Quantcast
PplWare Mobile

Tags: emprego

Mozilla despede 250 funcionários devido à pandemia da COVID-19

A Mozilla é uma empresa conhecida sobretudo pelo seu browser Mozilla Firefox. Mas devido à crise provocada pela COVID-19, a Mozilla anunciou hoje o despedimento de cerca de 250 funcionários. A decisão prende-se com um plano para levar a cabo uma reestruturação da empresa.

A pandemia afetou tudo e todos e nem mesmo as grandes empresas escaparam às consequências, sendo que em vários casos conhecidos o impacto tem sido fortemente sentido.


LinkedIn: a rede social de emprego vai demitir quase mil funcionários

O LinkedIn anunciou que vai demitir perto de mil dos seus funcionários. A rede social profissional direcionada para a procura e oferta de emprego está também a passar uma crise devido à pandemia da COVID-19.

Este despedimento em massa corresponde a cerca de 6% do quadro de funcionários da plataforma e foi motivado pela queda na quantidade de contratações.


OnePlus reduz cerca de 80% dos postos de trabalho em alguns países da Europa

Com o Coronavírus temos assistido a uma grande vaga de extinção de postos de trabalho um pouco por todo o mundo. No entanto, este não será o motivo para a OnePlus estar a reduzir significativamente a sua força de trabalho em alguns países europeus, nomeadamente no Reino Unido, França e Alemanha.

Na verdade, existem mercados que parecem já não ser sustentáveis para a empresa, querendo esta focar-se nos mercados-chave.

OnePlus reduz cerca de 80% dos postos de trabalho em alguns países da Europa


Facebook quer contratar 1000 pessoas no Reino Unido já este ano

Para além do sucesso nas redes sociais, o Facebook também é um motor de crescimento na economia local e Mundial. Agora, a empresa de Mark Zuckerberg quer contratar 1000 funcionários no Reino Unido, já em 2020.

O Facebook anunciou que já ajudou a gerar 208 mil milhões de euros em vendas às empresas, isto só no ano de 2019.


Banco alemão quer substituir 18 mil funcionários por robôs

Há vários anos que se aborda a problemática relacionada com a substituição do ser humano pelos robôs. Contudo, apesar de já ser uma realidade pelo mundo fora, em variadíssimos segmentos da indústria, a chegada de robôs aos serviços eleva o problema a um novo nível. Agora, o banco alemão, Deutsche Bank, está a mobilizar um exército de “robôs” para eliminar milhares de postos de trabalho.

Em causa estarão 18 mil postos de trabalho que serão substituídos ou eliminados, com a restruturação em curso.

Imagem fachada do banco Deutsche Bank