PplWare Mobile

5 distribuições GNU/Linux mais populares em 2016


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Marco says:

    fico contente por ver o openSuse a “voltar” a ganhar comunidade.
    em termo de linux vario entre debian unstable instalado por net install e fedora.
    as vezes ainda deito um olho no megeia.

    • José Roberto de Gago Coutinho Martelo Peixoto says:

      sim por cada utilizador que ganham , o windows perde 5 e o mac ganha 4. O window 10 foi a machadada final na Microsoft, desde o 7 que nao fazem nada de jeito e depois do fail do surface RT, surface pro e lumias duvido que saiam da falencia

      • thefura says:

        o windows 10 está muito bom, agora o vista 8, e 8.1 nem por isso.

        • Filipe Coelho says:

          Eu acho isso uma opinião generalizada demais. O vista não era assim tão mau, só veio antes do tempo, onde grande parte dos computadores não estavam preparados para um so tão exigente a nível de recursos. Experimentem num PC relativamente moderno e ele até se porta muito bem! Sim, teve alguns problemas de compatibilidade, mas isso quase todos têm quando saem. E também não percebi o hate todo ao Windows 8 e ao 8.1, acho que a mudança de interface e principalmente do menu iniciar ficou muito melhor. Mesmo no 10 eu uso menu iniciar full screen, e acho-o muito mais produtivo do que qualquer um anterior ao 8.

          • Pedro Santos says:

            Filipe acho que se queres comparar dessa maneira basta instalares desde o XP ao 10 no mesmo pc moderno. Provavelmente vais verificar que o com pior desempenho vai ser o Vista.

            Ora isso acho que comprova como era um mau sistema.
            O meu antigo portátil em vista era uma lesma e em windows 7 tudo tranquilo.

            Sobre o 8 e 8.1 acho que foi mais a mudança e falta de menu iniciar que levou a tanta critica porque de resto acho que até é o mais leve deles todos.

            O 10 tb me parece muito bem conseguido nunca me deu problema nenhum no meu portátil asus n82jv que já tem uns 6 aninhos.
            Na minha torre de trabalho continua o 8.1 por agora.

          • Filipe Coelho says:

            Concordo que o vista seja o mais lento Pedro, tem explicação. Foi o primeiro sistema operativo a necessitar de desempenho gráfico relativamente elevado na altura. Vinha com o aero e aqueles efeitos visuais todos, quando o XP era tudo estático. Isso claro que foi exigente demais para a maior parte dos portáteis que estavam a aparecer, que não tinham chip gráfico dedicado e era o processador a ter de fazer o trabalho todo. Se vires depois o 7, pouco mais é que optimizações do vista, por isso é óbvio que sairia mais rápido. Para não falar que a adaptação dos drivers foi mínima, por isso foi muito fácil para os fabricantes suportarem.

          • Dedo Maroto says:

            Diz o que quiseres do 8 e 8.1 (que a meu ver estão cheios de falhas mas de facto têm qualidades que o redimem) mas o windows vista é impossivel de defender, não estava a frente do seu tempo nem nada que se parece-se a main feature era a indexação (como já existia na concorrência) e foi horrivelmente mal implementada, E foi no pinaculo da ganância da MS não esquecer que o Windows Vista Ultimate custava aproximadamente 700€ e que a versão “basic (ou equivalente,não me lembro do nome ao certo )” tirava funções como por exemplo alterar o fundo de ambiente de trabalho. Já para não falar dos problemas de compatibilidade com windows XP sem passar pela organização de menus e gestão de redes que pareceia feita por Satanás o próprio.

          • Nuno Nunes says:

            O windows vista era um comilão de memoria ram

      • Filipe Coelho says:

        Deves viver noutro mundo :s o Windows 10 está quase igual ao 7 em utilizadores, é dos sistemas operativos mais populares. E depois, por cada utilizador que o linux ganha não tem necessariamente de perder o Windows. A maioria se calhar faz dual boot

        • Anderson says:

          Sim. Eu uso dual boot. Linux é para aprendizagem e uso em servidores. Alguma coisa basica como ver videos, navegar eu uso, mas para jogos e certas aplicações uso o windows. Fora o fato que devemos saber utilizar os dois, como profissionais de T.I.

      • Marco says:

        por acaso até acho o 10 bem bom, e o surface um bom produto, é para nichos mas é um bom produto.

        • José Roberto de Gago Coutinho Martelo Peixoto says:

          nao concordo, da demasiados problemas: Bateria dura pouco, quando acorda do sleep o touch por vezes nao responde e exige restart, o w10 faz updates no pior timing possivel e obriga a parares o que estas a fazer para fazer um restart, problemas de drivers (mesmo sendo um surface). Tive um pro 3 e digo que nunca mais. ipad pro melhor de longe

  2. Mike Delta says:

    Mint num portátil mais antigo e sem dúvida Debian num computador mais moderno.

  3. simple guy says:

    kubuntu ou lxle, sao bonitas e servem bem pra maquinas mais modestas como o meu humilde magalhaes 2

  4. billidkid says:

    MANJARO *****

  5. rafaelsnk says:

    Aposto que o Manjaro vai cresce e muito, pois é uma distribuição fácil de usar baseada em Arch linux.

    • Douglas Ferreira says:

      No ranking do DistroWatch.com o Manjaro está em 5º lugar, uma posição a frente do Fedora. As outras distribuições estão exatamente como na matéria do pplware.

      Uma distribuição que achei que subiria no ranking há uns anos era a Elementary OS. Ela usa a interface gráfica Pantheon, muito bonita e simples, e com ótima fluidez. Parece que a equipe de desenvolvimento não está conseguindo lançar as atualizações… uma pena!

      O Manjaro eu já instalei em máquina virtual para testar. Achei bem organizada, bonita e estável, mas desisti quando percebi que teria de reaprender a gerenciar os pacotes de software. Depois que se acostuma com o apt-get fica praticamente impossível usar outro sistema.

  6. Filipe Coelho says:

    Acho que uma distribuição que ainda vai dar muito que falar é o deepin. Segundo o distrowarch ela tem sido a distribuição a ganhar mais utilizadores pelo menos há 12 meses. Sempre em primeiro! E se calhar muitos não sabem, mas fica aqui a dica, quando se saca o ISO, pode-se abrir no Windows e dentro do ISO tem um executável que automaticamente instala o deepin, adiciona uma entrada ao bootloader do Windows, e só temos que introduzir os dados como utilizador, password, nome do PC e espaço que queremos reservar para o deepin. A vantagem deste dual boot é que o bootloader do Windows não é substituído pelo grub e se por algum motivo quisermos apagar o deepin basta ir ao adicionar e remover programas e apagá-lo lá 😀

    • Kekes says:

      Isso dantes existia no Ubuntu, era o WuBi ou algo assim do género.

    • Jonas Tadeu says:

      O Ubuntu também teve opção semelhante, que depois desapareceu. Tem algumas desvantagens, aparentemente. A começar, fica limitado ao sistema de ficheiros do windows, nfs ou fat 32. E parece me que tem aalguma limitações de performance. Uma delas é a falta da partição de swap para linux, que é debativel se ajuda na performance ou não.

    • Nelson Estevão says:

      Podes me dizer em que onde sacas a iso?

      • Douglas Ferreira says:

        Pode baixar em deepin.org. Se o site abrir em japonês (ou chinês, coreano, kkk) é só clicar no desenho do globo no canto superior direito da página, ao lado da lupa, que fica em inglês.

        Eu tentei baixar essa semana depois que li a matéria do pplware, mas o servidor é bastante lento, e não achei a opção de baixar em torrent.

        Uma dica para quem gosta de experimentar distros Linux diversas é o site distrowatch.com, ele tem um ranking das distribuições mais acessadas no site, bem como notícias sobre os lançamentos.

        • Filipe Coelho says:

          Tem vários servidores, incluindo o sourceforge e o mega (da ultima vez que vi o mega ainda não tinha a ultima versão, mas pode já ter sido atualizado). São aqueles icones por baixo dos botões que dizem “Other download sites:”

      • Filipe Coelho says:

        Diretamente do site deles, do mirror sourceforge

  7. Ricardo Rosa says:

    Já usei várias distribuições:. De slackware a Debian. Hoje fico com o Mint Linux Debian Edition.

  8. Tuxer says:

    Acho piada aos comentários exibidos. Ou são todos lerdos ou não entenderam o tópico. AFINAL estamosa falat das distribuicoes de LINUX mais populares e não de comparações com outros OS.
    Parabéns por terem trazido de novo à baila o GNU.

  9. mr.peg says:

    elementary os freya

  10. Ricardo says:

    Debian +1

  11. Wilton Peter says:

    O Deepin 15.2 está muito bom, nos últimos 7 dias ele atingiu o 2ª lugar, atrás do Linux Mint 17.3 segundo o DistroWatch.com e, eu estou à usar ele ainda não me deparei com nenhum problema!…

  12. Bruno Santos says:

    Gosto muito de usar o Linuse Media Center uma derivação do OpenSuse, criada por mim no http://susestudio.com

  13. Maccgyver says:

    O ChaletOS é bastante apelativo para new users. Windows like faz toda a diferença para que se aventurem no Linux. Sistema cada vez mais estável para um uso diário e bastante apelativo. Para utilizadores mais experientes o mint é uma excelente solução!!!

  14. Diogo says:

    elementary OS, Manjaro, Antergos, Solus são as distros que mais tenho dado atenção.

  15. Pedro says:

    Debian +1 tb

  16. FernandoB says:

    Bodhi Linux (debian)

  17. Tecnical says:

    Relativamente ao Windows, uso desde o XP ao 10. Todos eles tem algum problema: ou não tem updates, ou é pesado, ou não tem o menu iniciar tradicional ou espia os utilizadores. Pessoalmente prefiro o 7, mas o 10 com toda aquela telemetria desligada está muito bom.
    Quanto ao Linux, geralmente restrinjo a minha escolha a duas distribuições: Ubuntu para uso geral e CentOS para servidores. Até hoje nenhuma das duas distribuições me deixou ficar mal.

  18. Rookie says:

    Em forma de resumo, os utilizadores, tendencialmente usam ou preferem o mesmo SO, que usam no trabalho. O pessoal que faz download das distribuições linux são no mínimo o que chamarei de utilizadores avançados, ou trabalham na área. Ainda não vi (o que não quer dizer que não exista), venderem um portátil HP por ex., em que me façam desconto de n euros, porque pretendo a máquina sem SO instalado. Portanto, não me parece que a questão de “roubar” utilizadores Windows para distribuições Linux se coloque.
    Digamos que a nível mundial acaba por ser um nicho, embora tenha aumentado nos últimos anos, principalmente pelo facto de serem SOs sem custos.
    Os argumentos acima debatidos, Vista versus 7 ou 8.1, com ou sem Start Menu etc. nada tem a ver com a questão colocada: “Qual a vossa distribuição GNU/Linux favorita?”.
    Resposta: Linux Mint.

  19. Pedro says:

    Apricity OS.
    Tenho acompanhado esse ultimamente e tenho gostado muito mesmo 🙂

  20. kendimen says:

    Eu gosto muito do PCLinuxOS

    • kendimen says:

      No Distrowatch há um pormenor no ‘ranking’ que me parece menos correcto. Quando de apresenta o MINT incluem-se todas as versões disponíveis, enquanto o UBUNTU aparece separado do LUBUNTU, KUBUNTU, XUBUNTU, UBUNTU MATE, etc… Bastaria somar duas destas versões para o UBUNTU estar em primeiro lugar 😛

  21. Carlos Silva says:

    Arch Linux FTW 😉

  22. Pedro G says:

    apricity os
    Podiam dar uma olhadela nesta distro. Arch based e está com um look muito bom 😉

  23. delaorden says:

    O post é sobre Linux mas o Windows nunca é esquecido hahaha…. Acho que muita gente não sabe usar o Windows 10 ou não tem vontade de usá-lo devidamente. Bom…
    O mint está perto de lançar por estes dias, seu RC Mint 18 e seguirá sendo, sem dúvida, o mais popular do ano.
    Vou baixar esse Apricity baseado em ArchLinux para testar; parece porreta (como dizem aqui na Bahia) ou porreiro, como dizem em Portugal.
    Até mais…

  24. AlexAlex says:

    Gentoo/Linux

  25. Osvander says:

    Sem sombra de dúvidas o PCLINUXOS, sistema RPM, é a melhor de todas, acho melhor do que o mint.
    4 Anos de pura felicidade aqui no brasil (pclinuxos-Br lxde ou kde etc…)

  26. VC says:

    Só uso Debian à muitos anos, e depois daí moldo o sistema com os meus scripts e automatizo tudo como quero e gosto 🙂

  27. JOSINALDO JUSTINO DA SILVA says:

    Estou tentando sair do Windows e ficar utilizando apenas o Linux, mas estou totalmente decepcionado com a deficiência no que diz respeito a drivers (principalmente gráficos)! Já utilizei o Debian, Mint, Fedora e agora (por indicação de ser o mais completo), instalei o Ubuntu. Mas continuo se conseguir configurar corretamente a resolução do meu monitor. Tenho pedido ajuda em inúmeros fóruns e sites sobre Linux, e até agora não me têm retornado uma solução! Será que não existe um simples driver para monitor Samsung de 20″? Isso demostra por que o Windows é líder de mercado (mesmo sendo muitíssimo caro!).
    Desejo, realmente utilizar, de maneira definitiva, o linux (não importa a distribuição), mas as versões que testei são bastante ineficientes.
    Se alguém conhece uma maneira de configurar a resolução do monitor citado, ou conhece alguma distribuição que ao instalar já reconheça o monitor e ofereça as configurações corretas (como acontece com o Windows!), ficaria muito grato.

    Um bom dia a todos!

    • Ronaldo says:

      Experimente o PCLinuxOS Brasil! Era o único que rodava corretamente com minha placa da Nvidea ligada em uma TV de tubo de 29 pol.!

    • Jomar says:

      Olá amigo, seu problema de configuração não é relacionada ao sistema operacional. Também tenho esse monitor de 20 e um outro T22B300 que exige mais paciência para configurar até mesmo no Windows principalmente se quiser o formato 1920×1080. No meu caso eu criei o formato e apliquei. No Windows você faz isso clicando, no linux você faz isso via terminal criando a configuração e poderá também corrigir o maldito problema de brilho que você a partir de agora irá começar a reparar.

  28. D!s0rd3r says:

    Gosto bastante do Mint

  29. jorge lucio says:

    mint e aminha distro favorita

  30. Gomes says:

    Não uso estas heresias com systemd.

  31. José Antonio says:

    Atualmente, utilizo o Windows 10 (não tenho muito que reclamar) e minha distro Linux favorita é o Mint.

  32. Jomar says:

    Caso eu queira uma distribuição linux para desenvolver em java, javascript, html5, css, c++, android, e Ionic, vocês e seus contatos recomendariam qual versão.
    Por favor, sem gracinhas, Apple nem pensar (risos).
    Agradeço se comentarem e justificarem com fatos.

  33. Cesarak says:

    E o Android é Linux? Se for é o mais popular não é?

    • Jomar says:

      Sim, android é linux desde que há restrições nessa afirmação. Digo, o kernel é linux, mas não é um GNU/Linux. Não é uma “distro”, e as APIS, telas, programas não são GNU… não é uma distribuição linux.
      Não é só no caso do android que é assim.
      O BSD por exemplo, é Unix mas não é Linux. Vê só que doideira.
      O Mac OS X, é Unix, não é Linux, mas o design é totalmente Linux Like.

      É um mexidão. Bem interessante e convém procurar as motivações para
      isso.
      Muita coisa é questão comercial, jurídica, e técnica. Bem legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.