Quantcast
PplWare Mobile

Nave árabe foi a primeira a aproximar-se de Marte num voo histórico

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. estragador says:

    só espero que esse pedaço de lixo ferrugento chines não caia no meu quintal.

  2. Donadel says:

    Esse dinheiro é o pior investimento que se pode fazer para a humanidade?? O dinheiro que já foi gasto em exploração espacial dava tranquilamente para erradicar a fome e miséria no planeta terra… Mas o que os multimilionários estão preocupados é em criar civilizações em Marte… Para que?

    Acho que nunca vamos encontrar o destino da terra, em quanto não se perceber que o destino das pessoas, é a terra… Milhares de milhões de anos de avolução no único planeta que suporta vida humana que se tem conhecimento e assim que tem oportunidade, querem ir embora para planetas que não tem condições de vida natural. Só eu que acho estúpido?

    • MACnista says:

      … concordo 1000%, aplaudo de pé e tiro o chapéu!! Já sabes que vem 300.000 opiniões contrárias, mas… a caravana passa…

    • Pedro says:

      3500 BCE Invenção da Roda. Alguém: “Esse dinheiro é o pior investimento que se pode fazer para a humanidade. O dinheiro que já foi gasto no desenvolvimento da roda dava tranquilamente para erradicar a fome e miséria na nossa aldeia”.

      1500 CE Exploração Marítima. Alguém: “Esse dinheiro é o pior investimento que se pode fazer para a humanidade. O dinheiro que já foi gasto na exploração marítima dava tranquilamente para erradicar a fome e miséria no nosso país”.

      2021 DC Exploração Espacial. Donadel: “Esse dinheiro é o pior investimento que se pode fazer para a humanidade. O dinheiro que já foi gasto em exploração espacial dava tranquilamente para erradicar a fome e miséria no planeta terra”.

      Conclusão: Mais vale ficarmos quietinhos na nossa gruta à volta da fogueira…

      • Artur Peralta says:

        Bem, qual foi o dinheiro que se gastou com a inventar a roda?? A exploração marítima (não sei bem o que queres dizer com isso), mas ao explorar o mar podemos retirar uma série de alimentos dela.

        Só sobra a exploração espacial… gastam largos bilhões que poderiam, como disse o/a Donadel, acabar com a fome no mundo e muitos outros problemas que existem.

        Além disso, os dinheiros das agências espaciais são públicos e deveríam servir o povo e não grandes corporações.

        • GM says:

          E em parte, servem. O esforço despendido no desenvolvimento de novas tecnologias e novas soluções na conquista do espaço acabam por simplificar em muitas situações a vida corriqueira no nosso planeta, não estando, portanto, tudo perdido. Aliás, o dinheiro gasto é bem investido. Até no armamento o dinheiro é bem investido, pois algum do desenvolvimento é aplicável na vida civil.

          • Artur Peralta says:

            Engodo para justificar os gastos… Gastas dinheiro publico e depois os provados vendem essas “tecnmologias” que poderiam ser muito bem inventadas sem este aparato…

        • Toni da Adega says:

          A exploração marítima deu os mapas em papel, exploração espacial deu o GPS….

      • Asdrúbal says:

        Esse exemplo que ai falas chama-se de “Velho do Restelo” e foi imortalizado por Camões nos Os Lusíadas, entre as estrofes 94 e 104 do canto IV (Provavelmente concluída em 1556, foi publicada pela primeira vez em 1572 – Wikipedia)

        Quero com isto dizer que sempre existiram Velhos do Restelo e sempre vão existir…

      • AlexX says:

        Que te leva a acreditar que a roda foi inventada há somente 5500 anos? E que te leva a acreditar que não houve exploração marítima milénios antes de 1500? Não sabes porquê os trópicos de cancer e capricórnio não se chamam antes trópicos de sagitário e gêmeos? É que navegadores não cometem erros crassos como mais de 2000 anos nas constelações que os orientam.

    • PGomes says:

      O programas especiais deram nos várias tecnologias que afectaram positivamente a humanidade.
      Uma das mais importante são os vários sistema de satélites. Alguns destes sistemas servem para comunicações, como por exemplo noticias, transmissão de eventos culturais e desportivos, partilha de conhecimento cientifico e a realização de comércio. Hoje, várias industrias dependem directamente do programa espacial para o seu funcionamento.
      Outros sistemas de satélites permitem realizar a circulação de navios e aviões de uma forma muito mais precisa, o que evita acidentes, poupando a vida de milhares de pessoas todos os anos. Por curiosidade, hoje em dia a maioria dos faróis de navegação já estão sem uso, por causa do sistema de GPS. Este mesmo sistema também permite a poupança de combustível, em meios terrestres, aéreos e marítimos, pois agora temos mapas mais precisos e completos e a capacidade de planear rotas mais eficientes e seguras.
      Outra questão importante é a meteorologia, que afecta a maior parte das actividades humanas, mas com destaque para a agricultura. Graças ao programa espacial e ao sistema de satélites, conseguimos ter previsões meteorológicas muito mais precisas, o que resultou num aumento de produtividade agrícola significativo.
      Estes são apenas algumas das coisas mais importantes que o programa espacial nos deu. Mas também temos outras como materiais que foram desenvolvidos para o programa espacial, mas que mais tarde começamos a usar em bens do dia a dia. Um bom exemplo disto é o teflon que usamos nas tachos e panelas.
      Outra coisa que veio do programa especial foram as lentes usados no satélite Hubble, que após terem sido desenvolvidas começaram a ser usadas em máquinas para detecção do cancro da mama. Ou seja, existem muitas tecnologias que foram desenvolvidas para o programa espacial, que jamais seriam desenvolvidas se não fosse esta necessidade, mas que depois passaram a ser usadas noutros campos.
      Depois temos a arte, um dos temas mais importantes do século XX é a ficção cientifica, sendo que a exploração espacial é bastante recorrente. Muitos são os filmes, séries, livros, músicas criadas com a inspiração da exploração espacial.
      Também temos as fotografias do Hubble, que não são apenas uma fonte importante de dados sobre o nosso universo, mas também são de grande beleza artística. Tanto que quando o Hubble era para ser abatido, pela primeira vez, milhares de pessoas escreveram para a NASA a pedir que este fosse antes reabilitado para continuar o seu trabalho.
      O programa espacial também nos permitiu analisar a atmosfera de Vénus, a qual tem um efeito de estufa super amplificado. Isto permitiu realizar avanços em modelos de Climatologia.
      Também nos permite analisar os ciclos de erupções de plasma da superfície do Sol, os quais podem afectar e destruir todos os sistemas eléctricos à face do planeta. Se queres ter uma ideia da capacidade destrutiva disto, procura sobre o evento do flare solar de 1859. Se isto acontecer e nós não estivermos preparados, voltamos à idade medieval.

      O programa espacial está longe de ser ao “pior investimento que se pode fazer para a humanidade”. bem pelo contrário, foi um dos investimentos com retorno mais forte.
      Hoje em dia, grande parte da economia mundial assenta sobre os frutos do programa espacial.

      No futuro, podemos ter coisas mais interessantes, vindas do programa espacial. Por exemplo, podemos começar a minar asteróides cheios de metais raros. Metais que são difíceis de encontrar e escavar na superfície da Terra, mas que são necessários em tantas coisas do nosso dia a dia, como o smartphone ou computador que usas para ver o pplware.
      Também podemos

      Por fim, cometes um erro a julgar que não sendo gasto este dinheiro no programa especial, que seria gasto a combater a fome no mundo.
      Lamento informar-te, mas o que não falta é dinheiro muito mal gasto que podia ser utilizado para combater a fome.

    • rjSampaio says:

      Estas a querer tirar o emprego a todos os que receberam ordenado desses milhões por que?
      ou achas que o o dinheiro vai dentro da nave?

      also https://en.wikipedia.org/wiki/NASA_spinoff_technologies

    • Filipe says:

      Sempre o mesmo discurso de quem não tem mais nada que fazer da vida… Se tomasses a iniciativa de ajudar em vez de criticar, isso é que era.

    • Lucas Caminhante das Estrelas says:

      O dinheiro gasto na exploração espacial é uma migalha em comparação com o sector militar.
      É só observar nos USA orçamento militar 2019: $721,531,000,000 (fonte https://en.wikipedia.org/wiki/Military_budget_of_the_United_States)
      e
      Nasa 2020: $22.629 000 000 fonte (https://www.planetary.org/space-policy/nasas-fy-2020-budget)

      Interessante, não é ?

    • André says:

      Este é o argumento mais estúpido que pode haver. Esse dinheiro não foi embrulhado num saco e levado para Marte para oferecer aos marcianos. Esse dinheiro foi investido num projecto onde trabalharam centenas ou milhares de pessoas que alimentaram as suas famílias com os ordenados que receberam daí. É um projecto como outro qualquer. Também se investe milhões no desenvolvimento de novos carros, por exemplo. A exploração espacial é importante para o desenvolvimento da humanidade, assim como foi a exploração do mundo na época dos descobrimentos. O conhecimento nunca é demais e não se perdia nada se se investisse mais nele

    • ThornC says:

      Porque todo o dinheiro que se investe na investigação espacial retorna multiplicado N vezes para o investidor. Seja em tecnologia, em conhecimento e em capacidades acrescidas para quem fez a implementação…

      Se falarmos em dinheiro usados para guerras, “bailouts”, estrelas de futebol e cinema pode ser que concorde contigo. Em relação a investimento em Ciência e Tecnologia – nunca!!

  3. AlexX says:

    Os chineses devem ter largado uns parafusos e uma rede gigante pelo caminho para sabotar a missão americana. E a nave árabe deve ser uma refinaria secreta para extrair petróleo da atmosfera. Com indianos e europeus ao barulho, estamos ficando para trás.. Isto era de pôr já cada português fazendo um donativo obrigatório de 2000 euros e disparar um foguete dos Açores com videiras e uma destilaria para negociar com os marcianos vivendo no subterrâneo. Pela ciência, antes que seja tarde.

  4. Carol says:

    Muito legal as dicas e o conteúdo do portal. Vou ficar
    visitando mais vezes. Você dá uma dica para quem está
    começando no mercado digital? Qual seria um caminho a
    seguir? Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.