Quantcast
PplWare Mobile

Tags: Júpiter

A lua de Júpiter, Europa, tem gelo que brilha no escuro

Europa, a lua de Júpiter, é umas das maiores do nosso sistema solar. Aliás, este satélite é apontado como tendo potencial a haver vida, face a um variado número de fatores, como a existência de água em estado liquido. Contudo, esta lua é agora notícia, pois poderá ter gelo que, no seu lado escuro… brilha!

Estas conclusões foram obtidas depois de experiências mostrarem que o tipo de gelo que cobre a superfície da lua brilha sob radiação.

Ilustração da lua de Júpiter, Europa, com o gelo a brilhar


A culpa de Vénus ser um inferno é de Júpiter, tudo poderia ter sido diferente e habitável

Com cada vez mais conhecimento dos processos de formação dos planetas, os investigadores vão descobrindo o que “correu” mal e o como poderia ter sido a Terra e os planetas do nosso sistema solar. De acordo com uma nova investigação da Universidade da Califórnia em Riverside, Vénus poderia não ser uma paisagem infernal sufocante e sem água hoje, caso Júpiter não tivesse alterado a sua órbita em torno do Sol.

A culpa é de Júpiter, um gigante que com a sua ação pode comprometer a vida dos outros planeta e mudar o rumo da história.

Imagem Vénus que foi influenciado por Júpiter


Wow… Júpiter pode ter 600 luas

Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, é ainda pouco conhecido, apesar do que se pensa saber sobre este gigante gasoso. O desafio de novas descobertas levou a que astrónomos no Canadá tenham encontrado algo surpreendente. Segundo eles, foram descobertas evidências de 45 novas luas minúsculas a orbitar Júpiter. Aliás, depois desta constatação, os especialistas dizem mesmo que o planeta pode ter 600 destes satélites naturais no total.

Ainda não se conhecem mais de 79 luas, mas parece não faltar desafios para os próximos tempos.

Imagem de Júpiter acaba de captar pela NASA com a lua Europa ao lado


Podem não acreditar, mas existe um planeta cor-de-rosa

Pouco ou nada conhecemos sobre o Universo. Apesar de termos hoje tecnologia que explora conhecimento e milhões de anos-luz da Terra, a verdade é que ainda somos e seremos surpresos com descobertas que extrapolam a nossa imaginação. Assim, provavelmente poderá não acreditar que existe um planeta cor-de-rosa, mas este já foi descoberto.

Astrónomos avistaram um novo exoplaneta gigante gasoso que se formou há cerca de 160 milhões de anos e agora está a brilhar em rosa.

Imagem ilustração de um planeta cor-de-rosa mostrado pela NASA


Juno da NASA capta imagens impressionantes da atmosfera agitada de Júpiter

Júpiter, o gigante composto principalmente de hidrogénio que tem tempestades violentíssimas conforme demonstra a sua atmosfera rica em eventos astronómicos. A testemunhar alguns destes acontecimentos está Juno, a sonda da NASA que órbita Júpiter desde 2016 e nos fornece imagens de uma forma íntima do maior planeta do nosso sistema solar. Contudo, quatro anos depois, a sonda continua a lançar luz sobre o grande planeta de gás.

Duas novas fotos tiradas pela JunoCam mostram a atmosfera iridescente e conturbada de Júpiter em detalhes impressionantes. Tais imagens estão a levantar novas questões sobre a composição do planeta.

Imagem da atmosfera de Júpiter tirada pela sonda Juno da NASA