Quantcast
PplWare Mobile

Facebook alerta após banir Trump: “Não usem roupa da empresa em público”

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. César Oliveira says:

    O mundo em geral e o mundo tecnológico em particular deve apertar cada vez mais o cerco aos extremistas, sejam eles de extrema direita como de extrema esquerda. Apertar o cerco por um bem comum de toda a humanidade.

    Precisamos de estar muito atentos para termos a capacidade de ver o quanto todas as extremas causaram de malefícios no mundo.

    Os extremos nunca fizeram e nunca farão o mundo ser um lugar melhor.

    Os extremos trazem consigo a violência, o ódio, o rancor, a crueldade.

    Nós enquanto humanidade, temos que parar de votar em pseudo salvadores da pátria.
    Temos que parar de votar em Trumps, Bolsonaros, André Venturas, e tantos tantos outros.

    • Milarilas says:

      Ter temos, mas ainda vais ter muitas surpresas a nível democrático. A civilização ainda não está lá intelectualmente, por isso continuará sempre a acreditar no Dom Sebastião sem se perguntar “espera lá… se calhar devia ser eu a querer melhor para o mundo e não um político”.

      • César Oliveira says:

        Sim, todos nós devemos fazer um mundo melhor.
        E se a sociedade está envenenada pelo materialismo, pelo egoísmo, como queremos ter bons políticos. Políticos interessados no bem comum. Não vamos ter.

        Mas será que todos os políticos são políticos apenas interessados em seus interesses pessoais ? Claro que não. Essa ideia é altamente prejudicial para a sociedade.
        Porque as pessoas verdadeiramente honestas e interessadas no bem comum pensariam muitas vezes antes de se candidatarem a um cargo político. E isso é realmente grave.

        Também as pessoas tem que começar a excluir em todos das suas intensões de voto os partidos extremistas.

        Por outro lado, pensar que não devemos votar em quem pensamos que não pode ganhar estaremos a criar um ciclo vicioso onde não sairemos. E esse ciclo vicioso se perpetuará até nós começarmos a votar em quem pensamos que não pode ganhar.

    • Rui Costa says:

      Agora imagina que o teu país um dia é governado por uma dessas extremidades e dizem:
      “É matar, prender ou banir tudo o que não pensa como nós….”

      O teu pensamento de querer eliminar algo somente porque é contrário à tua opinião não é exatamente a extremidade?

      As pessoas ainda são livres de pensar e ter opinião e de certeza que não é por publicitares isso, que essas pessoas deixarãoi de votar nos venturas desta vida.

      • César Oliveira says:

        Rui, não dar o direito a extremistas de se organizarem para espalhar a violência, o ódio, a crueldade, não é um ato extremista. É um ato de preservar o bem comum.

        A tu liberdade não é infinita. Assim como a liberdade dos extremistas não pode ser infinita.

        A liberdade deve vir acompanhada da responsabilidade.

        O que nós fazemos a um bebé por exemplo, não o deixamos ir para um lugar que seja perigoso para si mesmo.

        Assim também devemos agir com os doentes extremistas, não podemos deixar que eles causem mal a si mesmos e aos outros.

        • Asdrúbal says:

          César, as ideias e opiniões tem vindo a mudar com o tempo. O que hoje aceitas como verdade pode não o ser daqui a uns anos, vejamos um exemplo:

          Na idade medieval, os cruzados matavam os infiéis, todos aqueles que não se queiram converter ao cristianismo, segundo eles era “um ato de preservar o bem comum”. Ora, o povo daquela época achava isto correto, pois as suas crenças é que estavam certas, hoje achamos isso uma barbaridade.

          Acreditar que a tua ideia é a única correta, é sim um ato extremista porque não existe meio termo. Ou seja, para ti ou existe violência ou se “deve apertar cada vez mais o cerco”, ou seja, ou uma ponta ou outra…

          E que tal pensar num meio termo, onde os tais “extremistas” (os teus extremistas) tem também direito à sua opinião, tal como tu tens à tua e procuram uma forma de se entender? (de preferência sem que nenhum dos lados sofra violência não desejada. Sim, porque existem muitas formas de violência, não apenas a fisica)

          faz sentido para ti?

          • Bom Senso says:

            +100000000

          • jack madruga says:

            Com que então matavam os infiéis por não se converterem ou antes para roubar, pilhar, todos os bens?? Porque seria que eram tão ricos que até o Papa e Rei francês tinham divida para eles?

          • jack madruga says:

            será que era por não se converterem ou para pilhar á vontade??

          • Pedro Costa says:

            “Ora, o povo daquela época achava isto correto, pois as suas crenças é que estavam certas, hoje achamos isso uma barbaridade”

            Um lado do povo poderia achar correcto – o povo que “apanhava” acha?

            É como hoje – um lado acha-se correcto!!!

          • César Oliveira says:

            Asdrúbal, Sim, as ideias tem vindo a mudar conforme o tempo. Só um idiota não muda de ideias. Contudo, há ideias que não podem e não devem ser mudadas.
            Agora também há ideias e ideias.
            Se a ideia visa a violência(física ou psicológica), o ódio, o rancor, o poder a qualquer custo. Essas pessoas que as exprimem, precisam mais de médico do que de voz ativa na sociedade.
            Quando essas criaturas portadoras de ideias extremistas espalham a violência, o ódio, a vingança, elas estão a ir contra a liberdade de outras pessoas. Então, não, não devemos permitir que essas criaturas se organizem para espalhar o terror na sociedade.

      • acs says:

        Para apertar os extremistas existe a policia e os tribunais. Mandar essa gente para a clandestinidade é dificultar o trabalho da policia e tornar essas pessoas mais extremistas. Em vez de os proibires debate-os e explica porque a ideia deles està mal. Daqui a pouco ninguém pode sair à rua porque és um risco para a sociedade seguindo o teu concelho de proteger o bem comum.

        • César Oliveira says:

          Não pode existir liberdade absoluta, Acs.
          Os extremistas precisam mais de médico do que de voz ativa na sociedade.
          Porque a sua voz ativa na sociedade leva à violência, ódio, vingança, …

      • Samuel MG says:

        Já existiu isso cá!! O Estado Novo em que se prendia todos os que eram contra.

        • César Oliveira says:

          Sim, é verdade.
          E também muitos padres denunciavam quem não gostavam, quem não fosse à missa.

          Mas isso acontece em todos os regimes extremistas. No Comunismo, no fascismo, no nazismo.

    • someone says:

      Estou de acordo…mas num mundo ideal…

      “A tua liberdade começa quando a minha acaba…”

      Até que ponto é que estares nas extremas, podes estar a incitar a censura a estes grupos…infelizmente não há controlo…
      É claro que não defendo ideologias de extremas…mas tem que existir solução para reduzir estes extremos…e isso passa muito na educação que é dado em casa/escola/sociedade…

      Isto para dizer o quê: falta de disciplinas politicas e financeiras desde muito cedo na escola, para que as pessoas desenvolvam um espirito critico e aprendam a ouvir o próximo…

    • jorge santos says:

      Concordo. EXTREMOS não são a solução.

      • César Oliveira says:

        Exatamente Jorge. Se repares bem o Trump apresentava-se como um salvador da pática. E isso não existe.

        A humanidade está na terra à milénios para tentar conviver consigo mesma e o com os outros. com a natureza e biodiversidade que existe no mundo. E apesar de já termos feito muitos progressos ainda há muito a fazer. As ideias materialistas querem fazer parecer que isso é impossível. Mas não é. Enquanto não vivermos na terra com vista ao bem comum a humanidade estará andando em círculos numa espiral quase impercetível.

        Então duvidem dos Trumps, dos Bolsonaros, dos André Venturas e de todos os outros que existem ainda neste mundo.

      • César Oliveira says:

        Exatamente Jorge. Se repares bem o Trump apresentava-se como um salvador da pática. E isso não existe.

        A humanidade está na terra à milénios para tentar conviver consigo mesma e o com os outros. com a natureza e biodiversidade que existe no mundo. E apesar de já termos feito muitos progressos ainda há muito a fazer. As ideias materialistas querem fazer parecer que isso é impossível. Mas não é. Enquanto não vivermos na terra com vista ao bem comum a humanidade estará andando em círculos numa espiral quase impercetível.

        Então duvidem dos Trumps, dos Bolsonaros, dos André Venturas e de todos os outros que existem ainda neste mundo.

    • Vasco says:

      100% de acordo com a sua opinião. Aliás, ainda ontem repetia à minha filha isso mesmo. O extremismo representa de facto a maior falta de inteligência que alguém pode revelar quando confrontada com qualquer problema real e complexo.

    • jorgeg says:

      O costa e o marselfi sao o que exactamente?!

    • Pedro says:

      Engraçado referir nomes só de direita…..

    • Miguel says:

      O melhor é fazer como a China, ou seja, apertar o cerco á tecnologia e redes sociais.

  2. Anon says:

    Isso, provoquem e enfureçam os extremistas, forcem-nos a ir para parte incerta para eles poderem cozinhar loucuras á vontade sem ninguém ver. Há um ditado muito antigo que diz “mantém os amigos por perto e os inimigos ainda mais perto”. Eu quero esta gente bem á vista para os ter debaixo de olho.

  3. Ruben Mota says:

    Vivemos em um mundo infectado pelo virus mais perigoso que existe, o Comunismo.

    A violência dos chamados BLM ou Antifascistas, que mais nao são do que verdadeiros fascistas, era violência do bem.

    O presidente apelou à Manifestação, em protesto pela fraude eleitoral, que descambou em violência e a culpa é-lhe atribuída – a mer ver injustamente. Tem tanta culpa como os Democratas pelas mortes nos protestos de BLM.

    Como se ainda não bastasse, querem eliminálo do espectro político, destituindo-o/impedindo-o de voltar a concorrer. Uns verdadeiros fascistas com pele de cordeiro que não admitem contraditório.
    Quando acordarem vai ser tarde! Lembrem-se que a Venezuela e Cuba também começaram por eleger Chavez e Fidel.

    • toni says:

      Quando os mesmos bloquearam o estado islâmico já não era censura eheheheh

    • ze says:

      Não existe político americano mais próximo ao comunismo que trump ate troca cartas de amor a um deles looool

    • ze says:

      aahahah trump é o político americano mais próximo do comunismo até troca cartas de amor com um deles

    • César Oliveira says:

      Sim, concordo, o comunismo é uma praga maldita.
      Como também uma praga maldita é o fascismo, o nazismo.

      Todas as extremas são pragas malditas que ainda existem no mundo.

    • Asdrúbal says:

      Ruben o teu comentário é um pouco incoerente… misturas conceitos e ainda fazes o contraditório a ti próprio, mas isso até nem é o mais relevante no teu discurso.

      Tens de perceber que um presidente não é um cidadão comum, quando um cidadão comum fala, pode nem ser ouvido, pode ser ouvido mas ninguém lhe ligar patavina, ou até pode ser ouvido e prontos..
      Quando um presidente fala, as suas palavras e atos fazem eco, são exemplo para muitos.

      Portanto quando um presidente repete até à exaustão que houve fraude (mesmo sem provas) e quando ele diz (mais coisa menos coisa) “marchemos até ao capitólio e lutemos pelos nossos direitos”, está **EXACTAMENTE** a dizer isso mesmo, que os seus seguidores marchem e lutem, sem meios termos e sem lugar a interpretações.

      A história está cheia de exemplos de pessoas que seguiram cegamente os seus lideres, mesmo que isso tivesse com consequência mortes e derramamento de sangue (Cristo; Hitler; Radicais islâmicos suicidas, entre muitos outros)

      O que quero dizes é que quando um presidente fala, deve medir o que diz sob pena de ser responsabilizado pelas consequências dos seus atos.

      E aqui é o que se passa, ele até pode nem ter tido essa responsabilidade material, mas tem TODA a responsabilidade moral, por ocupar o cargo que ocupa!!!

      Compreendeste?

      • Ruben Mota says:

        Caro Asdrúbal, desde quando “marchemos” é incitação à violência?

        Quantas marchas de protesto se fazem todos os dias pelo mundo fora?! Percebo a sua tentativa de atribuir a Trump o que ele não disse, mas é so mesmo isso: uma tentativa.

        Um dos chavões mais utilizados por ele é Law & Order, isso mesmo pediu durante esse dia em posts no twitter e facebook.

        Houve fraude. Não seria possivel a Biden ganhar sem fraude!
        Obteve mais votos de que Obama, alguém acredita nisso??!! Impediu-se a verificação de assinaturas, existem estados com mais votantes do que eleitores e foram encontradas diversas caixas de votos pelo correio de estados Trumpistas.
        Isto são factos, não são suposições.

        E os fatos não deixam de o ser pelo simples facto de não terem cobertura mediática, que pelos vistos lava muitas cabeças.

        • oi says:

          são factos mostra lá esses factos

        • SSD says:

          “Factos”… Teorias da conspiração que já foram mais que desmentidas diz antes

        • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

          “Criminals hide the evidence,(…) let’s have trial by combat.”
          “We will never concede. We won’t take it anymore.”
          “You’ll never take back our country with weakness”
          Após repetidamente usar expressões como estamos a ser roubados, eles são criminosos, não podemos passar por alto este roubo; no final dizer para “ir de forma pacífica” deixa de ter sentido.

          -Querido, estou pronta <3
          -Querida, disses-te que querias brinquedos; tenho um presente
          -Oh? <3 <3
          -Toma…
          – hã????
          – É o sponge bob… Não gostas, querias o nemo?…. Estas mulheres….

        • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

          São tantos os factos que eles os perderam…
          Não foram impedidas as verificações de assinaturas.
          Todos os locais de votos tinham camaras de vigilância.
          E o único vídeo que conseguiram mostrar foi um que uma caixa foi puxada para fora de uma estante. Que foi desmitificado pois os votos nessa caixa (como comprova o vídeo completo!) já haviam sido contados.
          As máquinas registam o voto em digital e imprime em papel, é um failsafe. Eles têm o registo eletrónico, e têm em papel para confirmar.

          A quantos tribunais foram eles com uma banda de advogados, e nalguns nem foram ouvidos pois a testemunha que seria ouvida dizia que ouviu alguém dizer isto e aquilo sem ter como comprovar o que estava a dizer. Tu dizes que há provas, manda para eles pois eles não têm…
          https://www.youtube.com/watch?v=mh3cbd7niTQ Neste vídeo o advogado até disse que não tinham provas. São os primeiros 15-20 segundos, nem precisas de ver tudo se não quiseres.

          O que quiserem fazer com a democracia lá, é com eles. Mas se não têm como comprovar, para quê este escambeche todo.
          Exemplo, Eu acho que o meu mecânico andou a fazer alguma trama no meu carro para eu lá voltar. O que faço? Vou a outro mecânico para comprovar. Se ele não me sabe dizer se houve trama ou não; o que quer que eu faça, não vou conseguir nada devolta do primeiro mecânico. Posso ir lá e reclamar mas não vou conseguir nada com isso.

          Dizer que teve mais votos não é em si uma prova.
          Houveram muito menos abstenções, ou onde foste ler (ou ver) não mencionava isso?

        • oi says:

          ruben então esses factos?

          • Ruben Mota says:

            Caro Oi, não sou motor de busca nem pretendo dedicar o meu tempo a instruí-lo ou a provar o que quer que seja.
            Sei os videos que vi e os depoimentos a que assisti, sob juramento.
            Sei também de quem são as maquinas de voto e cujo CEO foi agora nomeado para a Fundação de George Soros.

            Pesquise, instrua-se e lave o cérebro.

          • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

            @Ruben Mota, referes-te a este vídeo? https://www.youtube.com/watch?v=v62C-riEZ0I
            O sistema de voto nos US é mais seguro do que em PT, mesmo assim querem que o voto impresso pela máquina seja novamente assinado para garantir que a pessoa conferiu que o que selecionou na máquina corresponde ao papel.
            Não é que não seja uma boa ideia, mas instrua o seu cérebro sobre o porquê…
            As pessoas (neste caso republicanos) diziam que os seu votos foram alterados… Hum… como? Não confirmaram o seu papel?
            Já agora, viste algum vídeo sobre como conferem os votos? Pesquisa e intrui o teu cérebro 😉

            Existem documentários neutros a mostrarem como são validados os votos… Ir para vídeos democratas ou republicanos é pedir para seres enganado e sujares o teu cérebro com informação errada…

        • PeterJust says:

          Nunca vi tanta burrice e ignorância num só post. O virus és tu que acreditas em tudo o que te dizem ou em qualquer teoria da conspiração ignóbil. Estudasses e aprendesses a pensar por ti próprio, agora és um energúmene, és a ignorância cega que te tolha a razão, és caro para a sociedade só pelo oxigénio que gastas e o lixo moral que produzes.

          • Rúben Mota says:

            Infelizmente vivemos numa democracia, onde qualquer acéfalo dizer o que pensa e chamar-lhe opinião, sem quaisquer consequências – como é o caso do ilustre Peterjust.

            O pior de tudo é que, à semelhança os declarados oficialmente como incapacitados mentais, o voto dele vale tanto quanto o meu.
            Votos de rápidas melhoras.

  4. Fernando says:

    Estou muito preocupado com a censura que vigora nas redes sociais. Vem aí o “Admirável Mundo Novo”. Depois não se queixem. Têm o que pediram.

    • Hélio Musco says:

      O “Admirável Mundo Novo” não era contra a censura ou forma de pensar.

    • greego says:

      Queres continuar que estas redes sejam um veículo de ódio, racismo e todos os extremismos possíveis?…
      Elas mesmas não tiveram filtros para com estes extremismos…
      A democracia não pode ser um albergue de tudo o que é de condenável em sociedade…

      • sdfg says:

        as redes sociais criam o extremismo. repara, todas as redes sociais mostram-te aquilo que te interessa, se tu es mais inclinado para a direita, mostram-te comentarios e posts de direita e vice-versa. nunca ficas exposto a outras opinioes. quando ha um impacto de opinioes muito diferentes do que estas habituado ficas chateado e dizes que esta errado.. e repete-se.

        • RPG says:

          É assim, se assim o quiseres LOL.. Se fores alguém que gosta de ouvir “ambos os lados”, e posteriormente formar a tua opinião, podes muito bem seguir páginas/pessoas de ambos os lados, e consequentemente terás feed de ambos.. easy..

        • PeterJust says:

          Se és de direita levas com fake-news da direita, se és de esquerda levas com fake-news de esquerda e por ti, está tudo bem… Então se um jornal pode pagar multas ou mesmo ser processado por publicar noticias falsas as redes sociais já não tem de cumprir as regras porquê?

    • PGomes says:

      Como és ignorante, não sabes que a garantia de “free speech” apenas se aplica às instituições governamentais.
      As empresas são entidades privadas e têm todo o direito de escolher quem apoiam.

      • acs says:

        Pois têm mas não podem moderar conteúdo e depois virem dizer que não são responsáveis pelo conteúdo. é uma coisa ou outra. Se querem moderar conteúdo então têm de ser responsabilidades pelo mesmo conteúdo que têm. O único conteúdo que dever ser removido é o que é ilegal na lei. Simples.

        Eu posso processar-te pelo que dizes mas não posso processar a google ou facebook pelo que deixa os outros escrever quando são eles que escolhem o que fica e o que não fica. Isto não pode ser assim.

    • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

      As empresas têm Termos e condições; ele foi contra os termos e condições e ponto.
      Não há nada mais que falar.

      • acs says:

        Então da-me a possibilidade de os processar quando não são justos comigo, coisa que não posso porque estão defendidos por serem plataformas de conteúdo publico. Coisas que não são porque tal como os jornais eles escolhem o que aparece no site deles. Estas empresas não podem ter o melhor dos dois mundos.

        • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

          Poder ou não processá-las por esse motivo, não sei… és banido de um jogo (cs ou outro) e queres reclamar, também não te deixam. Pq? Porque têm razões para isso

  5. Miguel says:

    Recebi agora:
    Telegram surpassed 500 (https://t.me/durov/147) million active users.
    In the past 72 hours alone, more than 25 million new users from around the world joined Telegram.

    Quero ver as empresas Americanas a Banir o Telegram…hehehe Até o Putin tentou no passado banir e nao conseguiu.

    • SSD says:

      Hehehe agora já podem voltar a combinar manifestações como a da última quarta hehe podem ser que agora destruam ainda mais lojas e morram mais uns quantos hehe até pode ser que algum mais atrofiado se consiga inflitrar e meter umas balas no biden hehe isso é que era engraçado…
      Enfim para os miúdinhos de hoje em dia o importante é puderem dizerem as bacuradas que quiserem e quando quiserem. Nem questões como segurança nacional e dos cidadãos se sobrepõe é impressionante e triste diria.
      Já agora essa subida também tem muito a ver com as novas regras fo WhatsApp.

  6. B@rão Vermelho says:

    Eu continuo a não perceber bem para que servem as redes sociais, para mim serviram enquanto tinha familiares no estrangeiro, agora que já voltaram acabei com FB, acredito que há muitas utilizações pelo que valera a pena a sua utilização.
    Acho graça que as noticias falsas circulam 6x mais rápido que as noticias verdadeiras nas redes sociais.
    Há um estudo feito nos USA, que desde o massivo aparecimento das redes sociais, os suicídios nos jovens até aos 20 aumentou, e em algumas faixas etárias aumentou 140%, dá que pensar.
    Qual a razão para o aparecimento das Fake News?
    É algo que me custa a acreditar o porque da sua invenção

    • toni says:

      as noticias falsas sempre existiram já césar augusto recorria a elas o problema é o alcance e as bolhas se criam… Existem muitas pessoas não saiam do facebook e levam com aquilo todo o dia….O porquê da usa criação na minha maneira de ver é criar tribos e quando numa tribo o ser humano tem um instinto primitivo de proteger e confiar nos da sua tribo….

  7. J Rambo says:

    Como balizar o que é discurso extremista? Exemplo:
    – O discurso vegan é extremista, proíba-se;
    – O discurso identitário é extremista, proíba-se;
    – O discurso sobre identidade de género é extremista portanto proíba-se;
    – O discurso feminista é extremista portanto proíba-se;
    – O discurso sobre as alterações climáticas é extremista portanto proíba-se;
    – O discurso Religioso tem contornos que não me agradam e em que eu não acredito, proíba-se;
    – Não gosto de touradas, proíba-se;
    – O discurso do Chega é extremista, proíba-se;
    – O discurso do Bloco de Esquerda é extremista, proíba-se;
    – O discurso do PCP é extremista, proíba-se;
    – Não gosto da Cristina Ferreira, proíba-se;
    – Porno é contra a minha religião, proíba-se;
    -…

  8. Reis says:

    E a Rita Pereira.

  9. Tiago says:

    A China bane o Twitter, Facebook e restantes apps, toda gente diz que é falta de liberdade de expressão. O Twitter e as restantes empresas banem o Trump, já é aceitável.

    • maskOn-MaskOff Kung-Fu says:

      As empresas têm Termos e condições; ele foi contra os termos e condições e ponto.
      Não há nada mais que falar.

    • SSD says:

      A grande diferença é que a China faz isso á partida a toda a gente, enquanto que o Trump foi “marcado” depois de levar a uma manifestação que provocou a morte a 5 pessoas. Existe uma pequena enorme diferença.

    • César Oliveira says:

      Tiago, a china proibir as redes sociais é sim extremista.
      Banir os extremistas das redes sociais é um ato de justiça.

      Depende como tu usas as redes sociais. Se tu usas as redes sociais para falares com a tua família, com os teus amigos estreitando as boas relações pessoais é muito bom, muito justo.

      Agora usar as redes sociais para espalhar o terror, a violência(física ou psicológica), o ódio, o rancor. Isso não tem nada de bom, de Justo. Isso é um crime e deve ser proibido sim. Digo mais as pessoas que fazem isso devem ser presas sim. As suas vozes doentes devem ser caladas para que não atentem contra a liberdade da sociedade.

      Consegues entender a diferença Tiago ?

  10. jimmypt says:

    O Trumpas deve estar mesmo furioso,tiraram-lhe os brinquedos predilectos.
    Deve de estar farto de guinchar e rebolar pelo chão.A Melanias que o ature..mas também não
    ser por muito tempo..

  11. Antonio says:

    Só existem duas coisas pelas quais devemos lutar: LIBERDADE e JUSTIÇA.

  12. Zé Duarte says:

    Este Mark é muito esperto. Sabia que só ele ia levar porrada da grossa num beco qualquer então toca a mandar indirectamente ideias cá pra fora para os extremistas descarregarem a fúria no primeiro pessoal do Facebook que virem para não irem atrás dele.

  13. José Maria Oliveira Simões says:

    A velha história dos “dois pesos” e “duas medidas”. Ou como conseguir aprimorar as velhas técnicas com os avanços tecnológicos. Para o conseguir, nada melhor do que controlar os serviços e os meios usados para isso. É isso que se passa, nem mais, nem menos. O ser humano no seu “melhor”. Antes foi com pedras e paus, depois com balas e obuses, mais tarde com foguetes e bombas nucleares. E a imaginação fértil não pára aí como se está a ver. Hoje, quem controlar os meios de comunicação, está em clara vantagem, mas isso já é sabido à muito tempo que assim seria. Diria mesmo à decadas, ou mesmo mais. É a “arte” de manipular o próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.