Quantcast
PplWare Mobile

Taiwan proíbe a China de contratar os seus trabalhadores da indústria de chips

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. André R. says:

    Acho muito bem, o investimento em know-how é muito superior ao que a China estaria apta a pagar… força Taiwan

    • sljfdkjsgr says:

      Mas isso é anti mercado livre. é isso que estamos a tentar combater aqui no oeste

      • ACS says:

        Seria livre se a china permitisse o contrário. Se não jogam com as nossas regras não entram no estádio.

        • sljfdkjsgr says:

          as eles estão a convidar-nos a sair do nosso estádio. cabe à responsabilidade de cada um sair ou não

          • Lama says:

            Não. Da forma como coloca a questão, é como se “sairmos do estádio” fosse equivalente a deixarmos de jogar pelas regras.

            São isso sim um monte miúdos brutamontes que querem expulsar os que já estão a brincar no parque infantil. Se os que já lá estão saírem, os brutamontes dominarão todas as actividades do parque infantil. O que os que já lá estão têm de fazer é continuarem a brincar amigavelmente uns com os outros, mas partir os cornos aos bullies.

    • Milhais says:

      Entao achas bem, que amanha a Intel ( ou o manel la da esquina) te queira contratar e pagar 5 vezes mais para ires para os USA, mas o Governo Portugues te proiba pois esta a deixar escapar “Know-How”?

      Isto so diz que o mundo ja nao sabe realmente o que quer…

  2. Blox says:

    Uma medida que daqui a uma semana estará resolvida com a compra de empresas de recrutamento em Taiwan…

  3. Aj says:

    Boa sorte Taiwan. Se já estás debaixo do radar do Partido Comunista da China, agora ainda ficas mais, o que te tem válido é a marinha amaricana.

  4. Atento says:

    Se é assim, não consigo entender a contínua escassez de chips aliada ao aumento brutal de preços que tem ocorrido nos últimos meses. O excesso de procura, aliado à paragem (temporária) das fábricas, não me parece justificar tudo.
    Estou a assumir que China contrata para aproveitar excesso de mão de obra qualificada …
    Parece-me que se está a assistir a uma revolução no mercado dos semicondutores, com a Europa a não querer ficar dependente de terceiros, mas a arrancar de um lugar muito atrás, na grelha de partida.

  5. jorge says:

    A europa que ponha os migrantes a trabalhar, pois eles sao todos formados em nao querer trabalhar.

    • just_saying says:

      E tu és formado em que? Pelo discurso és formado em xenofobia, e isso diz mais de ti do que toda a gente que queres atingir com esse comentário.

  6. Vai-te catar says:

    FINALMENTE!

  7. supersilva says:

    Democracia, piada né, só até começar a me incomodar ou um nome bonito para falar da boca pra fora somente.

    • Don Lae says:

      Democracias que se submeterem a regras ao lado de estados totalitários (ainda por cima gigantes, como neste caso) que não as respeitam, são e têm sido condenadas ao fim.

      Compara só os índices de liberdade económica (sem falar da liberdade política) da China e do Taiwan…

  8. João Lemos says:

    Taiwan proíbe a China? Taiwan não proibiu nada na china, nem consegue. O que na realidade se passa é “Taiwan proíbe talentos em semicondutores de trabalhar no continente”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.