PplWare Mobile

Tags: fisco

Fisco “desliga” o complicómetro e passa a ter linguagem simples…

Certamente que já lhe acontecer receber uma informação da Autoridade Tributária e não perceber nada! É normal e não é caso único no país. Na verdade, são vários os organismos do Governo que não usam uma linguagem simples e direta na comunicação com os portugueses.

Atenta a tal cenário, sabe-se agora que as Finanças vão comunicar de forma “simples” com os contribuintes.


Já foi à caixa de correio? Pode lá ter uma carta do fisco para devolver IRS

Receber uma carta da Autoridade Tributária (AT) nem sempre é uma boa notícia! Mais ainda quando o objetivo é devolver dinheiro! De acordo com informações, o fisco detetou um erro em 10 000 declarações de IRS de 2015 e exige devolução de 3,5 milhões de Euros.

Se ainda não foi à sua caixa de correio é melhor estar atento!


É até hoje! Se tem mais de 50 mil euros no banco o fisco vai saber

É hoje, dia 31 de outubro de 2019, o último dia para os bancos comunicarem ao fisco quem tem mais de 50 mil euros na conta. A falta de comunicação desta informação por parte dos bancos à Autoridade Tributária, pode traduzir-se numa multa que poderá chegar aos 22 500 euros.

De acordo com a lei, apenas os saldos globais serão comunicados. No entanto, o Fisco poderá aceder aos seus movimentos caso pretenda avançar para uma inspeção.

É até hoje! Se tem até 50 mil euros no banco o fisco vai saber


Tem mais de 50 mil euros na sua conta? Banco vai informar Fisco

A notícia não é nova e era já no final deste mês que os bancos estavam obrigados a informar o fisco sobre as contas acima dos 50 mil euros. No entanto, houve agora um alargamento do prazo que se aplica apenas para as contas de quem reside em Portugal.

Saiba até quando os bancos têm para informar a Autoridade Tributária(AT) e o porquê de tal alargamento.


Lei já em vigor! Se tem mais de 50 mil euros na sua conta o fisco vai saber

Até 31 de julho de cada ano, as informações sobre as contas que, em 31 de dezembro do ano anterior, tinham um saldo superior a 50 mil euros vão ser comunicadas ao fisco.

A lei foi publicada em Diário da República na passada quinta-feira e entrou em vigor já esta sexta-feira, 15 de fevereiro.