Quantcast
PplWare Mobile

Rússia já só tem 609 mísseis! “A derrota é inevitável”

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tiago Cordeiro says:

    Infelizmente isso poderá colocar Putin em desespero e utilizar as únicas armas que lhe restam : armas atómicas e biológicas. Isso poderá ser a destruição mútua de uma parte da Europa.

    • SPr says:

      Não digas asneiras. Vocês só pensam em coisas tontas “aii se. O Putin usa, ali que ele vai usar”

      Da-lhe a tua casa, dá Portugal a ele. Se assim for ninguém vive! Que comentários absurdo.

      Se isso acontecer é o Ocidente todo e a NATO em cima dele. Não terá qualquer hipótese. Alem disso ao lançarem um ataque nuclear iriam prejudicar a própria Rússia.

      Bem como os próprios territórios “conquistados” não reconhecidos.

      O Putin não vai ser colocado em desespero, já esta em desespero! Essa é a correção!

    • Pedro H. says:

      +1
      Mas não vejo o que ganha Putin ao usar armas nucleares. Ele sabe perfeitamente que as potências nucleares europeias podem responder da mesma forma e pode perfeitamente perder uma boa parte do Povo Russo. Mesmo que o território russo seja expandido para outros países, esses outros países também irão defender-se. Armas químicas são mais prováveis serem utilizadas, contudo se o conteúdo da arma química se propagar com o vento para território controlado pela Rússia então também perde alguma parte do Povo Russo. Em qualquer cenário, uma nova revolução russa poderá surgir.

      • Grunho says:

        A questão também tem de ser posta ao contrário: e o que ganham as tais potências nucleares europeias e EUA com as resposta dos mísseis nucleares intercontinentais estratégicos da Rússia?

    • Joao says:

      “poderá” e “parte da europa” completamente errados.

      Será a destruição mútua do mundo inteiro, procurem por inverno nuclear, sobrevivem 10% da população se tanto.

  2. Pedro says:

    A Rússia é um estado terrorista. Um país pária. Nunca mais confiar em tal estado.

  3. Sapo says:

    Desde da primeira semana de guerra estão a repetir o mesmo, Rússia está a ficar sem munições sem mísseis sem tanques sem comida sem nada. Continuem a repetir talvez algum dia se torne realidade…
    A Ucrania aos olhos da midia ocidental não tem perdido arma soldados e não conhece derrotas é vitória atrás de vitória Já estão a tomar Moscou

    • Dino says:

      Uma mentira mil vezes repetida acaba por se tornar verdade…
      Os orgãos de comunicação ocidentais são assaz persistentes (ou são pagos para isso).

    • Grunho says:

      Está-se mesmo a ver que sim, o Zé Lenços até já hasteou bandeira ucra no Kremlin.

    • Godlike says:

      Mas isso é óbvio, só não ver quem anda a dormir para a realidade do mundo.
      Eles estão a criar esta narrativa de desespero por parte da Rússia para poder justificar ajudarem a Ucrânia, pois o ocidente sabe que tem muito a perder caso a Ucrânia seja derrotada.

      Para além disso, esta narrativa também pode ser usada para culpar a Rússia por eventuais false flags criados pelos próprios Ucranianos/Ocidentais, já que o suposto “desespero” os levaria a usar armas não convencionais.

      Será que é tão difícil de entender isto? Será que as pessoas podem 1 vez na vida questionar os meios de comunicação social? É tão difícil assim usar o pensamento crítico?

      Que mundo é este em que vivemos, que só pode existir 1 lado da história e ninguém sequer quer ouvir o outro lado? Como podemos evoluir assim? Alguém já pensou que talvez as coisas tenham chegado a onde chegaram porque ninguém quis ouvir a Rússia? E não é de admirar, nos estamosp programados subconscientemente para odiar a Rússia… Basta só olhar para os filmes, séries e jogos e ver quem são sempre os heróis e os vilões!

      • Jose says:

        Pois, essa conversa é a mesma de certos “generais” “portugueses” que diziam que o melhor serua a Ucrânia render-se de imediato, pois seria conquistada em 3 dias! A realidade bateu-lhes de frente: não os ucranianos resistiram inicialmente quase sem ajuda alguma como passaram-se, entretanto, quase 8 meses e agora melhor equipados, batem-se praticamentede igual para igual com o “poderio” russo que como covardes e pulhas que são fizeram da população civil das infraestruturas ucranianas alvovo seu principal alvo! O facto é que os ucranianos têm levado, mas já partiram os dentes aos russos por várias vezes! Não sectêm deixado ficar

        • Godlike says:

          Ou talvez os Russos diferente dos EUA não estão lá para destruir a Ucrânia e a vida de inocentes?
          É só olhar para a história e ver como os EUA “interviram” em outros países, e ver como a Rússia está a intervir na Ucrânia.

          Penso que o objetivo da Rússia tenha sido sempre enfraquecer o inimigo para ele se render, e não entrar a destruir tudo e mais alguma coisa…
          Existe um motivo para eles avançarem e recuarem no campo de batalha… É só uma questão de colocares esses neurónios para funcionar e pesquisares na Internet um pouco, pois pelos teus argumentos e o de muitos outros aqui, está claro que este é um debate emocional e não racional, por isso é teu direito manter-te ignorante e o meu de não perder o meu tempo a explicar-te algo que não vai passar pelo teu filtro de ressonância cognitiva.

      • Mauro S. says:

        O meu “pensamento crítico” diz-me que nada justifica uma invasão, a destruição de um país, e a destruição de milhares de vidas, ucranianas e russas também.
        Quem encontra justificação para desculpar um genocida psicopata, é porque é iguazinho a ele. Ide para a Rússia, porque lixo já temos aqui de sobra.

    • Mapril says:

      Tu ou és cego ou estás a fazer propaganda pró-Rússia. A Rússia está ou não a recuar nos territórios que invadiu? E qual foi a reacção do Putin relativamente à explosão na ponte da Crimeia? Intensificou os ataques nas frentes de combate? NÃO! Lançou bombas sobre populações indefesas! O que se isso nos mostra é que o escroque já não tem qualquer poder de iniciativa no campo de batalha. A não ser que haja uma reviravolta, é evidente que a Rússia está a perder a guerra.

    • RUY ACQUAVIVA says:

      Comentário muito pertinente. A narrativa ocidental da qual está matéria faz parte carece de verosimilhança. Basta cruzar as informações disponíveis com um mínimo de lógica e não de torcida, para perceber que é uma narrativa falaciosa.e espanta ver que os europeus não percebem wue nesse confronto entre os EUA e a Rússia, é a União Europeia que vai perder mais.

      • Jorge says:

        Que conversa é essa? Não existe narrativa ocidental! Existe a realidade que entra nas nossas casas todos os dias: um povo que está a ser barbaramente agredido por um exercito de homens que não passam de subhumanos, cometendo as maiores atrocidades que se possam imaginar. Os miliares ucrenianos estão no seu próprio país a combater e só querem que os russo larguem o território que não é deles e os deixem em paz! é dificil compreender isto? porra!

  4. Ze says:

    Não deviam ter nenhum, bandidos!

  5. SPr says:

    Pois é. Para isso é preciso mais ataques fortes a ponte da Crimeia. Até estar 50% destruída e que demorem meses para arranjar.

    Sem perdoar nada, é atirar sem medo. Se a ponte for destruída e causar um enorme estrago ao ponto de estar bem instável e não passar quase ninguém por la. Só facilitavam mais.

    A Bielorrússia é outro pais que devia ser sancionado, castigado fortemente. Chuva de misseis para toda a Bielorrússia. A extrema direita tem de mexer. Esses nojentos têm de ser castigados fortemente.

    Talvez um ataque quimico la para a Bielorrússia. Se a Polónia entrasse no jogo ficavam com a Bielorrússia. E ta feito. Por onde iam passar as tropas de Putin? Pois é.

    Bielorrússia já devia levar com sanções da Europa. Pois os russos vao utilizar a Bielorrússia a norte para ir para a Ucrânia o que faz a Bielorrússia não só cúmplice destes crimes de guerra e genocídio como são uns anormais.

    Tambem a rede da Bielorrússia vai facilmente a baixo com um bom ataque de 50Gbps-100Gbps. Nem estojo têm para aguentar um ataque na rede e backbones.

    • Nuno says:

      Exacto. Treinadores de bancada a mandar bitaites. É tão fácil de fazer e faltas lá tu a comandar as operações. Já se tinha tomado Minsk e Moscovo.

      • iMF says:

        Hahaha, quer dizer a Rússia, ficar com uma parte da Ucrânia é o Carmo e a trindade .

        A Polónia ficar com a bielorussia era um acto heróico!!

        Um é um país independente e soberano, o outro já não!
        Mais um hipócrita

        • rSP says:

          Hipocrita é a Bielorussia em vez de ficar quieta no seu canto, vai ajudar um aliado e vai entrar diretamente na Guerra.

          Isso é que é hipocrisia. Os bielorussos devem ser limpos, castigados em praça pública.

          Que hitler volte e dê cabo desses bielorussos.

          • Godlike says:

            Pessoas como tu são o exemplo pelo qual a Europa (e não só) merece o que por aí vem.
            O Fórum Económico Mundial agradece pela ignorância, logo vais ver o que é hipocrisia.

          • iMF says:

            Hipocrisia é ajudar uma aliado???
            Está certo…

            Eu é que não quero ser teu amigo.
            Amigos como tu que só dá para contar nos bons momentos há muitos.

    • Ze says:

      Palas bem fechadas…Quarta classe em accao…

    • G. says:

      Se destruírem a ponte os russos da Crimeia não tem por onde fugir (retirar estrategicamente), a Bielorrússia é apenas um peão.

  6. Azeite says:

    Mesmo que acabem as convencionais , enquanto não fabricam mais têm muitas nucleares tácticas para usar . Varios líderes Europeus já disseram que era OK usar

  7. David Guerreiro says:

    Mesmo que tenham só esses, 600 misseis podem fazer muitos estragos, se atingirem os alvos certos.

  8. Secadegas says:

    Mas alguém com dois dedos de testa acredita no que estes fascistas dizem? Segundo eles e os media desde Março que a Rússia não tem munições, tanques, mísseis, gasolina, chips, dinheiro, etc, etc … Ainda a semana passada mostraram milhares de novos mísseis prontos a ser entregues e nem vou mencionar os Kenzai…

    • LP says:

      O covid lancado pelos americanos para enfraquecer a europa e agora querem separarnos da russia pois juntos somos invenciveis. Os estados se não fossem os aliens terem la aterrado em Roswell por acaso e darem a tecnologia a eles seriam um pais com Pib inferior ao portugues como foram ate a altura

    • Jose says:

      Que grande treta! Ninguém disse nada disso. Pelo contrário, até há um mês diziam que a Ucrânia não seria capaz de lançar um contraofensiva! Milhares de mísseis? Para quê, matar mais inocentes? Sente-se assim tão feliz? Curioso verificar que paulatinamente os ucranianos estão a recuperar território, o tal que diziam ser impossível de recuperar e que até faz parte dos taus territórios que os russos querem roubar. Saiu-lhes o tiro, literalmente, pela culatra! Já agora, como sou familiar de um ucraniano, ele manda saudades de Kerson, já vê a cidade ao longe.

    • G. says:

      A Rússia também mostrou um super fato de combate onde anda ele?

  9. Miguel says:

    São tudo bitaites. A realidade ninguém sabe exactamente
    E já devíamos saber que nunca devemos subestimar ninguém.

  10. secalharya says:

    O Putin só quer que a guerra dure este Inverno para a Europa sofrer, principalmente a Alemanha.

    • Jose says:

      Acredito nisso. Até se esqueceu que a Amemanha faz parte da NATO.

      • G. says:

        Que tem isso a haver? Quanto ao chegar ao inverno não sei se é o que ele quer , depois terá soldados a passar frio, o mesmo vale para os ucranianos. Acredito mais na teoria de esperar que os europeus virem SecaAdegas e Godlike e sacrífice-em a Ucrânia para se aquecerem.

  11. Gervásio says:

    as fabricas fecharam para eles deixarem de fazer mais misseis ja me estou a lembrar do grande hitler que tb pensou que tinha destruido totalmente o exercito o russo depois foi o que se viu

    • Jose says:

      Só falta, referir que se não fosse o apoio Ocidental, sobretudo, via pelo porto de Murmansk – só os norte-americanos enviaram mais de 10.000 camiões e 3.000 aviões) os russos estariam a falar alemão. Há muitos mitos sobre a contraofensiva soviética, país que perdeu a primeira Guerra de Inverno contra a minúscula Finlândia. Pois, a História também se faz nos detalhes, com provas pous ciência só se faz com provas. E não em manuais “a la carte” nos comités centrais de certos partidos.

  12. paulo says:

    A Rússia tinha bastado em extender o seu arsenal perto dos estados unidos para que esta palhaçada não tivesse começado. Mas ainda vão a tempo.
    Eu vou ver quando os russos e os chinos extendam a sua influencia militar para perdo do continente americano de igualmente que a europa fez na ucrania a ver que vão dizer…

  13. Joao Ptt says:

    Imaginar a Rússia que deve ser a par com a China e os EUA o país que mais mísseis fabrica no planeta, estar a ficar sem mísseis… talvez sem aquele modelo específico de mísseis, que certamente já estarão a fabricar em larga escala ao tempo, ou outro tipo de mísseis que eles acham mais convenientes.

    É mais conversa para animar a moral da tropa que outra coisa.

    Mas seria interessante ver a Rússia ficar sem mísseis… não acredito é lá muito nisso.

  14. Trasgo says:

    Mas ainda existe pessoal que apoia esse ditador de meia tigela ?

  15. Douglas says:

    O orgulho europeu é algo assustador! Vê todo mundo como um homem das cavernas, mas vê a si mesmos como seres iluminados. São tão inteligentes que agora conviverão com inflação alta e perda de competitividade para a China, resultando em uma Europa mais raivosa e pobre.

  16. Tony says:

    Falam falam falam e não dizem nada.nos é que estamos a aguentar uma coisa que não nos diz respeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.