PplWare Mobile

Tags: malware

Falha de segurança do WinRar continua a ser explorada para instalar malware

O WinRAR é dos poucos softwares que tem presença quase garantida em qualquer instalação do Windows. Este dedica-se a comprimir ou descomprimir ficheiros, de forma simples e direta.

Mas o WinRAR, como qualquer outra app, está exposto a problemas de segurança. A mais recente, bem identificada, está agora a ser ativamente explorada e coloca em perigo os utilizadores do Windows.

WinRAR malware Windows explorada falha


Atenção utilizadores Android: Apps que deve remover já

Como temos revelado, a loja oficial de aplicações para Android é um autêntico “repositório de malware”, uma vez que há aplicações que escondem os mais diversos esquemas e código malicioso.

O investigador Lukas Stefanko da ESET tem feito um excelente trabalho ao longo dos últimos anos, dando a conhecer vários esquemas usados por apps com o objetivo de roubar dados dos utilizadores e/ou apresentar publicidade. Saiba quais as apps que deve remover já.

Atenção utilizadores Android: Apps que deve remover já


Malware de mineração de criptomoedas também já chegou à loja de apps da Microsoft

As lojas de aplicações são a forma mais direta, simples e segura de aceder a apps nos sistemas operativos. Por normal são auditadas e as apps avaliadas antes de serem publicadas.

Claro que existem situações onde os perigos conseguem contornar a segurança e passar para os utilizadores. Foi isto que agora aconteceu, com malware de mineração de criptomoedas a chegar à loja de apps do Windows.

Microsoft apps Windows 10 malware criptomoedas


Alerta: Primeiro malware clipper no Google Play descoberto pela ESET

Não há dia que passe que não se fale de problemas no ecossistema Android. De acordo com informações recentes da ESET, foi descoberto na loja de aplicações oficial para Android, o primeiro malware clipper capaz de substituir o conteúdo da área de transferência no dispositivo.

Tendo como foco operações com as criptomoedas Bitcoin e Ethereum, o denominado “clipper” visa redirecionar os fundos para a carteira do hacker/atacante, de forma inocente em vez de para a vítima.


Android: 29 apps para a câmara escondiam malware e pornografia

Os esquemas utilizados pelas mentes mal intencionadas para retirar algum proveito com o azar alheio é um tema (demasiado) recorrente. Sobretudo na esfera Android e na sua loja de apps e conteúdos, a Google Play Store.

Sendo o sistema operativo mais utilizado em todo mundo, o Android e respetiva loja, torna-se num alvo irresistível para este tipo de ataques. Agora, de acordo com o mais recente relato da Trend Micro foi descoberta uma nova investida.