Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Marte

Rússia pondera instalar um reator nuclear em Marte

Marte não está tão longe como há uns anos. O planeta já é povoado por robôs dos terráqueos diariamente e de várias nacionalidades. No entanto, depois dos Estados Unidos e da China, a Rússia também quer o seu quinhão marciano. Segundo os engenheiros russos, é possível enviar um reator nuclear ao planeta com a ajuda de rebocador espacial.

Esta central nuclear será uma peça fundamental para fornecer energia à missão russa que chegará a Marte, segundo a Roscosmos.

Ilustração da nave russa Zeus com reator nuclear em Marte


China quer levar o primeiro ser humano a Marte até 2033 e deixar EUA para trás

Marte é um objetivo para as potências mundiais. Na verdade, sendo aquele planeta deserto, inóspito e sem evidências claras de poder ser um segundo lar para os seres humanos, porquê tanto interesse? Esta questão ecoa muitas vezes em muitas dissertações, mas a verdade é que se os EUA, mais concretamente a SpaceX, quer levar o primeiro ser humano ao planeta vermelho em 2026, a China apontou a data para 2033.

A NASA tem uma abordagem igualmente ambiciosa, diz que antes de 2030 não será viável, mas a China acredita que será o primeiro país a conseguir esta missão tripulada ao planeta.

Ilustração de base da China em Marte


Universidade de Aveiro abre Licenciatura em Engenharia Aeroespacial

A conquista espacial renasceu recentemente com o lançamento de sondas em Marte, na Lua e na exploração de cometas. As viagens comerciais ao espaço, os recentes lançamentos de grandes constelações de satélites para comunicações digitais, para observação da Terra e correspondentes alterações climáticas, são outros dos exemplos que estão a desencadear uma nova corrida aos sistemas aeroespaciais.

Assim, a Universidade de Aveiro terá, no próximo ano letivo, um novo curso relacionado, em concreto uma Licenciatura em Engenharia Aeroespacial.

Universidade de Aveiro abre Licenciatura em Engenharia Aeroespacial


China publicou imagens a cores da superfície de Marte

Neste momento são várias as missões com o objetivo de estudar o planeta Marte. No final do passado mês de julho de 2020, a China iniciou a sua missão a julho de 2020, a partir da base de Wenchang, em direção a Marte, tendo o rover Zhurong pousado a 15 de maio.

A Administração Espacial da China divulgou hoje uma imagem panorâmica de 360 graus e duas fotografias a cores da superfície de Marte e dos dispositivos da sonda Tianwen-1.

China publicou imagens a cores da superfície de Marte


Afinal, a NASA mente quando diz que Marte é vermelho?

Esta é uma “polémica” que começou depois do conceituado jornalista de economia, José Gomes Ferreira, ter dito no programa de Fernando Alvim, Prova Oral, que Marte não tem aquela cor avermelhada, alaranjada que sempre conhecemos. Segundo o jornalista, “…os americanos alteram as cores” para não revelarem todas as potencialidades que lá existem. Portanto, há uma suposta conspiração para não revelar ao ser humano na Terra que Marte tem cores verdes, azuis, entre outras. Mas será mesmo assim?

A polémica no Twitter já leva comentários de toda a espécie. Contudo, por que razão sempre nos disseram que Marte é vermelho?

Imagem de Marte com tom vermelho