PplWare Mobile

Tags: Hospitais

COVID-19: Cibercriminosos estão a prejudicar gravemente ação dos hospitais e OMS

Cibercriminosos tentaram invadir a sistemas hospitalares em Espanha, França e até na Organização Mundial de Saúde. Para tal, os atacantes criaram um engodo, enviando e-mails aos funcionários do hospital que os levava a descarregar malware para as suas máquinas. As autoridades policiais descobriram tentativas que tinham a intenção clara de “infetar” os computadores dos hospitais de vários países.

Numa luta contra a pandemia, esta é uma altura em que os hackers entenderam que o sistema estaria mais fragilizado.

Imagem ciberataque aos hospitais que combatem o coronavírus


Portugal: Politécnicos juntam-se para criar ventiladores para hospitais

Apesar de ainda só estamos no início do impacto da pandemia da COVID-19 em Portugal, alguns hospitais têm vindo a lançar alguns pedidos. Portugal tem apenas cerca de 1400 ventiladores e nesse sentido é preciso arranjar soluções urgentemente.

Uma rede de politécnicos juntou-se para criar protótipos de ventiladores.


Project Nightingale – Google está a recolher secretamente registos médicos dos utilizadores

Não é novidade que as grandes empresas tecnológicas estão a virar o seu foco para a saúde. Nesse sentido, parcerias entre hospitais e gigantes como a Google, Amazon ou Microsoft, mostram haver já projetos em curso para recolher e tratar a informação médica dos utilizadores. Segundo informações do WSJ, a Google está já em 21 estados americanos a recolher informação para o seu Project Nightingale.

A Google está a recolher secretamente dados pessoais de saúde de milhões de americanos.


Malware nos hospitais consegue enganar médicos e mostrar que pacientes têm cancro

O malware tem conseguido ganhar formas cada vez mais disseminadas e entrado em áreas que muitos julgavam impossíveis. Os seus propósitos são claros e passam sempre pelo comprometer da segurança dos utilizadores.

A mais recentes provas revelaram que é possível ter malware nos hospitais e que alteram os resultados os exames. Assim, é possível enganar médicos e mostrar que pacientes têm cancro.

Malware hospitais médicos cancro pacientes


Facebook tentou que hospitais partilhassem dados dos pacientes

Depois do escândalo em que se ficou a saber que o Facebook esteve envolvido num esquema de partilha de dados com a Cambridge Analytica, onde 87 milhões de utilizadores foram visados, os acontecimentos reveladores de uma gigante rede tentacular não param de ser agora desvendados.

Segundo informações agora tornadas públicas, o Facebook esteve em conversações com importantes hospitais e outros grupos médicos no mês passado, onde colocou na mesa uma proposta para que fossem partilhados dados sobre os pacientes mais vulneráveis.

Facebook quer dados dos pacientes nos hospitais