Quantcast
PplWare Mobile

Tags: drones

Google apresenta o “Project Wing”, as entregas através de drones

A Amazon já não está sozinha na pretensão de utilizar drones para efectuar entregas.

Em 2013, uma das notícias de final de ano que aqui deixámos, tinha o título “Encomendas transportadas por drones – este é o Futuro!”. Na altura referíamos que a Amazon teria em fase de testes drones, apelidados de “Amazon Prime Air”, capazes de efectuar entregas de encomendas de pequenas dimensões em apenas 30 minutos, num raio de 16km.

A ideia foi aplaudida por algumas pessoas, mas ridicularizada por tantas outras. Contudo, o título que utilizámos na altura ganha agora maior expressão com a revelação da Google: também ela tem o seu projecto de entrega de encomendas através de drones, o Project Wing.

project_wing_google


Amazon decidida a entregar encomendas através de drones

Não é de agora que se conhecem as intenções da Amazon quanto à utilização de drones na entrega de encomendas de pequena dimensão. Em Dezembro do ano passado, Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, apresentou ao mundo aquilo que poderá vir a ser o futuro na entrega de encomendas da empresa.

Agora a empresa deu mais um passo nesta caminhada e fez um pedido por escrito ao Departamento Federal de Aviação norte-americano para que pudesse começar a testar os drones fora dos seus laboratórios de investigação.

drones_amazon


Drones ajudam no combate à poluição da China

Em muitas cidades chinesas o ar é irrespirável e o crescimento económico ao longo dos últimos 20 anos foi o grande causador dos altíssimos níveis de poluição no país.

Pequim parece que finalmente começou a perceber o real problema que tentou ignorar durante todos estes anos e as medidas de combate à poluição começam a surgir. Numa dessas medidas está incluída a utilização de drones para detectar fábricas que não cumpram com as regras ambientais impostas, que sobrevoam várias regiões industriais e gravam toda a sua actividade ilegal nocturna através de câmaras com infravermelhos.

china


Google compra Titan Aerospace, empresa que o Facebook queria

As grandes empresas tecnológicas não têm por habito perder tempo quando querem uma nova tecnologia ou uma ideia. A forma mais simples é optarem pela compra dessa mesma ideia ou tecnologia, independentemente de quem esteja interessado nela.

Foi precisamente isso que a Google acabou de fazer com a sua última compra. Apesar de o Facebook ter estado interessado na compra da Titan Aerospace, a gigante das pesquisas chegou e comprou a empresa que se dedica a criar drones de elevadas altitudes.

titan_1


Facebook aposta em drones para levar a Internet a todo o Mundo

Empresa de Zuckerberg pretende comprar 11.000 drones

O Facebook tem estado a passar por momentos de grandes mudanças, e todas elas com vista à ascensão da empresa, de forma a ampliar a sua influência a cada vez mais pessoas, passando ainda pela diversificação de áreas.

Assim, depois da tão falada compra do WhatsApp, o objectivo do Facebook parece ser a utilização de drones a energia solar, para que a Internet chegue aos locais mais isolados do nosso planeta.

SOLARA