PplWare Mobile

Huawei absorverá a quota de mercado da Apple na China


Imagem: Apple Insider

Fonte: JP Morgan

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Paulo Jorge says:

    Um cenário que já se esperava.
    Mas ainda ninguem falou nas matérias primas para aparelhos electrónicos, que por acaso 70% do mercado mundial é extraio e controlado pela China…

  2. iDespairing says:

    Em resumo. Voltamos a Guerra fria e aos muros. Mas desta vez tecnologicos. Viva a trampa do Trump e ao nacionalismo. Acho que isto ainda vai acabar muito mal.

    • V.T. says:

      Sim, também não simpatizo muito com esse atrasado mental, mas, por outro lado, todos sabemos que os chineses não cumprem regras iguais às empresas do Ocidente. Eles copiam tudo e todos sem passarem cartão a acordos de patentes e afins, e grande parte dos custos de desenvolvimento de um produto vêm precisamente dai.

      • Zhizu says:

        Vê lá que eles até copiaram a tecnologia 5G dos ocidentais.

      • Emerson says:

        Procure saber sobre o abandono dos EUA do tratado de Paris de proteção de propriedade intelectual e o período que eles, os estadunidenses, copiaram tudo que deu na telha. Falar dos chinas é fácil; difícil é reconhecer que os EUA não são coisa boa.

  3. Samuel says:

    Isto vai dar porcaria para o lado dos americanos. Finalmente vai existir um terceiro sistema operativo e a Apple pode perder muito dinheiro

  4. Magno says:

    “Aprofundando o estudo deste valor, segundo as suas previsões, a Huawei deverá vender 120 milhões de smartphones na China. Já a cifra anteriormente prevista para os mercados internacionais – 130 milhões de smartphones Android – é agora revista em baixa, para 90 milhões de dispositivos móveis.” pelas minhas contas 120+90 da 210 e não 220 milhões como esta no quadro, posso estar errado

  5. eu says:

    Bem feita para o Trump e os Estados Unidos que têm a mania.
    Conseguiram o objetivo que foi retirar a marca chines dos “states” mas agora perda os lucros obtidos na china que é só um dos países com maior densidade populacional do mundo.
    Bem feita.

    • J T says:

      China: 1 bilião; Resto do mundo: 6 biliões. Quem é que fica a perder mais? Bloqueio da exportação dos produtos chineses? Óptimo, podem se ir todos embora, não há nada na China que não exista ou não possa ser feito noutro país. O unico drawback é para quem gosta de comprar chinesices baratas (onde eu me incluo) porque as coisas vão ficar mais caras.

      • Zhizu says:

        Mas o resto do mundo não está toda contra a China, aliás neste caso acho que é mais adequado dizer EUA e os seus amiguinhos vs resto do mundo, e não diga barbaridades se pudéssemos produzir tudo o que precisamos a um custo aceitável já estaríamos a fazer isso, se um país como EUA depende da China o que um país pequeno como Portugal pode fazer?

    • Sujeito says:

      Mas que relação é essa que estás a fazer?

      Trump, Estados Unidos, Apple e lucros da China?

      Parece que não compreendes bem que essa relação não existe como tu pensas.

  6. Herlander Pacheco says:

    A China tem de aprender, se ela tem o pode proibir vários produtos de entrar na China, os outros Países também o têm.
    Acho muito interessante que muitos defensores da China… esquecam-se que a China é uma Ditadura, que por lá existe exploração de trabalho infantil, que não existem regras de trabalho decentes nem condições de trabalho, e esquecem-se que na China não têm internet livre não conseguem aceder ao Google, facebook, twitter, instagram por exemplo, e não esquecer que a CHINA é o maior poluidor do ambiente do Mundo.
    Na minha opinião o USA estão a defenderem-se das constante provocações da China e só a UE e Portugal não fazem nada porque estão vendidos ao dinheiro e interesses Chinesses infelizmente e mais tarde vão arrepender-se.

    • João pequeno says:

      “A China é uma ditadura..” nas suas palavras. E o que dizer de um país que proíbe as suas empresas de fazer transações ou utilizar equipamentos da Huawei, neste caso os USA? food for tough

    • V.T. says:

      Assino por baixo o seu comentário!

    • Samuel says:

      Deves achar que os americanos são uns santinhos!! Eles são piores que os chineses pois tudo o que é americano serve para espiar tudo e todos seja o Windows 10 ou mesmo os Iphones.

    • Zhizu says:

      Queres ajudar? Não compres nada chinês( boa sorte) senão és tão culpado pela miséria dos chineses como o próprio governo, e vê se logo que nunca foi a China ou se já foi, foi há já muito tempo, pois a sua visão e idea da China está tão desactualizada que até parece que esteve a viver numa caverna nos últimos 20 anos.

  7. Arthur Gomes says:

    Espero que a Huawei invista num sistema operativo aberto e livre, como acontece com o Linux em PCs. Em que possamos, quem sabe, migrar os nossos smartphones do Android para tal, como fazemos hoje com nossos PCs de Windows para Linux. E que essa, como outras tecnologias, sejam livres e abertas, que não fiquem no domínio de um ou outro país

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.