Quantcast
PplWare Mobile

Apple estará a desenvolver o seu próprio motor de pesquisa. Irá cortar os laços com a Google?

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Barbatos says:

    Cada dia que passa há uma nova notícia da Apple a afundar-se um pouquinho de cada vez.

    • Vítor M. says:

      Como assim? Então o caso aqui é a Google que pode perder um dos seus maiores palcos de receita e a Apple é que se afunda? 😀

      • Alfa says:

        Exatamente… Não é ao acaso que se dão ao luxo de alegadamente pagar 12 mil milhões de dólares para serem o motor de busca padrão em apenas 1 ano… É porque recebem muito mais do que isso em troca…
        E não esquecer que isto pode também comprometer o controlo “quase absoluto” que a Google detém na Web, entre browser, motor de busca e etc… Pode ser o princípio do fim deste domínio…

        • Vítor M. says:

          Claro que para a Apple é um excelente negócio, por um lado tem a Google é tem um serviço único, com um motor de pesquisa que habituo o planeta a olhar para o portal de pesquisas e publicidade como se fosse a própria Internet, por outro, 12 mil milhões por ano.. não é nada nada mau 😀

          Agora, não tenhamos dúvidas que perante tanto milhão, as autoridades queiram “partir” este negócio, para dar hipótese a outros de ir também ganhar, claro que isso terá implicações, até na forma como hoje lidamos com a internet. Mas aqui, o facto do Google deixar de ser o motor de pesquisa predefinido no iOS, etc… pode obrigar a Apple e desenvolver o seu próprio mecanismo de pesquisa, que dificilmente conseguirá ter o impacto que tem o Google.

          Mas, a Apple já fez esse caminho. Certamente estão lembrados do Google Maps que a Apple deixou de ter como predefinido, e fabricou o seu Apple Mapas. Não é tão bom como o Maps da Google, é verdade que não, mas a diferença já foi grande, hoje é muito menor e dentro das ferramentas Apple pouca diferença há, compensando, por exemplo, noutros dispositivos, como no Apple Watch ou Car Play, que até há bem pouco tempo, não havia nenhum outro.

          Agora, o motor de pesquisa é outra música, ombrear com a Google… esquece.

          • Alfa says:

            Não digo ombrear com a Google, que isso é quase impossível, o Bing e o DuckDuck Go que o digam por exemplo… Mas aumenta a competitividade do mercado, retira market share à Google, diminui a sua receita e também retira valor ao seu negócio de anúncios (que hora está bipolarizado entre FaceBook e Google praticamente).

            O que quis dizer é que a Google com isto perde parte deste valor “absolutista”, mas sem dúvida que continuarão a ser o melhor motor de busca em termos de relevância dos resultados, quer queiramos quer não. Noutros campos como a privacidade obviamente que não.

      • Rui says:

        Será? se daqui a amanha o google impede a apple de usar os serviços da google como é ? vao todos usar o apple maps um tradutor com 8 linguas e “itube” pois nao me parece de todo, e na minha opiniao muito dificilmente um motor de pesquisa da apple ira combater com o da google mas a ver vamos sinceramente nao vejo grande vantagem para ninguem

        • ervilhoid says:

          mas porque iria a google fazer isso? aqui o negócio está a ser impedido por outra entidade que não google e apple porque senão mantinham o negócio que é bom para os 2 lados..

          acho que o que apple quer é precaver um cenário em que forçosamente não pode ter o google como pesquisa

          no meu caso nunca pesquiso no home screen do ios mas sim sempre dentro de um browser

        • Abreu says:

          Bem visto Rui

    • TP says:

      que comentário mais ridículo este…

  2. David says:

    Sinceramente.. acho bem! E outras deviam de fazer o mesmo! Estamos a precisar de concorrência entre grandes tecnológicas

    • Pedro says:

      concorrencia sim mas nunca iria compensar em termos monetarios agr cada marca ia criar um maps ou um tradutor ? e mesmo que criassem alguem ia deixar de usar os da google ?

      • David says:

        Se não criarem então é que ninguém usa.. a competição entre as marcas levaria a diversas melhorias e funcionalidades em inúmeros sectores e o consumidor iria ter mais poder de escolha.
        É só uma mudança de mentalidade..

        • Milhais says:

          Eu concordo a 100% contigo. Alias e bastante estranho as pessoas nem darem hipóteses de aparecer concorrência, como google sobre realmente como o ar que respiramos. Eu em conversas do género dou sempre o exemplo da TSMC. Eles compram nos maquinaria, e nos damos a escolher com que laser eles querem na maquina, entre marca A ( que pertence ao meu empregador) e marca B que nos tb vendemos mas e uma empresa de fora. Eles tem um uso 60% marca A e 40% marca B, para nunca acontecer nos termos 100% do mercado dos laser, mesmo que a marca A seja substancialmente melhor.

          Porque quando existe monopólio o comprador/cliente fica sempre em desvantagem e e isso que nos como consumidores devíamos de abrir os olhos.

        • Joao Magalhaes says:

          Mudança como? Dás hipótese a outros e falham na entrega do serviço!!!! Chega a um ponto em que venha lá quem vier não têm hipótese. O momento da concorrência e competição foi na altura em que apareceu google, windows, etc. nessa altura é que os outros tinham que competir, não conseguiram agora já eram. Eu compro quase sempre aquela marca que me dá confiança e garantias, experimento outras mas acabo por voltar às mesmas porque são as melhores.

  3. Molusco says:

    Será o melhor e o mais poderoso motor de pesquisa de sempre e do mundo !

  4. LG says:

    A única razão da Apple ainda não ter o seu próprio motor de pesquisa é porque ainda não descobriu mandeira de cria-lo numa web aberta mas exclusivo para Apple users. /s

    Mas agora a sério: se tal vier a acontecer vai ser algo exclusivo Safari/iOS pois estes vão “pesquisar melhor” eheh

  5. Paulo says:

    A apple ja tenta fazer isso a algum tempo a criar sempre alternativas como o apple maps e este ano que apareceu o tradutor este plano ja vem de ha muito tempo sinceramente nao vejo grande vantagem nisto o maps o da google é melhor o apple maps agr ja esta muito melhor mas foi algo que a apple ate veio pedir desculpa em publico o tradutor muito dificilmente vai chegar perto do da google assim como o motor de pesquisa portanto nao vejo grande vantagem nisto e tambem nao estou a ver a apple a criar um youtube.
    Se fosse a google em vez de pagar deixava a apple de vez e a apple deixava de poder usar os serviços da google o que seria um grande tiro na concorrencia,

    • Vítor M. says:

      No caso do Mapas, está a conseguir e já consegue comercializar o seu serviço para serviços de terceiros. Além disso, o investimento que fez, trouxe mais qualidade e já não está tão distante assim do Maps da Google. Mas isso foi uma tarefa menos hercúlea do que será criar um motor de pesquisa para ombrear com a Google.

  6. Ricardo says:

    O Google é o melhor de todos os navegadores de pesquisa

  7. Ze Duarte says:

    É bom a ver se a Google acorda pra vida que nestes últimos anos tem mostrado uma extrema incompetência em várias frentes. Parece que só têm estagiários a trabalhar.

  8. Fábio says:

    Para quem não conhece devia experimentar o ecosia.org como motor de pesquisa.

    Para além de ser Europeu (Alemão) é um motor de busca ecológico. Sempre que fazemos uma pesquisa estamos a contribuir para a plantação de árvores no planeta e ainda usa energia limpa para fornecer os resultados das pesquisas.

    Vários motivos para usarmos o Ecosia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.