Quantcast
PplWare Mobile

Tags: GNU/Linux

Psttt Linux… Como estamos em termos de quota de mercado?

A cada ano que chega é comum dizer-se que será o ano do Linux! No entanto, a cada ano que termina percebemos que não é bem assim! O Windows continua a ser o rei e senhor dos sistemas operativos para desktop, seguido do macOS da Apple.

Afinal como está a quota das distribuições GNU/Linux?

Psttt Linux... Como estamos em termos de quota de mercado?


Saudades do Windows XP? Conheça estes 2 sistemas grátis

O Windows XP já “partiu” há algum tempo, mas o que não faltam por aí são alternativas… e das boas! No mundo Linux são várias as distribuições que podem substituir o Windows XP, mas hoje a nossa sugestão vai para duas que têm quase como propósito substituir o falecido sistema operativo da Microsoft.

Vamos conhecer dois sistemas que se confundem com o Windows XP.


TOP 5 – Melhores distribuições GNU/Linux lançadas em 2018

Ao longo dos últimos anos, as principais distribuições Linux têm vindo a ganhar novas funcionalidades e a ser cada vez mais estáveis. Apesar de não ser a distribuição mais popular neste momento, segundo o site distrowatch, o Ubuntu continua a inspirar muitos programadores e empresas que têm criado várias variantes.

O ano 2018 foi um bom ano para o Linux e hoje deixamos um TOP 5 das melhores distribuições lançadas em 2018.


TOP 4 – Gestores de partições para GNU/Linux

Particionar um disco (seja de pequena ou grande capacidade de armazenamento) traz um conjunto de vantagens que podem ser conhecidas aqui.

Tal como no Windows, criar partições em sistemas GNU/Linux também é algo bastante simples e rápido, no entanto, devem ter algum cuidado se tiverem de apagar alguma das criadas. Hoje sugerimos 4 gestores de partições para sistemas GNU/Linux.

partições


Impressionante! Adoção do GNU/Linux dispara para os 6,88%

Mais um mês e mais um resultado histórico no mundo do GNU/Linux. Se no início do mês de setembro informamos aqui que o GNU/Linux tinha ultrapassado a marca dos 3%, em agosto de 2017, agora o resultado é mais surpreendente pois o GNU/Linux chegou aos 6,88%.