Quantcast
PplWare Mobile

Noruega pode vender o último carro a combustão já em 2022

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Mig21 says:

    É tão exemplo como o Dubai equipar a policia com Ferraris e Lamborghinis. Quem pode, pode …

  2. Miguel says:

    Isto vai ser lindo, quem vai sofrer na pele esta marmelada toda são os pobres e calasse média, porque vão ver o raio do gás e da electricidade a ir para preços malucos num curto espaço de tempo.

    Estas coisas não deveriam se fazer assim a correr, porque o mundo não está preparado para deixar o petróleo e carvão do dia para noite como fonte de energia, agora existe países a usar o gás para gerar energia logo vai subir também para valores que só os ricos não se importam para eles é indiferente pagar mais 200% na conta de electricidade e mais 300% na conta do gás.

    Mas preparem a carteira…

  3. Secadegas says:

    Hipocrisia no seu melhor…

  4. Russel says:

    Posso confirmar que na Noruega um tesla é como um VW em Portugal, está por todo o lado.
    Mas isso apenas acontece porque quem compra recebe tantos subsídios que fica muito mais barato.

    A Noruega sempre foi hipócrita nestas coisas, ao ponto de gastar milhões para electrificar uma….. plataforma petrolífera. A Noruega ao não produzir carros vai limitar-se ao que os outros países fazem, que é comer e calar.
    Por agora sim, ainda conseguem carros eléctricos.. mas daqui a uns anos vão baixar a bolinha.
    O carro eléctrico nunca será o futuro e já todos viram isso. O hibrido neste momento é a melhor solução.

    • Iris says:

      Se a eletrificação da plataforma utilizar maioritariamente energias renováveis pelo menos parece-me melhor do que continuar a utilizar energias fosseis.

      Consigo entender que neste momento os carros elétricos não sejam uma boa alternativa, mas não consigo entender porque dizem que o carro elétrico não é o futuro.

      A tecnologia de certeza que vai evoluir muito na próxima década(Olhem o exemplo do PC/Telemóvel), a batereis o mais provável é ficarem cada vez melhor e eventualmente alternativas a baterias ditas normais (neste momento) também vão surgir.

      Não se esqueçam que se o hidrogénio vingar os carros continuam a ser elétricos!

      • Zé Fonseca A. says:

        O PC/telemovel é um excelente exemplo, as baterias mal evoluíram nos ultimos 20 anos, vão aumentando de capacidade apenas, e muito marginalmente, o que aconteceu foi que os pcs e telemoveis começaram a ser equipamentos com componentes de cada vez consomem menos bateria e com SOs cada vez mais optimizados e mesmo assim nunca se conseguiu chegar à era pre-smartphones nem a 1/10.
        A tecnologia das baterias vai levar decadas até estar pronta para os EVs serem uma solução global e não de nicho.

        No que diz respeito ao hidrogenio, a evolução do mesmo procura que deixem de ser electricos e passem a ter motores capazes de consumir o hidrogenio directamente sem necessidade de bateria.

        Nesta decada vamos assistir a crises energeticas que poderão ditar uma nova guerra mundial, e tudo em prol da pseudo neutralidade de carbono.

        • Iris says:

          Referia-me mesmo à evolução computacional, de processamento, do seu desempenho energético e às várias inovações na área computacional tanto doméstica como comercial.

          Concordo consigo em parte na questão da evolução das baterias em dispositivos móveis, mas apesar disso tenho de considerar que existe também uma grande habituação da população no que toca a carregamentos diários de baterias nesses dispositivos móveis exatamente por serem pequenas e demorarem cada vez menos pouco tempo a carregar. As empresas acabam por de certa forma não investir tanto na investigação por causa desta habituação do mercado funcionar bem desta forma.

          Esta habituação parece-me mais difícil de acontecer com os veículos elétricos, para já as pessoas não querem carregar um veículo diariamente mesmo que tenham carregamentos ditos rápidos. Poderá isto pôr em causa a estagnação na investigação de novas baterias ou de alternativas mais viáveis?

          Eu espero sinceramente que exista nos próximos anos várias descobertas e que as baterias utilizem cada vez menos subprodutos / produtos raros de mineração, que carregam mais rápido com menos degradação.

          Existe algum avanço em relação ao hidrogénio consumido diretamente sem necessidade de bateria (link)? Não conhecia a existência desta possibilidade.

          Seja ou não pela “em prol da pseudo neutralidade de carbono” tenho de dizer que fico contente pelo fator de não ter de respirar tudo que sai pelos tubos de escape quando ando pelas ruas. Claro que não é só aqui o grande problema, mas gostaria que fossem reduzidos ao máximo em todos os locais problemáticos.

          Se tivesse que ser o hidrogénio a ajudar não me importaria de o recomendar e aplaudir a sua adesão.

        • eu says:

          Os carros a hidrogenio nao usam baterias e ja sao eletricos. Mas levanta outros problemas nomeadamente a disponibilidade de postos de abastecimento.

        • RC says:

          Sabem tanto de veiculos a hidrogénio como eu de lagares de azeite. LOL

          Carros a hidrogénio são eléctricos na mesma, mas consomem 5x mais de energia eléctrica e recursos como minerais, portanto se eléctricos não são solução, muito menos será com hidrogénio, já que consomem mais.

          Se fossem bons a todos os niveis, o que não faltavam eram carros a hidrogénio a andar por ai.

    • Nuno says:

      cá está o russel boa corrida ontem puto, a noruega será o primeiro pais a ter todos os carros eletricos e toda a eletrecidade necessaria a vir de energias renovaveis e daqui a uns anos olhamos para lá dizemos “aqueles nordicos é que sao espertos neste pais não se faz nada disto” que é exatamente o que fazemos agr mas a culpa não é dos governos o que aconetece é que os nordicos são muito mis intiligentes que nós enquanto eles já estao a mudar tudo para eletricos nos estamos aqui a discutir se extrair petroleo e refinalo é melhor do que usar o sol e o vento para carregar o carro

    • Ricardo Gomes says:

      @Russel… Portugal deve ser o Pais da desinformação, da ma formação etc… Electrico é 100% o futuro, Hibridos ja morreram em todo mundo… e se ainda sobrevivem em Portugal é graças a Portugal estar sempre atrasado em tudo, tal como no teu comentario.

  5. Carl Marx says:

    Típico das sociedades marxistas. O estado e idiotas a planear a economia. Já todos sabemos qual vai ser o resultado.

    • @morcomzola says:

      Fonix … Independentemente da ideologia politica que tu apoias e das que tu odeias, tomara a todos nós que Portugal estivesse aos níveis dos calcanhares da Noruega economicamente. E vens falar da Carl Marx … Então estás a enaltecer o comunismo 🙂 …. ou estás apenas a ser irónico?

  6. Duarte says:

    Obrigado, com os “bolsos” cheios de petróleo também eu.

    Na Europa com o avançar da coisa começarem (que já começou) a distribuir o dinheiro dos impostos sobre combustíveis fósseis nas facturas de electricidade é que vai ser ver a malta chorar.

    • Pedro V says:

      Chora chora. Quando pt chegar ao salário mínimo de 1000 na EUR na Noruega vai em 7 ou 8 mil. Lá, a partidocracia pia mais fino.

    • Pedro V says:

      Angola, Brasil, Venezuela têm petróleo, não têm é a gestão norueguesa. É gastar até não haver nada. Depois vê-se. O mundo é para os espertos, não é para os chorões.

      • Duarte says:

        És Angolano, Brasileiro ou Venezuelano?

        • Pedro V says:

          Nem angolano, nem brasileiro nem venezuelano, mas conheço gente dos 3 países. Uma semelhança entre eles é a fuga da origem sem retorno, segundo apregoam. Noruegueses ainda não trabalhei com nenhum. Parece que sabem como gerir os lucros do petróleo. Parece que não precisam de emigrar para ganharem dinheiro que lhes permita viver, ao invés de sobreviver.
          Portugal está no rumo certo para se tornar um dos 3 supra mencionados. O que é pena.

          • Zé Fonseca A. says:

            O problema não é só má gestão, o problema maior é corrupção.
            Angola é o país mais rico do mundo em riqueza natural, petroleo, dimantes, ouro, tudo em grandes quantidades, e quem já lá foi percebe quem realmente beneficia da riqueza.

  7. IKAROS says:

    Países super-Rico’s em petróleo como a Noruega, não tem falta de petróleo para queimar para criar eletricidade.
    O resto do mundo continuará a comprar o petróleo deles, por isso vão continuar a enriquecer.
    Eles vivem numa utopia. Que bom para eles…

  8. Rui says:

    A Noruega pode dar-se a qualquer luxo, como este! Mas Portugal não pode!!!!!

    Já agora, é engraçado a Noruega tomar decisões destas, quando são um dos grandes exportadores de petróleo do mundo!!!!!

  9. Pedro V says:

    Em casa onde há pão ninguém ralha e todos têm razão.
    Bem podem chorar que têm petróleo, que têm isto e que têm aquilo. Alcançaram o que alcançaram por mérito próprio e por preferirem fazer-se à vida ao invés de esperar pela esmola do Estado. Certamente que não têm debates sem fim acerca do vestido da apresentadora ou das linhas de fora de jogo. Cada povo colhe o que planta.

    • Duarte says:

      Concordo, Portugal é medioce porque tem governos mediocres que são eleitos por pessoas mediocres.

      • Pedro V says:

        Aqui estamos de acordo, Duarte.
        Mas não se pode esperar melhor quando o maior “educador” só dá papas e bolos. Mais engraçado ainda é ouvir o discurso do Balsemão e depois comparar com o conteúdo da programação dos canais sic. É mais um hipócrita que vive bem neste mundo de espertos. Faz como eu digo, não faças como eu faço.

      • RC says:

        O problema não está nos governos, está em quem lá os mete,basta ler os comentários para ver o nivel de cultura dos Portugueses.

  10. Viajante says:

    Vejam o video abaixo e depois pensem se ainda querem um carro elétrico!
    ~
    https://www.youtube.com/watch?v=ZIpJczF1mWU

    • Gomes says:

      Então e a verdade escondida dos carros a Diesel/Gasolina?
      Gostava de ver esse filme também. Pelo menos um já existe, que é o “Deepwater Horizon”

    • eu says:

      Esse video apenas torna mais evidente a necessidade de carros elétricos. Visto que salienta que devemos extrair menos matérias primas (petróleo incluído) as baterias estão a evoluir ano após ano. E cada vez se torna mais urgente reciclar e reutilizar essas matérias primas. Ja para não falar no facto de alguns dos problemas salientados nesse video são causados pelo próprio governo chines. Ao se recusar a reconhecer a poluição como um problema urgente de resolver.

      • Viajante says:

        Pois mas isso é o que não está a acontecer com os carros elétricos.
        A poluição está a aumentar com a produção dos carros elétricos e isso é bem evidente no video!

        • eu says:

          A maior parte daquelas consequencias sao das duas 1

          1 – Provocadas pelo facto de o governo chines se estar a borrifar para o seu proprio povo
          2 – Se estar a borrifar para a poluicao

          Ja agora a produção de carros a combustao interna tambem faz aumentar a poluiçāo … a adopcao dos carros eletricos reduz as emissoes de co2, e isso acho que nao pode ser desmentido. O problema das baterias esta a ser resolvido aos poucos… a solucao nao e a ideal mas e melhor do que continuar a queimar petroleo, e ignorar os factos das emissoes de CO2

          • Zé Fonseca A. says:

            A visão é mesmo limitada, no video demonstram a china, mas aquilo passa-se por todo o mundo onde tenhas mineração de grafite, litio, cobalto e niquel, seja qual for o país, precisas de ter lavarias montadas que apenas funcionam por intermedio de metais pesados como mercurio e que poluem rios e lençois freaticos, e com isso matam as populações e ecossistemas num raio de 200km por mais do que 1 século.
            Intensificar a produção de EVs só vai piorar o cenário e vai fazer com que mais minas se abram, até em países como Portugal e Alemanha.
            Para se produzir o mesmo numero de carros EVs do que se produzem a combustão a fatura da poluição será exponencialmente maior do que a dos combustiveis fosseis, o CO2 não é um bicho papão quando comparado com rios e lençois freaticos contaminados durante 100 anos e com ecossistemas mortos e populações deslocadas 200 km.

          • Gomes says:

            Respondendo aqui ao caro Zé Fonseca.
            Alguns elementos, como o cobalto, são usados também para refinar a gasolina, mas vamos ignorar isso para já.
            Ao contrário da extracção de petróleo, que é um consumivel e tem de continuar a estrair sempre mais, e mais, e mais, etc, para o poder queimar, as baterias têm vida util para além do carro, e mesmo para além disso, podem ser recicladas em +90%. Além disso, está a haver grandes progressos no seu desenvolvimento, nomeadamente para usar menos metais raros ou contaminadores.

            É também sabido que a sociedade vai ter de usar menos o carro, seja ele eletctico, a gasolina, hidrogénio, etc.

            Mas também, entre contaminar uma zona por 100 anos, ou fazer derreter o polo norte que tem milhões de anos, não sei o que será pior, venha o diabo e escolha.

          • Zé Fonseca A. says:

            Que grande lol.. o cobalto no refino é usado como catalisador, chamas a isso utilização? Todos os dias tenho gases em maior quantidade…
            As baterias podem ser recicladas sim, mas mesmo recicladas vão durar uns 20 anos no máximo, e para isso era preciso existirem empresas e programas para essa reciclagem, neste momento o que tens é tudo DIY, nada que possas massificar. Já a evolução das mesmas para outros metais, boa sorte na espera.

            Usar menos o carro? Essa é para rir, mesmo que passemos a usar menos o carro é indiferente face ao crescimento da população mundial, a tendencia é sempre para piorar e nunca melhorar, eu pessoalmente nunca vou deixar de usar carro e tenho metro à porta, é tudo uma questão de opção.

            Se para ti matar milhões de animais e plantas e matar familias que não se deslocam porque não têm empregos nem o que comer noutro lado não é um problema já podias ter avisado.
            Mas ficas informado que para chegar ao nível de todos os carros mundiais passarem a EVs isso vai acontecer mais perto da tua casa que imaginas.
            Já o derretimento dos glaciares é algo inevitavel que ninguém pode fazer nada em relação a isso e que o impacto do aumento da temperatura e do nivel do mar não é tão grave quanto os cientistas alarmistas fazem crer.

          • RC says:

            Zé Fonseca A. porque vão durar 20 anos máximo, é você que decide quanto vão durar ?

            Quanto aposta que tenho uma bateria de um ev com 23 anos e a funcionar ?

          • RC says:

            Ze Fonseca A.

            Mentira, não invente, então porque a VW já tem uma fabrica de reciclagem, está em construção outra que é a maior da europa na Alemanha, a RedWoodMaterials já recicla à muito as da Panasonic e tesla. A Renault tem um Loures um centro não de reciclagem, mas de triagem, recuperação, desmontagem e recondicionamento de packs, ou seja, para de vários fazer outros.

            Não diga disparates só porque acha. Procure no google primeiro.

            Olhe, perto da minha casa exploram marmores, areias, argilas, calcário, entre outros, deixam grandes buracos abertos e poluem os rios, devo ser contra isso tudo e desejar que todos vão morar para as cavernas ?

            Também tenho por perto muitos pavilhões de aves, tanto de frangos como codornizes, deixam um cheiro no ar que no verão é dificil de suportar, pó, não se pode ter as janelas abertas entre outros problemas. No entanto dão emprego e recursos às populações, também devo meter-me contra isso e que comam ervas e plantas selvagens ?

            Deixe de ser egoísta e não pense só no seu umbigo. Se fosse mau como diz o mundo não estava para ai virado, consegue-me identificar um erro a nivel global durante o passado ?

    • RC says:

      Não arranja ai o documentário ” O Lado verde das energias negras”

      Já agora: há meses que ando a oferecer almoços a quem provar que o tesla mostrado ou igual, e as eólicas usam imans nos seus motores/geradores.

      Informo que até agora ninguém ganhou um almoço…..

  11. Lucas says:

    No meu apartamento de férias não tenho garagem.
    Não tenho dinheiro para um carro elétrico. Nem para a sua bateria nova.

    Tenho de ter dois carros para transporte para emprego de marido e mulher.

    Quando vou de férias faço no mínimo 600km para chegar ao destino.

    Quando vou para o emprego não tenho carregadores porque fica numa vila.

    Como faço? Mato-me?

  12. Sempre na boa onda says:

    A Noruega limpou 200 mil milhões de dinheiro sujo se não estou em erro ( procurem ! )…

    Tenha olho para o negócio !
    Venda a casa enquanto é tempo.
    É que se trata de uma vila e talvez seja o único com carro elétrico…logo vai dar mais prejuízo, até porque também pode carregar o carro em casa… Vende a casa e compra o eléctrico. LoL
    Ou não…
    Hahahahaha!!!!

    • RC says:

      Ah afirma as coisas e diz para procurar, certo, certo, não encontrei, importa-se de mostrar ?

      Eu tenho 3 e custaram menos de 10 mil euros, não foi preciso vender a casa.

  13. eu says:

    Tanta gente a falar de hipocrisia, mais hipocrita e a atacar uma tecnologia que tenta melhorar a situação so porque quer manter o carro actual, porque o “vrum vrum” e uma coisa muito linda e ter um carro a cuspir fumo negro durante anos a fio e uma optima ideia …. claro que os carros elétricos tem defeitos e as baterias precisam de mudar mas pelo menos sao um passo na direção certa, ou se calhar precisamos e todos de deixar de ter carro simplesmente. Seja ele qual for … passamos a andar a moda dos Flintstones … “yaba daba doooooo” e o catano !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.