aparelhos. E convenhamos, quem compra material premium quer desempenho premium, ponto. E isto inclui naturalmente a eficiência/tempo de carregamento.

        Se as empresas estivessem minimamente preocupadas com o ambiente fariam campanhas de retoma e recolha de produtos antigos adequadas, o que está longe de ser o caso. Esta medida é tão somente uma forma de aumentar a margem de lucro com a desculpa da motivação ambiental.

  18. Miguel says:

    Não concordo nada!
    Fala na preocupação com o ambiente e etc etc…tudo tanga.
    Retiram ao equipamento um carregador, que é indispensável para o seu funcionamento. No entanto, os preços continuam iguais. Então, onde está a lógica da coisa?
    A lógica sabemos bem qual é: reduzir a oferta para reduzir os custos de produção, mas mantendo o mesmo preço. Logo, o lucro é maior.
    Se o preço fosse ajustado, ainda vá que não vá. Mas assim…
    É difícil de engolir por parte dos consumidores, mas pelos vistos parece que será cada vez mais uma tendência das marcas.
    É o que é…

  19. adbu says:

    Apenas concebo tal ideia se for opcional e o preço para telemóvel com carregador e sem carregador for o mesmo.

    • FAR says:

      Acha bem o preço ser o mesmo? Assim sendo certamente valerá muito mais comprar a modalidade com o carregador e, no mínimo, vender o carregador.

      Acha mesmo que se tivessem as duas modalidades o mesmo preço alguém iria comprar a modalidade sem carregador?

  20. TwoEyez says:

    Bem agora nas lojas da modalidade vai ter de ter o telemóvel e o carregador ao lado para quem não tem carregador para aquele tipo de telemóvel o poder comprar também…

  21. ... says:

    Concordo a 100%, porque é que não vejo ninguém a berrar por os smartwatchs não trazerem carregador na caixa, não me digam que ai o carregador é indispensável.
    Esta choradeira só começou por ser a Apple a retirar o carregador, se fosse uma Samsung ou uma Huawei ninguém queria saber disso pra nada.
    A Motorola tirou em 2013 o carregador a um smartphone, nessa altura não vi ninguém a berrar.

    • iAndroid says:

      Mas tu estas a comparar o impacto que tem um telemóvel com um relógio? wth? Para ja nem toda gente utiliza smartwatch, ja smartphones é pra’i 99% do mundo, e iPhones não faço ideia mas tenho ideia que é mais ou menos 10% desse 99%, tens noção do impacto disso?
      A Motorola em 2013, epa, para isto apenas digo, onde esta a Motorola hoje em dia?

      • ... says:

        Qual é a diferença? Como é que se carrega um smartwatch sem carregador, essa é a pergunta que faço a toda a gente que tem smartwatch e anda a chorar por causa de um carregador.

        • GM says:

          Quem tem smartwatch/smartband, tem necessáriamente smartphone. O primeiro não funciona sem o segundo, pelo menos na esmagadora maioria dos modelos. Pode perfeitamente ligar o cabo de carregamento do dispositivo ao carregador do telefone, já que pode retirar o cabo de dados. Ou tentão, se o carregador estiver ocupado, pode carregar através do pc, que é o que faço.

        • GM says:

          Já agora, sou contra a remoção do carregador, por razões já expostas noutros comentários, nomeadamente tecnologias de carregamento mais recentes. Mantendo-se a mesma embalagem do telefone, criar uma versão com e outra sem carregador, a preços distintos, para que o cliente/consumidor tenha a noção do custo do acessório e não tenha a sensação de que está a ser roubado, ainda que possa estar, e que a diferença possa ser simbólica.

        • F Gomes says:

          como se carrega? Veja meu comentário em baixo… tão simples…

        • B@rão Vermelho says:

          A diferença é que o Smartwatch carregas em 1 hora ou menos um tlf sem um bom carregador demora 2:30, ou mais.
          Vamos supor que compras o tlf sem carregado, mas depois tens mesmo de comprar um, hora lá vem mais uma caixa de cartão com o carregador embrulhado em plástico, mais as deslocações a loja ou ao carteiro até tua casa, lá se vaio o ambiente.
          Mas se as marcas estão assim tão preocupadas com o ambiente, que tal começar a dar atualizações por mais anos, isso sim, é poupar o ambiente, não é todos os anos lançar novos equipamentos com mais Ram, e novos emojis,

    • F Gomes says:

      Não aceito essa versão. Não se pode comparar um smartwatch ou uma smartband a um smartphone. Tenho quase todos os modelos da smartband Xiaomi (menos a última), um Huawei Honor 4 e um 5, além de smartwatches chinocas, todos eles sem carregador mas com cabo USB que ligo a um carregador normal de tlm ou directamente a uma porta USB do PC e carregamento resolvido. Mesmo assim, não concordo que os smartphones venham sem carregador devido às várias capacidades e novos tipos de carregamento que implicam, penso eu, carregadores compatíveis.

      • Vitor says:

        Lá está, na questão dos “smartwatch” não importa vir sem carregador, pois não tem grandes questões de corrente para carregar, até um pc serve para carregar. Neste caso pode-se usar bem um carregador qualquer. Para não dizer que quem compra um “smartwatch” já tem telemovel e o seu carregador.

  22. jorge santos says:

    A apple preocupar-se com o ambiente, piada do ano

  23. Manekas says:

    Façam uma campanha de trocas de carregadores.

  24. RM says:

    Para mim deve ser opcional.
    Quem precisa, paga mais um extra.
    Quem não precisa, o smartphone fica mais em conta.

  25. jorge says:

    Cuidado se a moda pega com os portáteis, maquinas de barbear, etc…

  26. Barquense says:

    Se anunciam baterias com novas cargas e novas velocidades de carga, faz sentido que o carregador que faz tais velocidades de carga acompanhe

  27. Luis Costa says:

    A malta diz que se tirarem o carregador que depois vão cobrar mais para ter mais lucros por um carregador de origem… Mas vocês acham que o preço que hj em dia pagam que uma percentagem não é referente ao carregador? Ou na vossa ideia o preço que pagam por um smartphone é integralmente pelo smartphone e o que o carregador é um miminho? Uma oferta da casa?

    • Vitor says:

      LOL
      É claro que é Telemovel + carregador.
      É claro que nesta nova moda vais pagar o telemovel como se viesse com carregador e depois pagar muito mais pelo carregador à parte (custos de embalagem, manuais e afins).
      E em termos ambientais não poupas assim tanto.

  28. Tox says:

    Não concordo e a meu ver deveria ser ilegal vender um artigo sem o acessório ideal para o correto funcionamento.
    Se estão assim tão preocupados com o meio ambiente, vendiam o telemóvel pelo valor habitual com um voucher no valor do carregador e com isso a pessoa decide se compra o carregador ou se não precisa e compra outra coisa com esse montante.

  29. Sergio says:

    Não concordo, por duas razões..
    1- preço exigido é cada vez mais elevado, deveriam colocar à venda duas opções com e sem carregador.
    2- As baterias têm evoluído no seu tempo de carregamento e isso depende diretamente do carregador. Aceitaria, apenas em modelos que não tivessem qualquer evolução tecnologica no carregamento.

  30. Ângelo says:

    Eu concordo, mas segundo estas condições:

    1- Incluir um cupon para um carregador grátis, para quem não tem ou precisa de outro (pode querer oferecer ou vender o telemóvel anterior…)
    2- Se o telemóvel precisar de um carregador diferente do modelo anterior (por exemplo, para mais fast charging), então deve vir incluído com o telemóvel.

    Não falo em preços menores, porque aí é fácil de enganar o consumidor. Põe o preço que quiserem e depois dizer que e 40€ mais barato por não ter carregador…

  31. Jorge says:

    Até posso concordar, se a caixa for menor. Mas não concordo com o que a apple fez e porquê. A apple disse que os clientes poderiam usar os carregadores dos iphones anteriores, mas depois o cabo que traz na caixa não é compatível com o adaptador dos iphones dos anos anteriores. E isso para não falar do adaptador dos iphones anteriores que com os seus 5W é simplesmente uma piada. Se a apple tivesse posto na caixa o adaptador de 18W no 11 ou até no XS acho que já poderia concordar. Nas marcas que já usam Qcharge 3 ou outras variantes há já algumas gerações anteriores, não vejo grande problema.

  32. r41m31 says:

    Concordo em parte. Todas as marcas deveriam vender os telefones sem carregador, mas isso significaria baixar o preço para refletir o que o consumidor não recebe. Assim o consumidor comprava só o carregador se precisasse mesmo dele.
    A evolução natural dos sistemas era o carregamento sem fios em todos os novos modelos. Isto acabava com fichas diferentes para modelos diferentes, só a capacidade de carregamento é que contava e cada consumidor comprava o que quisesse.
    claro que há um bocado de utopia nisto … agora perguntem Às marcas se estão mesmo preocupadas com o ambiente e se realmente querem fazer parte da solução …… meh….

  33. KodiakShadows says:

    Eu dispenso bem o carregador e espero que o meu próximo smartphone venha já sem ele.

    • L.Sousa says:

      E eu espero que traga uma nova tecnologia de fast charging para que possas utilizar o teu de 500mA… Por favor. Poluição? Então e o telemóvel antigo? E quem passa de sistema Android para iOS ou vice versa? vai arranjar o carregado onde? E as tecnologias de carga inteligente embutidas quer no smartphone quer no carregador que necessitam de comunicar entre si para efetuarem um carregamento como foi projetado?

  34. Nuno José Almeida says:

    Tenho uma caixa só de carregadores. A resposta é obviamente sim.

  35. rjSampaio says:

    Visto que uso o mesmo carregador multiporta QC3 nos ultimos 3 telefones, por mim sim.

    Depois vou actualizando de x em x anos conforme haja updates nas tecnologias (assumindo que se mantem os mesmos padroes de cabos/tecnologias.

  36. O bastardo says:

    Óbvio que não deve vir com carregador nem phones e só com uma folha esclarecimento base; quase 100% das pessoas têm isso tudo e ao comprar o novo vão encostar na gaveta.

    Quem quiser compra o carregador e phones que gostarem depois. Mas óbvio que deviam refletir isso no preço no smartphone!!! Não é 600€ antes com e agora 600€ sem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.