Quantcast
PplWare Mobile

Novo estudo afirma que não existe matéria negra no espaço

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. arrebentador says:

    todos os dias há um novo estudo

  2. Robin Hood da Silva says:

    Black Matters Matter!

  3. Luis Henrique Silva says:

    O ser Humano só consegue ver a matéria ao seu nível de densidade em que estamos, existe outras densidades de matéria que para o Homem ainda é difícil de compreender, e vai demorar a lá chegar, e que tudo o que conhecemos provém de uma matéria ou mais propriamente um fluido universal que dá origem até à coisa mais básica que conhecemos, pois o nada não existe, onde pensem estar o vazio está preenchido por outro tipo de matéria num nível se quer pensado, por isso que é difícil ver vida em certos planetas devido ao nível de matéria que lá existe. A Terra um dia também evoluirá para um nível de densidade mais leve.

  4. Zé Duarte says:

    Claro que existe! Então para onde vão os espíritos das pessoas mortas?

  5. Samuel MG says:

    Falta de estudo das regras do Universo!! Já agora que não existe matéria negra que tal mudarem o nome de Buraco Negro para Buraco Apagado!!

  6. Sujeito says:

    Estão a tratar da coisa ao contrário.

    Caros, em investigação não se provam negativas, daí que o ónus de prova é de quem afirma a positiva.
    Como nunca se provou a positiva, não se pode dizer que “afinal” não existe matéria negra.
    Isso implica que se está a partir dum pressuposto inverso ao padrão, que é o do que se pode provar.

    São duas questões de lógica e ciência associadas à filosofia da ciência.
    Uma coisa que não é, não pode “afinal” não ser.
    Contudo, não significa que não seja, e tem de se deixar espaço para que “afinal” possa ser.

    Uma coisa que não estava certa não pode “afinal” estar errada.
    A suposição é que tem de ser interpretada como “afinal”, nunca a pressuposição.
    Está ao contrário.

    • AlexX says:

      Com essa partiste a loiça toda. E provaram alguma vez o que quer que seja? Apresentaram um modelo que vão continuamente modificando a seu bel prazer, dizem que é avanço da ciência ou um novo estudo e a malta engole. Mas tanto quanto sei ainda ninguém conseguiu sequer demonstrar que o modelo cosmológico de Tycho Brahe esteja errado. Com cenceitos matemáticos eles podem um dia e se quiserem, demonstrar que afinal as estrelas estão ali tão perto…

      • Sujeito says:

        Esse era exatamente o ponto.
        Não se tendo provado algo, esse algo não pode estar “afinal” errado. Poderá é “afinal” vir a estar certo.

        Matemática e seus modelos não são provas. Assim como um modelo cosmológico não o é.

        • AlexX says:

          Percebi, só te estava a dar razão. Com a loiça quis dizer que tocaste num ponto muito sensível, quem se atreve a questionar a ciência teórica é muitas vezes e imediatamente acusado de conspiração…só por motivos 😛

        • AlexX says:

          Só te estava a dar razão, com a loiça quis dizer que tocaste num ponto polémico, how dare you pôr em causa a ciência teórica com interpretações filosóficas 😀

  7. RUI SANTOS says:

    “a humanidade simplesmente não entende (ainda) verdadeiramente as leis naturais pelas quais se rege a matéria.” Esta é a abordagem dos cientistas que “provam ” que a matéria negra não existe. Tese esotérica bem ao estilo dos tribunais do Santo Oficio.

  8. RUI SANTOS says:

    Se a humanidade segui-se esta abordagem redutora ainda agora estaríamos agarrados às teorias de Ptolomeu e nos ver noas céus passar Ícaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.