Quantcast
PplWare Mobile

Foxlink, fornecedora de cabos da Apple, quer apostar numa nova fábrica na Índia

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Keyboardcat says:

    Chinesa? Bastou 30 segundos de pesquisa para descobrir que a empresa é sediada em Taiwan. Tal como as restantes empresas listadas no artigo.

    • oeuropeu says:

      Era previsível, se formos ver as fornecedores e montadoras da Apple (e outras marcas) apesar de terem as produção na China estão sediadas noutros países, e muitas delas em Taiwan.
      A famosa qualidade adquirida pela china na montagem e fabrico na verdade vem de empresas estrangeiras que se estabeleceram na china pelo preço da mão de obra.
      Quero com isto dizer que a china apesar de tudo ainda tem dificuldade em criar uma simples montadora de smartphones que possa garantir a qualidade necessária.

      • Keyboardcat says:

        Concordo! Mas o meu comentário era relacionado com o facto do título desta notícia inicialmente ser “Chinesa Foxlink, fornecedora…”. Mas foi rapidamente corrigido e o meu comentário deixou de fazer sentido.

  2. fim do mundo says:

    Deviam era investir em Portugal, pois faz falta cá investimentos destes, não é nas índias e afins para terem mão de obra a preço de banana.

  3. Miguel says:

    Está tudo a mudar para a Índia lá não existe regulamentação, era como a China a 40 anos.
    1 salário mínimo na Índia dá para pagar a 10 indianos…

  4. Xnelox says:

    Daqui a 20 anos lá vem a América a bloquear a Índia porque passou a ser uma ameaça…

    • Vítor M. says:

      Pois… a realidade muda muito rápido, contudo, a China está cada vez mais poderosa. Há um documentário, que julgo que se chama A Rota da Seda, que explica como a China está a controlar vários países estrategicamente posicionamos para controlar o comércio global.

      Mas, com isso, tem tirado muitos países da miséria, levando infra-estruturas básicas a nações sem nada, destruídas por décadas de guerra. Obviamente que querem algo em troca. Mas a Rússia faz o mesmo, mas em menor dimensão, porque estão sem o poder económico de outros tempos, os EUA também o fazem e fizeram de forma suja, vejam o documentário The Chicago Boys, e são hoje uma espécie de polícia do mundo… nem vamos falar da Primavera Árabe…

      • T says:

        A China pode ter muitos defeitos , mas um coisa que não podem criticar é a criação de postos de trabalho em África

        Claro que estes postos de trabalho não são dos melhores contudo eles estão a investir com capital privado e publico, enquanto os E.U.A e a U.E não o fazem (não podemos contar com as O.N.G).

        A China apoia ditadores em África e coloca os país com dividas impagáveis, para depois fazer negócios por troca direta de pagamento de divida por metais e petróleo.

        Outra coisa que eles também adoram é alugar terra para construir bases e portos com contratos de 100 anos.

        O mesmo acontece na Ásia pois eles tentam encontrar aliados em qualquer lado do mundo.

        O que é grave é que a maioria dos media não dá a atenção devida as noticias que saem da China.

        Acontece lho todos a verem este canal no Youtube : China Uncensored , eles também falam mal dos E.U.A no canal: America Uncovered

        • Vítor M. says:

          Boas. É exatamente isso que estava a dizer. Basta ver o documentário Rota da Seda 😉 E sim, esse documentário também o conheço. Claro que a maioria das pessoas não vão “perder” tempo a ver isso 😉 e nunca vão perceber a tentacularidade da China, dos EUA, dos EAU e da Rússia. Agora, de facto a China está a crescer de uma forma incrível e isso deveria ser motivo de atenção, principalmente nas desigualdades provocadas.

  5. Cicrano says:

    Vai ser bonito quando o Trump sair da presidência… Volta tudo para a China devido á mão de obra barata e trabalho especializado. Espertos são os que não querem saber dos EUA e continuam a produzir na China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.