Quantcast
PplWare Mobile

Facebook quer criar um Instagram para crianças, apesar das críticas

                                    
                                

Fonte: CNN International

Autor: Ana Sofia


  1. LA says:

    O que eles querem é encher ainda mais os seus bolsos. Estão a lixar é para a segurança das crianças. Cabe aos paizinhos terem mais juizo que os filhos e que o CEO do Facebook.

    • AlexX says:

      Desde sempre que cabe aos pais, agora mais que nunca. Infelizmente sobre este assunto poucos prestaram a devida atenção ao que disse Steve Jobs ou Chamath Palihapitiya de quem o pplware publicou uma entrevista muito boa há uns tempos. Isto deve ter muito mais a ver com providenciar mais um recreio para que lobos em pele de cordeiro possam aliciar crianças com pizzas.

    • Manuel da Costa says:

      As crianças já lá andam… algumas com perfis de pessoas mais velhas, para poderem lá aparecer.
      Seria era muito mais interessante o FB analisar o porquê de um só IP aceder a 100000 perfis, em poucos minutos, sem qualquer outra referência… isso sim seria útil para acabar com os 100000 milhões de contas que lá estão falsas e que são activadas em tempos específicos, como é o aproximar das autárquicas.
      O Chega é conhecido por gastar centenas de milhares de euros a contratar empresários de marketing para obter 3000 milhões de comentários publicitários e 80000 milhões a criticar os adversários. O PSD também o fez, com pouca incidência e o CDS foi quem liderou a onda de 2015 a 2019, mesmo assim muito longe dos valores patrocinados para o Chega.

  2. Algo says:

    “Para isso, serão consultados especialistas em desenvolvimento infantil, segurança infantil, saúde mental e dEfEnSoReS dA pRiVaCiDaDe.”

    Ha Ha Ha Haaaa

  3. Joao Ptt says:

    Facebook a querer algo para as crianças… venham eles aqui para o nosso recreio, que nós não os queremos no quintal dos outros (TikTok… Twitter… etc.).

    Quanto a não terem forma de identificar, é fácil, no Facebook exigem fotografia única, número de telemóvel, e cópia de um documento de identificação e mesmo assim não sei se permitem abrir conta… poderiam passar a exigir que todos assinassem um determinado documento de verificação de identidade com assinatura qualificada que incluísse a data de nascimento do utilizador, assim descartavam a responsabilidade da veracidade dos dados para as empresas de certificados digitais com certificados qualificados. Em Portugal a data de nascimento já está embutida no certificado digital do cartão de cidadão, mas se em outros países não tiver é questão da pessoa contratar um serviço que inclua tal informação… que aposto que o mercado não perderá a oportunidade de fazer dinheiro tão fácil
    É um problema, que não é realmente um problema, e se exigissem que todos os utilizadores no prazo de 1 ano submetessem um tal documento assinado com assinatura qualificada com a data de nascimento, num instante viam-se livres de contas completamente falsas, utilizadores com múltiplas contas, e poderiam colocar as protecções adequadas a cada faixa etária, e até poderiam, para as crianças e adolescentes até aos 18 anos respeitar um pouco mais a privacidade e não recolher nem utilizar dados para personalizar anúncios e essas coisas… e eventualmente até não apresentar qualquer publicidade a menores de 13 anos, para evitar acusações de explorarem a ingenuidade dos menores e coisas parecidas… caso os legisladores permitam que o facebook possa ter crianças nas suas redes sociais… é duvidoso… andam sempre com a desculpa do terrorismo e das criancinhas para passar tudo quanto é mau, mas depois quando algo de realmente mau acontece é só assobiarem para o lado que não passa nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.