Quantcast
PplWare Mobile

Tags: malware

ESET: Malware está a crescer em Portugal revela relatório

A ESET, empresa líder europeia em soluções de cibersegurança, lançou recentemente o seu relatório do segundo quadrimestre do ano Threat Report T2 2021, que compila as principais estatísticas dos seus sistemas de deteção, destacando exemplos notáveis da sua investigação na área da cibersegurança e revelando informação exclusiva sobre ameaças atuais.

Segundo o relatório, há um aumento de deteções de malware em Portugal.

Imagem ataque com malware ao Windows da Microsoft


Alerta: Malware Numando usa YouTube para atacar serviços bancários do utilizadores

Cada vez os utilizadores utilizam mais os seus computadores e smartphones para as operações bancárias. Pagamentos, transferências, consultas de saldo e carregamentos, são operações do dia a dia e é esse tipo de alvo que o malware Numando quer atacar.

Segundo a empresa de segurança ESET, este trojan bancário afeta principalmente o Brasil, mas também outros países de língua portuguesa e espanhola, incluindo Portugal.

Imagem malware bancário


Atenção: o seu Windows poderá ser atacado com malware, alerta Microsoft

O cibercrime está-se a aproveitar de uma vulnerabilidade de execução remota de código da Microsoft. Esta falha permite que os hackers usem ficheiros maliciosos do Office para prejudicar os utilizadores do Windows. A informação foi oficialmente confirmada pela empresa americana.

A Microsoft ainda não implementou um patch de segurança para a vulnerabilidade.

Imagem ataque com malware ao Windows da Microsoft

 


Vultur: um tortuoso malware para Android que rouba todos os dados dos utilizadores

O Android é um sistema operativo muito apetecível para os criadores de malware por várias razões. Primeiro porque tem o maior número de utilizadores. E segundo porque é mais fácil introduzir malware nas apps nas lojas não oficiais e também na loja oficial. Como tal, o malware Android vem em todos os tipos de variações e com inúmeros graus de sofisticação de ataque. O mais recente chama-se Vultur e “rouba” tudo dos utilizadores.

Este novo trojan foi descoberto por investigadores holandeses que perceberam que o malware regista cada acontecimento ocorrido no ecrã do smartphone. O ataque depois acontece, seja em apps bancárias ou redes sociais.

Ilustração malware Android Vultur


Instalou o Brave recentemente? É melhor ver se não tem malware presente no PC

O Brave é um dos browsers que mais tem cativado os utilizadores, fora do circuito normal de propostas padrão. Esta proposta assenta no Chromium, mas retira todos os extras que a Google coloca na sua proposta, sendo assim muito mais eficiente.

Com a fama, o Brave tem-se tornado um ativo muito interessante e um objeto muito importante para os hackers. Assim, não é anormal uma campanha recente, que foi descoberta e já tratada, que levava os utilizadores a instalar malware, pensado que estava a ser instalado este browser.

Brave malware browser publicidade Google