Quantcast
PplWare Mobile

Crianças e jovens já passam mais tempo no TikTok do que no YouTube, diz estudo

                                    
                                

Fonte: TechCrunch

Autor: Marisa Pinto


  1. Crash171 says:

    Realmente a humanidade está perdida se depender dessa geração. Estamos diante de que talvez essa geração não seja mais inteligente que anterior, levando em conta todos os avanços.
    Tik Tok a rede social dos “acéfalos”.
    O meteoro deixou de ser uma ameaça pra ser uma salvação. Oremos.

    • Tiago Rodrigues says:

      O insta é semelhante…
      Eu não tenho redes sociais há cerca de 3 anos

      • Samuel MGor says:

        +1
        Eu só tinha Twitter e já o larguei, também era rara a vez que lá ia. Cada vez mais penso que as redes sociais só servem para fazer os jovens perderem bocados da massa cinzenta.

    • hfc says:

      Não concordo em nada disso, não é a proxima geração que esta perdida, é esta … onde os pais permitem e forçam os miúdos a ter um telefone nas mãos para não chatear, e isso é facilmente provado em qualquer restaurante. A culpa é da próxima geração?????
      A minha filha tem 17 anos, usa todas as redes sociais que aqui se fala, acabou o 11º Ano no quadro de excelência e tem uma cultura muito acima dos miúdos da idade dela, não é ela que é melhor que os outros, é porque em casa estão pais que dialogam, estão atentos e dedicam parte dos seu tempo aos filhos. Não culpem a próxima geração e sim esta que esta a estragar o futuro de todos, só porque é mais facil entreter que educar.

      • Fusion says:

        Mil likes para este comentário

      • Robin Hood says:

        E ainda a acrescentar que essa geração e a geração anterior que há mais pessoas a acreditar em teoria de conspirações e negacionistas, incluindo terra planismo, anti vacinas e afins.
        Todavia a geração anterior é a mais ignorante se colocarmos os comparativos.

        Cada geração possui algo de inútil a se passar o tempo, seja a TV de antigamente ou a internet de hoje. Isso nunca foi prova de inteligência.

    • Fusion says:

      Concordo contigo, mas a culpa é dos pais. As crianças até aos 16 anos não deveriam ter acesso a smartphones, no máximo uma telemóvel de teclas para comunicar com a família e pouco mais.

      Antes dos telemóveis também se ia aos restaurantes e as crianças choravam, faz parte, agora dar um telemóvel para as mãos? Nunca.

      Mesmo nas escolas deveria ser proibido, as crianças têm que brincar para desenvolver o cérebro, não estar os recreios todos a olhar para um ecrã

  2. o consciente says:

    Crianças e jovens (adolescentes) têm acesso a tiktok e YouTube por eles mesmos? Que faz esta sociedade e respectivos pais… os meus só acedem ao que deixo e não têm Smartphones.

    Crash171: dou-te 100% razão

  3. OBravo says:

    Com a Censura que o youtube tem neste momento , já esta morto.

  4. Profeta says:

    Só velhos do restelo nesta thread. Estão completamente desatualizados da realidade no que toca às redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.