Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Pfizer

COVID-19: Terceira dose da Pfizer? Ainda não é preciso

Como referimos, a Pfizer e a BioNtech querem avançar com a autorização para uma terceira dose da vacina. No entanto, as entidades reguladoras dizem que ainda é “cedo”.

A pandemia por COVID-19 tem levado a vários avanços e recuos nas mais diversas matérias. Apesar de todos os testes e investigações realizadas, ainda é difícil tomar determinadas posições.

COVID-19: Terceira dose da Pfizer? Ainda não é preciso


Tomou a vacina da Pfizer? Pode vir a ter de tomar terceira dose

As vacinas são atualmente a única solução para o combate à COVID-19. No entanto, como se sabe, não são totalmente eficazes. Os vacinados podem na mesma ser infetados, mas os efeitos da infeção estão a revelar-se mais leves.

Depois da Johnson & Johnson pretender administrar uma segunda dose para combater a variante Delta, a Pfizer quer aprovar terceira dose da vacina para aumentar imunidade.

Tomou a vacina da Pfizer? Pode vir a ter de tomar terceira dose


Há uma campanha misteriosa para desacreditar vacina da Pfizer

Desde que foi declarado o estado de Pandemia que têm sido várias as campanhas negacionistas que circulam pela internet. A mais recente, é uma campanha misteriosa que visa desacreditar a vacina da Pfizer.

Segundo o que se sabe, esta campanha terá como origem uma agência de comunicação.

Há uma campanha misteriosa para desacreditar vacina da Pfizer


Mulher italiana recebeu por engano seis doses da vacina Pfizer-BioNTech contra a COVID-19

A pandemia continua a fazer centenas de milhares de mortos por dia ao redor do mundo, mas as vacinas já se mostraram eficazes no combate ao SARS-CoV-2. Apesar de haver umas vacinas mais eficazes do que outras, grande parte delas exige pelo menos duas doses. O que não será de todo boa prática é vacinar com seis doses, como aconteceu em Itália com uma jovem de 23 anos, profissional de saúde.

A vacina da Pfizer tem um intervalo entre doses de 28 dias. Esta jovem recebeu, de uma só vez, o frasco inteiro.

Ilustração vacina contra a COVID-19 em Itália


EUA: Vacina da Pfizer poderá ser autorizada para imunizar adolescentes dos 12 aos 15 anos

A Food and Drug Administration (FDA), a entidade reguladora dos medicamentos nos EUA, planeia autorizar o uso da vacina COVID-19 da Pfizer-BioNTech em adolescentes dos 12 aos 15 anos. Esta decisão poderá ser tomada no final desta semana ou no início da próxima semana, de acordo com informações do The New York Times.

A Pfizer refere que a vacinação de crianças é fundamental para aumentar o nível de imunidade da população e reduzir o número de hospitalizações e mortes.

Imagem vacina da Pfizer