Categoria: Google/YouTube

Google volta a lançar falha do Windows sem resposta da Microsoft

A equipa de segurança da Google procura ativamente falhas na Internet, quer seja em sistemas ou em plataformas. Os browsers são dos mais atingidos e por isso também um dos mais avaliados.

A Google lançou agora um alerta de segurança para mais uma falha de um produto da Microsoft, novamente sem que esta a tivesse corrigido em tempo útil.


Google Allo também vai chegar ao desktop em breve

Foi durante a última conferência I/O da Google que o Allo e o Duo foram apresentados. Estas novas aplicações de mensagens querem mudar a forma como os utilizadores da Google se exprimem e como comunicam entre si.

Chegadas há poucos meses aos smartphones Android, surge agora a certeza de que em breve o Allo vai ter uma versão para desktop. Quem o afirmou foi a própria Google.

Google Allo


A irritante publicidade de 30 segundos do YouTube vai desaparecer

A Google é uma das maiores empresas da Internet. Oferece os seus serviços de forma gratuita, esperando apenas que em troca os utilizadores recebam publicidade e que, eventualmente, cliquem nela.

Um dos serviços onde a publicidade é mais intrusiva é o YouTube, chegando a impedir que os vídeos iniciem sem que esta seja vista. Mas este comportamento vai mudar com a decisão da Google de abandonar a sua publicidade mais irritante de todas.

Youtube


YouTube testa novamente interface Material Design

Em Abril de 2016, o YouTube começou a testar um novo visual no seu site sendo fortemente baseado nas linhas de design Material.

Mas esta nova interface chegou a muito poucos beta testers, fazendo com que a maioria de nós nunca ter chegado sequer a ter recebido um preview, no entanto o YouTube está novamente a disponibilizar para testes este novo visual, e ao que parece está a chegar a um conjunto de beta testers mais amplo.


Será que os YouTubers podem dizer tudo o que querem?

Quem segue vários canais no YouTube certamente que já se apercebeu que há, aparentemente, uma total liberdade de expressão. São os YouTubers que comentam qualquer tema, muitas vezes sem grande conhecimento, aqueles que expressam opiniões racistas ou até mesmo aqueles que falam mal do próprio YouTube, a empresa para quem trabalham. Mas até onde poderá ir esta liberdade e quais as consequências?

PewDiePie, o maior YouTuber de sempre, acabou de perder dois contratos com a Disney e com o YouTube por referências nazis e antissemitas nos seus vídeos.