Quantcast
PplWare Mobile

Tags: linkedin

LinkedIn: a rede social de emprego vai demitir quase mil funcionários

O LinkedIn anunciou que vai demitir perto de mil dos seus funcionários. A rede social profissional direcionada para a procura e oferta de emprego está também a passar uma crise devido à pandemia da COVID-19.

Este despedimento em massa corresponde a cerca de 6% do quadro de funcionários da plataforma e foi motivado pela queda na quantidade de contratações.


LinkedIn processada depois ser apanhada a ler o clipboard do iOS

Com a chegada do iOS 14 da Apple, ainda que em testes, algumas realidades foram reveladas sobre as apps que ali correm. Ficou claro que algumas estão a aceder a dados dos utilizadores e a áreas onde provavelmente não deviam.

O LinkedIn foi uma das muitas apps apanhadas a ler e a copiar o clipboard do iOS 14, o que não deixou ninguém satisfeito. Agora, e dando sequência a este caso, a empresa da Microsoft está a ser processada.

LinkedIn iOS dados iPhone clipboard


LinkedIn e Reddit estão a corrigir as suas apps para não aceder ao clipboard do iOS

Desde que o iOS 14 foi apresentado que têm surgido informações sobre apps mal comportadas. Estas passam o tempo a ler o clipboard do iPhone e assim têm acesso a informação que provavelmente não era suposto terem autorização de ler.

Estas apps necessitam de ser alteradas pelos programadores para não terem este comportamento e assim manterem os utilizadores protegidos. Depois de várias identificadas, surja agora informação que o LinkedIn e o Reddit vão mudar e assim abandonarem esta sua faceta.

iOS LinkedIn Reddit clipboard iPhone


Qual a melhor hora para se publicar algo nas redes sociais?

Quem tem uma presença forte nas redes sociais ou gere uma página de empresa, sabe que nem todas as horas são boas para se fazer uma publicação, mesmo que seja muito cativante.

Assim, deixamos alguns infográficos que mostram qual a melhor altura para se publicar nas diferentes plataformas sociais, consoante os objetivos.


LinkedIn atinge 675 milhões de membros e continua a bater recordes

Segundo o CEO da Microsoft, “a cada 7 segundos, alguém é contratado pelo LinkedIn“.

A rede social vai cimentando o seu caminho, sem muitos alaridos, nem propaganda, mas com solidez. É direcionada para o ramo profissional e atingiu os 675 milhões membros em 2019, tendo aumentado as suas receitas em 24%.