Quantcast
PplWare Mobile

Tags: impressões digitais

Sabia que é possível não ter impressões digitais?

Se há coisa que nos caracteriza enquanto seres humanos únicos, é o nosso ADN. Aliás, tal como este que é único, também as nossas impressões digitais não se repetem em mais ninguém do mundo e são intransmissíveis.

Por obra do ADN, Apu Sarker e a sua família não possuem impressões digitais em nenhum dos seus dedos. Estranho, não é? Perceba por quê!

Impressões digitais


Huawei: smartphones poderão ter impressão digital em todo o ecrã

O desenvolvimento de smartphones tem que se ir reinventando para se poder oferecer algo novo ao consumidor e, assim, continuar a ser um segmento apelativo. Dos smartphones com ecrã completo, aos modelos com zoom ótico absolutamente incrível, até ao zoom digital de mais de 100 vezes, agora qual será o próximo passo?

A Huawei começa a revelar um pouco daquilo que quer oferecer no futuro.

Huawei: smartphones poderão ter impressão digital em todo o ecrã


Smartphone Xiaomi tem câmara funcional no sensor de impressões digitais

As questões de segurança associadas aos smartphones são, constantemente, levantadas. Normalmente, são associadas a aplicações móveis, muitas vezes de terceiros, mas também existem casos onde as próprias fabricantes são colocadas em causa.

Relacionado com esta temática, um utilizador de um smartphone Xiaomi encontrou algo que provavelmente a maioria dos utilizadores nunca tinha pensado sequer que tal pudesse existir. No sensor de impressões digitais foi encontrada uma câmara a funcionar… ainda que com imagem muito fraca.


Xiaomi mostra o primeiro ecrã LCD com sensor de impressões digitais integrado

A Xiaomi, através da sua marca subsidiária da marca Redmi, anunciou que implementou com sucesso um leitor de impressões digitais em ecrãs LCD. Desta forma, sendo este um painel mais barato, a tecnologia poderá agora ser produzida em massa.

Portanto, o cenário dos smartphones baratos, ainda com ecrã LCD, dependerem do sensor biométrico colocado na traseira ou lateral, vai mudar. Em 2020, os fabricantes de LCD irão poder dar um passo em frente.

Imagem de um smartphone Xiaomi Redmi com ecrã com leitor de impressões digitais


Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm

As tecnologias de autenticação biométrica evoluíram muito nos últimos anos. O sensor de impressões digitais ultrassónico da Qualcomm – que pode ser colocado sob vidro ou metal – revelou ser inovador, mas as falhas de segurança condenaram a sua reputação.

Esta realidade pode ser crucial para uma mudança nos smartphones da Samsung, inclusivamente já no próximo Galaxy S11. A fabricante sul-coreana está a pensar deixar os sensores da Qualcomm e optar por algo mais convencional.

Falhas de segurança podem levar a Samsung a deixar os sensores biométricos da Qualcomm