Quantcast
PplWare Mobile

Tags: mísseis

Mísseis lançados pela China invadiram espaço marítimo do Japão

O mundo está em constante tensão, muito por culpa de quem tem poder e que tem poder para decidir. Uma visita de Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes, a Taiwan, aumentou a tensão entre vários países, em especial entre os EUA e a China.

Como resposta, a China tem realizado várias ações de treino, só que os mísseis chineses invadiram o espaço marítimo que é exclusivo do Japão.

Mísseis lançados pela China invadiram espaço marítimo do Japão


Ucrânia: Rússia desesperada com os estragos provocados pelos mísseis americanos HIMARS

Os mísseis americanos HIMARS em mãos do exército da Ucrânia estão a causar estragos aos militares russos, que desesperam com a ineficácia dos seus esforços para os neutralizar. Contudo, parece que os estrategas da Rússia têm um novo plano.

Recentemente os russos perderam duas das suas mais avançadas aeronaves abatidas pelas suas próprias defesas antiaéreas quando tentavam destruir, sem sucesso, os modernos mísseis americanos.

Imagem dos mísseis M142 High Mobility Artillery Rocket System (HIMARS) usados na Ucrânia


EUA: A destruição de satélites com mísseis da Terra tem que acabar

A China, Rússia, Índia e Estados Unidos usaram mísseis para destruir os seus próprios satélites em órbita. Como o processo é perigoso e imprevisível, ocasionalmente estas superpotências trocam acusações alegando os perigos potenciais desta atividade militar. Agora, de acordo com a ABC News, Washington anunciou que não realizará mais testes de mísseis antissatélite e instou outras nações a seguirem o mesmo caminho.

A vice-presidente Kamala Harris anunciou na noite de segunda-feira que o governo Biden definiu uma proibição autoimposta de testes de mísseis antissatélite.

Imagem de ilustração de mísseis para destruir satélites apontados pelos EUA


Israel testa com sucesso sistema que interceta mísseis com laser

A tecnologia tem sido particularmente importante no desenvolvimento de armamento moderno, especialmente sistemas de defesa. Um dos países com grande experiência nestes equipamentos é Israel. O país já mostrou como a sua cúpula de segurança funciona contra ataques de mísseis e roquetes do inimigo. Agora a Iron Dome irá ser reforçada com tecnologia a laser.

O país testou com sucesso o seu novo sistema de defesa silencioso, invisível e de “baixo custo” que interceta mísseis com lasers.

Imagem do sistema anti-mísseis de Israel, o Iron Beam


FGM-148 Javelin: a super arma que está a dar cabo dos russos

De acordo com algumas informações, os Estados Unidos e aliados enviaram armas para a Ucrânia nas últimas semanas após a invasão russa. Imagens de carros de combate russos destruídos nas redes sociais chamaram a atenção para uma arma em particular: o Javelin.

De acordo com o The New York Times, ao todo foram enviadas mais de 17 mil armas antitanque, incluindo mísseis Javelin, que chegaram à Ucrânia via Polónia e Roménia. Mas quais as características do Javelin?

FGM-148 Javelin: a arma sofisticada que está a dar cabo dos russos