Quantcast
PplWare Mobile

Hackers usam sites sobre estado do Coronavírus para roubar dados pessoais

                                    
                                

Fonte: The Next Web

Autor: Marisa Pinto


  1. sba says:

    Para quem quer apenas saber informações num site, faz o download e instala um programa, merece ser infectado.

  2. KodiakShadows says:

    Ultima Hora! E3 2020 foi cancelado o ESA acabou de confirmar

  3. Pedro says:

    Isso não é nada. Deviam era fazer um virus que se transmitisse também pelo ar e assim infectavam pessoas e computadores 🙂

    • Mac says:

      Foi o que fizeram, neste caso. Alguém tem dúvidas?
      Tal como o ANTRAX(SARS), este “CoronaVirus19” foi feito(fabricado) para que se transmitisse também pelo ar e assim infectavam pessoas, criando uma catástrofe mundial, com a qual alguns(cartolas políticos/governos/farmacêuticas/multinacionais) irão lucrar muitos milhões, senão biliões.
      Pensem nisto…

  4. eu says:

    Devia era de haver um vírus que entra-se pela rabadilha dos piratas informáticos, sai-se pela boca e volta-se a entrar no cú.
    Até disto se aproveitam estes inergumes.

  5. Mac says:

    VAI COMEÇAR A APARECER A VERDADE…
    Daniel José Ramos
    2 h ·
    XEQUE-MATE CHINÊS

    Nos últimos dias a China bateu muitos recordes.
    Ganhou 20 bilhões de dólares e comprou cerca de 30% das acções das empresas.
    Xi Jinping superou os europeus e os democratas americanos numa jogada inteligentíssima feita diante dos olhos de todo o mundo.
    Devido à situação em Wuhan a moeda chinesa começou a declinar mas o Banco Central chinês não tomou nenhuma medida para impedir esse colapso.
    Passavam, inclusivamente, notícias de que a China nem sequer tinha máscaras suficientes para combater o coronavírus.
    Esses rumores, mais a medida de Xi Jinping em bloquear as fronteiras de Wuhan, levaram a um forte declínio das acções (44%) nas empresas de tecnologia e indústria química.
    Os “tubarões financeiros” começaram a tentar vender todas as acções chinesas mas ninguém queria comprá-las pelo que se desvalorizaram fortemente.
    Xi Jinping esperou uma semana inteira aparecendo sorridente em todas as conferências de imprensa como se nada de especial estivesse a acontecer.
    Quando o preço caiu abaixo do limite permitido, ordenou a compra de TODAS as acções de europeus e americanos, ao mesmo tempo!
    Só aí os “tubarões financeiros” perceberam que tinham sido enganados.
    Mas já era tarde demais.
    Todas as acções haviam passado para a mão da China que, naquele momento, faturou 2.000 bilhões de US$ e tornou-se, de novo, o acionista maioritário de empresas construídas por europeus e americanos.
    Com estas novas acções ficaram proprietários da indústria pesada da qual a União Europeia, a América e o mundo inteiro dependem.
    A partir de agora a China fixará o preço e as receitas das suas empresas ficarão no país, o que permitirá um acentuado aumento das suas reservas de ouro.
    Jogada brilhante na história do mercado das acções.
    Xeque-Mate aos “tubarões financeiros”!
    (De um texto enviado pelo Prof. Jaime Santos e da autoria de Miguel Boieiro e Delfim de Almeida Carvalho.)

  6. Hugo Andre says:

    Pois nao duvido que o capital da direita fascista com esses comentários pense assim e aja assim!

    Mas ja vieram a desmintir isto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.