Quantcast
PplWare Mobile

Fuga de dados dos Facebook confirma que Mark Zuckerberg usa serviços da concorrência

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Di says:

    Quando o próprio Mark Zuckerberg usa o Signal, que mais se pode dizer acerca do Whatsapp…
    E já agora, se ele confiou no Signal para a privacidade dele, porque não escolheu o outro concorrente Telegram??

    • na says:

      Nao sei, mas aparecer o nome dele ali nao quer dizer nada. Pode la ter o numero dele registado e nao usar o serviço. Isto ja e especulaçao.

    • Luis says:

      Se entra na loja do concorrente para ver o que melhor pode fazer para ganhar dele

    • Joao Ptt says:

      O Telegram, como já foi referido “vezes sem conta”, não cifra as mensagens ponto-a-ponto a não ser que a pessoa ligue essa funcionalidade individualmente para a conversação com aquela outra pessoa específica. No Signal a cifra é ponto-a-ponto e foi desenhado de origem para ser assim… mais problemático é a verificação de identidade, já que a chave pública/ privada pode mudar durante a conversação e não tem como ter a certeza se foi a pessoa com quem é suposto estar a falar que mudou de dispositivo ou se alguém se meteu no meio ou se cortou mesmo o outro para fora da conversa.

      Mark Zuckerberg, a ser verdade esta notícia, pode:
      – quer saber o que a concorrência está a fazer para melhorar o seu próprio produto;
      – como é patrão daquela gente toda, poderá querer ter a certeza que os seus próprios empregados não modificam a aplicação especialmente para controlar o patrão e assim chantageá-lo;
      – pode simplesmente ter contactos que não aceitam utilizar a aplicação da empresa dele, mas que são demasiado importantes para ele simplesmente ignorar, e então tem a aplicação para comunicar com essas pessoas.

      Pessoalmente não gosto do Signal porque o número de telefone está ali à vista de todos para verem e abusarem de mil e uma formas, então prefiro o Threema, onde pode associar o e-mail e o telefone, mas é opcional, e se não adicionar funciona na mesma, porque utiliza o seu próprio identificador independente.
      O Threema podem ter algumas desvantagens a nível de segurança, mas para o meu tipo de utilização considero aceitável (se alguém, algum dia, furtar a chave privada consegue decifrar tudo… no Signal isso não acontece… mas no signal a chave pode mudar constantemente e você não tem como saber se está mesmo a falar com a pessoa ou com algum atacante, ou se tem algum atacante no meio a interceptar a conversa, só porque obteve acesso ao número de telefone ou por outra técnica de intercepção… tem a opção de ser avisado que a chave do contacto mudou… pode é claro escolher acreditar que pode ser um intruso, ou ter um intruso no meio a ler tudo, mas 99,99% das pessoas mesmo que activem isso provavelmente vão ignorar o aviso… logo é inútil na prática a nível de segurança. No Threema não dá para alguém se meter no meio, porque como a chave pública/ privada é gerada localmente e não coincide com o que está guardado o programa vai rejeitar a comunicação toda… se alguém conseguir comprometer algum dos dispositivos então qualquer um dos mensageiros será inseguro se for utilizado).
      O Threema tem um outro problema que é cobrar a adesão, depois não cobram mais ao utilizador, mas isso evita que as pessoas queiram aderir… deve ser bom para a empresa por um lado (necessita de menos servidores e pessoas para dar suporte), mas por outro depois deve ser um pouco mau porque não conseguem ter tantos terceiros como poderiam ter (bancos, empresas de todo o género com presença online… por exemplo para enviar códigos de verificação, etc.) na rede que esses sim pagam por mensagem enviada (o que explica o tal pagamento uma única vez, já que têm essa outra fonte de rendimento, que permite compensar financeiramente a falta de financiamento directo dos utilizadores, e ser compatível com a privacidade e segurança dentro do modelo proposto por eles).

  2. Hélio Musco says:

    Maroto. Ouvi uns zunszuns que o Bezos também não compra na Amazon :O

  3. PGomes says:

    O Signal não podia querer melhor patrocínio do que este.

  4. André R. says:

    Casa de ferreiro, espeto de pau…

  5. Paulo Oliveira says:

    Pois, o problema é que o Signal também tem backdoors… ou formas de acessar o conteudo com encriptação ponta a ponta… mas curiosamente ninguém fala disso… https://www.forbes.com/sites/daveywinder/2019/10/05/signal-messenger-eavesdropping-exploit-confirmedwhat-you-need-to-know/?sh=6bcff67f7dc1
    E isto é o que se sabe… ou acham mesmo que numa altura em que já conseguem medir-te o volume de gás metano no teu intestino grosso e gravar-te o coração a bater a centenas de metros através de paredes, sabem literalmente com uma precisão de segundos quando é que vais precisar de ir à casa de banho horas antes de tu pro´óprio saberes, que não têem forma de aceder às mensagens encriptadas do signal…
    Isso da privacidade acabou… agora é rezar que quem tem acesso a estas ferramentas seja sério e responsável…

  6. Blox says:

    Não percebo a novidade… Todas estas apps têm backdoors e todas são utilizadas por inumeros CEO de empresas de tecnologia tal como a Google, Apple, Facebook…
    Não há almoços grátis… A não ser que sejas jornalista e passes no Campo Grande…

  7. Há Cada Gajo says:

    Não entendo a admiração. Naturalmente que qualquer CEO usa o que quer e o que lhe apetece e sendo dono de empresas tecnológicas é natural que a curiosidade (ou não) mande ver o que os concorrentes fazem e como fazem.

  8. Samuel MG says:

    Acho graça a isto: “Ninguém escapou à fuga de dados do Facebook”
    Só que eu escapei portanto acho graça a isto!!

  9. Hugo says:

    Eeeee? Não quer dizer nada nada nada.
    Aliás o que isso me diz é que ele é esperto e quer estar atento e testar a concorrência para estar sempre a frente deles.
    Atenção eu n defendo Facebook nem WhatsApp.. Só uso porque o grupo de trabalho e amigos só usam isso e é queres falar com eles que remédio.. Prefiro teelgram, mas ninguém usa. Para além disso gastam dados não estão incluídas nas apps “grátis” das operadoras.. Logo é mais vantajoso e quase obrigatório usar apps do grupo Facebook..
    É o que temos…
    Agora isto não é notícia, para mim… Só revela inteligência.

  10. Di says:

    Não é novidade… só revela inteligência… bla, bla, bla… mas isso pode ser feito de mil e uma maneira sem expor o seu bom nome e numero de telem, não achas??
    Já agora, se tem como objectivo vigiar a concorrência, porque o Sr. Zuker não foi apanhado a usar o telegram?? deveria estar mais preocupado com este, pois este já conta com uns 500 milhões de utilizadores, ao contrário do Signal que só tem uns poucos 50 milhões.
    Pensem lá…

    • Hugo says:

      Uih que preocupação o contacto. Uehhh uehh…
      O contacto não anda aí a passear, só quem tem o teu contacto é que pode falar contigo… Simples.. Não tens o meu contacto não falas comigo certo? É como se não tiveres o meu email tb não me podes mandar um email..
      Que grande preocupação isso relamente. Oh sorte.
      O teu contacto por essa lógica também anda a circular no MBWay e não te importas.
      Devias-te preocupar era com a encriptação ponto a ponto e nisso sim tens razão o signal é melhor.

  11. Nuno S. says:

    Não-notícia… é super nomal experimentar os serviços da concorrência. Nem era um bom CEO se não o fizesse.

  12. sed says:

    kkkk, o mark robobotozunckerberg nao usa nem a rede dele kkkk nao confia mesmo!

  13. jorge says:

    O Zucker nao usa telegram porque é de fabrico russo, ele nao é burro, eu também tenho alguma inteligencia, pouca mas tenho alguma, nao uso nenhuma rede social, e nao uso aplicaçoes para telefonar, quero ligar ligo normal, querem falar comigo pois que liguem pela via mais antiga.

  14. mario carlos says:

    um dia acusaram-me de ser louco ao dizer que isto anda tudo interligado olhem ta aqui a prova, as ovelhas e que pensam que estao sempre certas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.