Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Criptomoedas

O malware mais usado continua a ser o de mineração de criptomoedas

As criptomoedas vieram para ficar e são cada vez mais uma alternativa no que toca a transações monetárias. Ainda estão longe de serem usadas no dia a dia, mas esse é um caminho que está a ser trilhado.

Claro que muitos se aproveitam dos utilizadores para minerar esta moeda de forma escondida, usando para isso malware específico. Por agora, este é o que mais ataca, dominando a lista dos piores ataques aos utilizadores.

malware minerar criptomoedas


Bitcoin em queda pelo terceiro dia consecutivo! A culpa é dos hackers…

A moeda virtual Bitcoin já chegou a valer 19 mil dólares, mas desde o final do ano passado o cenário tem mudado bastante. Em janeiro de 2018 a moeda ainda conseguiu subir para os 16 500 dólares mas depois disso tem afundado significativamente.

De acordo com dados recentes, a Bitcoin está pelo terceiro dia consecutivo em queda e a culpa é apontada a um ataque informático.


Firefox também vai ter bloqueio para mineração de criptomoedas

Com o crescimento e valorização das criptomoedas, tornou-se uma prática comum esconder código nos sites para minerar estas moedas sem o conhecimento ou o consentimento dos utilizadores.

Se muitos optam por proteger-se de forma ativa com extensões apropriadas, outros ficam expostos. A Mozilla quer acabar com isso e prepara para o Firefox 63 um bloqueio para mineração de criptomoedas.

Firefox Mozilla criptomoedas


Alerta: Serviços anunciados no site PT Serviço não podem conceder crédito

A evolução tecnológica tem vindo a levar à criação de vários serviços, muitos deles concorrentes da banca “tradicional”. As moedas digitais, apesar de terem perdido força nos últimos meses, continuam a ser um “concorrente” ao dinheiro em papel e há quem até já conceda créditos com a nova moeda.

No entanto, o Banco de Portugal (BdP) tem estado atendo a todas as movimentações e serviços que vão aparecendo online. Recentemente, o BdP informou que os serviços anunciados no site ptservico.com não estão autorizados a conceder crédito aos utilizadores.


Pplware investe em criptomoedas – parte 1

Depois da “febre” que se verificou nos últimos meses de 2017 e início de 2018, o mercado das criptomoedas está agora bem mais estável. As flutuações nas cotações das divisas não são tão extraordinárias como no passado e isso concede uma estabilidade e sustentabilidade necessárias a este tipo de meios.

Tendo em conta esta realidade mais saudável, decidimos envergar no investimento de criptomoedas a título de aprendizagem dos métodos usados. Vamos demonstrar e justificar os nossos investimentos e contaremos consigo para colaborar nesta tarefa de perceber as ferramentas usadas.