Quantcast
PplWare Mobile

Noruega atinge 94,9% de carros eletrificados em novembro

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. MACnista says:

    Pudera com quase metade da nossa população conseguem isso quase em três tempos!! para não falar do nível de vida, claro!!!

  2. Miguel says:

    Acredito que para eles faça sentido, têm melhores ordenados, preço da electricidade mais baixo (pelo menos tendo em conta o ordenado), ajudas do estado e ainda por cima com o clima extremamente frio do inverno talvez os eléctricos funcionem melhor

    • Zé Fonseca A. says:

      É o oposto, é incrivel como os carros funcionam apesar das temperaturas, as temperaturas baixas são piores para as baterias do que as altas, acho que só se safam mesmo porque todos têm garagens e os carros não ficam na rua.

      • Miguel says:

        Na realidade eu li algo sobre isso, mas desconfiei, porque carros a combustíveis fosseis usam líquidos, combustível e óleos, que podem congelar durante a noite.
        Os eléctricos eu suponho que tenham menos performance, mas funcionam sempre.

        • Zé Fonseca A. says:

          Dependendo das temperaturas, e da isolação das baterias pode ter muito menos performance, mas isso vai de carro para carro.
          Claro que tendo o carro sempre em garagens e só saindo para circulação não vais sentir.

          • Miguel says:

            Mas andam, no caso dos a combustível vi que por vezes na Russia têm de deixar o carro ligado o inverno inteiro :O
            Por isso para eles suponho que um eléctico seja melhor, mesmo que pela manhã não se arraste.
            Contudo na minha situação o carro é um veículo secundário, uso mais mota, pelo que um eléctrico não me convém. Fica parado a desgastar bateria enquanto pago o aluguer sem andar. (sei que existe opção de adquirir com a bateria, mas fica ainda mais caro)

          • Zé Fonseca A. says:

            Tendo em conta que a gasolina congela aos -65º C não me parece que essa afirmação seja correcta, só com carros a gasoleo que congela aos -15º C, mesmo assim existem anticongelantes que se misturam com o combustivel para não congelar.

          • Miguel says:

            Parafina, esses países mais frios usam maior concentração mesmo por isso.
            Mas pronto, isto pode ser muito raro, apenas tinha visto recentemente um vídeo sobre Oymyakon, Russia e falaram sobre isto.
            https://www.rbth.com/lifestyle/329955-russia-cars-extreme-frosts
            Acredito que na Noruega não aconteça, mas ainda assim é possível um electrico não funcionar se deixado a -50ºC, essa é a questão?

            https://cleantechnica.com/2020/01/21/teslas-other-evs-in-extreme-cold-36c/
            Estava a contar com o que diz a notícia, menos performance, menos bateria, etc. Mas liga e chega ao destino sem chatices nem ter de ter cuidados extra.

        • Bruno says:

          Aluguei na Hertz um Model 3 RWD e funciona que é uma maravilha no inverno. Desde que não te esqueças de por anticongelante no limpa vidros. Não precisas de performance para nada, com -12c e estás com pneus de inverno e todas as estradas são a 80 e auto estradas são poucas e só perto de grandes cidades.

          • Miguel says:

            Claro, a performance é irrelevante quando tens paz de espírito.
            Ainda por cima em ambientes por vezes gélidos, onde há gelo na estrada.
            O que importa é rodar a chave e chegar ao destino sem truques.
            há cidades onde precisas de deixar o carro ligado o inverno. Nessas situações se tivessem um carro electrico que andasse menos até aquecer com certeza veriam um benefício acrescido.
            Até porque com carro electrico tens mais controlo no acelerador e arranque, porque não tens embraiagem

  3. TugAzeiteiro says:

    Excelente… agora só falta atingirem essa mesma percentagem para produção de energia limpa.. o que atualmente ainda não acontece!

  4. PeterOak says:

    Irónico, no minimo! A Noruega é um país rico porque possui reservas de petróleo que explora e exporta. Eles não poluem, apenas ajudam a poluir.

  5. Amilcar Alho says:

    Que carro é o da 1ª foto?

  6. (˵ ͡° ͜ʖ ͡°) says:

    Hipocrisia pura, para terem este tipo de carros, qual o Pais que ficou poluído com a extracção do matéria necessária, para o fabrico das baterias.
    1205

    • João says:

      Não fossem eles próprios grandes produtores de petróleo.
      Será que carregam os elétricos com energia solar?

    • Gonçalo says:

      quais sao os paises ficam poluidos para a estração e transporte do petroleo para tu andares no teu fumarento ? e em cima disso ainda refinas o petroleo e transportas para a bomba e queimas a gasolina no nosso pais

      • (˵ ͡° ͜ʖ ͡°) says:

        “A hipocrisia climática norueguesa”
        http://www.dw.com/pt-br/a-hipocrisia-climática-norueguesa/a-40141580

        “Noruega, responsáveis pela rede eléctrica local começam a ficar assustados com o futuro”
        observador.pt/2019/06/16/ev-noruega-assustada-com-excesso-de-popularidade/

        • Gonçalo says:

          claro que eles explorem petroleo sao é espertos e nao o usam vendem-no a ti para poluires tu no teu pais e eles la usam só energia limpa hipocrisia ? não amigo são espertos

        • luis carlos assunção ferreira says:

          Pois é tudo muito bonito mas a Noruega perde 2300 milhões de euros em impostos e vai acabar com as regalias e introduzir novos impostos para compensar as perdas, o IUC vai ser o 1o isto é como o MBway a princípio só facilidades, depois vêem as taxas e taxinhas

          • RC says:

            Já dizem isso desde 2015, continua tudo na mesma, e não é o iuc, coisa que eles nem têm, é acabar com a isenção de iva a carros que custam mais de 62 mil euros, tal como acontece cá.

          • Miguel A. says:

            Perdem de um lado, ganham de outro. Qualquer dia a Noruega está a vender a sua cota de CO aos países poluidores. Além disso, a Noruega teve um superavit fiscal durante 26 anos seguidos, agora têm que se ajustar. Com a poupança no gasto dos combustíveis, os consumidores noruegueses compra outras coisas, ganham poder de compra noutros artigos, e arrecadam IVA na mesma.

  7. João says:

    Como é que a Noruega produz eletricidade? Sei que tem muitas barragens. Fotovoltaicas não é de certeza.

  8. LA says:

    Com os nossos ordenados, com o preço da eletricidade e com as garagens existentes, nos prédios mais antigos, também vamos conseguir, na próxima encarnação.

  9. Jorge says:

    A notícia está um pouco mal dada. Dá a entender que 94,9% dos carros da Noruega são eléctricos, mas na verdade as vendas em Novembro é que foram 94,9% carros com baterias.

  10. traumatologiaeortopedia.com.br says:

    Carro elétrico é melhor para o frio, uai

    • Miguel says:

      Porque não? Performance reduzida, de que isso importa em ambientes gélidos?
      Eu não sou fã de electricos, mas há coisas positivas neles. Provavelmente não precisas de os deixar o inverno ligados, como fazem em algumas cidades.

  11. manuel says:

    Em relação ao titulo do artigo, Portugal tem 100% de carros eletrificados…

  12. eu2 says:

    94.9% dos carros, ou 94.9% dos carros vendidos?

  13. Melina says:

    Sou norueguesa e brasileira e venho aqui fazer um alerta! Estamos em crise! Carros elétricos gastam energia e se o país n tiver fontes abundantes de energia vão acabar como aqui!!! Estamos desligando tudo em um inverno de temperaturas negativas porque não temos energia! Minha conta de liz esse mesmo está mais alta que 3mil e 500 reais.
    N estou falando isso para esbanjar, essa eh a verdd que ngm quer ver! Acreditem carros elétricos so são soluções se forem movidos a painéis solares! Aqui eles estão nos levando a ruína!

  14. Joao Ptt says:

    Eu estaria seriamente preocupado é com a infra-estrutura para criar e distribuir tanta energia eléctrica.

    Sem falar que um impulso electromagnético seja do Sol ou de armas nucleares ou outras que criem tais impulsos pode deixar os veículos inoperacionais, mas mesmo que os veículos em si resistam… dificilmente a rede de distribuição de energia eléctrica resistirá. E se os transformadores forem pelos ares provavelmente demorarão décadas ou mesmo séculos a recuperar, porque construir cada transformador demora normalmente meses.

    • RC says:

      Então se os deixa inoperacionais, ficam todos encostados, sejam eléctricos ou não.

      Isso já aconteceu quando ? LOOL

      Ah sim, a EDP vai mandar vir os transformadores de Marte, demoram 9 meses a chegar.

    • Miguel A. says:

      Realmente, o maior problema de um impulso de uma arma nuclear é não poder carregar o carrinho eletrico… Há cada um…. Já agora, como é que espera que um carro a combustão com uma Centralina eletrónica funcione, cujo impulso eletromagnético seja suficientemente forte para inviabilizar um carro eletrico? Tendo em conta que os carros a combustão tem comando da injecção controlado por centralina? Há 20 anos, toda gente criticava os carros a combustão por causa do loby dos combustiveis, agora que há alternativas, criticam o loby dos eletricos… Haja paciência…

      • Joao Ptt says:

        Mas supostamente a probabilidade dos automóveis avariarem é menor do que se pensa, mas a rede eléctrica irá à vida de certeza, e o tempo de recuperação depende dos transformadores se salvarem ou não.

        • RC says:

          Foi a Maia que lhe passou essa informação ?

          LOOOOOL

        • Miguel A. says:

          Há problemas bem maiores que esses, acredita. Como, sistemas de suporte de vida de doentes, telecomunicações globais (inclusive comunicações satélite), energia global, abastecimento de água potável, conservação de alimentos nas cadeias de suprimento, bla bla bla. Teres um carro elétrico ou gasolina é o menor dos teus problemas. Acho que andas a ver demasiados filmes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.