Quantcast
PplWare Mobile

Afinal a Samsung também vai abdicar do carregador e phones com o Galaxy S21

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. albino negro says:

    oi?? nao ha reclamaçoes agora??

    • Filipe Tavares Rodrigues says:

      O consumidor é que dita ou não se o que eles fazem (Apple, Samsung,…) é aceitável.
      A resposta audível seria não comprar, mas como isso não acontece (infelizmente) as marcas fazem o que lhes apetece para maximizar os lucros.

      • Nuno T. says:

        Uma das propostas no Parlamento Europeu é obrigar as marcas a NÃO incluir o carregador!

        • pedro says:

          mentira! o que é que isto tem a ver com o facto de as marcas deixarem de incluir carregadores nos seus equipamentos? a UE pretende que passe a existir somente uma tecnologia de carregadores, não pretende que as marcas deixem de fornecer carregadores!

          • Nuno T. says:

            Não é mentira!
            Numa resolução aprovada no início do ano é incluída uma recomendação para que a Comissão Europeia adopte medidas que levem a que os carregadores deixem de ser vendidos com os aparelhos, de forma a ajudar a reduzir o número de carregadores produzidos e o lixo electrónico.

            “Urges the Commission to ensure that consumers are no longer obliged to buy new chargers with each new device, thereby reducing the volume of chargers produced per year; considers that decoupling strategies would allow for greater environmental benefits; stresses meanwhile that any measure aiming at decoupling should avoid potentially higher prices for consumers; underlines, furthermore, that decoupling strategies should be introduced with a common charger solution, as otherwise the aims of the directive would not be achieved;”
            https://www.europarl.europa.eu/doceo/document/TA-9-2020-0024_EN.html

      • 2020 says:

        Digo o mesmo que disse para a Apple, ontem era tarde. O caso da Samsung cai no ridiculo de gozar com uma coisa e depois fazer, mais uma vez, o mesmo.

        Só por curiosidade, alguém que tenha comprado um smartwatch recentemente (de qualquer marca), trazia carregador ou carrega do ar?

        • Joao Frango says:

          o meu trazia carregador wireless. keres o ke?

          • 2020 says:

            Trazia o carregador wireless ou o cabo magnético para carregar? que smartwatch era? os que vi nenhum traz o carregador, só traz o cabo.

        • GM says:

          Carrega do pc. Fazia sentido perguntares de trazia cabo de carregamento. Aí é que a porca torceria o rabo.

          • 2020 says:

            O iPhone também traz cabo, também dá para carregar no PC.
            Resumindo, o problema está na Apple, nunca faz o que as pessoas querem, mas vende que se farta 😉

          • GM says:

            Vai lá carregar o TM no pc. Estás uma semana à espera. No caso da APPLE não é muito grave pois as baterias parece que são pequenitas. Vai ver um SAMSUNG com 6000mAh ou 7000mAh quanto tempo levaria. Já um smartwatch, ou uma smartband, em 2h está pronta para a “guerra”. E mesmo as smartband, há delas que nem cabo trazem, pela simples razão que já incluem uma ligação USB removendo parte da pulseira.

          • 2020 says:

            GM, voces vão sempre arranjar desculpas para um não problema. Eu carrego o meu iPhone via PC que fornece 15w na porta USB-C e não leva semanas a carregar.
            E quem quiser comprar um smartwatch e não tiver PC nem carregador, não vai ter de arranjar um carregador na mesma?
            Uma coisa que custa trocos a gerar tanta discução…. só mesmo a Apple LOL

          • GM says:

            2020, se custa trocos, porque é que não vem incluído? Ah, e o carregar na porta USB-C a 15 W, depende da máquina que tenhas. Ou para teres um TM novo adquirido sem carregador, implica adquirir um pc novo? A UE se estivesse preocupada com o lixo electrónico, não produzia uma lei absurda como essa que entrará em vigor em 2021. Preocupava-se sim em prolongar a vida dos equipamentos existentes, de modo a que sistemas operativos tivessem suporte por mais tempo, de modo que houvesse tendencialmente menos produção de novos equipamentos, nomeadamente os que são meros facelift de outros existentes.

          • 2020 says:

            No inicio o problema não ter carregador, depois era ter cabo ou não, depois o problema é carregar lento num pc mas não carrega lento um smartwatch. Epa… coerencia!
            Se não tiveres forma de carregar um smartwatch, o problema é exactamente o mesmo que o problema do carregamento dum iPhone. Sem carregador nada carrega, nem iPhone nem smartwatch nem os smartphones da Samsung e afins que vão deixar (e ainda bem) de trazer carregador.
            Quem não tem carregador, compre um, assim escusa-se de ter uma duzia de carregadores em casa.

      • Vasco says:

        Bem resumido. Há que acrescentar que hoje em dia a maior parte dos consumidores leva uma lavagem cerebral de tal ordem que muitos se limitam a aceitar implicitamente tudo o que o marketing lhe vende, tal o condicionamento.

  2. TabonitoTa says:

    Estou a espera de todos aqueles que criticaram a Apple também virem criticar a Sam. E não foi assim há tanto tempo ….meninos!!!

    • Nuno T. says:

      A piada é que a Samsung gozou com a Apple nas redes sociais dizendo que incluía o carregador, mas pelos vistos já começou a apagar essas mensagens…

    • Manuel da Costa says:

      Depende… o PSD e o CDS, portugueses, votaram a favor de uma directiva europeia que permite ás empresas vender telemóveis sem carregador. A diferença é que a Apple tinha, na garantia, que “a utilização de um carregador não oficial {aqueles entre 40 a 600 euros] anula a garantia da marca para qualquer peça do dispositivo”.
      Portanto, ou pagavas o super preço por um comum carregador e mantinhas a garantia ou pagavas 5% por um carregador disponível em qualquer lojas e ficavas sem garantia.
      Depois de verem as vendas a despenhar e terem perdido 730 processos judiciais, nos EUA, tiveram de alterar a garantia e retirarem aquela alínea.

      • Nuno T. says:

        tens aí uma obra de ficção literária!

        • SSD says:

          Claro, tal como no caso da resistência à agua em que se o telefone apresentar danos por causa disso a garantia vai á vida, pura ficção.

          • Nuno T. says:

            A diferença é que em lado nenhum da garantia é dito o que ele diz! Imaginaria que seria fácil para alguém notar o nível de invenção naquele texto.

          • SSD says:

            Mas não é ficção se a loja determinasse que os danos foram causados por um carregador não oficial a garantia ia á vida e tinhas de pagar a reparação se quisesses

          • Nuno T. says:

            SSD, o que dizes não é o que foi escrito naquele texto ficcional, e não basta dizer que o dano foi causado por um carregador não oficial. A legislação coloca o ônus de prova na loja. Caso se confirme que o dano foi realmente causado por um carregador, ninguém espera que os danos sejam cobertos pela garantia do aparelho danificado.

  3. ... says:

    E a historia se repete mais uma vez.

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Eu nem acredito.Mas isto é surreal. 😐

  5. SSD says:

    Sinceramente, disse na altura e digo agora, o que fica mal á Samsung é fazer um anúncio a gozar com a decisão, deixar os clientes a pensar que não vai fazer o mesmo para acabar por fazer.
    De resto é só mais uma razão pq difícilmente comprarei um topo de gama, para além do preço claro, a forma como as marcas gozam com a cara dos clientes está a ficar qq coisa.
    A única “vantagem” da Samsung neste caso é não ter a curiosidade de ter acontecido no ano a seguir a trocarem para um carregador diferente de resto é igual. Aliás a desculpa de que cada pessoa já tem um carregador em casa neste caso até acaba por fazer mais sentido no Android.

    • pedro says:

      o que é que isto tem a ver com o facto de as marcas deixarem de incluir carregadores nos seus equipamentos? a UE pretende que passe a existir somente uma tecnologia de carregadores, não pretende que as marcas deixem de fornecer carregadores!

    • Blackbit says:

      Apoiado.
      Entre carregadores de 0.7A, 1A , 1.2A, … e ultimamente 2.4A e cabos USB micro, mini e C, a quantidade de lixo electronico tem-se acumulado ao longo desses anos.
      Quanto mais cedo normalizarem esse tipo de carregadores e cabos melhor para todos.

      Já agora, façam o mesmo com as baterias regarregaveis usadas nas pequenas ferramentas (berbequins, aparafusadoras, lixadoras…). Cada marca tem o seu standard de baterias o que nao faz muito sentido tambem.

  6. Leal says:

    Como se a remoção de um carregador da caixa fosse uma coisa normalíssima, como muitos nos querem fazer crer. Eu tenho a minha preferência de marca de smartphones, mas no dia em que essa marca tirar o carregador da caixa, jamais comprarei dessa ou de outra marca que não traga o carregador na caixa.
    Ainda bem que temos muito por onde escolher…

    • David Guerreiro says:

      Problema é que vai chegar o dia em que vai ser difícil de achar alguma que inclua o carregador.

    • Joao says:

      Hoje os telemóveis amanhã às tvs , de seguida tudo o resto , desculpem mas quando acabarem com isso ainda nos levam as casas , a roupa , a forma de pensar e enquanto o povo deixar isto vai de mal a pior .UMA VERGONHA a União Europeia devia era se preocupar com a fome , o excesso de consumo por uns e a não possibilidade de outros .

  7. Ze Duarte says:

    Nada de estranho vindo duma marca sem escrúpulos. A Apple faz, gozam e depois imitam porque também querem ser bons. Ao menos metam a porcaria do cabo usb que estes estragam-se mais depressa que o carregador e ter um que aguente 2A ou mais é raro.

  8. AqueleAmigo says:

    Atenção que isto não se aplica à escala global mas sim apenas a algumas regiões

    https://www.xda-developers.com/samsung-galaxy-s21-no-power-adapter/

    (Esta uma fonte segura 😉 )

    • Manuel da Costa says:

      É devido a normas de cada região. Na UE, a partir de Junho de 2021, os carregadores e cabos passam a ser considerados lixo electrónico. Por isso, deixam de ser obrigados a vender equipamentos… curiosamente essa lei veio de um pedido da Apple, para poder vender os carregadores sem fios.

  9. Vasco says:

    A vaidade nas mais pequenas coisas faz com que as marcas se aproveitem disso. Muita gente irá comprar equipamentos de topo que precisam de carregador uma vez que vêm com a bateria recarregável interna, sem que ele esteja incluído… Opção sem dúvida inteligente, e que tem tudo de racional! Aguardo ansiosamente o dia em que os telemóveis comecem a ser vendidos sem baterias recarregáveis incluídas, ficando mais esse encargo por conta do comprador. Neste assunto bem esteve o Brasil, pois segundo li por aqui num destes dias, parece que por lá a ideia não colheu grandes simpatias e os fabricantes serão obrigados a incluir o carregador. No fundo a questão aqui nem é o preço de um carregador que é quase simbólico, mas sim a ganância de algumas multinacionais bem patente no dia a dia e noutras áreas. Exemplos não faltam, desde embalagens de baixíssima qualidade, finíssimas, e com cada vez produto lá dentro, até à venda de produtos de consumo corrente como se de produtos de primeira classe se tratassem (“gourmet” como se costuma qualificar). uma vez que na maior parte dos produtores os métodos de produção e distribuição estão sempre a ser optimizados possibilitando um acréscimo residual de lucros nos relatórios de contas face a um período homologo, os novos gestores redescobriram a arte do roubo, travestida de responsabilidade ambiental. A malta alinha, refilando mas contente, para satisfazer necessidades imediatas, cada vez a ser mais e mais enganada.

    • GM says:

      “…cada vez a ser mais e mais enganada.”. E para parafrasear um canal brasileiro, a ser “imbundada” pelas marcas e pelos vendedores de loja, que dizem que os produtos são bons e tudo é normal.

  10. David Guerreiro says:

    Seja a Apple, a Samsung, ou outra qualquer, essa retirada do carregador acaba por prejudicar o consumidor que terá de adquirir outro, com a adicional de que não teve qualquer redução no preço por não incluir o mesmo.

    • GM says:

      As marcas alegam que o preço do equipamento já reflecte a supressão do carregador. Só pode ser gozo.

      • 2020 says:

        Andam todos focados no trazer ou não trazer carregador que perdem o foco no que é realmente importante, a redução de preço que devia ter sido feita por não trazer carregador nem os auriculares e correspondente diminuição de custos de transporte e armazenamento.

  11. Polo says:

    Claro que vai. A smamsung copia tudo

  12. SPIRIT says:

    TIRAM OS CARREGADORES E OS PHONES MAS O PREÇO AUMENTA SEMPRE.
    SE VEM COM MENOS COMPONENTES, MENOS CUSTOS PARA AS EMPRESAS E MAIS CARO FICA O TELEMOVEL AO CONSUMIDOR FINAL?
    TEM ALGUMA LOGICA O PREÇO AUMENTAR E COM MENOS COMPONENTES?
    MANDA-SE VIR DE FRANÇA QUE LA SAO OBRIGADOS A VIREM COM CABO E PHONES POR LEIS FRANCESAS!

  13. Manuel da Costa says:

    Atenção que as principais críticas à Apple nem era por retirarem o carregador… era por a garantia dos Iphone 12 dizer “A utilização de um carregador NÃO OFICIAL acarreta o fim da garantia de todo o dispositivo.”
    Ora com a Apple a vender carregadores entre 40 (agora 20) e 600 euros, queria dizer que obrigavam o cliente a pagar o telemóvel e ir pagar o carregador à parte. (Ainda há a alínea nos Imac, principalmente pela utilização de monitores não Apple.)
    Perderam 730 processos judiciais, nos EUA, obrigando a empresa a retirar essa alínea.
    Na UE foi aprovada uma directiva que compara os carregadores, fones e cabos a lixo electrónico. Assim, aproveitando a adopção do USB-c por todos os equipamentos, permite que não sejam colocados carregadores, fones e cabos nas caixas dos telemóveis. Por outro lado, também foi aprovada legislação que proíbe as produtoras de anularem a garantia, só porque foi usado um equipamento não oficial (desde que não seja a razão da avaria). Vai entrar em vigor a partir de 1 de Julho de 2021, legislação derivada de um pedido da própria Apple, para incentivar a venda dos carregadores sem fios.

  14. Marquinho says:

    Digo o mesmo que disse em relação há Apple… E se gozaram com a Apple e realmente vão fazer a mesma coisa é ainda mais ridículo que o passo inicial da Apple em fazer algo tão ridículo e absurdo.
    Na minha opinião os governos dos paises ou entidades responsáveis pelo assunto deviam tomar posição como se tomou em França e no Brasil e acabar com esta palhaçada sinceramente não faz sentido nenhum e só prejudica o consumidor.
    Espero que a ser verdade sejam apenas estas duas marcas a embarcar nesta aberração, e que a Huawei, Xiaomi, Oppo, One Plus as ditas marcas chinesas se mantenham fiéis ao que sempre defenderam principalmente a Xiaomi, se assim for a mim não me fará diferença nenhuma que Apple é Samsung retirem os carregadores, apesar de não concordar mas tou com Huawei e muitíssimo satisfeito!

  15. Liga says:

    Como pretendem uniformizar os carregadores e cabos, se a tecnologia de carregamento não é igual em todas as marcas? A diretiva é o quê em concreto, dizer o que os consumidores têm direito a compras pelo dinheiro que pagam, a preocupação com o ambiente, ou a redução de custos das empresas?

  16. xnelox says:

    A Apple testou, o público inchou, a Apple lucrou. Agora os outros também querem lucrar! Esqueci, isto não é lucrar, é defender o ambiente para se manter verde como as notas

    • TT says:

      Se querem proteger o ambiente que façam os telefones com mais qualidade e durabilidade e que parem de lançar actualizações que lagam o telefone para não obrigarem o pessoal a troca-los ano para ano é assim que se protege o ambiente não é a retirar o carregador da embalagem!

      • Victor says:

        Portanto, preferes android em que há duas atualizações e para por aí o que faz com que se tenha de trocar quase de ano a ano, no entanto não gostas de Apple que há atualizações durante anos e que não te obriga a trocar de equipamento de ano para ano… coerências

        • SSD says:

          Se mantiver as actualizações e tornar o telefone mais lento na mesma não há grande vantagem. São todos iguais no fundo vão sempre procurar formas diferentes de te “obrigar” a passar para o modelo mais recente. Ponho obrigar entre parenteses pq tive um android durante 4 anos, antes deste e mesmo para o final não sentia grande diferença em termos de software, alias troquei pq o hardware é que começou a dar de si. Agora hoje em dia as pessoas começam a stressar até se não tiverem o “último emoji”.
          Agora as actulizacoes de segurança é que deviam ser permanentes.

  17. TT says:

    Palhaçada, só pensam no lucro o consumidor que se f*d*

  18. Victor says:

    HAHAHAHAHA esta foi de luva branca

  19. Luis Henrique Silva says:

    WTF!!! Se esta coisa pega moda em todos os fabricantes estamos feitos ao bife……geralmente gosto de usar o carregador que vem com o smartphone, pra não ter problemas…..então o carregador que veio com o meu redmi note 8T é melhor do que eu tenho ser supostamente quick charge qualcom….que acho ser falso…mas pronto…..eu não gosto de ter de ir comprar carregadores de outras marcas…..
    não venham com essa da pegada ambiental…..por a mim não pega…..

  20. PORTUGAL says:

    Por mim tanto me faz, já tenho um carregador da Samsung lol.

  21. Jorge Santos says:

    Enquanto houver carneirinhos a seguir a horda ….

  22. Paulo_2005 says:

    Usem as Power Banks! 🙂

  23. LA says:

    Já agora, voltem a permitir que o utilizador, possa trocar a bateria e vendam o telefone sem a mesma. Quero ver se o telefone irá custar menos 60 euros, que é mais ou menos o preço, dos dois componentes. Nunca houve tanto chico espertismo, à conta do ambiente, como agora.

  24. falcaobranco says:

    É esperar um tempo valente e eles perceberem que as marcas que têm carregadores vendem mais ou mesmo eles não terem tantas vendas como pensavam por causa do carregador… e voltam atrás na decisão!

    Ou já se esqueceram que também tiraram o jack 3.5mm e depois voltaram a colocar? Pensem bem nisso…

  25. Samsung rules says:

    Isso ainda são rumores mas se for verdade vamos ver Apple foi a primeira marca a não ter carregador da sua caixa a Samsung sim pode fazer mas a um futuro próximo agora xiaomi é huawei podem fazer o mesmo caminho porque de hoje para amanha os telemóveis vão ficar sem carregador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.