Quantcast
PplWare Mobile

Coronavírus: Desinfete o seu Smartphone, Tablet e Smartwatch

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tim says:

    O coronavirus não sobrevive muito tempo nas superficies?? Mas voces não andam atentos???

    Sobrevive 9 dias!!!!!! 9 dias!!!!!

  2. João Silva says:

    Como assim não sobrevive por muito tempo? Estão alienados?

    • Vítor M. says:

      O tempo que o vírus dura depende de fatores como a temperatura: por exemplo, a cerca de 37 graus Celsius, o vírus pode sobreviver entre dois e três dias em materiais como vidro, tecido, metal, plástico ou papel. Há estudos que dizem que em certas condições (excelentes) pode durar mais dias, 9 até. Mas tem muito a ver com a temperatura, que tem estado bem mais baixa que os 37 graus e com os materiais (que nem sempre são os excelentes). Portanto, durar muito… até minutos pode ser muito. Por exemplo, dizem agora que o vírus sobrevive no ar pelo menos 30 minutos e espalha-se até 4,5 metros. Tudo num altura que é declarada pandemia pela Organização Mundial de Saúde… é muito tempo!

  3. Nelito says:

    Ainda bem que só falam ecras touch ……..teclados das ATM e teclados de terminais pagamento MB, são da maior imundice de contaminação viral/bacteriana, para não falar de interruptores e puxadores de portas …………….

  4. eu says:

    eu não partilho o meu smartphone com ninguém, logo se eu o infetar e ele me infetar… não me fez nada porque eu já estava infetado

    • Tu says:

      Boa. Parabéns.

    • Miguel says:

      Isso so é verdade se as tuas maõs também só tocarem em coisas que só tu tocas. Porque basta tocar numa coisa que mais uma pessoa toca, que depois seguras no telemóvel e fica lá.

    • Iur says:

      So deixar aqui um caso que deixa este comentário extremamente “inteligente” por terra.

      Abres uma porta contaminada com a mão, de seguida pegas no telemóvel contaminando o telemóvel. Depois chegas a casa e lavas as mãos, descontinuado as mãos. Sentas-te e pegas no telemóvel contaminado…

      Por isso sim, limpar o telemóvel faz sentido, apesar de seres extremamente inteligentes te possam dizer que não.

      • Toni da Adega says:

        Ele tem a sua razão naquilo que diz.
        Porque essa teoria aplica-se a qualquer coisa que esteja nos espaços públicos, seja roupa, um saco ou mochila, todas as compras que se faca, carteira, e até mesmo carro.

  5. Antonio Pereira says:

    E porque é que não se deve usar alcoól ? há anos que o faço, desde que vi um tecnico a faze-lo

    Até hoje zerio problemas

    Mas gostaria de saber o porque não

    • Visco says:

      Nao há qualquer problema em usar um pano humedecido com alcool etilico. Obviamente não se pode é despejar o frasco em cima do smartphone ou usar um pano ensopado, por razões óbvias…
      Mas a malta do PPLWare que me corrija se estou errado 🙂

  6. Rui says:

    Se vamos pensar nisso não se faz nada, as portas, o carro, o multibanco, a mesa do café, a porta do café tudo.
    se vamos desinfetar tudo não fazemos mais nada e temos arranjar um circulo de 5 metros mas fechado, um preservativo gigante.

    • José Carlos da Silva says:

      Bora não fazer nada então. Bora continuar a ver os casos a aumentar. Bora ser como Itália!

    • Iur says:

      Quantas vezes vais ao multibanco por dia? Quantas vezes pegas no telemóvel?

      É por causa de gajos como tu que é preciso lembrar à sociedade que se deve lavar as mãos.

    • Ruy Acquaviva says:

      E é tão difícil assim manter a higiene dessas coisas? Algumas coisas como uma mesa de bar será difícil de se descontaminar, vale a indicação de lavar as mãos com frequência, outras como o próprio telemóvel não é difícil de se descontaminar, então por que não fazê-lo?
      E o artigo é bastante oportuno porque o telemóvel é algo com que andamos permanentemente em contato e em relação a que não nos lembramos de tomar medidas profiláticas, então eu acho o alerta muito válido.

  7. Zé Manel says:

    “De acordo com os especialistas de saúde, médicos e microbiologistas com quem fomos conversar”

    Podem confirmar quem foram os especialistas com quem foram conversa?

  8. JP says:

    Uma solução com vinagre de álcool diluído em água, também serve o propósito

  9. Mr. Smith says:

    Isto do coronavirus é uma oportunidade tambem para os dispositivos que não necessitam de toque… Deve ter sido discutido numa reunião amigável à porta fechada entre a Cortana, Google Assistant, Alexa e Siri. Provavelmente foi esta a razão de criar o virus. As AI’s a tomar conta do mundo eliminando os humanos.. Assim começa o totalitarismo da Sky Net.

  10. cereal killer says:

    e a apple já deixa….

  11. jorge pinto says:

    Se o alcool desinfecta, bora lá começar a beber alcool.. destilado claro. temos no mercado uma variedade muito vasta. ups

    • Pedro Pinto says:

      Posso utilizar um desinfetante no meu produto Apple?
      Ao utilizar toalhitas desinfetantes Clorox ou toalhetes com 70 por cento de álcool isopropílico, poderá limpar suavemente as superfícies duras e não porosas do produto Apple como o monitor, teclado ou outras superfícies exteriores. Não utilize lixívia. Evite a humidade nas aberturas e não introduza o produto Apple em qualquer agente de limpeza. Não utilize em superfícies de tecido ou pele.

    • Pedro Pinto says:

      Posso utilizar um desinfetante no meu produto Apple?
      Ao utilizar toalhitas desinfetantes Clorox ou toalhetes com 70 por cento de álcool isopropílico, poderá limpar suavemente as superfícies duras e não porosas do produto Apple como o monitor, teclado ou outras superfícies exteriores. Não utilize lixívia. Evite a humidade nas aberturas e não introduza o produto Apple em qualquer agente de limpeza. Não utilize em superfícies de tecido ou pele.

  12. Infinity says:

    Mergulhar o smartphone em bagaço deve ser suficiente

  13. Joaquim Sobreiro says:

    Clorito de sódio.

  14. Oliveira e Costa says:

    Eu troco de telemóvel todos os dias…
    Problemas mundanos não me assistem 🙂

  15. SANDOKAN 1513 says:

    Peço desculpa pela minha ignorância mas onde se pode comprar essa tal solução de limpeza à base de álcool isopropílico e as respectivas camurças de microfibra ?? Onde se compra isso,alguém me pode ajudar ?? É para limpar o ecrã do meu smartphone . 😐

    • Márcio Sousa says:

      O álcool isopropílico encontras salvo erro em farmácias pelo menos à uns valentes anos atrás comprei numa farmácia o senhor fez me um pequeno questionário para que eu queria o álcool e depois lá me vendeu, o pano não parece que seja difícil achar em qualquer superfície comercial na zona de limpeza

    • RCT says:

      O álcool isopropílico encontras num Aki ou Leroy Merlin, vendem garrafas de litro (+/-5€).

  16. Zem says:

    Eu desinfecto o meu smartphone com aguardente de medronho. 😀

  17. Daniel says:

    Não querem ser infectados? Suicidem-se… Porra, que não se fala em mais nada…

  18. VB says:

    Isto realmente…

    Lavar as mãos, ok! Mas antes de lavarmos as mãos, tocamos no quê?

    Tocamos por exemplo, no rosto, nas roupas, carro, maçaneta das portas, objectos pessoais…por último ao chegar à torneira, contaminamos também o manípulo que faz abrir a válvula para correr a água.

    Então quem não tiver torneiras com “manete” (que neste caso pode usar o método de lavagem de mãos como os cirurgiões, utilizando os cotovelos para a abertura da mesma) em vez do vulgar manípulo que roda…tem de desinfectar a torneira antes de a utilizar!

    Então “o melhor método” pelo menos antes de entrarmos nas nossas habitações era, passarmos por “um chuveiro” com um sensor de proximidade, o qual deitava uma solução de limpeza para que entrássemos desinfectados nas nossas casas! Tipo militares a serem desinfectados, após estarem em contacto numa atmosfera/zona contaminada.

    Agora fora de “invenções”. Claro que há necessidade de existir métodos de precaução e que todo o cuidado a ter é pouco. Mas todos (penso eu), temos a noção que é difícil conseguirmos pelo menos, não falhar num dos pontos de higiene…um mínimo descuido e só passado alguns dias sabemos o que temos…até lá, passámos por onde, tocámos onde…? Até ao ponto de ser descoberto em nós, já outros foram infectados.

  19. Joao Ptt says:

    Lembrem-se… o vírus transmite-se mesmo com o simples respirar.

    A menos que usem máscaras de protecção completas que obriguem o ar a passar pelo filtro antes de chegar ou depois de sair da boca ou nariz… o meio principal de transmissão não está a ser controlado. As máscaras devem ser adequadas à filtragem de vírus.

    O desinfectar o corpo e objectos já deveria ser feito há muito, este é só mais um motivo para o continuarem a fazer como deve de ser. O uso de máscaras faz sentido em especial quando existe as gripes por exemplo.

    Aparentemente não fumar, ter o corpo em boa forma, ter os níveis de vitaminas e similares em bom estado, beber muita água 2 litros ou mais por dia, e dormir bem, parece ajudar senão a evitar pelo menos a recuperar de muitos problemas incluindo este.

  20. abdu says:

    A utilização de álcool isopropílico frequentemente no ecrã do smartphone acaba por destruír o tratamento quimico a que foram sujeitos e removendo assim algumas propriedades como o anti-dedadas, etc …
    Além disso a má utilização pode acabar por danificar o smartphone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.