Quantcast
PplWare Mobile

Vendas de carros a combustão colapsaram na Noruega. Será apenas o início?

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Cláudio Andrade says:

    noruega é um pais com uma mentalidade bem acima da nossa.. é perfeitamente normal..

    • ACS says:

      Ou então o pessoal ganha bem por isso comprar carros caros não lhes faz a diferença. Além disso isto é mais uma noticia da treta. O carros a combustão vão deixar de vender naturalmente pois neste momento ninguem investe nos mesmos. Só há na europa 1 empresa que ainda faz motores. Audis, vw, fiats e afins usam todos o mesmo motor. Daqui a uns anos apenas terás carros de colecção. Ha 5 anos isto seria noticia, hoje? Mais arroz ao jantar…

      • Cláudio Andrade says:

        ou então sao mesmo pessoas com outra mentalidade o que faz com que consigam ganhar mais..

        • andre rocha says:

          Burrice

        • José Fonseca Amadeu says:

          Porque é a mentalidade que faz com um país seja mais rico, não tem nada a ver com a Noruega ser um dos principais exporadores de petróleo mundial e aplicar a riqueza daí proveniente em energia nuclear e em tudo no país que fez com que tivessem uma das maiores economias da Europa e isso fez elevar os seus ordenados.

      • ToFerreira says:

        ” Só há na europa 1 empresa que ainda faz motores. Audis, vw, fiats e afins usam todos o mesmo motor” Como??? Lol!!!

      • Miguel A. says:

        “Só há na europa 1 empresa que ainda faz motores. Audis, vw, fiats e afins usam todos o mesmo motor”….
        Ganda fail. Audi, Vw, Seat, Skoda e Porsche (diesel) sim, agora a Fiat faz motores, Renault, Volvo, Ford, Grupo PSA, todos eles fazem motores. Estás equivocado.

      • Filipe Alfredo says:

        Ninguém é rico por acaso. A Noruega è um país com uma cultura secular de formação para o trabalho, educação no respeito e na propria denuncia na corrupção, em que deixa uma garantia nos politicos que serve a população, ao contrario dos países do sul da europa que obriga a jogo de cintura para se poder sobreviver aos abusos dos impostos sem contrapartidas .Eles compram carros mais caros em proveito do ambiente, foram educados para o bem da humanidade e não só para o proveito proprio . por isso compram carros eletricos…

    • Vieira says:

      Eu vivo na Noruega faz vários anos. A Mentalidade não é acima da nossa, diria mesmo que é pior que a nossa em muitos aspectos. O que eles não tem é a mentalidade chico esperto. Regras são regras e aplicam-se a todos. Quanto aos eléctricos a razão é simples, beneficios ficais, isenção de portagens, circulação na via de autocarro entre outros. E como alguém referiu com salários bem mais justos torna-se mais fácil.

    • Euéquesei says:

      Bem acima da nossa? É que não há qualquer comparação.
      Somos de galáxias diferentes.
      Eu escrevi aqui mesmo, noutro comentário, que sentia vergonha cada vez que mostrava o passaporte português.
      Eu acho me merecedor de um país melhor, trabalho e desconto para isso.
      Hoje, em virtude das notícias que todos sabemos, já não sinto vergonha, mas sim nojo.
      Vá, quem é o primeiro a dizer que tem orgulho neste país?

      • José Fonseca Amadeu says:

        Tenho passaporte US e PT, para viagens non US apresento sempre o PT, muito maior vergonha tenho de ser rotulado como americano.

        • Euéquesei says:

          Amadeu, Se quiser, eu aceito de bom grado o seu passaporte dos US e fica livre dessa vergonha.
          Aceite isto como um clima de simpatia.
          Onde podemos combinar?
          Está por Lisboa estes dias?

          • Rodrigo says:

            Não te deixes enganar por aquilo que vês na televisão e nos filmes acerca dos Estados Unidos. É um país de 3o mundo mas com um cinto Gucci

        • rodrigo says:

          Ja somos dois! ‘E bom saber que nao sou o único 🙂

      • Petrus says:

        Não me orgulho de umas coisas mas orgulho-me de outras. Pergunto-me se haverá alguém no mundo, que não seja um mentecapto, que, por mais que ame o seu país, goste de tudo o que lá acontece. Se eu fosse norueguês não devia estar muito orgulhoso por pertencer a um dos raros países do mundo que mata baleias para fins comerciais, por exemplo. Muitos noruegueses não sentem ponta de orgulho nisso mas é um assunto que procura passar despercebido porque gostam de dar uma imagem de campeões da proteção da natureza.

    • SlayerCore says:

      A noruega é rica.
      Ponto.

  2. alfa says:

    Ainda bem assim os carros de combustão sáo mais baratos.
    não gosto de carros com cx automatica.

    • PTO says:

      Vai treinando, então. Isso irá ser o futuro.

    • andre says:

      quando andares num com uma caixa em condições, não vais querer outra coisa

    • rodrigo says:

      nao gostas pq?

    • Rui says:

      Então quando so houver carros elétricos o “aquecimento global” e os “problemas ambientais” desaparecem?

    • Miguel A. says:

      Isso é um disparate.
      A caixa manual só existe porque os motores a combustão são limitados, então teve que se arranjar uma solução para contornar a limitação deles.
      Deve-se pensar que historicamente não estava para haver carros a combustão, era para passar do vapor para o eletrico, só que o Rockfeller trocou as voltas e quis aproveitar o desperdício de Querosene (gasolina) para motores a combustão para aumentar lucros.
      Se não fosse isso, o mundo seria muito diferente e hoje todos andávamos de carro elétrico há mais de 100 anos.
      Quando à justificação de não gostar de carro a pilhas, no dia em que andar num Tesla ou num desportivo elétrico, muda de opinião. O binário instantâneo dos elétricos é algo impossível de alcançar num carro a combustão.

  3. Vieira says:

    Eu vivo na Noruega faz vários anos. A Mentalidade não é acima da nossa, diria mesmo que é pior que a nossa em muitos aspectos. O que eles não tem é a mentalidade chico esperto. Regras são regras e aplicam-se a todos. Quanto aos eléctricos a razão é simples, beneficios ficais, isenção de portagens, circulação na via de autocarro entre outros. E como alguém referiu com salários bem mais justos torna-se mais fácil.

    • Euéquesei says:

      Noruega é um dos países mais ricos do mundo.
      Vc quer apostar o quê em que se trocar os noruegueses por portugueses em 10 anos ou menos a Noruega fica um chiqueiro?
      Aposto o que quiser porque sei que ganho.

      • eu2 says:

        Aposta o que quiser porque sabe que não vai acontecer.

        • Euéquesei says:

          Pois claro que não vai acontecer.
          Alguma vez os Noruegueses iriam trocar o país deles por isto ainda para mais sabendo o que os tugas iriam fazer na Noruega?
          A Noruega explora petróleo no Mar do Norte, os rendimentos desse produto vão para o bem estar da população e uma grande parte é aplicada em fundos internacionais, ou seja, o dinheiro é investido, cresce, não desaparece e uma vez que seja necessário é só lá ir buscar.
          Sabe o que aconteceria se fossem Tugas a gerir uma situação assim?
          Eu explico, era uma vez um pobre país chamado Portugal, que vive da mendicidade alheia mas que orgulhosamente está no top 5 dos países mais corruptos do mundo ocidental.
          Agora imagine esta gente a gerir o petróleo da Noruega….
          Vá, diga lá, que orgulho….

          • LR says:

            ‘Tás mal? Fácil: muda-te.

          • José Fonseca Amadeu says:

            Os teus numeros estão errados, Portugal é o 33º do países menos corruptos do mundo, não é grande taça, mas no que diz respeito a latinos é que está melhor.

          • Mauro C says:

            Portugal só tem corrpução porque tem uma das democracias mais evoluídas do mundo. Se for para a Rússia, Coreia do Norte, China, Venezuela, Angola, etc, lá não existe corrupção. E coitado daquele que se atreva a dizer o contrário.

        • Euéquesei says:

          eu2, os ex países de leste, que há 20 anos estavam de rastos, já todos nos passaram à frente.
          Sim, isto não devia acontecer, mas aconteceu.
          Olhe, é como dizia o outro, é a vida…
          A Venezuela está a chegar…

      • caganotas says:

        Fica uma pocilga? Aposto que sabes.

  4. PTO says:

    Com os fracos incentivos de Portugal para veículos elétricos, mais a dupla tributação que os veículos novos levam, vamos ser os últimos da Europa a ter um parque automóvel maioritariamente elétrico.

    • Miguel says:

      Quanto mais tarde melhor. Os carros a combustão modernos, com adblue, a diesel por exemplo, têm consumos baixos e poluem pouco em comparação com carros com 10 anos. Muitas pessoas não têm garagem para carregar os carros à noite… Os incentivos deviam ser dado a carros com baixas emissões, para se renovar o parque automóvel, para se aumentar também a segurança nas estradas.

      • rodrigo says:

        mesmo assim os carros a combustão nao sao e nunca poderão ser tao eficientes como os carros eléctricos. Uma pessoa nao precisa de garagem para carregar um carro..ha varias opões para carregar.

  5. Petrus says:

    Têm o país deles limpinho com os popós elétricos e tudo, porque as minas de lítio e terras raras ficam longe da vista, já para não falar na exploração de petróleo no Árctico a contribuir para o aquecimento dessa região mas que representa a sua principal indústria e a que lhe dá maiores proveitos. Uma coisa têm de bom, há que reconhecer: não padecem de chicoespertismo!

    • Euéquesei says:

      Petrus, E parece que as leis lá são para cumprir, veja só que bárbaros.
      E que leis exigentes eles têm… Quem pode querer um país assim?
      Eu não, seguramente…
      Meu rico Portugal em que há 2 leis, uma para os políticos e outra para os outros.
      Assim sim, é que está bem…

    • rodrigo says:

      o maioria do litio nao ‘e minado…E nao ‘e a exploração do petróleo que contribuiu para o aquecimento mas sim o transporte e a utilização do mesmo o que acontece menos e menos la.

      • Petrus says:

        Extraído. Não quis ser muito preciso porque considerei que não havia necessidade.
        Quanto ao petróleo, pouco importa onde polui ou onde contribui para o aquecimento global, quando estamos perante um país que passa uma imagem de grande defensor do meio-ambiente (https://www.dw.com/pt-br/a-hipocrisia-clim%C3%A1tica-norueguesa/a-40141580)

        • Rodrigo says:

          Pessoalmente tenho mais respeito pela Noruega que extrai petróleo do que os países tipo Arábia Saudita que faz o mesmo.
          Na Arábia Saudita a gasolina custa cêntimos e a maneira como o país gera esse dinheiro faz com que uns poucos são riquíssimos enquanto o povo vive na miséria.
          Contrasta com a Noruega onde o litro de gasolina é entre o mais caro da europa..no próprio país que extrai petróleo! Todo esse dinheiro é investido no país..não se vê gente ultra rica la..mas a população toda no geral vive muito bem.
          A Noruega tem consciência que um dia o petróleo, e consequentemente o dinheiro proveniente do mesmo, vai acabar enquanto que nos países árabes vive se como se o dinheiro nunca irá ter fim.
          É diferente..digo eu

          • Petrus says:

            Sim, nisso também estou de acordo. Aliás, parece que diminuíram a exportação de petróleo, dando preferência ao seu armazenamento. São bem geridos, têm uma classe média forte, pagam os impostos de bom grado, não têm muitos degraus para subir nas carreiras porque começam logo bem, têm boas reformas, enfim, um país desenvolvido!

    • José says:

      Ora nem mais! Finalmente alguém sabe do que fala! Vão lá perguntar aos países que produzem terras raras, como estão? Os que ganharam os seus povos além de maiores taxas de cancer de todos tipos, sobretudo, nas camadas mais jovens? Isto é tudo muito lindo, mas a Noruega não prescinde da exploração de petróleo, sem o qual seria um país mediano vivendo de pescas – área o de não são nafa ecologistas nem têm grandes pudores -, como o era antes do petróleo ! Pois os parvos são os outros! É fácil ser-se limpinho e ecologista mandando o lixo para debaixo do tapete. Eu tenho muito orgulho em ser Português, imenso. Não sim nenhum, é de alguns portugueses, entre os quais, os que se acham superiores aos demais porque migraram. Curioso só são espertos e muito “avançados” na terra dos outros, por cá, andariam todo dia a choramingar. Eu por enquanto, aguardo por uma tecnologia séria e não ser uma cobaia das grandes que entretanto vão facturando, para fazer boa figura nos “países ricos”, devastando uma vez mais is pobres desgraçados que têm o azar de ter as matérias-primas que os tais muito ecologistas e limpinhos cobermem avidamente deixando o lixo e a poluição para os outros. Na minha terra, a isto, chamavamos “esperteza saloia”!

      • Rodrigo says:

        Falas das pessoas que vivem nos países que produzem terras raras que tem mais taxa de cancro (gostava de ver onde foste buscar essa informação) e as milhares (ou milhões) de pessoas que morrem todos os anos relacionados com a poluição Co2 mundialmente? A poluição criada nesses países que produzem terras raras ‘e a poluição localizada enquanto a poluição criada pelos carros afecta o mundo todo. Uma pessoa que vive num pais com poucos carros vai sentir os mesmos efeitos dos outros países com milhões de carros.

        Dizes que a Noruega seria um pais mediano sem o petróleo…tipo a Finlândia e a Suecia? Estes dois países nao tem petróleo mas tem uma qualidade de vida alta. A Noruega nao seria diferente se nao tivesse petróleo.

        Se tivessemos sempre ‘a espera por um tecnologia seria ainda estaríamos a viver nas cavernas. A tecnologia seria existe e so pq nao compreendes nao deixa de ser seria e viavel. Pessoas como tu serão esquecidas no futuros. Tal como as pessoas que diziam que o cavalo e a carruagem nunca seriam substituído pelos automóveis.

  6. Paulo says:

    https://www.reuters.com/article/us-norway-oil-environment-idUSKBN28W104

    “Norway is western Europe’s largest oil and gas producer, with a daily output of around 4 million barrels of oil equivalent.”

    https://www.reuters.com/article/us-norway-deepseamining-insight-idUSKBN29H1YT

    “Norway’s oil and gas reserves have made it one of the world’s wealthiest countries but its dreams for deep-sea discovery now centre on something different.”

    https://theculturetrip.com/europe/norway/articles/10-ways-norway-is-contributing-to-an-environmentally-friendly-planet/

    “When it comes to the environment, Norway is not pulling any punches. From the school curriculum to the initiatives for recycling and the cross-industry struggle to keep the air, the seas and nature as free from pollution as possible, every aspect of life is imbued with a need to go greener.”

    https://www.theguardian.com/commentisfree/2010/aug/11/europe-must-follow-norways-eco-example

    “The rest of Europe should take note of Norway’s ecological mindset and investment in environmentally friendly technologies”

    (black metal growling voice) HOW DARE YOU!

  7. Gil says:

    Quantos portugueses podem ao fim de 8 anos pagar 7000€ por uma nova bateria para o carro que foi caro como o caraças?

    • rodrigo says:

      onde leste que a bateria dura exatamente 8 anos?

      • Miguel says:

        Há vários Leaf a trocar com 7/8 anos. Pesquise no Google. São 7000 mil euros de reparação

        • Seal says:

          E vários Model S com 7/8 anos, 250/300 000km com as baterias a 80/90%…O maior problema de baterias no Leaf ( a grande maioria nos de baixa capacidade, 24kwh ) são a falta de refrigeração liquida.

        • Tavares says:

          Boas.
          Trabalho na Mercedes (Suiça) e, tivemos que mudar a bateria de um EQC 400.
          Preço?
          32.000 CHF

          • IonFan says:

            Ainda bem que nos eléctricos a Mercedes não é exemplo para ninguém 😉

          • Seal says:

            Foi o cliente que pagou ?
            A garantia é longa e o modelo é recente…

          • Miguel A. says:

            A Mercedes está no começo, assim como toda a industria automóvel alemã ao nível de elétricos, teimosamente estão a defender a sua tecnologia diesel e nem se apercebem que estão a ficar para trás.
            Não têm elétricos com tempo suficiente no mercado, não têm tecnologia nenhuma ao nível do hidrogénio e o maior investimento em fábrica de carros elétricos é de uma marca americana. Não foi o melhor exemplo.

    • Seal says:

      Sustentar um a combustível, que gaste 5l/100km à media de 20000km/ano custa bem mais que esses 7k… sem contar com IUC e manutenção.

      • luis carreira says:

        Será»???? faz la bem as contas…. A minha Berlingo com 24 anos faz uma média de 1000km com um tanque. Ou seja para os 20 mil km precisava de atestar 20 vezes. Assim sendo gastaria 1800€ numa media de 90€ por cada deposito. Se juntarmos o imposto de circulação que é menos de 50€ por anos e mais uns 2000€ de manutenção (muda de oleo, filtro de óleo, gasoleo e ar)…. Não chega a metade do que dizes… Mas isto são carros velhos….

        • luis carreira says:

          Agora numa coisa tens razão. Se contabilizares em 300 mil km aí sim mas o custo do veículo é muito maior… No final deve ser ela por ela

        • IonFan says:

          Em 8 anos, a 1800€ (20k km) por ano, dá 14400€. Mais 400€ de UIC e 2000€ de manutenção, são 16800€. A isto temos que subtrair uns 3900€ de electricidade (160000km x 0,16kWh/km x 0,15€/kW/h).
          Dá 12900€, que é bem mais do que os 7000€.

          Faz lá bem as contas…

        • Mauro C says:

          Em 8 anos, só em combustível já gastou mais que os 7.000 euros. Já nem falo no resto. Ai essa matemáica…

          • Rui says:

            Depende do carro dos km Q faça eu por exemplo faço médias de 350 /400km com 30 euros de gasóleo atualmente

          • IonFan says:

            @Rui, eu faço 400km com 7€. A 20.000km por ano, em 7 anos são 2.450€. Com os tais 30€ para 400km, o valor seria 10.500€.

  8. Gil says:

    Em qualquer literatura de referência . Tens de começar a ler…

    De uma maneira geral, as baterias dos carros elétricos duram aproximadamente 8 anos, tendo sempre em conta um esgotamento e um carregamento completo diário (3.000 ciclos completos de carregamento).

    • Seal says:

      De referência!
      Está boa… ​
      Diariamente ?! Fazes ideia quantos kms dá 1 ciclo, quanto mais 3000 ?

    • Toni da Adega says:

      3.000 ciclos completos de carregamento ainda dá para fazer uns km.
      Se cada carregamento completo der para 400km estamos a falar de 1 200 000km (mais de 1 milhão de km), se assim for não é mau

  9. Gil says:

    Pois o problema é que tu não poes o dinheiro de lado que poupas em combustível. Gastas em outra coisa. Vida real é assim. É diferente de uma vida teórica.

    • rodrigo says:

      Se uma pessoa nao poe dinheiro de lado sabendo que um dia a bateria vai ter de ser substituída então nao ha mt que se possa fazer por essa pessoa.
      Equivalentemente se uma pessoa nao poupar para a reforma enquanto que esta a trabalhar tb vai ter uma vida complicada no futuro..vida real nao ‘e assim. Quero pensar que geralmente as pessoas tem senso comum.

    • rodrigo says:

      Nesse mesmo artigo esta la escrito :

      ‘De maneira geral, as baterias dos carros elétricos duram aproximadamente 8 anos, tendo sempre em conta um esgotamento e um carregamento completo diário (3.000 ciclos completos de carregamento). Muitos fabricantes oferecem a garantia da bateria durante esse espaço temporal, desde que o desgaste seja realizado em condições normais, ou seja, com a utilização do modo correto de carregamento. ‘

      Atencao na parte onde diz ‘um esgotamento e um carregamento completo diário…’ a maioria das pessoas nao gastam uma carga completa do carro por dia.
      E também ‘Muitos fabricantes oferecem a garantia da bateria durante esse espaço temporal’ portanto se o dono do carro cuidar da bateria como deve ser, certamente a bateria vai durar muito mais do que os 8 anos.

  10. Gil says:

    Sim … Se cuidar bem dura 9 anos e se cuidar mal dura 7 anos…

    Carros elétricos com este tipo de tecnologia que passado em média 8 anos terás de pagar 8000€ por uma peça é definitivamente protótipo. E no mundo existem muitos camelos que estão a ser comidos com o VERDE. Acordem. Quando o elétrico e o hidrogênio igualarem em preço e eficácia a gasolina …aí sim…agora é só para miúdos que não sabem o que é a vida.

    • IonFan says:

      Não eram 7000€? É o que faz estar a inventar. Às tantas perde se a noção do que se inventou antes…

      Sabes ao menos fazer contas? Escreveste ali que uma bateria dura 3000 ciclos e achas que isso são 7 anos!? Qualquer carro recente já faz mais de 300km por ciclo. 3000 ciclos seriam 900.000km. Se me disseres que fazes quase 130.000km por ano, aí concordo contigo que as baterias duram 7 anos, mas quando lá chegares já poupaste dinheiro para trocar umas 3 baterias…

  11. Gil says:

    O pai o tio ou o avô sustentam o menino .

  12. Petrus says:

    Porque não se pode gerir as subscrições de comentários?

  13. Rui says:

    Então se só houver carros elétricos o “aquecimento global” e os “problemas ambientais” desaparecem?

    • rodrigo says:

      Claro que o aquecimento global nao vai desaparecer mas certamente nao vai aumentar tao drasticamente. Os veículos de transporte representam cerca de 45% da criacao de Co2 no mundo.

      Nao acha que vale a pena tentar diminuir esse valor? Ou acha que ‘e melhor continuar da mesma e esperar por um milagre?

      • Rui says:

        Isto é cá um negócio o “aquecimento global”

        • Gil says:

          Ui… Carros elétricos é tipo a história das lâmpadas… Antigamente compravas uma lâmpada por 29 cêntimos e durava 1 ano. Hoje compras uma por 5 euros dizem que duram 20 anos e vai-se a ver e duram 3 meses…. O VERDE é a grande desculpa para mamar €€€€ nos negócios de hoje.

          • rodrigo says:

            @Gil Nao sei onde andas a comprar lâmpadas de €5 que so te duram 3 meses mas a culpa so pode ser do VERDE certo?

          • Rui says:

            Claro que isso é tudo uma desculpa pra as marcas faturar… Quando as marcas começam a ver carros com 20 anos na estrada e a durar e durar eles têm de montar um exquema pra fazer o negócio rolar e rolar

          • Rui says:

            E q eles só se preocupam com os carros mas não se preocupam com as empresas que poluim ou com as florestas por exemplo os amazonas que a cada dia que passa tem a ver o seu tamanho a diminuir tudo por interesses económicos mas isso os “expecialistas” n querem que se fale N interesa extragar o negócio

          • Miguel A. says:

            Pela quantidade de comentários, o que eu já reparei é que não dura nada nas suas mãos. Um carro elétrico dura pouco, uma lâmpada led dura pouco. A culpa é do material ou é das suas mãos?

        • rodrigo says:

          Então ‘es un desses que nao quer acreditar. Td bem.
          Mas deves acreditar que o mundo ‘e plano e que o Covid propaga-se via os mastos de 5G.

        • Miguel A. says:

          “Isto é cá um negócio o “aquecimento global”” – Só podem estar a gozar, a industria petrolífera foi a industria que mais se interessou para as coisas continuarem como estão durante mais de 100 anos, e agora dizem que o aquecimento global é um interesse económico? O aquecimento global está na cara, nem é preciso ser cientista para ver que os invernos estão mais curtos e os verões estão enormes. A solução de mobilidade elétrica foi criada antes da combustão, e esteve arrumada na gaveta durante mais de 100 anos apenas por interesse económico. Ou você não sabe que o próprio Thomas Edison fez um protótipo do Ford T, com o Henry Ford, e nunca foi para a frente porque o Henry Ford não quis canibalizar as vendas da verão a combustão? Nessa altura a probabilidade de alguém se aleijar num carro a combustão era muito maior que um carro elétrico. Vocês deturpam a realidade conforme vos dá jeito.

          • José says:

            A criação de mega-cidades (com 10/20 e até 30 milhões de pessoas amontuadas em cima umas das outras) que são na realidade, onde o aquecimento é maior – sei do qye falo fiz investigação climática – com uma população brutal que não produz um grão do que come, polui que se farta, e esgota e mata tudo à sua volta, e exige que onpkaneta mantenha as condições ideais para continyar a expandir-se como sr não houvesse um limite! É claro que nada teve a ver com as alterações climáticas. Destesto cidades grandes, originaram um modo de vida artificial que se sustenta com a sobre-exploração dos que menos podem e mais travalham. Nada disto tem a ver com politica, mas com questões de bom-senso, algo que falta muito, a uma certa Humanidade.

          • Rui says:

            S interesse económicos visto que um carro elétrico N dura mais de 8 anos as baterias e isso é só mama pras marcas eles ficam com dor de corno quando vê carros com 25 anos a andar na estrada e a deixar pra trás alguns novos na berma

          • Rodrigo says:

            @Rui ‘e obvio que não sabes do que estas a falar. Como se um carro elétrico durasse somente 8 anos e depois vai pro sucata.
            Essas marcas com ‘dor de corno’ são as mesmas marcas que estão a apostar nos carros electricos…mas continua na ignorância que esta no seu direito.

          • IonFan says:

            Mas quais 8 anos!? Mas quantas vezes é que é preciso esfregar-vos as contas na cara para perceberem que um conjunto motriz de um EV moderno dura tanto ou mais que um conjunto motriz de um veiculo a combustão moderno? E isto com uma fracção dos custos de utilização.

            E interesses económicos? Tens um carro que aceita electricidade de qualquer fonte, contra um que tens que abastecer com um combustível a 4x o preço p/ km e cuja produção e distribuição é controlada por carteis! Queres falar de interesses económicos?

  14. Gil says:

    Quando não tens argumentos começas a enxovalhar os outros… Boa… Contínuas assim o avozinho deixa de dar mesada.

  15. Gil says:

    Quando não tens argumentos começas a enxovalhar os outros… Boa… Contínuas assim o avozinho deixa de dar mesada.

  16. Petrus says:

    Pplware, o vosso sistema de subscrição de comentários, a partir do momento em que deixou de permitir a sua gestão, está errado! O quadradinho não deve estar marcado por defeito. Só quem quer subscrever é que o marca, não é, por ter aquela coisinha marcada que começamos a ver a nossa caixa de correio cheia de emails que não pedimos para receber. Isto é spam, senão, teria a opção de anular a subscrição.

  17. falcaobranco says:

    “A Noruega, de forma um pouco singular, conta com um estado rico. Por isso, este foi capaz de oferecer enormes benefícios àqueles que se tornassem proprietários de um carro elétrico. Mais do que isso, criou uma rede de carregamento poderosa que efetivamente foi coerente face aos incentivos aos elétricos.”

    Está tudo dito…além de um estado rico, não são nada burros, porque até chegam a comprar lixo aos outros países para criar electricidade…. é de pensar…

  18. Daniel says:

    Quando é que o pplware faz um artigo onde fale sobre os quase 2 milhões de barris diários de petreo prodizidos pela Noruega?
    Ou por exemplo uns artigos no pplware sobre as tenologias desenvolvidas nas duas maiores empresas mundiais de construção de equipamentos de perfuração, a National Oilwell Varco (NOV) ou a Aker Solutions.
    Estas duas hoje em dias os maiotes players na industria de perfuração.
    A Noruega é verde a conta do petroleo serviços e equipamento para a industria petroquimica.
    Nem um dis carros eléctricos vendudo na noruega é verde, porque a economia que os proporciona é baseada em petrodolares.
    Estou muito a vontade para discutir o assunto, porque trabalho numa rig offshoe construida com equipamento NOV, e tenho badtante contacto com noruegueses que vêm a bordo regularmente que são os primeiros a admitir que se não fosse o petroleo, limitavam se a pescar bacalhau e pouco mais!

    • IonFan says:

      Mas esse é o caminho correcto. O petróleo foi (e ainda é em parte) essencial na evolução da humanidade mas, depois de se saber que além de finito é também prejudicial ao equilíbrio do clima terrestre, é irresponsável não usar a tecnologia que o próprio tornou possível para mudar.

    • Mauro C says:

      O petróleo não irá desaparecer tão cedo. Tudo o que é transportes pesado de mercadorias, camiões, navios, aviação, etc, necessita de petróleo até que seja substituído por hidrogénio. Essa mudança irá demorar sempre mais de 50 anos. Veículos elétricos por agora, só mesmo veículos ligeiros e uns poucos de mercadorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.