PplWare Mobile

Tags: Asteróide

Cientistas já se preparam para receber o asteroide Apófis em 2029

Com as tecnologias a avançar à velocidade da luz, é possível notificar quando algum asteroide, ou algum corpo desconhecido, passa perto da Terra. Além disso, estas tecnologias permitem prever acontecimentos, por muito distantes que ainda estejam, pelo menos acreditamos que sim. Nesse sentido, no dia 13 de abril de 2029, vai passar pelo céu uma mancha de luz, que se tornará na mais brilhante e mais rápida já vista. Como tal, ainda a alguns anos de distância, já estão a ser feitos planos para retirar deste astro o máximo de informação possível.

Apófis é um asteroide que causou um breve período de preocupação em dezembro de 2004. Na altura, as observações iniciais indicavam uma probabilidade dele atingir a Terra. Terão desaparecido essas probabilidades?

Imagem asteroide apófis detetado pela NASA que passará pela Terra


Acompanhe em direto a passagem do asteroide 1998 OR2 pela Terra

Se é um amante do Universo, ou simplesmente um mero curioso que gosta de estar informado sobre tudo o que se passa no nosso Mundo, então não pode perder a passagem do asteroide 1998 OR2 pela Terra.

Nesta quarta-feira é esperada a passagem mais próxima deste corpo celeste pelo nosso planeta, no entanto, poderá começar a acompanhar a transmissão em direto dentro de breves momentos.


Asteroide interestelar Oumuamua afinal pode ser um pedaço de um planeta destruído

Oumuamua é um asteroide que confundiu os cientistas. Este foi o primeiro objeto interestelar que passou pelo Sistema Solar. Foi descoberto numa trajetória altamente hiperbólica a 19 de outubro de 2017 e a sua forma estranha levou mesmo a que alguns astrónomos considerassem a hipótese de se tratar de uma nave alienígena. Afinal, esta rocha com uma forma singular poderá ser um fragmento de outro planeta.

As mais recentes conclusões foram publicadas na revista Nature pelos astrofísicos Yun Zhang da Academia de Ciências da China e Douglas Lin da Universidade da Califórnia.

Imagem Oumuamua, asteroide interestelar que é fragmento de planeta


NASA desenvolve tecnologia para alterar trajetória de asteroide

A luta atual da humanidade não é contra um asteroide que possa estar em rota de colisão com a Terra. Felizmente não temos atualmente mais esse temor. Contudo, existe uma ameaça real de um possível “ataque” de um asteroide contra o nosso planeta. Claro, provavelmente poderão estar a pensar que isso nunca acontecerá… tal como pensaram que uma pandemia nunca aconteceria com esta dimensão, verdade? A NASA prepara-se para alterar a trajetória de um asteroide.

A agência espacial norte-americana está a desenvolver um motor de iões que dará propulsão à missão DART, projetada para criar uma colisão com o asteroide Didymos B.

Imagem do novo motor de iões da NADSA que levará DART até ao impacto com um asteroide


Asteroide potencialmente perigoso para a Terra é captado em vídeo

Chama-se (52768) 1998 OR2, é um asteroide numa órbita excêntrica, classificado como objeto próximo da Terra potencialmente perigoso. Faz parte do grupo Amor, isto é, é um asteroide que tem uma órbita entre Marte e a Terra. Além disso, o seu tamanho é imponente, tem cerca de 4 quilómetros de diâmetro. Descoberto em 24 de julho de 1998, vai passar “perto” do nosso planeta no próximo dia 29 de abril.

Como já havíamos falado, a NASA classifica-o como potencialmente perigoso e os astrónomos procuram-no para conseguirem filmar o corpo celeste. Assim, o vídeo conseguido traz alguma informação sobre este viajante do espaço.

Imagem ilustração asteroide classificado pela NASA como perigoso, este é o (52768) 1998 OR2